Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

PrestígioRevistas2012

853 views

Published on

  • Be the first to comment

PrestígioRevistas2012

  1. 1. Prestígio das revistas científicas:indicadores internacionais mais usados Workshop Bibliotecas da Universidade de Aveiro - 2012
  2. 2. Sumário• Contagem de citações• As revistas científicas e o prestígio• Indicadores internacionais mais usados • Fator de impacto – consulta no JCR • Eigenfactor - consulta no JCR • SCImago Journal Rank (SJR) indicator – consulta no Scimago JR ou SCOPUS • SNIP - Source Normalized Impact per Paper • H-index Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  3. 3. Prestígio das revistas científicas:indicadores internacionais mais usados Contagem de citações Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  4. 4. Contagem de citaçõesContagem de citaçõesNúmero de vezes que um artigo é citado por outros artigoscientíficos.Baseia-se na natureza cumulativa da ciência, conceitosedimentado na década de 70 do século 20 :‘‘If I have seen a little further it is by standing on ye shoulders of Giants’’Newton Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  5. 5. Contagem de citações Contagem de citações Ferramenta mais usada para a avaliação de publicações científicas e de investigadores, sendo a base de cálculo para a maioria dos indicadores bibliométricos. Ter em conta a abrangência temporal das bases de dados, quetraz variações ao nível da contagem de citações: por exemplo na SCOPUS são contadas as citações a partir de 1996. Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  6. 6. Contagem de citaçõesContagem de citaçõesWeb of Science - http://webofknowledge.com/WOSScience Citation Index e Social Science CitationSCOPUS - http://www.scopus.com/Google Scholar - http://scholar.google.com Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  7. 7. Prestígio das revistas científicas:indicadores internacionais mais usados Fator de impacto Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  8. 8. Fator de impactoFator de impacto - criado por Eugene Garfield, fundador do ISI –Institute of Scientific Information, num artigo de 1955 publicado narevista Science.Inicialmente usado apenas para determinar que publicações incluirno Science Citation Index (Web of Science).Tornou-se o indicador bibliométrico mais usadointernacionalmente. Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  9. 9. Fator de impacto Fator de impacto - medida de frequência com que o “artigo médio” de uma revista foi citado. divisão do número de citações correntesa artigos publicados nos últimos dois anos pelo número total de artigos publicados nesse mesmo período. Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  10. 10. Fator de impactoBibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  11. 11. Fator de impactoConsulta no Journal of Citation Reports (THOMSON REUTERS)http://isiknowledge.com/JCR10,677 revistas indexadas – edição 2011Atualizado todos os anos, em meados do ano civil.Baseia-se nos dados de citação da Web of Science – THOMSONREUTERS Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  12. 12. Fator de impactoConsulta no Journal of Citation Reports (THOMSON REUTERS)http://isiknowledge.com/JCRConteúdos:Science EditionSocial Sciences EditionCerca de 232 disciplinas Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  13. 13. Fator de impactoConsulta no Journal of Citation Reports (THOMSON REUTERS)http://isiknowledge.com/JCRMais informação:http://wokinfo.com/products_tools/analytical/jcr//http://ip-science.thomsonreuters.com/m/pdfs/mgr/jcr_qrc_pt.pdf Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  14. 14. Fator de impactoFator de impacto – importante• Comparar sempre revistas apenas dentro da mesma área científica;• As auto-citações (dentro de uma mesma publicação) são incluídas nocálculo do fator de impacto. Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  15. 15. Fator de impactoFator de impacto – importante• Muitas revistas publicam uma grande quantidade de artigos de revisão (reviewarticles), que são muito mais citados e durante mais tempo , o que aumenta ofator de impacto de uma publicação.Um artigo de revisão:- it cites more than 100 references- it appears in a review publication or a review section of a journal- the word review or overview appears in its title- the abstract states that it is a review Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  16. 16. Prestígio das revistas científicas:indicadores internacionais mais usados EigenFactor Score Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  17. 17. EigenFactor ScoreConsulta no Journal of Citation Reports (THOMSON REUTERS)http://isiknowledge.com/JCRBaseia-se número de vezes que os artigos publicados numa revista nos cincoanos anteriores foram citados no ano mais recente, levando também emconsideração o prestígio da revista.Não contabiliza as auto-citações (mesma revista) Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  18. 18. EigenFactor ScoreConsulta no Journal of Citation Reports (THOMSON REUTERS)http://isiknowledge.com/JCR“References from one article in a journal to another article from the samejournal are removed, so that Eigenfactor Scores are not influenced by journalself-citation.” - http://www.eigenfactor.org/ Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  19. 19. Prestígio das revistas científicas: indicadores internacionais mais usadosSCImago Journal Rank Indicator Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  20. 20. SCImago Journal Rank IndicatorConsulta no SCImago Journal Rank http://www.scimagojr.com/ eSCOPUS – http://www.scopus.comGrupo de investigação de topo na área da bibliometria do CSIC –“Consejo Superior de Investigaciones Científicas (CSIC)” dasUniversidades de Granada, Estremadura, Carlos III (Madrid) eAlcalá de Henares - http://www.scimago.es/- inclui indicadores científicos relativos a revistas e países, comdados retirados da base de dados de artigos científicos Scopus Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  21. 