05 08 2011 resenha lideranca nas organizacoes

970 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
970
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
56
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

05 08 2011 resenha lideranca nas organizacoes

  1. 1. Faculdade Mário SchenbergCurso de Pós-Graduação em Supervisão Pedagógica e Formação deFormadores com Acesso ao MestradoDisciplina: Supervisão Organizacional e LiderançaDocente: Profª DRª MiriamAluna: Elisabete Jorgino Ferreira Coelho Artigo: Liderança nas organizações educativas: a Direcção por Valores. RESENHATRIGO, João Ribeiro; COSTA, Jorge Adelino. Liderança nas organizações educativas: adireção por valores. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v. 16, n. 61, p. 561-582,out./dez. 2008. Disponível em HTTP://www.scielo.br/pdf/ensaio/v16n61/v16n61aD5.pdf. Elisabete Jorgino1Os termos empregados neste artigo, defende o estudo da ciência organizacionalfocando a Liderança no ambiente educacional através do reflexo do sucesso nasorganizações no que tange a Liderança. Neste sentido os autores invocam o Modeloda Direcção por Valores enquanto proposta.A proposta do autor, através do percurso sobre as propostas da liderança nasorganizações escolares estudadas por inúmeros autores, é trazer o que é a“Direcção por Valores (DpV)”. Observa que embora cada proposta traz a suaparticularidade, em todas, os autores trazem a importância dos “valores”, das“pessoas” e do “diálogo” em uma liderança organizacional global, ou seja, para omundo.Embora o DpV fora estudado por alguns autores e cada qual com seu conceito,chama a atenção a breve definição apresentada por Garcia (2002, p.4) onde trazque a DpV é um modo avançado de direcção estratégica participativa pós1 Aluna do curso de Pós-Graduação em Supervisão Pedagógica e Formação de Formadores com Acessoao Mestrado. Disciplina: Supervisão Organizacional e Liderança. Ministrada por Profª DRª Miriam.
  2. 2. convencional tendo como alicerce o diálogo explicito e democrático sobre os valorespartilhados que gera as decisões de ação na empresa. Assim o toque esta nosvalores e pessoas.A DpV é uma nova ferramenta de liderança estratégica que auxiliará a direção dasescolas no que tange a entender a aplica.E algo de “crescente relevo” tratando-se de um papel importante para a mudançados sistemas educativos, bem como das organizações escolares defendendo queeste sistema, esta nova cultura de Liderança fará que estas tornem mais eficazesaumentando com isto o nível da qualidade.Na tentativa exaustiva de buscar como aplicar esta liderança das organizações nocontexto educacional e após estudos declarados onde inclusive informa que no“...nosso pais, Marcal Grilo, enquanto Ministro da Educação, repetidamente apontoutrês condições para uma escola de qualidade: existência de um projeto, liderançaforte e estabilidade do corpo docente (NETO, 2002, p. 50-52.).”, os autores, aoreconhecer que trata-se de um tema “liderança” muito discutido havendo assimmuito assunto já estudado com relevantes bibliografias, reforça o modelo de umanova ferramenta, a DpV.Quando os autores indicam como sub-tema “Um mundo de organizações”, deixamclaro que desde o mundo contemporâneo as organizações são inevitáveis na vidade todo o ser-humano, desde o seu nascimento, em processo de crescimento,maturidade, chegando a fase adulta e até a sua morte, precisamos dasorganizações, sem elas não teríamos como vivermos com dignidade pois nãoexistiria trabalho, desenvolvimento e crescimento nas relações. Embora o autordeixa claro que há vastos artigos e livros sobre o que é a organização, definiçõescomplexas e de múltiplas metáforas, Muñoz Sedano e Roman Perez (1989, p. 41-46) apontam cinco elementos fundamentais do conceito de organização:composição (indivíduos e grupos interrelacionados); orientação para objetivos efins; diferenciação de funções; coordenação racional intencional e continuidadeatravés do tempo.Analisando o pensamento dos autores e definições é de se esperar este resultado,pois quando falamos de organização, estamos nos referindo as necessidades, asestratégias que se diferenciam um dos outros, uma organização que nasceu paraatender ao consumidor de classe A não pode pensar igual a organização que nasceupara atender ao consumidor da classe C e D, estamos falando de horizontes
  3. 3. diferentes, de público, região geográfica extensão de mercado, faturamento,resultados sócio-econômicos distintos levando em contas minha metáfora aquiapresentada, conseguimos com este simbólico exemplo sentir a complexidade dasdiferentes lideranças organizacionais.Portanto como pensar a liderança Organizacional nas Escolas, no contextoeducacional? Assim como as organizações nascem para atender um determinadopúblico, uma determinada necessidade e região geográfica, assim nascem asescolas, para tanto em uma rápida análise com intuito de entender como esteconceito se encaixa no contexto educacional, é simples e complexo, ou seja, o queenfrentam as organizações, enfrentarão as Escolas, pois há variações comomencionado aqui neste parágrafo, concluindo portanto que é sim possível aLiderança das organizações nas Escolas, sabendo que enfrentarão os mesmasvariáveis que as organizações enfrentam, mas valerá a pena pensar em uma Escolacomo uma organização, isto trará nobreza aos estudos.

×