Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Reino                               Monera03/04/13   Professora Ionara        1
Reino Monera1. Divisão do Grupo2. Caracterização    Indivíduos e colônias    Estrutura da célula bacteriana3. Ciclo vital:...
DomíniosBactéria ( Eubactéria)                                  Eucaria                              Archaea   Cianobactér...
Reino Monera     Caracterização     Indivíduos e colônias     Estrutura da célula bacteriana03/04/13              Professo...
03/04/13   Professora Ionara   5
2. Diversidade : Formas / Hábito- Individuais ou coloniais                                                                ...
Caracterização : Formas / Hábito- Individuais ou coloniais   1                                                            ...
Bactérias03/04/13    Professora Ionara   8
Cianobactérias (ou algas azuis )       Sempre Fotossintetizantes03/04/13        Professora Ionara      9
Cianobatérias03/04/13       Professora Ionara   10
Eutrofização:Excesso de sais minerais eleva as populações de algas e de cianobactérias .A biodegradação destes seres, redu...
Estrutura da Célula bacteriana03/04/13          Professora Ionara         12
Estrutura da Célula bacteriana                            Membrana plasmática                  Citoplasma            Pared...
•   Bem definidas chamamos                      cápsulas, mais amorfas são  Cápsulas e          chamadas de camadas limosa...
Flagelos e pilus•   Flagelos: para locomoção - (quimiotaxia positiva e    negativa),"ancorados" na membrana celular e este...
1              2              3              4                 5              6             7             803/04/13   Prof...
Técnicas para estudo de                  bactérias             1. Inoculação .             2. Meios de cultura –          ...
1. Semeadura ou inoculaçãoContaminação do meio de cultura com bactériasVídeo inoculação : http://www.e-escola.pt/topico.as...
2. Incubação03/04/13Professora Ionara              19
Antibiograma03/04/13      Professora Ionara   20
Identificação de Bactérias pelo          Método de Gram03/04/13      Professora Ionara     21
Parede celular: método de Gram Bactéria gram-negativa                                       Esquema de bactéria com parte ...
Parede celular: método de GramBactéria gram-positivaEsquema de bactéria com parte da célula removida.                     ...
Alça de platina para transferir as bactérias03/04/13Professora Ionara                                                  24
Fixação do esfregaço                     03/04/13Professora Ionara               25
1-Cobrir o esfregaço com gotas de cristal     violeta (ou violeta genciana-roxo),              esperar 1 minuto.          ...
Bactéria gram-positiva Esquema de bactéria com parte da célula removida.                                                  ...
Bactéria gram-negativaema de parte da parede celular e da membrana plasmática de bactéria    03/04/13            gram-nega...
2-Lavar a lâmina rapidamente em água       corrente ,desprezar excesso de       corante no ralo ,e, sem lavar...Professora...
3- ...colocar gotas de lugol, deixar                durante 1 minuto.                      03/04/13Professora Ionara      ...
• Descorar a lâmina com                    álcool etílico.Professora Ionara                     31                        ...
Bactéria gram-negativa         parede celular e da membrana plasmática de bactéria gram-negativa.  03/04/13               ...
• Lavar com água corrente.Professora Ionara                     33                    03/04/13
• Cobrir a lâmina com gotas de safranina,            deixar durante 30segundos.Professora Ionara      03/04/13            ...
Bactéria gram-negativa         parede celular e da membrana plasmática de bactéria gram-negativa.  03/04/13               ...
• Lavar em água corrente.03/04/13Professora Ionara                        36
Observaçã o com aumento de 1000 x   Streptococcus gramEm microscópio óptico                          negativo      Strepto...
Contagem de Coliformes fecais em água                             Colônias típicas: azuis 03/04/13                        ...
Reino Monera3. Ciclo vital:     Reprodução     Resistência     Diversidade Metabólica03/04/13          Professora Ionara  ...
Reprodução das Bactérias                                   Evolução e, resistência e                                   ada...
Reprodução assexuada das bactérias:amitose = aumento numérico    Parede celular   Duplicação do DNAMembranaplasmáticaMoléc...
Transformação : bactéria + “dna do ambiente”Molécula de DNA circular                                                    Fr...
Transdução :bactéria + vírus  Fago                           O DNA do fago          Quando o profago inicia o ciclo       ...
