Successfully reported this slideshow.

Fábulas do 5º ano C

24,156 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

Fábulas do 5º ano C

  1. 1. Nas aulas de Informática e Português, os alunos dos 5ºs anos elaboraram suas fábulas e as digitaram no programa Microsoft Power Point. Além do trabalho de digitação, os alunos inseriram imagens externas no programa, por meio de pesquisas na Internet. No programa Power Point os alunos treinaram a seleção e formatação de seus textos, salvamento de arquivos no programa, inserção e redimensionamento de imagem. Em seguida os arquivos de Power Point foram inseridos no blog da disciplina de Informática e estão disponibilizados para a apreciação de todos. ATIVIDADE DE PORTUGUÊS E INFORMÁTICA: FÁBULAS DOS 5º S ANOS
  2. 2. O gato e o rato Um dia o gato estava passeando pela floresta e viu o rato. Eles estavam brigados. Então os dois nem olhavam para a cara um do outro. Num certo dia, o gato estava passeando e viu o rato em apuros. E ele estava preso em cima da árvore, mas como teria que pedir ajuda para os bombeiros, foi chamá-los. Quando ele chegou, os bombeiros não estavam lá. Então, ele esperou eles chegarem. Os bombeiros chegaram. Eles pegaram o rato e o resgataram. O rato ficou grato e pediu desculpas. Eles fizeram as pazes e os dois viraram amigos novamente. Moral: Sempre ajude os outros! Autor: Tiago 5 ºano C www.ipjornal.com/noticiastecnologia/tecnologia/422583_quer-saber-todos-os-movimentos-do-seu-gato.html
  3. 3. A tartaruga Uma tartaruga chamada Pili e uma raposa chamada Fanta andavam na cidade de São Paulo para olhar. Eles foram em todos os pontos turísticos da cidade e, principalmente, no Hope Hari. Os dois agora só tinham 600 reais e dava para comprar uma passagem. Somente um dos dois poderia retornar a Florianópolis . Então começaram a brigar... Até que foram presos!
  4. 4. Para serem soltos, tiveram que pagar a fiança de 600 reais,ficando assim sem dinheiro para voltarem a Florianópolis. Tiveram que trabalhar para reaver o dinheiro. Moral: Nunca viaje sem planejamento. Autor: Alexandre 5 º ano C http://www.platongs.org.cv/index.php?option=com_content&view=article&id=421:ongs-e-indp-fazem- balanco-positivo-da-campanha-de-proteccao-das-tartarugas-2010&catid=37:actualidade&Itemid=67
  5. 5. A RAPOSA E A FORMIGA Num dia, a raposa vê uma formiga e fala: - Há! Há! Há! Um bicho tão pequeno deve ser o bicho mais burro do mundo! A formiga fala: - Aposta quanto que sou mais esperta do que você? A raposa diz: - Há! Há! Há! Até parece! A formiga fala: - Eu ando em grupo, você não! A raposa fala: - Sou esperta para comer uvas pulando
  6. 6. - Espere! Estou vendo um bando de cachorros. Voltarei ao formigueiro debaixo da terra. A raposa fugiu e pensou : - Aquela formiga é mais esperta do que eu. Moral da história: Nunca pense que é mais esperto do que o outro. http://downloads.open4group.com/wallpape rs/raposa-branca-46088.jpg Juan - 5 ANO C
  7. 7. O corvo e a formiga A formiga estava passeando quando apareceu um corvo e tentou comê-la, mas não conseguiu. Tentou mais uma vez e de novo não conseguiu. Então, tentou enganá-la: - Você não sabia que a formiga que é comida por um corvo vira nobre? - Mentiu o corvo. - Não sabia não! – respondeu a formiga – Então pode me comer!
