2S_Classificação e nomenclatura__fev_2013

1,631 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,631
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
82
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

2S_Classificação e nomenclatura__fev_2013

  1. 1. Data da AULA Professor: Série: Matéria: Assunto:Classificação Biológica - Capítulo 1 -Sistemática e Cladísitica Professora Ionara 1 fevereiro 2013Evolução e Especiação
  2. 2. “Medida da diversidade relativa entre organismos presentes em diferentes ecossistemas". Esta definição inclui diversidade dentro da espécie, entre espécies e diversidade comparativa entre ecossistemas. “Totalidade dos genes, espécies e ecossistemas de uma região". Esta definição unifica os três níveis tradicionais de diversidade entre seres vivos: diversidade genética - diversidade dos genes em uma espécie. diversidade de espécies - diversidade entre espécies. diversidade de ecossistemas - diversidade em um nível mais alto de organização, incluindo todos os níveis de variação desde o genético.http://www.biodiversidade.rs.gov.br/portal/index.php?acao=secoes_portal&id=11&submenu=8 Professora Ionara 2 fevereiro 2013
  3. 3. “Medida da diversidade relativa entre organismos presentes em diferentesecossistemas". Esta definição inclui diversidade dentro da espécie, entreespécies e diversidade comparativa entre ecossistemas.“Totalidade dos genes, espécies e ecossistemas de uma região".Esta definição unifica os três níveis tradicionais de diversidadeentre seres vivos: diversidade genética - diversidade dos genes em uma espécie. diversidade de espécies - diversidade entre espécies. diversidade de ecossistemas - diversidade em um nível maisalto de organização, incluindo todos os níveis de variação desdeo genético. Professora Ionara 3 fevereiro 2013
  4. 4. Conceitos de espécie• Conceito biológico: organismos capazes de se reproduzir e dar origem a descendentes férteis.• Conceito filogenético: população ou grupo de populações definidas por uma ou mais condições derivadas. Professora Ionara 4 fevereiro 2013
  5. 5. Professora Ionara 5 fevereiro 2013
  6. 6. Professora Ionara 6 fevereiro 2013
  7. 7. Evolução e SistemáticaA sistemática evolutiva estuda a filogenia: ouseja, a história evolutiva das espécies . A Sistemática filogenética (ou cladística):usa as novidades evolutivas para formargrupos. Professora Ionara 7 fevereiro 2013
  8. 8. Sistemática Filogenética ou Cladística A diversidade de seres vivos resulta de processos evolutivos que ocorrem por anagênese e por cladogênese.Anagênese: processo pelo qual uma característica surge ou se modifica numa população ao longo do tempo, sendo responsável pelas novidades evolutivasCladogênese: processo responsável pela ruptura da coesão inicial numa população, gerando duas ou mais populações que não mais se comunicam Professora Ionara 8 fevereiro 2013
  9. 9. A AN NA CLADOGÊNESE AG GÊ ÊN NE ES SE E Professora Ionara 9 fevereiro 2013
  10. 10. Professora Ionara 10 fevereiro 2013
  11. 11. •cladogramas (clado = ramo), em que se destacam os pontos onde ocorreram oseventos cladogenéticos e se considera a anagênese como processo que origina asnovidades evolutivas. A filogenia só pode ser reconstruída com base em caracteresderivados compartilhados. • . • . Professora Ionara 11 fevereiro 2013
  12. 12. Professora Ionara 12 fevereiro 2013
  13. 13. Cladogramas• Para cada caráter é destacada qual a condição ancestral (ou primitiva) e qual a condição derivada que surgiu a partir desta condição primitiva.• Somente as condições derivadas são usadas para definir os agrupamentos.• Somente são aceitos grupos monofiléticos: formados por organismos que compartilham a mesma condição derivada de um ou mais caracteres e que descendem de um ancestral comum exclusivo. Professora Ionara 13 fevereiro 2013