Conjugação:                     Troca entre duas bactérias         Plasmídeo    DNA bacterianoCélula “macho”     Pontecito...
03/04/13   Professora Ionara   45
Esporulação e resistência a adversidades ambientais  03/04/13            Professora Ionara         46
4. Diversidade metabólica das Bactérias               Respiração               usam O2Heterótrofas               Fermentaç...
4. Diversidade metabólica das Bactérias               Respiração                    Parasitas: instalam –se em            ...
4. Diversidade metabólica das Bactérias               Respiração                   Parasitas: alimentam-se de             ...
Diversidade Nutricional                                                  F                                                ...
Reino Monera1. Divisão do Grupo2. Caracterização    Indivíduos e colônias    Estrutura da célula bacteriana3. Ciclo vital:...
5. Importância ecológica das                     bactériasHETERÓTROFAS                      AUTÓTROFASParasitismo         ...
Importância ecológica das          bactérias HETERÓTROFASParasitismo             Doenças (*)Saprofitismo            Produç...
Importância ecológica das            bactérias AUTÓTROFASQuímiossíntese          Produção de alimento onde não há luz     ...
Doenças causadas por bactérias            Sistema vascularTifo epidêmico (transmitido por piolhos)Rycketsia provazekiiTifo...
Doenças causadas por bactérias          Sistema nervosoTétano – Clostridium tetaniMeningite –Neisseria meningitidesBotulis...
Doenças causadas por bactérias       Sistema tegumentarAcne ( Propionebaterium acnes)Erisipela Staphylococcus pyogenesImpe...
Doenças causadas por bactérias         Aparelho respiratórioPneumonia – Pneumococos e outrasAntraz- Bacillus antracisTuber...
Doenças causadas por bactérias                        Sistema digestório            Disenteria bacilar- Shigella ( várias ...
Doenças causadas por bactérias       Aparelho genitalSífilis- Treponema pallidumGonorréia - Neisseria gonorroheaeCistite -...
Bactérias e ciclo do nitrogênio Captação de                                 Composição de  Nitrogênio          FIXAR      ...
1- Plantas    FIXAR                               Passam compostos                                            nitrogenados...
1 Cianobactérias                                         1 Plantase Bactérias fixadoras dos                              P...
Etapas do Ciclo do nitrogênio           1 =?       2=?    3=?       4 =?03/04/13          Professora Ionara   64
Etapas do Ciclo do nitrogênio                                    FIXAÇÃO           1                               DECOMPO...
Alguns usos das bactérias em               Biotecnologia• Fabricação de alimentos:laticínios,ácido  acético,• Produção de ...
Cianobactérias (ou algas azuis )       Sempre Fotossintetizantes03/04/13        Professora Ionara      67
03/04/13   Professora Ionara   68
Importância de Cianobactérias• Produtoras de alimento e Oxigênio, base  das cadeias alimentares• São Fixadoras de Nitrogên...
Sites utilizados •   http://www.cientic.com/tema_procariota.htmlBacteriofagohttp://www.youtube.com/watch?v=F5WEDcNcJjY&fea...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

2 s aula 3_monera _março_2013

1,116 views

Published on

  • Be the first to comment

2 s aula 3_monera _março_2013

  1. 1. Reino Monera03/04/13 Professora Ionara 1
  2. 2. Reino Monera1. Divisão do Grupo2. Caracterização Indivíduos e colônias Estrutura da célula bacteriana3. Ciclo vital: Reprodução e resistência Diversidade Metabólica4. Importância Biotecnológica e ecológica03/04/13 Professora Ionara 2