  8. 8. O corvo comeu a formiga e ela foi esquecida. Moral: Nunca queira nada além da vida e, assim, não será esquecida nunca. Autora: Letícia B. Siqueira http://www.umtoquedemotivacao.com/wp- content/uploads/2009/04/formiga_color5.jpg
  9. 9. O lobo e a raposa Um certo dia, a raposa foi até o lobo para lhe pedir: -Você poderia me ensinar a ser que nem você ? Então o lobo deu o pelo de seu amigo lobo que teria morrido. A raposa se vestiu e, desse dia em diante, a raposa começou a respeitar e obedecer o lobo . Porém, em um certo dia, eles passaram por um galinheiro e a raposa não se conteve e atacou o galinheiro.
  10. 10. O dono do galinheiro matou a raposa e o lobo fugiu em seguida . Moral: Você é especial. Não queira ser igual aos outros. Autor: Pedro Petri 5°ano C http://naturlink.sapo.pt/article.aspx?menuid=55&cid=13670&bl=1
  11. 11. O mosquito e a aranha Em uma floresta havia uma aranha que só pensava em comer. Ela gostava muito de mosquitos, mas eles eram muito espertos. Havia um mosquito chamado Larry e ele era muito corajoso, sempre enfrentava aranhas. Um dia, Larry foi na floresta em que estava a aranha. Ele ficou preso na teia e a aranha iria comê-lo , e Larry disse: - Por favor, me poupe! http://wind9.blogspot.com/2007 /02/o-mosquito-escreve.html http://naturlink.sapo.pt/article.aspx? menuid=55&cid=13670&bl=1
  12. 12. - Nunca, eu adoro mosquitos! - Eu faço o que você quiser! - Certo. A aranha pediu ao Larry para pegar uns insetos. Ele fingiu que foi pegar, preparou uma lança e foi matá-la .Ele foi até lá e lançou a lança na aranha. Ela morreu e o mosquito nunca mais se aventurou na floresta. Moral: Não confie em todos, às vezes podem se virar contra você. Autor: Giancarlo 5°ano C
  13. 13. O cachorro e o passarinho http://lilinho.blogspot.com Um dia, eu, Arthur, estava no bosque e vi um cachorro. Ele falou: - Há quantos anos você estuda nesse colégio? E eu respondi: - Há sete anos. Passou um passarinho, e falou para mim: - Dê-me comida. Eu fui tentar achar comida para o passarinho. Não achei comida e comprei uma água para ele beber. Ele bebeu pouco porque o cachorro pegou a água dele . Moral: Se você for um passarinho, não confie em um cachorro. Autor: Arthur Figueira 5°C
  14. 14. A raposa, o papagaio e seu primo periquito Certo dia, uma raposa e um papagaio estavam passeando numa floresta bem clara, cheia de animais. Neste momento, o papagaio perguntou à raposa: - A Senhora Raposa viu o meu primo periquito? Ela me respondeu: - Acho que sim, ele é vermelho meio amarelado? -Não, ele é só amarelo. -Ah! Tá! Então eu não vi. O papagaio foi procurando. http://sadato.hypermart.net/weblog/neuropsicologia/
  15. 15. A raposa se tocou e, bem esperta, disse: -Sim, eu vi. E o papagaio voltou bem agitado e perguntou com entusiasmo: - Aonde, aonde? E ela diz: -Venha comigo! Vou te mostrar. E, de repente, em um instante, o papagaio estava na boca da raposa. E não conseguiu achar seu primo perdido. Moral:Nunca confie numa raposa se você for um papagaio. Autor: Pedro M. 5°C http://criada-muda.blogspot.com/
  16. 16. O Peixe, o Tubarão e a Baleia Num belo dia, um tubarão que estava saindo para caçar, encontrou um peixe saboroso e foi logo ao ataque. Quando o peixe viu o tubarão vindo para cima dele pediu: - Por favor, deixe-me viver. Eu tenho família e filhos, tenho que alimentá-los por favor! O tubarão, faminto, nem deu bola para o peixinho e o devorou. Num outro dia, uma baleia saiu para caçar e encontrou o mesmo tubarão que havia comido o peixe. O tubarão, quando viu a baleia, começou a implorar para ela:
