Successfully reported this slideshow.

Assessoria de imprensa 2 0 - workshop 2013

997 views

Published on

Workshop ministrado no Rio e em Santa Catarina

Published in: Education
  • Be the first to comment

Assessoria de imprensa 2 0 - workshop 2013

  1. 1. ASSESSORIA DE IMPRENSA 2.0better@background.com.br@backgroundmaxx facebook.com/backgroundmaxx• •
  2. 2. •••••2Bette Romero
  3. 3. ••••3Conteúdo Programático
  4. 4. 4Jornalismo 1.0 X Jornalismo 2.0
  5. 5. 5Jornalismo 1.0 X Jornalismo 2.0
  6. 6. 6•••••Assessoria de Imprensa Tradicional
  7. 7. 7•••Assessoria de Imprensa HojeOutros
  8. 8. 8MaterialVeiculadoAssessoria deImprensaNotíciaOutrosInformação – a “moeda” do século XXInteração – a “moeda” do século XXIAssessoria de Imprensa Hoje
  9. 9. 9Assessoria de Imprensa Hoje
  10. 10. 10Assessoria de Imprensa Hoje
  11. 11. 11
  12. 12. 12
  13. 13. 13O Globo, 1/9/12
  14. 14. ••••14Fluxograma algorítmico circularrizomático, segundo conceito derizoma (Deleuze/ Renó).Assessoria de Imprensa Transmídia
  15. 15. • Transmídia = Convergência;• Convergência = Mídias utilizadas simultaneamente e em sincronia;• Cross-Media = uma mídia passa para a outra;• Midias estão conectadas entre si;• Cultura está conectada; tecnologia costura e define nossas vidas.• Ex: pagamento de contas, hoje.• Transmídia = Narrativa com ramificações sincronizadas;• Narrativa espalhada por diversas partes e em diversas mídias;• As partes formam o todo, mas o todo está nas partes.• Disseminação X Profundidade.• Convergência Digital e Analógica.• Jornalismo Colaborativo.15Transmídia, Multiplataforma, Cross-Media
  16. 16. 16Como Ser Notícia
  17. 17. 17Veículos “alvo”
  18. 18. 18••••••••••Veículos “alvo”
  19. 19. ••••••••••19Conteúdos alvo
  20. 20. Como Produzir a Notícia?1. Texto para a Imprensa com formato de notícia e ressaltando o novo;2. Notas para blogs, enfatizando os diferenciais específicos para cadablogueiro. Blogs são parceiros. Pequenos sites e blogs podem atingir95% do público alvo;3. Vídeos para Blog e canal da notícia no Youtube fortalecendo o conceito;4. Gravação de inovação, áudios para rádios e podcasts;5. Promoção de eventos a partir do conceito - palestras em Universidades,instituições de classe, seminários na Web etc;6. Produção de formatos alternativos, como posts no Slideshare;7. QCR Code;8 – É Importante Transmitir O Conceito!9 - Avaliação de Resultados (Análise das Mídias Convencionaise Sociais).20
  21. 21. Reforçando:A notícia na Assessoria de Imprensa;A notícia para cada tipo de veículo e editoria;Assessor também é repórter;A apuração de notícia na AI é igual a do jornal: é preciso ter um fato novo e que seja do interesse dogrande público.A diferença é que este fato novo deve ser favorável à empresa.A AI, normalmente, se apoia em diretores/gerentes, para apurar os novos acontecimentos e paraobter as informações técnicas e depoimentos que vão compor a notícia.A AI deve perceber a adequação da notícia apurada;Ela será melhor aproveitada em qual veículo/editoria?Por exemplo: aumento de vendas deve ser enviada para a Economia.Porém, aumento de vendas resultante de uma campanha publicitária ou de marketing, poderáinteressar às editorias/veículos de publicidade e Marketing.Da mesma forma, o lançamento de um novo produto masculino pode interessar à editoria deeconomia e de publicidade, como também editorias voltadas para o público masculino.Para cada uma destas editorias deve ser feito um release específico, destacando os dados que vãointeressar.21Levantamento da notícia