21. SCImago Journal Rank IndicatorConsulta no SCImago Journal Rank http://www.scimagojr.com/e SCOPUS – http://www.scopus.comSCImago Journal Rank (SJR) indicator - desenvolvido pelo grupo SCImago, baseado noalgoritmo Google PageRank• Este indicador consiste numa medida de visibilidade das revistas científicas (dados apartir de 1996) - "journal prestige“• Mede a “influência científica” média dos artigos de uma revista Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  22. 22. SCImago Journal Rank IndicatorConsulta no SCImago Journal Rank http://www.scimagojr.com/ eSCOPUS – http://www.scopus.comBaseia-se na ideia de que ‘all citations are not created equal’ - a áreatemática, qualidade e reputação científica de uma revista têm um efeitodireto nas citações que são feitas“A major difference is that instead of each citation being counted as one, aswith the Impact Factor, the SCImago Journal Rank assigns each citation a valuegreater or less than one based on the rank of the citing journal” Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  23. 23. SCImago Journal Rank Indicator weighted citations received in year X to documents published in the journal in years X-1, X-2 and X-3.Expressa o número médio de citações “positivas” recebidas no anoselecionado pelos artigos de uma dada revista.“The Scimago Journal Rank (SJR) is based on the transfer of prestigefrom a journal to anotherone; such prestige is tranfered through the references that a journaldo to the rest of the journals and to itself.”http://www.scimagojr.com/SCImagoJournalRank.pdf Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  24. 24. SCImago Journal Rank IndicatorConsulta no SCImago Journal Rank http://www.scimagojr.com/ eSCOPUS – http://www.scopus.comLimita o efeito das auto-citações a 33%:“It restricts a journals self-citation to a maximum of 33% of itsissued references, so that excessive self-citation will not involveartificially inflating a journals value, but without touching thenormal process of self-citation”. Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  25. 25. Prestígio das revistas científicas:indicadores internacionais mais usados H-index Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  26. 26. SCImago Journal Rank IndicatorH-Index – journalsMétrica proposta em 2005, pelo Professor Jorge Hirsch, como uma forma deavaliar a produção científica de investigadores. SNIP - Source Normalized Impact per PaperPode também ser aplicada a revistas científicas, quantificando tanto aprodutividade científica de uma publicação como o seu impacto.Expressa o nº de artigos de uma revista (h) que receberam pelo menos hcitações.http://scholar.google.com/citations?view_op=top_venues&hl=en Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  27. 27. SCImago Journal Rank IndicatorH-Index – journalsGoogle Scholar MetricsCálculos de H-index e H-index (5 anos) e criação de ranking de revistas com base SNIP - Source Normalized Impact per Paperneste indicadorhttp://scholar.google.com/citations?view_op=top_venues&hl=enMais informaçãohttp://scholar.google.com/intl/en/scholar/metrics.html Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  28. 28. Prestígio das revistas científicas:indicadores internacionais mais usados Outros indicadores Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  29. 29. SNIP - Source Normalized Impact per PaperSNIP - Source Normalized Impact per PaperIndicador desenvolvido pelo “Centre for Science and Technology Studies (CWTS)”da Universidade de Leiden – Holanda SNIP - Source Normalized Impact per PaperConsulta no Scopus Journal Analyser – http://www.scopus.comhttp://info.scopus.com/journalmetricshttp://www.journalindicators.com/Dados de revistas e citações recolhidos da base de dados SCOPUS Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  30. 30. ERIH European Reference Index for the HumanitiesERIH European Reference Index for the Humanitieshttp://www.esf.org/research-areas/humanities/erih-european-reference-index-for-the-humanities.html SNIP - Source Normalized Impact per Paper Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  31. 31. Métricas alternativasAtualmente, com os vários meios de publicação científica, potenciados pelasredes sociais, considera-se que as métricas baseadas em contagem decitações são já insuficientes para avaliar o impacto de uma publicação nomeio académico.“Citation counting measures are useful, but not sufficient. Metrics like the h-index are even slower than peer-review: a work’s first citation can takeyears.” conta a abrangência temporal das bases de dados, que Ter emtraz variações ao nível da contagem de citações: por exemplo nahttp://altmetrics.org/manifesto/ as citações a partir de 1996. SCOPUS são contadas Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  32. 32. Métricas alternativasaltmetrics: a manifesto - http://altmetrics.org/manifesto/ Ter em conta a abrangência temporal das bases de dados, quetraz variações ao nível da contagem de citações: por exemplo naAlgumas ferramentas para avaliação por métricasde 1996. SCOPUS são contadas as citações a partir alternativas:http://altmetrics.org/tools/ Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  33. 33. Página Web Biblioteca para Investigadores:http://www.ua.pt/sbidm/biblioteca/PageImage.aspx?id=14497Boletim Biblioteca Informa Especial Investigadores Ter em conta a abrangência temporal das bases de dados, quehttp://blogs.ua.pt/bibliotecainforma/?cat=155 traz variações ao nível da contagem de citações: por exemplo na SCOPUS são contadas as citações a partir de 1996. Bibliotecas Universidade de Aveiro - 2012
  34. 34. Bibliotecas da Universidade de Aveirohttp://www.ua.pt/sbidm/biblioteca/http://www.facebook.com/bibliotecasuaveiro Estes conteúdos estão protegidos por uma licença Creative Commons:Mais informação:sbidm-formacao@ua.ptImagem: Stock.XCHNG - http://www.sxc.hu/ http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/ Estes conteúdos estão protegidos por uma licença Creative Commons: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/

×