Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Apresentação Identidade Visual MCNU

6,815 views

Published on

Published in: Design
  • Be the first to comment

Apresentação Identidade Visual MCNU

  1. 1. UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-graduação DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUALDO MUSEU DE CIÊNCIAS NATURAIS DA ULBRA (MCNU). Acadêmico: Sabrina Milchareck Orientação: Prof. Dr. Alexandre Uarth Christoff Canoas, maio de 2011.
  2. 2. BRIEFING PROCESSO CRIATIVO PROJEÇÃO FINAL DA MARCA APLICAÇÕES INSTITUCIONAISDESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  3. 3. BRIEFING Primeiros contatos com a Instituição e levantamento de dados.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  4. 4. ETAPAS ETAPA 1 . Informações gerais e histórico do MCNU; . Laboratórios; . Impressões do curador professor Dr. Alexandre Christoff. ETAPA 2 . Impressões do público alvo. ETAPA 3 . Estudo de campo e análise do ambiente; . Instituições similares nacionais e internacionais; . Instituição modelo. ETAPA 4 . Posicionamento da marca.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  5. 5. ETAPA 01 - Identificações Laboratórios: Com início na década de 90, o MCNU . Zoologia de Vertebrados desenvolve atividades educacionais voltadas . Zoologia de Invertebrados para o ensino fundamental, médio . Botânica e superior, buscando integrar de forma efetiva a Universidade, a escola . Paleontologia e a comunidade em geral. . Arqueologia . MineralogiaDESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  6. 6. ETAPA 02 - PercepçõesVinte integrantes do meio acadêmicocolaboraram com as entrevistasvisando a obtenção das impressões Questionário:do público-alvo. 1. O que o MCNU não é? 2. Se o MCNU fosse um objeto ou animal, qual seria? 3. Se a instituição fosse contratar um novo colaborador hoje, qual deveria ser a característica principal desta pessoa para se enquadrar de forma perfeita no quadro funcional? 4. O que diferencia o MCNU de todas as outras instituições nas quais você já trabalhou e/ou colaborou.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  7. 7. ETAPA 03 - Análises Identidade visual de instituições similares nacionais e internacionais. Instituição modelo - identidade visual do museu argentino Bernardino Rivadavia.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  8. 8. ETAPA 04 - Posicionamento O posicionamento é a maneira como a instituição quer que seu público-alvo veja sua marca. É o entendimento coletivo aos valores atribuídos a uma marca. É a síntese da concepção estratégica da marca, a criação e o desenvolvimento de diferenciais competitivos perfeitamente percebidos pela sociedade e pelos seus consumidores.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  9. 9. POSICIONAMENTO - Identidade A identidade nuclear inclui as crenças e valores fundamentais da marca, as competências da organização e as suas representações, Sociedade É a essência intemporal e que fornece a direção à marca. Técnica Pesquisa Ciência História Conhecimento Precisão Natureza Ensino Integração BiodiversidadeA identidade expandida é compostapelos dados que ajudam a identificar Informaçãoaquilo que a marca representa, sendoresponsável pelo relacionamento diretocom os consumidores em funçãodas exigências do mercado.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  10. 10. POSICIONAMENTO - Essência CONHECIMENTO Qualidade mais fundamental que sintetiza o valor da marca do MCNU.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  11. 11. POSICIONAMENTO - Tom INFORMAL E FLEXÍVEL Como a marca vai se comportar graficamente.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  12. 12. POSICIONAMENTO - Promessa de valor INFORMAR COM LINGUAGEM ACESSÍVEL, UTILIZANDO TÉCNICA E PRECISÃO. A promessa de valor significa a principal razão pelo qual os produtos e/ou serviços do MCNU devem ser comprados e/ou utilizados.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  13. 13. POSICIONAMENTO - Conceito CONSTRUIR E DISPONIBILIZAR O CONHECIMENTO CIENTÍFICO, COM TÉCNICA E PRECISÃO, INTEGRANDO A NATUREZA E A SOCIEDADE.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  14. 14. PROCESSO CRIATIVODESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  15. 15. Painel semânticoDESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  16. 16. Esboços iniciais e rafesDESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  17. 