  22. 22. Elaboração do releaseInformações adicionais para a imprensa (serviço: horários, endereços telefones etc);Sugestão de imagens e entrevistados, fotos, vídeos e links;Escrever pensando em SEO;Ter foco nas palavras que as pessoas buscam;Exemplo: release/texto com dicas para quem pretende perder peso;Conheça a dieta ideal para perder peso/emagrecer no inverno;www.google.com.br/insights/search(volume de buscas);www.google.com.br/adwords (link Obtenha sugestões Dicas):Seja simples: crie títulos iguais ou próximos das palavras chave;Combine palavras-chave: dieta/emagrecerAtenção com redes sociais. Compartilhar links no Youtube, Orkut, Facebook, Linkedin, SlideSharee Twitter...O Press kitPasta contendo o material a ser entregue aos jornalistas.Normalmente se compõe de:Release PrincipalHistórico da EmpresaMini-currículo do(s) porta-voz(es) eMaterial ilustrativo.Brindes (cuidado!!!) 22
  23. 23. RELEASE 2.0VídeosInformações mais importantes/Temas - chaveLinks e mídias sociaisFotos Links de podcast InfográficosSubtítuloMais alguma informação relevante.Citações de executivos da empresa, especialistas no assunto, clientes, parceiros etcRecomendação: Não mais do que duas citações por contato. Deve-se ter “na manga” citações de acordo com ointeresse de cada mídia/ editoria.Links para matérias atuais relevantes (opcional)Palavras chave da empresa: Slogan, marca e etc.Atualizações de RSS de novos releasesAdicionar às mídias sociais, digg, del.icio.us e etc.Tags no Technorati, no digg e del.icio.usContatos:TítuloCliente:•Telefone #/skype•Email•WebsitePorta voz:•Telefone #/ skype•Email•Twitter•Facebook•BlogResponsável pelaconta:•Telefone #/ Skype•Email•website
  24. 24. Contato: Porta Voz:Emerson Teixeira/ (48) 9924-2914 Bette Romero/ (21) 81235032imprensa@lidercom.jor.br better@background.com.brSkype: memeteixeira Skype: Background.MaxxFB JornalistaEmerson Teixeira FB: Bette Romero BurlamaquiTwitter: Background.Maxx24Fotos e logo:http://migre.me/e982HI Workshop Assessoria de Imprensa 2.0 em CriciúmaAs novas possibilidades da Assessoria de Imprensa com as Redes SociaisSerá realizado neste sábado (20/4) o “I Workshop Assessoria de Imprensa 2.0" do Sul de Santa Catarina, com descontopromocional para acadêmicos de graduação e pós-graduação. O evento, organizado pela Líder.Com Assessoria e ConsultoriaLtda, será realizado em Criciúma, das 08 às 18h, no auditório da AMREC.A proposta é rever as ações de assessoria de imprensa, sob a ótica das redes sociais, e ampliar as ferramentas disponíveis paraamplificar os resultados do trabalho de divulgação.Professora - O curso é ministrado pela jornalista e assessora de imprensa, Bette Romero, que atuou em empresas, como: Burson-Marsteller, Secretaria de Meio Ambiente (SP), Associação Brasileira da Indústria Farmacêutica (Abifarma), Bolsa do Rio (BVRJ),Docas do Rio (CDRJ) e Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). Hoje, é Diretora da Background Maxx Comunicação,Mestre em Educação e professora da pós-graduação em Assessoria de Imprensa no IGEC/Facha (RJ). Também é Diretora doSindicato dos Jornalistas do RJ (Comissão de Ética.Público alvo: Estudantes e profissionais ligados à área da Comunicação Social. Os alunos receberão certificados de participação.As inscrições estão abertas e podem ser feitas através do formulário no link: http://bit.ly/YL7Xuk ou pelos e-mailsimprensa@lidercom.jor.br e poseidonsc@gmail.com.Investimento: R$ 300,00 (inscrição individual). Desconto de 50% para acadêmicos de graduação e pós-graduação (10 vagas).Exige-se comprovante de matrícula regular para validar a promoção. Grupos: R$ 560,00 (2 inscrições), R$ 810,00 (3 inscrições),R$ 1.000,00 (4 inscrições). Sem desconto para acadêmicos de graduação e pós-graduaçãoOs alunos devem fazer o depósito do valor até o dia 17/4 (inscrições de grupos).Hospedagem parceira do evento: Hotel Centenário (http://hotelcentenariocriciuma.com.br). Falar com Rosi, gerente do hotel.Foram obtidos descontos para todos os tipos de quartos: Individual (R$ 85); Duplo (R$ 125); Triplo (R$ 160); Quádruplo (R$ 190).Realização: Líder.Com Assessoria e Consultoria LtdaPatrocínio: Gendai VeículosApoio: AMREC, AMPE Criciúma, Ampliar Treinamentos, Éden Comunicação, FAMPESC, Gráfica Líder e Hotel Centenário.
  25. 25. Elaboração do releaseO press release que se lê como matéria jornalística, sem muitos adjetivos inflamados, tem maiorprobabilidade de ser utilizado pela imprensa;Linguagem clara, explicativa e concisa;Linguagem coloquial (cefaléia ou dor de cabeça?);Títulos com verbos. Dar idéia de movimento, dinamismo;Clareza e correção gramatical;Parágrafos curtos (entre 4 e 6 linhas);Utilizar novo gancho a cada parágrafo,Não repetir começos de parágrafos,Texto com ordem direta e frases curtas e objetivas;Identificação das pessoas citadas,Usar sujeito em todos os períodos.Cuidado com adjetivos. Quem vai decidir se algo é bom ou mau, feio ou bonito é o jornalista;Não usar gerúndios ou particípios;Usar espaço entre as linhas de 1,5 para facilitar a leitura;Logomarca da empresa e da assessoria;Assinatura do jornalista, com contatos ( registro profissional, tel., e-mail, celular, mídias sociais etc).25
  26. 26. 26
  27. 27. “Se você não está se comunicando com as mídias sociais, estádeixando uma parcela cada vez maior da população fora daconversa. Não se trata de mídia social contra imprensaconvencional. Esses não são canais concorrentes. Trata-se deum processo cumulativo. Mas, se você só se comunica pelasmídias sociais, deixa de fora uma parcela significativa dapopulação. E, se só se comunica pela mídia tradicional, deixade fora uma parte significativa da população”.“A internet incentiva a cobertura da imprensa, e a necessidadede divulgar uma mensagem unificada em muitas plataformaschegou para ficar”.Anita DunnEx-diretora de Comunicação da Casa Brancano governo de Barak Obama.27Por que usar as Mídias Sociais?
