Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Aula inicial - Dilatação Térmica

75 views

Published on

Aula referente a Dilatação Térmica para alunos do 2º ano Médio

Published in: Education
  • Be the first to comment

Aula inicial - Dilatação Térmica

  1. 1. AULA INICIAL DILATAÇÃO TÉRMICA
  2. 2. Dilatação Térmica é a variação que ocorre no tamanho ou no volume de um corpo quando submetido a aquecimento térmico. Uma vez que os corpos são constituídos por átomos ligados entre si, a exposição ao calor faz com que eles se agitem, aumentem a distância entre si e inchem. Dependendo das dimensões dilatadas mais significativas dos corpos (comprimento, largura e profundidade), a dilatação é classificada em: linear, superficial e volumétrica.
  3. 3. Dilatação Linear A dilatação linear resulta do aumento de volume em apenas uma dimensão, em comprimento. É o que acontece, por exemplo, com um fio, em que o seu comprimento é mais relevante do que a sua espessura, diríamos até, irrelevante, em termos comparativos. Para calcular a dilatação linear utilizamos a seguinte fórmula: ΔL = L0.α.Δθ Onde, ΔL = Variação do comprimento L0 = Comprimento inicial α = Coeficiente de dilatação linear Δθ = Variação de temperatura
  4. 4. A dilatação superficial resulta do aumento de volume em duas dimensões, comprimento e largura. É o que acontece, por exemplo, com uma chapa de metal delgada. Para calcular a dilatação superficial utilizamos a seguinte fórmula: ΔA = A0.β.Δθ Onde, ΔA = Variação da área A0 = Área inicial β = Coeficiente de dilatação superficial Δθ = Variação de temperatura Importa destacar que beta é duas vezes maior que alfa (coeficiente de dilatação linear). A dilatação superficial se refere a duas dimensões, enquanto a linear, apenas a uma.
  5. 5. A dilatação volumétrica resulta do aumento de volume em comprimento, largura e profundidade, o que acontece, por exemplo, com uma barra de ouro. Para calcular a dilatação volumétrica utilizamos a seguinte fórmula: ΔV = V0.γ.Δθ Onde, ΔV = Variação do volume V0 = Volume inicial γ = Coeficiente de dilatação volumétrica Δθ = Variação de temperatura Repare que o coeficiente gama é três vezes maior que o alfa (coeficiente de dilatação linear). A dilatação volumétrica trata de três dimensões, enquanto a linear, de apenas uma.

×