17. Estilização do símbolo Estilização da asa da abelha para proposta 01. As abelhas são insetos que vivem em sociedades heterotípicas e em um sistema de extraordinária organização social. Adequação do símbolo para representar a subdivisão dos seis laboratórios para proposta 01.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  18. 18. Estilização do símbolo Estilização da colméia para proposta 02. A estrutura de colméia possui um padrão hexagonal e proporção perfeita definida na natureza pela sequência de Fibonacci. Adequação do símbolo para representar a subdivisão dos seis laboratórios para proposta 02.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  19. 19. Refinamento Adequação do símbolo da proposta 01. Adequação do símbolo da proposta 02. Espaçamento e definição de cores.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  20. 20. Adequação das cores do símbolo Aplicação das cores no símbolo definido pela proposta 01. Os padrões cromáticos a serem utilizados no projeto foram definidos por estarem associados aos segmentos de atuação do MCNU e por terem associação direta com a diversidade de cores disponível na natureza. A cada laboratório do museu foi associada uma cor específica. Aplicação das cores no símbolo definido pela proposta 02.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  21. 21. Definição de elementos auxiliares junto ao símbolo Imagens representativas vinculadas à atividade de cada setor do MCNU. Estilização das formas representativas vinculadas à atividade de cada setor do MCNU.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  22. 22. Definição de elementos auxiliares junto ao símbolo Inserção dos elementos a cada símbolo definido pela proposta 01. Para compor o símbolo e possibilitar o reconhecimento imediato pelo público alvo, optou-se por trabalhar elementos auxiliares que representam imagens significativas de cada segmento. Inserção dos elementos a cada símbolo definido pela proposta 02.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  23. 23. Pesquisa tipográficaDESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  24. 24. Pesquisa tipográfica Fontes tipográficas escolhidas para a representação do logotipo 01 e 02.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  25. 25. Adequação tipografia Adequação das hastes letra “m” logotipo proposta 01.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  26. 26. Definição logotipo Apresentação do logotipo com o decodificador - proposta 01 e proposta 02.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  27. 27. PROJEÇÃO FINAL DA MARCADESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  28. 28. VERSÃO PREFERENCIAL - Proposta 01 Museu de Ciências Naturais da ULBRA Marca para aplicação em materiais com vinculação institucional.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  29. 29. VERSÃO PREFERENCIAL - Aplicações específicas Zoologia ZoologiaBotânica de Vertebrados de InvertebradosMuseu de Ciências Naturais da ULBRA Museu de Ciências Naturais da ULBRA Museu de Ciências Naturais da ULBRAPaleontologia Arqueologia MineralogiaMuseu de Ciências Naturais da ULBRA Museu de Ciências Naturais da ULBRA Museu de Ciências Naturais da ULBRA Marcas para aplicação específica a cada um dos laboratórios.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  30. 30. VERSÃO PREFERENCIAL COM DECODIFICADOR- Proposta 01 Museu de Ciências Naturais Adequação aos padrões institucionais - inclusão da tipografia que identifica a marca da ULBRA.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  31. 31. VERSÃO PREFERENCIAL COM DECODIFICADOR - Aplicações específicas Zoologia ZoologiaBotânica de Vertebrados de InvertebradosMuseu de Ciências Naturais Museu de Ciências Naturais Museu de Ciências NaturaisPaleontologia Arqueologia MineralogiaMuseu de Ciências Naturais Museu de Ciências Naturais Museu de Ciências Naturais Adequação aos padrões institucionais - marcas para aplicação específica a cada um dos laboratórios.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  32. 32. VERSÃO PREFERENCIAL - Proposta 02 Museu de Ciências Naturais da ULBRA Marca para aplicação em materiais com vinculação institucional.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  33. 33. VERSÃO PREFERENCIAL - Aplicações específicas Botânica Zoologia de Invertebrados Zoologia de Vertebrados Museu de Ciências Naturais da ULBRA Museu de Ciências Naturais da ULBRA Museu de Ciências Naturais da ULBRA Paleontologia Arqueologia Mineralogia Museu de Ciências Naturais da ULBRA Museu de Ciências Naturais da ULBRA Museu de Ciências Naturais da ULBRA Marcas para aplicação específica a cada um dos laboratórios.