  28. 28. As redes sociais se movem mais rápido que qualquer organização denotícias.Este sistema se retroalimenta, porque à medida que o repórter segueos usuários certos, aumenta o número de usuários que seguem orepórter.Além de permitir o contato direto, permite saber das necessidades decada profissional, o que aumentam as chances de emplacar umapauta. Interação.Os 3 Es de um TweetEducar/ Engajar EntreterImportante: Manter apenas um perfil no Twitter.Consumidores preferem reclamar/falar com as empresas peloTwitter, que através do SAC.28
  29. 29. A mídia adora matérias sobre a mídia, inclusive a mídia social.Inove - Os órgãos governamentais colocam os endereços de seu site ede suas mídias sociais nas contas e até nas mensagens de espera notelefone.Facilite o compartilhamento. Tenha ícones que possam ser clicadospara compartilhar as mídias sociais em diferentes formatos, porexemplo, em e-mails ou postagens na página do Facebook do leitor.Quanto mais fácil for o envio de postagens e artigos dos blogs,maiores as chances da sua mensagem ser amplificada.Adicione links na assinatura do seu e-mail, para que cada vez que vocêenvie um e-mail ou uma atualização no blog, o destinatário possaentrar nos links para as suas mídias sociais.29
  30. 30. Tem mais de 383 milhões de usuários;Brasil tem 33,3 milhões de usuários;65 milhões de tweets por dia;Mais de 28 bilhões de tweets já enviados;16% dos tweets são provenientes do Brasil.O Twitter está relacionado com o imediatismo. Jornalistas usam esta rede para comunicar anotícia, as novidades ou os fatos cotidianos, de forma simples e ágil.A presença no Twitter também pode ser útil como uma forma de marketing do conteúdoproduzido, já que permite divulgar, em tempo real, a atualização de blogs, sites ou meios decomunicação online.A ideia do Twitter não é apenas alcançar um grande número de “seguidores”, mas seguir aspessoas certas, visto que os usuários dessa rede produzem muitas informações diárias.Inicialmente, um jornalista pode pesquisar dentro do Twitter quais pessoas ou meios decomunicação de seu interesse estão cadastrados e segui-los, de modo que a informação“venha a nós”.Enquanto no Facebook, os comentários dos usuários se concentram em estados de humor ou ono que estão fazendo naquele momento (LifeCasting), no Twitter as mensagens se baseiamem ideias: o que estou pensando ou que ideias tenho sobre um determinado assunto(MindCasting).30Por que um jornalista deve usar o Twitter?
  31. 31. 31Estatísticas de abril/12 indicam que o FB possui aproximadamente 845 milhões deusuários ativos e está disponível em 70 línguas.É a principal rede social nos mercados EUA, Canadá, UK, Brasil, França, Austrália, NovaZelândia, Hong Kong e Cingapura.É o maior site de fotografias dos Estados Unidos, com mais de 60 milhões de novas fotospublicadas por semana, ultrapassando inclusive sites voltados à fotografia, como oFlickr.Nos Estados Unidos, o Facebook recebeu 9% de todas as visitas da internet em Abril de2012. No Brasil, 9,76%.De cada cinco páginas vistas nos Estados Unidos, uma foi o Facebook.No Brasil, no mês de abril, 1 em 4 quatro páginas vistas pelo usuário de Internetpertenciam à rede social (27,08%).Nos Estados Unidos, foram mais de 400 bilhões de page views do início do ano atéagora.
  32. 32. Porque sua empresa deve ter uma página (fan page) ao invés de um perfil no FacebookBarreiras legaisO Facebook deixa claro em seus termos de serviço que cada um pode ter um únicoperfil e que este deve ter caráter pessoal. Isso quer dizer que qualquer perfil deempresa está ferindo os termos de serviço e, portanto, pode ser removido a qualquermomento.Limite de conexõesOs perfis possuem um limite máximo de 5.000 amigos.As páginas de empresas (fan pages) não possuem nenhuma restrição no número de fãs.Uso de mensagensUtilizando um perfil pessoal, você pode enviar uma mensagem para 20 amigos nomáximo.Já com uma fan page, não existe esse limite. Você pode enviar uma mensagem paratodos os fãs de uma só vez.CustomizaçãoApenas a fan page permite que você edite abas com o conteúdo que quiser. É possívelcolocar fotos, vídeos, fóruns de discussão, informações sobre produtos específicos,eventos e avaliações de usuários. Além disso tudo, ainda é possível criar um aplicativopróprio caso você precise de alguma funcionalidade não oferecida.Não tem custo adicional.32
  33. 33. 33Análise de dadosUma página de fãs oferece a opção de relatório, que apresenta dados demográficos (idadee sexo dos fãs) e a repercussão da página (quantas pessoas visitaram, quais os posts maiscomentados, quantas fotos e vídeos foram vistos).Todas essas informações são inacessíveis para quem tem apenas um perfil.O contraponto: a solicitação de amizadeCom o perfil é possível solicitar a amizade, enquanto com a página não é possível fazernada a não ser esperar que o usuário clique em “curtir”.Porém, colocados todos os outros benefícios, uma fan page é mais vantajosa.É possível tentar criar outras formas de alavancar o número de fãs e driblar um pouco esseproblema. Uma delas é criando promoções e sorteios. Outra forma de atrair mais gente éutilizando-se da função de compartilhar, no canto esquerdo da página.Você pode divulgar no mural ou mesmo enviar mensagens para seus contatos, fazendo aindicação.Nenhuma dessas formas é equivalente a solicitar a amizade, mas sem dúvida valem mais apena que correr o risco de perder a conta, ter número limitado de amigos, mensagenslimitadas, página padrão e nenhuma ferramenta de análise de dados, que é o caso do perfil.Como converter um perfil em páginaO Facebook criou uma ferramenta que converte perfis em páginas de fãs.Dessa forma, todas as pessoas que eram “amigas” do seu perfil tornam-se “fãs” e seutrabalho em conquistar essa base não é desperdiçado.