  14. 14. Cladogramas• Para cada caráter é destacada qual a condição ancestral (ou primitiva) e qual a condição derivada que surgiu a partir desta condição primitiva.• Somente as condições derivadas são usadas para definir os agrupamentos.• Somente são aceitos grupos monofiléticos: formados por organismos que compartilham a mesma condição derivada de um ou mais caracteres e que descendem de um ancestral comum exclusivo. Professora Ionara 14 fevereiro 2013
  15. 15. Cladogramas• Para cada caráter é destacada qual a condição ancestral (ou primitiva) e qual a condição derivada que surgiu a partir desta condição primitiva.• Somente as condições derivadas são usadas para definir os agrupamentos.• Somente são aceitos grupos monofiléticos: formados por organismos que compartilham a mesma condição derivada de um ou mais caracteres e que descendem de um ancestral comum exclusivo. Professora Ionara 15 fevereiro 2013
  16. 16. Cladogramas• As partes que compõem um cladograma são: raiz, ramos, nós e terminais.• Os grupos de seres vivos compõem os terminais nos cladogramas.• Os ramos são as linhas do cladograma.• Nó:é o ponto de onde partem as ramificações. Representa o ancestral comum hipotético para todos os grupos acima dele. Os grupos acima de cada nó são monofiléticos.• Cada nó simboliza um evento cladogenético. Professora Ionara 16 fevereiro 2013
  17. 17. Professora Ionara 17 fevereiro 2013
  18. 18. Professora Ionara 18 fevereiro 2013
  19. 19. Professora Ionara 19 fevereiro 2013
  20. 20. Princípio da parcimônia Marcar o menor número possível de passos nocladograma: características que ocorrem em umnúmero maior de organismos são as primeiras aserem colocadas no cladograma a partir da raiz eassim sucessivamente. O princípio da parcimônia sugere que umadeterminada característica derivada deve ter surgidouma única vez na evolução. Por isso deve serapontada no cladograma uma única vez. Professora Ionara 20 fevereiro 2013
  21. 21. Professora Ionara 21 fevereiro 2013
  22. 22. Professora Ionara 22 fevereiro 2013
  23. 23. ? ? ? ? ? 5 4 3Expansão no púbis Expansão craniana 2 1 CladogramaOrifício no quadril Professora Ionara 23 Esmalte dentáriofevereirocamadas em 2013
  24. 24. Cladograma? ? ? ? ? 5 4 3 2 1 Professora Ionara 24 fevereiro 2013
  25. 25. chifreProfessora Ionara 25 fevereiro 2013
  26. 26. Allosaurus Stegosaurus Parasaurolophus Pachycephalosaurus Triceratops Chifre Crânio Dente Púbis Quadril Professora Ionara 26 fevereiro 2013
  27. 27. Professora Ionara 27 fevereiro 2013
  28. 28. Classificação Biológica Capítulo 1- Sistemas de Professora Ionara classificação Domínios e reinos 28 fevereiro 2013Categorias Taxonômicas e Regras de nomenclatura científica
  29. 29. Classificação é uma forma de organizar OSSERES VIVOS para facilitar o estudo.Taxonomia, agrupa os seres em TAXA-categorias de semelhança. Sistemática- investiga o parentesco evolutivo Há vários sistemas de classificação, usaremoso Sistema de 5 Reinos de Whittaker . Muitos sistematas usam na classificação um nívelsuperior ao reino, chamado domínio, considerandona classificação dos seres vivos três domínios quepodem incluir, conforme os investigadores, váriosreinos. Professora Ionara fevereiro 2013 29
  30. 30. Os critérios para formação dos grupos de seres vivos, variam . CRITÉRIO :É característica , um requisito usado para classificar  Alguns dos critérios básicos que usamos : Forma de nutrição: Autotrófica / heterotrófica  Número de células: Organismo unicelular/ Pluricelular Organização da célula : Procarionte / Eucarionte  Organização do corpo: Sem tecidos diferenciados / Com tecidos diferenciados / (pluricelulares)recentemente têm sido particularmente úteis os dados moleculares. Professora Ionara 30 fevereiro 2013
  31. 31. http://pt.scribd.com/doc/12446632/Evolucao-Dos-Sistemas-de-Classificacao Professora Ionara 31 fevereiro 2013
  32. 32. http://pt.scribd.com/doc/12446632/Evolucao-Dos-Sistemas-de-Classificacao Professora Ionara 32 fevereiro 2013
  33. 33. Sistema de Classificação de Copeland- 4 Reinoshttp://pt.scribd.com/doc/12446632/Evolucao-Dos-Sistemas-de-Classificacao Professora Ionara 33 fevereiro 2013