  17. 17. - Por favor, não me coma, eu tenho família e filhos. Tenho que alimentá-los. A baleia fez a mesma coisa que o tubarão fez com o peixe. A baleia, satisfeita, só comeu o tubarão porque ele comeu o peixe que era seu melhor amigo.Aí ela voltou à casa do peixe comido e disse: - Não se preocupem! Eu comi o tubarão e fiz justiça. Moral: Não faça com os outros o que não gostaria que fizessem para você. AUTOR: Gabriel S. 5ºC http://projectocativar.blogspot.com/200 8/05/o-tubaro-branco.html
  18. 18. O Tamanduá e a Formiga Uma formiga estava no seu formigueiro. Um tamanduá chega e fala às formigas que vai matá- las. Quando o tamanduá estava quase cumprindo o que disse, a formiga falou: - Espera um pouco! Você sabia que se algum tamanduá comer uma formiga, ele será morto pelos seus amigos? É a nova lei da floresta! E o tamanduá responde timidamente: - Então tá. Eu... Já vou indo. Moral: Ser esperto ganha da força. Autor: Iago K. S. 5ºC http://www.minhainfancia.com.br/formiga_tamandua.htm
  19. 19. Os ratinhos Era uma vez dois ratos que estavam passeando pela floresta: - Tom e Bob .Eles disseram um para o outro : - Que dia lindo! E essa floresta é tão bonita e grande! Enquanto os dois andavam, um gato que estava faminto os espionava. Esse gato pegava seu alimento e o preparava num caldeirão. Um dos ratos viu o gato e disse: - Tom, vamos correr! Tem um gato aqui! O gato ouviu e disse: - Vocês podem correr, mas não podem se esconder. http://www.novomilenio.inf.br/
  20. 20. Os ratos saíram correndo e o gato também, só que o Tom escorregou e o irmão não o deixaria sozinho. O felino pegou os dois e os levou para cozinhá-los. O gato não sabia que receita usar sem sal porque não tinha mais. Bob foi esperto e disse: - Eu tenho uma receita de família! Vou escrever num papel e te dar, não precisa de sal. O gato pegou tudo que faltava da receita e o Bob disse: - Faltou o sal. O Bob ficou falando isso a cada receita que ele trazia. Até que o gato ficou cansado e dormiu. Bob e Tom fugiram. Moral da história: Nunca se ache mais esperto do que os outros. Autor: João Antonio 5° C
  21. 21. A abelha preguiçosa No dia que a professora cigarra marcou uma prova, a abelha estava tranquila. Chegou o dia da prova e a abelha nem tinha estudado. Quando ela tentou estudar, tinha que ir para a aula de música. Quando ela tinha saído da aula de música, foi direto à biblioteca e, para a surpresa dela, a biblioteca estava fechada. Horas se passaram até que a abelha teve uma ideia: colaria de uma pessoa muito esperta que senta do lado dela. http://queixas-noturnas.blogspot.com/
  22. 22. Quando chegou a hora da prova, ela já ia colar. Foi quando a Dona Cigarra percebeu que a abelha estava colando! A abelha começou a fazer tudo errado. Quando a professora entregou a prova, a abelha tinha se dado mal. Moral da história: se você deixa para a última hora ou cola dos outros você se dá mal. Autor: Augusto 5ºC
  23. 23. A Borboleta e o Pássaro Um dia uma bela borboleta estava voando e um pássaro a chamou: - Borboleta bonita! Com suas cores, deixa- me muito feliz! Ela responde: - Por favor, não tente me convencer que sou bonita, pois eu já sou! -Pare de ser esnobe, assim perderá seus amigos e a quem ama, senhorita! Eu só estava elogiando! -Eu sei! Todos me elogiam! Ela vira suas asas e vai embora.