  3. 3. DomíniosBactéria ( Eubactéria) Eucaria Archaea Cianobactérias Seres com células Espiroquetas Halófilas nucleadas ,mais Filamentosas Metanogênicas complexas , uni ou Rycketsias Termófilas pluricelulares, com ou Mycoplasmas sem diferenciação Ambientes extremos tecidual. e outras bactérias Reinos: Protista Reino Monera Fungi, Metaphyta Metazoa03/04/13 Professora Ionara 3
  4. 4. Reino Monera Caracterização Indivíduos e colônias Estrutura da célula bacteriana03/04/13 Professora Ionara 4
  5. 5. 03/04/13 Professora Ionara 5
  6. 6. 2. Diversidade : Formas / Hábito- Individuais ou coloniais 6 1 4 7 2 5 8 3 903/04/13 Professora Ionara 6
  7. 7. Caracterização : Formas / Hábito- Individuais ou coloniais 1 6 4 5 7 2 8 9 303/04/13 Professora Ionara 7
  8. 8. Bactérias03/04/13 Professora Ionara 8
  9. 9. Cianobactérias (ou algas azuis ) Sempre Fotossintetizantes03/04/13 Professora Ionara 9
  10. 10. Cianobatérias03/04/13 Professora Ionara 10
  11. 11. Eutrofização:Excesso de sais minerais eleva as populações de algas e de cianobactérias .A biodegradação destes seres, reduz o oxigênio disponível na água, principalmentedurante a noite .Os seres que resistem s estas condições , são , geralmente , apenas os anaeróbios 03/04/13 Professora Ionara 11
  12. 12. Estrutura da Célula bacteriana03/04/13 Professora Ionara 12
  13. 13. Estrutura da Célula bacteriana Membrana plasmática Citoplasma Parede celular Mesossomos Cápsula Ribossomos FímbriasEnzimas relacionadascom a respiração,ligadas à faceinterna da membranaplasmática Plasmídeos Nucleóide Flagelo DNA associado ao mesossomo 03/04/13 Professora Ionara 13
  14. 14. • Bem definidas chamamos cápsulas, mais amorfas são Cápsulas e chamadas de camadas limosas ou glicocálix.camadas limosas • Constituídas por polissacarídeos ou polipeptídio: o ácido poliglutâmico. • Não são essenciais à viabilidade celular • Algumas linhagens dentro de uma espécie produzem cápsulas outras não. • Podem conter enzimas / toxinas • Protegem as bactérias ,Inibem a sua ingestão e destruição pelos fagócitos do hospedeiro, • protegem contra bacteriofagos, contra desidratação e facilitam a adesão. 03/04/13 14 Professora Ionara
  15. 15. Flagelos e pilus• Flagelos: para locomoção - (quimiotaxia positiva e negativa),"ancorados" na membrana celular e estendem-se através do envelope celular -Movimento rotatório (de hélice).• Pili (plural de pilus ) Relacionados á adesão, e não ao movimento .• Os pili sexuais são usados na troca de plasmídios, para reprodução sexuada. 03/04/13 Professora Ionara 15
  16. 16. 1 2 3 4 5 6 7 803/04/13 Professora Ionara 16
  17. 17. Técnicas para estudo de bactérias 1. Inoculação . 2. Meios de cultura – gerais e específicos. 3. Antibiogramas. 4. Coloração de gram03/04/13 Professora Ionara 17
  18. 18. 1. Semeadura ou inoculaçãoContaminação do meio de cultura com bactériasVídeo inoculação : http://www.e-escola.pt/topico.asp?id=312&ordem=2Professora Ionara 03/04/13 18
  19. 19. 2. Incubação03/04/13Professora Ionara 19
  20. 20. Antibiograma03/04/13 Professora Ionara 20
  21. 21. Identificação de Bactérias pelo Método de Gram03/04/13 Professora Ionara 21
  22. 22. Parede celular: método de Gram Bactéria gram-negativa Esquema de bactéria com parte da célula removida. Lipopolissacarídeo Fosfolipídios Proteína Camada de peptidoglicano r a u ec e der a P Lipoproteínas Membrana plasmáticaEsquema de parte da parede celular e da membrana plasmática de bactéria gram-negativa. l l 03/04/13 Professora Ionara 22
  23. 23. Parede celular: método de GramBactéria gram-positivaEsquema de bactéria com parte da célula removida. Parede celular formada por camada espessa de peptidoglicano Membrana plasmáticaEsquema de parte da parede celular e da membrana plasmática de bactéria gram-positiva. 03/04/13 Professora Ionara 23