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  34. 34. VERSÃO PREFERENCIAL COM DECODIFICADOR- Proposta 02 Museu de Ciências Naturais Adequação aos padrões institucionais - inclusão da tipografia que identifica a marca da ULBRA.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  35. 35. VERSÃO PREFERENCIAL COM DECODIFICADOR - Aplicações específicas Botânica Zoologia de Invertebrados Zoologia de Vertebrados Museu de Ciências Naturais Museu de Ciências Naturais Museu de Ciências Naturais Paleontologia Arqueologia Mineralogia Museu de Ciências Naturais Museu de Ciências Naturais Museu de Ciências Naturais Adequação aos padrões institucionais - marcas para aplicação específica a cada um dos laboratórios.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  36. 36. APLICAÇÕES INSTITUCIONAISDESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  37. 37. Possíveis aplicações PRO M OÇÃ EXPER MA AMBIENTES OD RK ANÚNC S ET E VE TES ER IÊNCIA ING RE AT TT LA IS BSI A EN NDA LE ÇÕ IOS CÍV SC DI ES FI WS WE S ME ICO S PÚ AS ÃO NE N BL OT Ç TO MAL ICA N IZA AD S AL IRE SIN AGE M TA BAL FEIRA EM S ÕES EXIBIÇ BUZZ NE MARCA PROPOSTAS TELEFO EMAI LS ING ORK VOI CE NET W ES PU MAI A ÇÕ S BL LS NT O ICA SE RS W E ÇÕ ES EB R U TIM AP SC ES TOS OR CAR DI BA IÇOS VEÍCULO OUTDO EFÊMERA BR AD NN DU AD TÕE ER R SERV PRO BO OS S LA S-D ORS S CO E-V ISIT ADESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  38. 38. PROPOSTA 01 - Cartão de visitasDESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  39. 39. PROPOSTA 01 - CamisetaDESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  40. 40. PROPOSTA 01 - Mug e ecobag promocionalDESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  41. 41. PROPOSTA 02 - Cartão de visitasDESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  42. 42. PROPOSTA 02 - CamisetaDESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  43. 43. PROPOSTA 02 - Mug e ecobag promocionalDESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU
  44. 44. OBRAS CONSULTADAS AAKER, D.A. Criando e administrando marcas de sucesso. Tradução Bazán Tecnologia e Linguística. 2ª ed. São Paulo: Futura, 1996. AAKER, D.A. Marcas – Brand Equity – Gerenciando o Valor da Marca. 12º ed. São Paulo: Campus, 1998. AAKER, D.A. Como construir marcas líderes Porto Alegre: Bookman, 2007. BEZERRA, M.C.L.; BURSZTYN, M. Ciência e Tecnologia para Desenvolvimento Sustentável. Ministério do Meio Ambiente; Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis; Consórcio CDS/UNB/Abipti: Brasília, 2000. GREEN, B. ; BIGUM, C. Alienígenas na sala de aula. IN: SILVA, T. T. d.,(org.). Petrópolis: Vozes.1995. CANDAU, V. M. Reinventar a escola. Petrópolis: Vozes, 2000. CHING, F.D.K. Arquitetura, forma, espaço e ordem. São Paulo: Martins Fontes, 1998. FAGGIANI, K. O poder do design - Da ostentação á emoção. Brasília: Thesaurus, 2006. FRASCARA, J. Diseño Gráfico para la gente: Comucaciones de masa y cambio social. Ed. Infinito, Buenos Aires, 2000. GOMES F. J. Gestalt do Objeto: sistema de leitura visual da forma. 6.ed. São Paulo: Escrituras, 2004. MYERS, P.; ESPINOSA, R.; PARR, C.S.; JONES, T; HAMMOND, G.S.; DEWEY, T.A. The Animal Diversity Web Acesso em 18/04/2011, disponível em: http://animaldiversity.org. 2008. Museo Argentino de Ciencias Naturales Bernardino Rivadavia. Acesso em: 18/04/11, disponível em: http://www.ulbra.br/extensao/museu-de-ciencias-naturais.html. 2011. PÉON, M. L. Sistemas de Identidade Visual. 3.ed. Rio de Janeiro: 2AB, 2003. REIGOTA, M. Uma educação ambiental pós-moderna. São Paulo: Cortez Editora, 1999. SANTAELLA, L. O que é Semiótica. São Paulo: Brasiliense, 2004. SANTOS, F. A. O design como diferencial competitivo. Itajaí: Univali, 2000. STRUNK, G. Identidade Visual: a direção do olhar. Rio de Janeiro: Europa Emp. Gráfica, 1989. STRUNK, G. Como criar Identidades Visuais para Marcas de Sucesso. Rio de Janeiro: Rio Books, 2001. TAVARES, F. Gestão da Marca: Estratégia e Marketing. Rio de Janeiro: E-papers, 2003. TILBURY, D. Environmental Education within preservice teacher education: the priority of priorities. International Journal of Environmental Education and Information, Vol. 11, n.º 4, 1992.pp.267-280. Ulbra Extensão. Acesso em: 18/04/11, disponível em: http://www.ulbra.br/extensao/museu-de-ciencias-naturais.html. 2011. WHEELER, A. Design de Identidade de Marca. 2º Edição. Porto Alegre: Bookman, 2008.DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE VISUAL DO MCNU

×