  34. 34. O blog reproduz todas as notícias criadas pela assessoria de imprensa, em seu formato original.Tem a função de atrair o interesse para o site da empresa.Blog “Mundo do Marketing” tem mais leitores em uma semana do que a Revista Exame tem em umaquinzena. Tem diversos anunciantes.Canal de VídeosA produção de conteúdo pela AI deve ser acompanhada de gravação de vídeos para o blog.Os vídeos são inseridos em um canal de vídeos no Youtube, o que atrai o interesse de milhares depessoas.Os vídeos ajudam a pautar os jornalistas e atraem o interesse pelos conteúdos da empresa.SlideshareO Slideshare é um site onde é possível acessar apresentações no formato power point ou pdf .É muito usado pelo universo acadêmico, por executivos, gestores, estudantes e professores.Permite a difusão da notícia e do conceito.34
  35. 35. Newsletter eletrônicaA newsletter eletrônica é mais um canal dedivulgação das informações para o público deinteresse da empresa, levando visitas ao site, aoblog, ao canal de vídeos e slideshare;Ela deve ser totalmente integrada às demaisatividades de comunicação da empresa.Redes sociaisToda matéria enviada para a imprensa ounota publicada no blog ou vídeo postadono canal de vídeos são divulgados empequenas notas em redes sociais comoFacebook, Twitter e Orkut .Estas ações ajudam a levar visitantes para oblog, canal de vídeos, site, fortalecendo aimagem da empresa.35
  36. 36. Áudios para rádios e podcastsO material produzido para a imprensa no formato de texto pode sergravado, no formato de áudio, assim como uma entrevista.Os áudios são enviados às rádios em MP3 e costumam ser aproveitados naíntegra.Existem milhares de rádios e web-rádios no País que não têm áreas dejornalismo e valorizam conteúdos como dicas para uma carreira, saúde,economia etc.Eventos com jornalistas e clientesEventos são uma importante ferramenta de marketing.São momentos de integração, reunião, relaxamento e troca de experiênciase não devem ter como objetivo “vender” ou “empurrar” coisas para aimprensa.O conteúdo gerado alimenta o blog, o canal de vídeos e até pode renderpautas para a imprensa.Sala de ImprensaUma página desenvolvida especificamente para jornalistas, cominformações como: notícias, eventos, posicionamentos, informaçõessobre produtos, serviços, lista de contatos, banco de imagens epossibilidade de busca.OCR Code36
  37. 37. 37O poder das Mídias Sociais:http://migre.me/ea7YmO que acontecenas Mídias Sociaisrepercute nasoutras mídias.Caso Spoletohttp://migre.me/aEl78http://migre.me/aElcl
  38. 38. 38Alagamento em estação do Metrô na Tijuca revolta passageirosImagem dos trilhos cheios dágua na Saens Penã cheia vira vira alvo de piadas e revolta de internautas. Três estações foram fechadas porconta da chuvaO Diaodia.ig.com.brRio - Quem achava que estaria protegido do temporal que atingiu a cidadenesta terça-feira, dentro das estações do metro, se enganou. Uma imagemcompartilhada por milhares de pessoas no Facebook, nesta quarta-feira,mostra a estação Saens Penã com os trilhos tomados pela água da chuva.Ela precisou ser fechada, além de outras duas estações. A foto foi alvode piadas e também de revolta dos internautas. "Nossa, que legal o novotobogã do Rio Water Planet!!!! Só que não..", soltou uma usuária da redesocial. "Eu estava lá...nossa gente só vendo pra ter noção!!! Parece queestavámos em um filme de terror. Nas ruas, pessoas em cima do teto doscarros pedindo socorro.", relatava um comentário. Além da Saens Peña,as estações São Francisco Xavier e Afonso Pena também foram fechadasdevido a problemas de energia causados pela forte chuva e os trens só iamaté a estação Estácio. O funcionamento da circulação foi estendido atéàs 2h da manhã desta quarta-feira.