  24. 24. O pássaro fica triste e também vai embora. Anos depois ... A borboleta estava voando e pensou : - Aquele pássaro estava certo, eu sou muito esnobe! Eu perdi tudo que amo e que gosto, ninguém mais fala comigo, nem sequer me olham. Nunca mais vou ser esnobe. E assim a borboleta pede desculpas, se casa e nunca mais é esnobe. Moral: Quem avisa amigo é. Autora: Bianca 5 ano C. http://populo.weblog.com.pt/arquivo/2006/03/desaparecem_as_1
  25. 25. O elefante e a formiga Num dia claro, lindo e incrível os animais foram passear. Mas, eram tantos que a selva ficou cheia de animais. A fila era tão grande que virou um trânsito deles. Nesse trânsito, havia uma família de elefantes e uma família de formigas. Elas estavam uma atrás da outra. A família de formigas estava atrasada para uma festa. Elas estavam atrás da família de elefantes,que não estava nem aí pro trânsito. A família de formigas já estava impaciente e então falou: - Ei, elefantes! Saiam da nossa frente. Estamos atrasadas para uma festa.
  26. 26. Os elefantes, que não eram bobos, começaram a reclamar também: Então eles começaram a brigar. Um falava mal do outro. Falava qual era o mais gordo, a mais lenta e o mais forte. No meio da briga apareceu o guarda leão. Ele falou: - Parem de brigar. Vocês são bichos. Conhecem o ditado: “o melhor amigo do bicho é o bicho?” Agora façam as pazes. Depois do discurso do leão, as duas famílias se olharam e falaram juntas: - Desculpa! Assim todos continuaram a andar. Moral da história : Nunca comece uma briga se não quer terminá-la. Autora: Joana 5º ano C
  27. 27. OO ssaappoo ee aa ffoollhhaa Certo dia, uma folha estava em sua árvore quando o vento passou e a derrubou. Ela foi caindo lentamente até que chegou no chão. No chão tinha um sapo. Ele estava bem acomodado em um buraco aconchegante. O sapo não tinha visto a folha. por isso saiu despreocupado para procurar comida. Quando o sapo voltou, viu que em seu buraco estava a folha dormindo. Ele balançou-a, gritou para acordá-la, mas de nada adiantava, a folha nem se mexia. Depois de alguns minutos a folha acordou. O sapo indignado começou a brigar. Mas ele nem sabia que a folha era “barraqueira”. Os dois brigaram a noite inteira. Quando amanheceu,estavam os dois
  28. 28. dividindo o mesmo buraco aconchegante, fofinho e quentinho.Ninguém sabe de certo o que aconteceu, só sabemos que o sapo e a folha viraram grandes amigos e nunca mais brigaram. Moral: Para resolver um problema, não brigue, e sim converse. Autora: Rafaela Amaral Lange 5º C http://www.imagensporfavor.com/tag/1/sapinho+cantando.htm http://www.esec-valenca. rcts.pt/folha_084.htm
  29. 29. O grilo e a raposa Um grilo estava sentado numa árvore tentando comer. Então uma raposa chega e fala: - Eu aposto que você não vai conseguir comer essa mosca. E o grilo retruca: - Eu também duvido que você consiga. E a raposa aceita achando que vai ganhar fácil, fácil. Então a raposa diz já e os dois saem correndo atrás da mosca.