  24. 24. Alça de platina para transferir as bactérias03/04/13Professora Ionara 24
  25. 25. Fixação do esfregaço 03/04/13Professora Ionara 25
  26. 26. 1-Cobrir o esfregaço com gotas de cristal violeta (ou violeta genciana-roxo), esperar 1 minuto. 03/04/13Professora Ionara 26
  27. 27. Bactéria gram-positiva Esquema de bactéria com parte da célula removida. Parede celular formada Peptidoglicano reage com o azul de metileno, assumindo cor azul Esquema de parte da parede celular e da membrana plasmática de bactéria gram-positiva. 03/04/13 Professora Ionara 27
  28. 28. Bactéria gram-negativaema de parte da parede celular e da membrana plasmática de bactéria 03/04/13 gram-negativa. Professora Ionara 28
  29. 29. 2-Lavar a lâmina rapidamente em água corrente ,desprezar excesso de corante no ralo ,e, sem lavar...Professora Ionara 29 03/04/13
  30. 30. 3- ...colocar gotas de lugol, deixar durante 1 minuto. 03/04/13Professora Ionara 30
  31. 31. • Descorar a lâmina com álcool etílico.Professora Ionara 31 03/04/13
  32. 32. Bactéria gram-negativa parede celular e da membrana plasmática de bactéria gram-negativa. 03/04/13 Professora Ionara 32
  33. 33. • Lavar com água corrente.Professora Ionara 33 03/04/13
  34. 34. • Cobrir a lâmina com gotas de safranina, deixar durante 30segundos.Professora Ionara 03/04/13 34
  35. 35. Bactéria gram-negativa parede celular e da membrana plasmática de bactéria gram-negativa. 03/04/13 Professora Ionara 35
  36. 36. • Lavar em água corrente.03/04/13Professora Ionara 36
  37. 37. Observaçã o com aumento de 1000 x Streptococcus gramEm microscópio óptico negativo Streptococcus gram - positivos 03/04/13 Professora Ionara 37
  38. 38. Contagem de Coliformes fecais em água Colônias típicas: azuis 03/04/13 Colônias típicas: brilho metálico Professora Ionara 38
  39. 39. Reino Monera3. Ciclo vital: Reprodução Resistência Diversidade Metabólica03/04/13 Professora Ionara 39
  40. 40. Reprodução das Bactérias Evolução e, resistência e adaptação pela seleção natural ou artificial SEXUADA ASSEXUADA TRANSFORMAÇÃO AMITOSE: DIVISÃO BINÁRIA CONJUGAÇÃO TRANSDUÇÃOVARIABILIDADE Um VARIABILIDADEAPENAS indivíduo GARANTIDA Requer a materialPOR MUTAÇÕES apenas PELA no meio, um vírusCASUAIS ou outra bactéria TROCA OU GANHO DE DNA 03/04/13 Professora Ionara 40
  41. 41. Reprodução assexuada das bactérias:amitose = aumento numérico Parede celular Duplicação do DNAMembranaplasmáticaMolécula de DNA Separação das células ( ou não : colôniais) 03/04/13 Professora Ionara 41
  42. 42. Transformação : bactéria + “dna do ambiente”Molécula de DNA circular Fragmentos de Célula bacteriana DNA doador Lise celular QuebraCélula bacteriana do DNA Fragmentos de DNA ligam-se à superfície da célula receptora. O fragmento de DNA é incorporado à célula O fragmento de DNA é integrado ao cromossomo da O fragmento de DNA é integrado ao cromossomo da célula receptora. célula receptora. 03/04/13 transformada Célula Professora Ionara 42
  43. 43. Transdução :bactéria + vírus Fago O DNA do fago Quando o profago inicia o ciclo integra-se ao DNA lítico, o DNA da bactéria é da bactéria como degradado e novos fagos podem O DNA de um profago. conter algum trecho do DNAum fago penetra da bactéria. na célula de uma bactéria. DNA do fago com genes da bactéria Genes de outra bactéria A célula são introduzidos e O fago infecta bacteriana se integrados ao DNA nova bactéria. rompe e libera da bactéria hospedeira. muitos fagos, que podem infectar 03/04/13 Professora Ionara 43 outras células.