  39. 39. 39Ruas e trilhos alagados viram piadas na web após temporal no RioMontagem recria brinquedo "Splash Mountain“, na estação Saens Peña. Internautas também criaram versão de nado sincronizado nasruas.g1.globo.comNo dia seguinte ao temporal que provocou o caos no Rio de Janeiro, as imagens de ruas alagadas e os trilhos do metrô submersosviraram cenários para a criatividade dos internautas. Nas redes sociais, a estação Saens Peña se transformou na Splash Mountain,famoso brinquedo da Disney World. Já a Rua Jardim Botânico, na Zona Sul do Rio, virou praia e pico de onda preferido dos surfistas. Atéo início da noite desta quarta-feira (6), a montagem que recriava aSplash Moutain, brinquedo na qual o barco despencanos trilhos, já havia sido compartilhada por mais de mil usuáriosno Facebook. A foto original, que mostra a estação alagada, foitirada por Marcela Vasconcelos. Além da Saens Peña, outras duasestações da Grande Tijuca foram fechadas por três horas, emdecorrência dos alagamentos. O nado sincronizado também foilembrado pelos humoristas da web. Fazendo analogia com a sededa cidade para as Olimpíadas de 2016, as ruas cariocas virarampiscinas. Águas de março e raios “É pau, é pedra”, versos de “Águasde Março”, de Tom Jobim, foram substituídos por “é carro enguiçado,é lama, é lama, são as águas de Março fechando o verão, é a promessade vida no teu coração”. Quatro pessoas morreram e uma estádesaparecida após a forte chuva.
  40. 40. 40As Redes Sociais na Comunicação Interna
  41. 41. 41As Redes Sociais na Comunicação Interna
  42. 42. ••••42Administração de Crise 2.0Tipos de Crise
  43. 43. ••••••43Mas, o que é crise?
  44. 44. •••••44Notícias que Vendem
  45. 45. • No caso de uma situação de crise, comunique imediatamente a imprensa e divulgueinformações por meio das mídias sociais e do site da empresa. Não espere ser procurado.• Posicione-se, publicamente, sobre o fato em questão.• Se você não falar, alguém – o bombeiro, o faxineiro, a dona Maria , vão falar por você, só que nãonecessariamente a verdade.• Quando a empresa se antecipa à imprensa para dar sua versão verdadeira sobre os fatos, ela jácomeça em vantagem.• Mostre que você identificou o problema e está fazendo algo sobre ele.• Comunique um pequeno número de mensagens-chaves aos públicos interessados (empregados,imprensa, acionistas, etc).• É importante veicular diversas mensagens com o mesmo conteúdo, mas adequadas à cadamídia/editoria. Elas devem ser contínuas, de forma a criar uma caixa de ressonância, e fortalecer oCONCEITO.Divulgue as informações em todos os formatos;• Use imagens,• Escreva o tema em twittes curtos, para focar a manchete;• Use as mídias sociais e as atualize sempre.• Mentir, jamais.• Quando alguém descobrir que você está mentindo, o mais precioso recurso que lhe resta - acredibilidade e a boa vontade da opinião pública - estarão perdidas.Daí para frente você será o culpado.45Administração de Crises
  46. 46. •••••••••46Planejamento - Prevenção
  47. 47. 47http://migre.me/e9VsK12,9 milhões de views
  48. 48. ••••••48Credibilidade Imuniza?