  30. 30. No fim, o grilo ganha da raposa e a raposa sai se lamentando. Moral da História: Os maiores nem sempre são melhores que os menores. Autor: Eduardo Rocca 5°ano C http://www.contos.poesias.nom.br/ogrilofalante/ogrilofalante.htm
  31. 31. A raposa e a barata Era uma vez uma barata muito chique e bonita. Ela gostava de um jabuti gordo e feio, mas ela não falava para ninguém. Num certo dia ela falou seu segredo para a raposa, sua melhor amiga, e ela pediu para que não contasse a ninguém, mas a primeira coisa que ela fez foi contar a tartaruga ,depois à borboleta, e, no dia seguinte a floresta toda já sabia. Ela muito triste, quando viu a raposa falou: - Sua raposa mau caráter,falou o meu segredo para todos os bichos da floresta. A raposa respondeu:
  32. 32. - Há, ha tu é uma barata ou uma anta? A barata fugiu e nunca mais voltou,e,ninguém gosta mais da raposa,todos acham ela muito falsa. Moral da História: Não conte segredos. Eles podem custar caro. Autor: Bernardo 5°C http://universocrianca.blogspot.com/2010/03/barata-e-vassoura.html
  33. 33. A formiga e o tubarãoA formiga e o tubarão Um dia a formiga caiu na água e começou a falar: - Socorro, socorro. Vou morrer! Então um tubarão falou: - Eu te ajudo! Vou te botar na terra ! - Obrigada! Eles ficaram conversando, e viraram amigos. Mas ninguém aceitava que podiam ser amigos. Então a formiga resolveu morar na água. E viraram melhores amigos! Moral da história: Não importa quem seja, a amizade é infinita! Autora: Eliza C. Amorim 5°C http://ensinobiblicoinfantilnani.blogspot.com http://darwinstyle.blogspot.com/2007_11_01_archive.html
  34. 34. A centopeia e a tarântulaA centopeia e a tarântula Numa floresta distante, uma linda centopeia vivia feliz em sua árvore. Ela era azul com bolinhas verdes, amarelas e umas roxas. Uma centopeia lindíssima. Enquanto no outro lado da floresta vivia uma tarântula macho. Ele era de mal com sua vida. A centopeia numa manhã saiu para passear. E, de repente, ela esbarra na tarântula. A centopeia morre de medo. Mas mesmo assim enfrenta seu medo. Ele dá uma olhada nela e se encanta. Depois disso passam-se 1 ou 2 anos. Quase se casam, mas a família não permitia.
  35. 35. Então eles resolvem não casar, mas prometem que nunca se esquecerão um do outro. Eles continuam se amando para todo sempre mesmo não estando juntos. Moral da historia: No amor não importa a distância, o medo não vence o amor eterno. Autora: Isabella Kunrath M. Barreto Fialho 5°C http://coloriredivertido.blogspot.com/20 10/03/tarantula-para-colorir-desenhos- de.html
  36. 36. A formiga e o leão Num belo dia a formiguinha passava pelo bosque e, sem querer, pisou no elefante.O elefante reagiu, mas reagiu numa planta. Enquanto ele pensava que era a formiga, falava: -Ainda bem que não deu tempo da formiga fugir! Enquanto ele se enganava propriamente ela estava chamando os parente,amigos (formigas)... As formigas atacaram o elefante e picaram-no de surpresa. O elefante, chorando de joelhos e implorando, falou: -Por favor, parem! Eu paro de fazer tudo que fiz durante todos esses anos! Desculpem! Formiga Gaze diz:
  37. 37. - Há! Há! Há! Há! Há!...Caiu no chão de tanto rir, a gente só estava querendo ouvir isso de você todos esses anos. E todo mundo riu! - Desculpamos você, mas desculpe também pelo que minha filha formiguinha fez. O elefante também desculpou e todos ficaram felizes! MORAL: OS GRANDES E FORTES NÃO SÃO GANHADORES EM TUDO! Autora: Eduarda Ferreira Rojas. camiloaparecido.blog.terra. com.br b2ml.com.br