  44. 44. Conjugação: Troca entre duas bactérias Plasmídeo DNA bacterianoCélula “macho” PontecitoplasmáticaCélula “fêmea” Célula “macho” Separação das células 03/04/13 Professora Ionara Célula “macho” 44
  45. 45. 03/04/13 Professora Ionara 45
  46. 46. Esporulação e resistência a adversidades ambientais 03/04/13 Professora Ionara 46
  47. 47. 4. Diversidade metabólica das Bactérias Respiração usam O2Heterótrofas Fermentação Não usam O2 FotoautotróficasAutótrofas Quimioautotróficas 03/04/13 Professora Ionara 47
  48. 48. 4. Diversidade metabólica das Bactérias Respiração Parasitas: instalam –se em seres ainda vivos usam O2 Mutualistas- colaboramHeterótrofas com o hospedeiro Fermentação Decompositoras: usam matéria de seres mortos Não usam O2 03/04/13 Professora Ionara 48
  49. 49. 4. Diversidade metabólica das Bactérias Respiração Parasitas: alimentam-se de seres ainda vivos usam O2 Mutualistas- trocam favoresHeterótrofas com o hospedeiro Fermentação Decompositoras: usam matéria de seres mortos Não usam O2 Fotossíntese Fotoautotróficas Usam energia da Luz CO2 e H2O (ou H2S)Autótrofas Quimiossíntese Quimioautotróficas Usam a energia química de reações que provocam 03/04/13 Professora Ionara 49
  50. 50. Diversidade Nutricional F o n Fonte de energia t e Luz Elétrons Liberados de Reações Químicas d e inorgânicas orgânicas c Quimio- Quimio- Compostos a AUTOTRóFICAS heteroTRóFICAS orgânicos r b oFotoAUTOTRÓFICAS CO2 n 03/04/13 Professora Ionara 50 o
  51. 51. Reino Monera1. Divisão do Grupo2. Caracterização Indivíduos e colônias Estrutura da célula bacteriana3. Ciclo vital: Reprodução e resistência Diversidade Metabólica4. Importância Biotecnológica e ecológica03/04/13 Professora Ionara 51
  52. 52. 5. Importância ecológica das bactériasHETERÓTROFAS AUTÓTROFASParasitismo QuímiossínteseSaprofitismo FotossínteseMutualismo03/04/13 Professora Ionara 52
  53. 53. Importância ecológica das bactérias HETERÓTROFASParasitismo Doenças (*)Saprofitismo Produção de alimentos e medicamentos Decomposição de resíduosMutualismo Produção de vitamina K (probióticos) Digestão e absorção de alimentos Digestão de celulose nos ruminantes Controle de bactérias patogênicas na flora intestinal (coliformes fecais ) 03/04/13 53 Professora Ionara
  54. 54. Importância ecológica das bactérias AUTÓTROFASQuímiossíntese Produção de alimento onde não há luz Ciclo do Nitrogênio, do ferro e do enxôfre Produção de matéria orgânica (ondeFotossíntese há luz) Ciclo do oxigênio e do carbono 03/04/13 54 Professora Ionara
  55. 55. Doenças causadas por bactérias Sistema vascularTifo epidêmico (transmitido por piolhos)Rycketsia provazekiiTifo (transmitido por pulgas de rato)Rycketsia typhiiGangrena ( morte dos tecidos)Clostridium perfringensSepticemia ( infecção genertalizada)Febre maculosa ( carrapato) Ricketsia ricketsii
  56. 56. Doenças causadas por bactérias Sistema nervosoTétano – Clostridium tetaniMeningite –Neisseria meningitidesBotulismo- Clostridium botulinunHanseníase Mycobacterium leprae
  57. 57. Doenças causadas por bactérias Sistema tegumentarAcne ( Propionebaterium acnes)Erisipela Staphylococcus pyogenesImpetigo Staphylococcus aureus
  58. 58. Doenças causadas por bactérias Aparelho respiratórioPneumonia – Pneumococos e outrasAntraz- Bacillus antracisTuberculose – Mycobacterium tuberculosisCoqueluche- Bordetella pertussisDifteria- Corynebacterium diphteriae