  49. 49. ••••••••49Imagem Pública
  50. 50. ••••••50Como Aferir a Imagem Pública
  51. 51. ••••51Como Aferir a Imagem Pública
  52. 52. 52Ferramentas de Monitoramentoe Mensuração Gratuitas
  53. 53. 53Ferramentas de Monitoramentoe Mensuração Gratuitas
  54. 54. 54Ferramentas de Monitoramentoe Mensuração Gratuitas
  55. 55. 55Ferramentas de Monitoramentoe Mensuração Gratuitas
  56. 56. 56Ferramentas de Monitoramentoe Mensuração Gratuitas
  57. 57. 57Ferramentas de Integraçãohttp://migre.me/e9VFt
  58. 58. • Não pense as redes sociais como apenas mais um canal de marketing!• Não descanse, mensure tudo!Análise POST:• P - people:• Avalie onde ocorrem as atividades sociais dos seus consumidores na Internet.• O - Objectives:• Decida onde quer chegar.• S - Strategies:• Planeje como o relacionamento com o seu consumidor vai mudar.• T – Technology:• Decida qual tecnologia social deve usar.Os melhores horários para as postagens, segundo Scup.http://migre.me/e9VJg58Mensuração de Resultados nasMídias Sociais
  59. 59. 59
  60. 60. ••••••••60Mídia Convencional:Classificação do Material Jornalístico
  61. 61. 61O Clipping
  62. 62. Bibliografia:BURGESS, Jean e GREEN, Joshua. YouTube e a revolução digital. São Paulo. Aleph. 2009;CASTRO NEVES, Roberto. Comunicação Empresarial Integrada. Rio de Janeiro. Mauad. 2000CRUCIANELLI, Sandra. Ferramentas para jornalistas, disponível emhttp://knightcenter.utexas.edu/hdpp.php, 2010;Departamento de Estado dos EUA. Uma Assessoria de Impresa Responsável na Era Digital. 2012.Disponível em: http://photos.state.gov/libraries/amgov/30145/publications-portuguese/A_Responsible_Press_Office_Book_Portuguese.pdfDUARTE, Jorge (org). Assessoria de Imprensa e Relacionamento com a Mídia. Atlas, 3ª. Ed. 2010;GANI, Giácomo. Como o Facebook pode ser útil para jornalistas… Disponível em:http://giacomodegani.com.br/?p=300;RAMALHO, José Antônio. Mídias Sociais na Prática. São Paulo. Elsevier. 2010;RENÓ, D. (2008): Comunicação e cidadania: gritos folkcomunicacionais latino-americanos no YouTube.En OCLACC-UTPL (Comp.);SIQUEIRA, André. Porque sua empresa deve ter uma página (fan page) ao invés de um perfil noFacebook. Disponível em: http://resultadosdigitais.com.br/blog/porque-voce-deve-ter-uma-pagina-fan-page-ao-inves-de-um-perfil-no-facebook/TORRES, Clayton. Twitter: quatro dicas para produzir conteúdo de qualidade. Disponível em:http://www.pontomarketing.com/midias-sociais/twitter-4-dicas-para-produzir-um-conteudo-de-qualidade/Slideshare - http://www.slideshare.net/YouTube: http://www.youtube.com/watch?v=D1aJfEs3a-8 63Bibliografia

×