  38. 38. O Coelho e a cenoura Um dia um coelho estava passeando e encontrou uma cenoura. Ele já ia comer a cenoura, mas a cenoura falou: -Não! Pode ir parando aí, você não vai me comer. Eu sou um ser! Assustado, o coelho disse: -Tá bom! Tá bom! -Mas se você tentar me “matar” de novo...você vai ver... Disse a cenoura. Mas um dia, eles se encontraram de novo e o coelho tentou “matá– la’’ de novo. Então a cenoura falou:
  39. 39. - Paralacomidaissooomanhêê!! Então a mãe dela chegou. Ela era do tamanho de uma árvore maior do mundo! O coelho correu e prometeu que nunca mais ia fazer isso! E, no dia seguinte, ele pediu desculpas. MORAL : NUNCA MEXA COM O FILHOTE SE A MÃE ESTIVER POR PERTO ! Autor: Carolina Huedepohl Marques Vieira. imotion.com.br overstress.com.br
  40. 40. Linda e Léo Certo dia, uma leoa chamada Linda, foi caçar com o seu irmão chamado Léo. Quando chegaram lá, encontraram um veadinho filhote, e seu irmão foi correndo para pegá-lo, mas quando lá chegou era uma armadilha e o veadinho caiu e Léo também. Os caçadores apareceram e eu fui correndo e berrei: - HUUUUAR !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
  41. 41. E todos os caçadores saíram correndo em minha direção. Também saí correndo. Quando Léo viu, saiu do buraco e correu para ir enfrentá-los.Voltei para ajudar Léo. Depois os caçadores saíram correndo e eu e Léo voltamos a procurar comida. À noite, nós jantamos e elefante e estava muito bom!!! A união faz a força! Lucy Catherine http://www.imagensporfavor.com
  42. 42. A formiguinha Num lindo dia, uma formiguinha estava numa montanha procurando comida com sua avó, quando começou a chover: -Vamos esperar até a chuva parar.- disse a avó. E a formiguinha, mesmo não querendo, obedeceu. Depois de um bom tempo, continuaram a procurar comida, quando de repente vinha passando uma trilha de tamanduás:
  43. 43. -Vamos nos esconder!!! - disse a avó- mas a formiguinha não obedeceu e disse : - Não se preocupe,vou detê-los!!! Então, pegou um graveto e jogou em um tamanduá fêmea. A formiguinha foi engolida na hora, mas tinha ao menos comida de verdade dentro da barriga do tamanduá... Não seja teimoso em caso de perigo. Carolina Destri http://ensinobiblicoinfantilnani.blogspot.com
  44. 44. O Pavão e a Raposa Num belo bosque, em uma cabana, o pavão, muito vaidoso, estava se olhando no espelho. Pouco depois, chega uma raposa, muito esperta e diz: - Um belo dia, não? O pavão, sem prestar muita atenção, respondeu: - É, é... A raposa foi chegando mais perto... Ela estava com uma cara esquisita, parecia estar com fome. Quando o pavão foi ver, a raposa estava do seu lado.
  45. 45. O pavão levou um susto e saiu andando bem rápido, mas a raposa atacou o pavão. Então começaram a brigar. A raposa foi atacada, mas ficou ferida. Então fugiu. Moral: Às vezes você pode pensar que a pessoa é boba, mas vai ver,ela na verdade é bem esperta. Autora: Maria Fernanda 5°Ano C http://julimtat2.wordpress.com/page/2/ http://www.saudeanimal.co m.br/raposa_orelhuda.htm
  46. 46. A grande corrida Num certo dia nasceu um potrinho, num pequeno estábulo. Ele se chamava Raio. Sua dona o achava muito feio, pois seu pelo era marrom avermelhado, comprido e todo bagunçado. Por isso resolveu vendê-lo. Ele foi morar num grande estábulo. Lá encontrou uma linda égua chamada Ginjery . Quando o viu ela falou : - Meu dono é um campeão! Só usa os melhores cavalos que existem! Duvido que ganha alguma corrida com pangaré como você .