  59. 59. Doenças causadas por bactérias Sistema digestório Disenteria bacilar- Shigella ( várias sp) Doença péptica - Helicobacter pilorii Cárie – Streptococcus mutans Cólera – Vibrio cholerae Febre tifóide - Salmonella tifii Salmonelose – Salmonella ( várias sp)Aparelho genitalSífilis- Treponema pallidum Gonorréia - Neisseria gonorroheaeCistite Escherichia coli Cancro mole - Haemophillus ducrey
  60. 60. Doenças causadas por bactérias Aparelho genitalSífilis- Treponema pallidumGonorréia - Neisseria gonorroheaeCistite - Escherichia coliCancro mole - Haemophillus ducrey
  61. 61. Bactérias e ciclo do nitrogênio Captação de Composição de Nitrogênio FIXAR aminoácidosatmosférico N2 Usando o nitrogênio DECOMPOSIÇÃO Formação de Destruição (ou Amônia ( NH3)De compostos Liberada no solo Amonização) orgânicos Nitrosação Transformação deTransformação Amônia( NH3) em Nitrito(NO2) e Nitratação e de amônia = do Nitrito( NO2) em Nitrato(NO3) NITRIFICAÇÃO Transformação Utilização de De Nitrato ( NO3) DESNITRIFICAÇÃO Nitrato ( NO3) Como fonte de em Nitrogênio ( N2) Oxigênio 61
  62. 62. 1- Plantas FIXAR Passam compostos nitrogenados para a cadeia alimentarDECOMPOSIÇÃO Ou 2- Decomposição Amonização de cadáveres e excretas liberando compostos no solo Nitrosação 3 . Nitrito e o nitrato servem e geram energia NitrataÇÃO = para a quimiossíntese NITRIFICAÇÃO As plantas usam o NitratoDESNITRIFICAÇÃO 4. Devolução do Nitrogênio gasoso 03/04/13 Professora Ionara Para o ar 62
  63. 63. 1 Cianobactérias 1 Plantase Bactérias fixadoras dos Passam compostos FIXAR nitrogenados nódulos de raízes de plantas para a cadeia alimentar Rhizobium DECOMPOSIÇÃO 2 Decomposição 2 Bactérias Ou de cadáveres e excretas decompositoras Amonização liberando compostos no solo3 Bactérias Nitirificantes NitrosaçãoGêneros Nitrosomoonas 3 Nitrito e o nitrato servem e Energia para gerar e NitrosococusUsam compostos do solo NitrataÇÃO = para a quimiossíntese Na quimiossíntese NITRIFICAÇÃO As plantas podem usar Nitrato Transformação 4 Bactérias De Amônia em Nitrito Denitrificantes E do Nitrito em Nitrato gênero Pseudomonas 4 Devolução DESNITRIFICAR Usam o Nitrato De Como fonte de O2 Professora Ionara Nitrogênio gasoso 63 03/04/13 Para o ar
  64. 64. Etapas do Ciclo do nitrogênio 1 =? 2=? 3=? 4 =?03/04/13 Professora Ionara 64
  65. 65. Etapas do Ciclo do nitrogênio FIXAÇÃO 1 DECOMPOSIÇÃO 2 Ou Amonização Nitrosação 3 e NitrataÇÃO = NITRIFICAÇÃO 4 DESNITRIFICAÇÃO03/04/13 Professora Ionara 65
  66. 66. Alguns usos das bactérias em Biotecnologia• Fabricação de alimentos:laticínios,ácido acético,• Produção de medicamentos: transgênicas (ou não)• Produção de vitamina K• Reciclagem de elementos no solo.(ciclo do Nitrogênio)• Controle biológico.03/04/13 Professora Ionara 66
  67. 67. Cianobactérias (ou algas azuis ) Sempre Fotossintetizantes03/04/13 Professora Ionara 67
  68. 68. 03/04/13 Professora Ionara 68
  69. 69. Importância de Cianobactérias• Produtoras de alimento e Oxigênio, base das cadeias alimentares• São Fixadoras de Nitrogênio atmosférico Colonizadoras de ambientes.• Podem produzir toxinas (maré vermelha)03/04/13 Professora Ionara 69
  70. 70. Sites utilizados • http://www.cientic.com/tema_procariota.htmlBacteriofagohttp://www.youtube.com/watch?v=F5WEDcNcJjY&feature=related Bactérias nos alimentos http://www.youtube.com/watch?v=I-skEkaF4C4 Bactérias -Fapesp http://www.youtube.com/watch?feature=endscreen&v=AarQXZfo0no&NR=1 03/04/13 Professora Ionara 70

×