  34. 34. Sistema de Classificação de Carl Woese 3 Domínos, 6 Reinos http://pt.scribd.com/doc/12446632/Evolucao-Dos-Sistemas-de-Classificacao Professora Ionara 34 fevereiro 2013
  35. 35. Sistema de Classificação de Whittaker Professora Ionara 35 fevereiro 2013
  36. 36. Vírus, são acelulares. São SEM REINO!!!! Foto em microscopia eletrônica vírus atacando uma bactéria Professora Ionara 36 fevereiro 2013
  37. 37. Professora Ionara 37 fevereiro 2013
  38. 38. Professora Ionara 38 fevereiro 2013
  39. 39. Professora Ionara 39 fevereiro 2013
  40. 40. CATEGORIAS TAXONÔMICAS: Grupos de semelhança.Reino Professora Ionara 40 fevereiro 2013
  41. 41. CATEGORIAS TAXONÔMICAS: Grupos de semelhança. Filo Filo FiloReino Professora Ionara 41 fevereiro 2013
  42. 42. Filo Filo FiloReino Classe Classe Classe Professora Ionara 42 fevereiro 2013
  43. 43. CATEGORIAS TAXONÔMICAS: Grupos de semelhança. Filo Ordem Ordem Filo Ordem Filo OrdemReino Classe Classe Classe Professora Ionara 43 fevereiro 2013
  44. 44. Filo Ordem Ordem Filo Ordem Filo OrdemReino Classe Família Família Classe Família Classe Família Família Professora Ionara 44 fevereiro 2013
  45. 45. CATEGORIAS TAXONÔMICAS: Grupos de semelhança. Filo Ordem Gênero Ordem Gênero Filo Ordem Filo Gênero Ordem GêneroReino Classe Família Espécie Família Espécie Classe Família Classe Família Espécie Família Espécie Professora Ionara 45 fevereiro 2013
  46. 46. CATEGORIAS TAXONÔMICAS: Grupos de semelhança. Filo Filo .Filo Cordados Classe.Reino ClasseAnimal Ordem .Classe Gênero Felis Mammalia Ordem Carnivora Gênero Panthera Família Felidae Família 7.Espécies Família Panthera Panthera Professora Ionara fevereiro 2013 tigris onca46
  47. 47.  Cada um dos 5 Reinos, é subdividido em Categorias Taxonômicas conforme o grau de semelhança apresentado pelos seres em questão. Estas categorias são conjuntos organizados peloscientistas, para facilitar o estudo, sendo portanto,categorias artificiais.A única categoria taxonômica natural é a ESPÉCIE.Pertencem á mesma espécie, seres capazes de cruzarnaturalmente, produzindo descendentes férteis. Professora Ionara 47 fevereiro 2013
  48. 48. Professora Ionara 48 fevereiro 2013
  49. 49. REINO MONERA: BACTÉRIAS E CIANOBACTÉRIASOs invisíveis! Professora Ionara 49 fevereiro 2013
  50. 50. Reino Protista:PROTOZOÁRIOS E ALGAS Professora Ionara 50 fevereiro 2013
  51. 51. Reino Protista: Algas Professora Ionara 51 fevereiro 2013
  52. 52. REINO FUNGI:Sempre heterótrofos Amanita muscaria Alimento ouProfessora Ionara Veneno 52 fevereiro 2013
  53. 53. REINO PLANTAE (OU METAPHYTA) Professora Ionara 53 fevereiro 2013
  54. 54. Reino Animalia ( ou Metazoa) Professora Ionara 54 fevereiro 2013Lama glama
  55. 55. Categorias Taxonômicas• São criadas usando critérios de semelhança cada vez mais detalhados.• Os seres que podem IV cruzar e deixar descendência fértil são considerados da mesma ESPÉCIE Quais são mais diferentes? Quais são os mais semelhantes? Professora Ionara 55 fevereiro 2013
  56. 56. CRITÉRIOS PARA CLASSIFICAR OS SERES VIVOS EM 5 REINOS 1.TEM CÉLULA ? não sim VÍRUS 2. A CÉLULA tem ENVOLTÓRIO NUCLEAR e ORGANELAS MEMBRANOSAS? não sim Reino 4.Têm tecidos diferenciados? Monera não sim 3.Uni ou pluricelulares 4.Sempre Pluricelulares têm parede celular de quitina? Têm cloroplastos ? não sim sim nãoReino ReinoProtista Professora Ionara Reino Fungi Reino 56 fevereiro 2013 Animal Vegetal
  57. 57. Nomenclatura Científica• Nomes Duplos• Em latim, ou latinizados• Gênero , primeiro , inicial maiúsculaepíteto da espécie , depois, inicial minúscula• Grifados, em negrito ou em itálico• Outros detalhes possíveis: Sub-gênero entre parênteses, Sub-espécie e autor ao final. Bison (Bison) bison bison (Linne, 1758) Skinner & Kaisen, 1947• Oriza sativum• Felis domesticus• Apis mellifera scutellata• Equus asinus• Capra hircus• Panthera tigris• Phaseoulus vulgaris• Coffea arábica• Felis wiedii Professora Ionara 57 fevereiro 2013

×