  47. 47. No dia seguinte o dono de Raio competiu numa grande corrida e escolheu Raio para a corrida. Raio correu como ninguém já tinha visto . E ganhou a corrida . Moral da história : Nunca julgue nenhum ser vivo pela aparência, mas sim pelo que ele é. http://bichinhosfofinhos.wordpress.com/ 2008/10/10/cavalo/ Sofia e Maria Luisa - 5°C
  48. 48. A dúvida do galo Em um dia os animais estavam seguindo sua rotina. Então, apareceu uma raposa faminta que comeria qualquer coisa que visse pela frente. E a raposa pensou rapidamente: - Vou enganar aquele bando de galinhas. Ela foi ao encontro delas e falou: - Venham eu conheço um spa bem relaxante, com piscinas térmicas. O galo, o líder do grupo, disse: - Confio no cachorro. Ele é o melhor amigo do meu dono. Não ficaremos aqui. Moral: Não confie em estranhos. www.portaldogato.com/gato-cachorro.php Sofia e Maria Luisa - 5°C
  49. 49. A aranha e o cachorro Certa vez, uma aranha ficou presa em um buraco e durante muito tempo ficou ali. Depois de um tempo, um cachorro apareceu em cima do buraco. Então a aranha pediu para ele lhe ajudar. O cachorro estava com pressa e nem deu bola para a aranha. Outra vez, era o cachorro que estava preso no buraco. Ele também ficou algum tempo ali. Depois de um tempo a aranha passou por cima, o cachorro pediu para a aranha que lhe ajudasse e ele também disse que da próxima vez que a aranha precisasse de ajuda, ele iria ajudar.
  50. 50. Então a aranha lhe ajudou. Moral: Se alguém lhe pedir ajuda, não negue, pois outro dia pode ser você que precise. Autor: André 5° C http://www.caesefilhotes.com.br/cachorro-filhote-beagle
  51. 51. O gato e o rato Numa bela casa perto de um bosque, moravam um gato e um rato.Eles viviam brigando,mas quem começava a briga mesmo era o gato. O gato sonhava em comer o rato e sempre inventava armadilhas para pegar o rato.Mas o rato não era burro, não e conseguia escapar de todas. Teve um dia que o rato foi tomar sol e resolveu fazer um piquenique no bosque. Estava tudo muito tranquilo, até o gato passar correndo e, estabanado, pisar na comida. Ele foi escorregando. Quando conseguiu ficar de pé, o rato já estava em cima de uma árvore.
  52. 52. De lá de cima da árvore o rato disse: -Olha só, estou vendo um monte de cachorros entrando no bosque. E o gato respondeu: -É melhor eu ir para casa tomar um banho. Moral da história: Apesar das diferenças, não devemos desejar o mal do próximo. Autor: Artur Fraga 5°C http://www.gatos.com.br/
  53. 53. Um dia na floresta Um dia, na minha casa, fui fazer um passeio na floresta. Quando cheguei lá, fui conhecer os animais e também as árvores chamadas baiacu. Conheci: macacos, leões, aves, elefantes, girafas, jacarés e etc. À noite fui montar minha barraca numa caverna escura no meio da floresta. De dia fiz um passeio de barco. Andei um monte e depois voltei porque estava escurecendo. Meu amigo disse que não queria dormir. Ele disse:
  54. 54. - Há! Há! Dormir agora?! Eu não, ninguém é melhor do que eu!! Vou fazer um passeio de barco pelas águas mais violentas daqui. Então ele fez a gente pedir para ele não ir, mas ele foi. A correnteza estava muito forte. E depois não o vimos mais e voltamos para casa. Moral: Não seja teimoso, pois pode ser perigoso! Autor: Matheus http://www.mundodastribos.com/fotos-da- floresta-amazonica.html
  55. 55. O pinguim e a raposa Um dia uma raposa viu um pinguim carregando um carrinho de umas rodas cheio de peixes. A raposa ficou com água na boca e roubou os peixes dele. O pinguim falou: - Vou contar tudo para minha mamãe, buaaaa! A raposa nem ligou para o pinguim e voltou para sua toca. Quando ficou sossegada ela começou a comer os peixes.
  56. 56. A mamãe do pinguim achou a dona raposa e deu umas palmadas na bunda e ela ficou com uma marca gigante. A raposa não roubou mais nada de ninguém. http://4.bp.blogspot.com/_Lgr_YMUDAN0/TECm90SSPf I/AAAAAAAAAGg/aNMJ5NN4bqg/s1600/pinguins.jpg Autor: Gabriel W.

×