Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Instrumentos de Comunicação Empresarial

6,332 views

Published on

Slides da aula do pós MBA em Inteligência Empresarial da FGV, autoria Prof. Patricia de Sá

Published in: Education
  • Be the first to comment

Instrumentos de Comunicação Empresarial

  1. 1. PÓS-MBA EM INTELIGÊNCIA EMPRESARIAL INSTRUMENTOS DECOMUNICAÇÃO EMPRESARIAL ESTRATÉGICA ___ Patricia de Sá Prof. _______ __ _
  2. 2. Meus contatos: patsario@gmail.com fastco.brasil@gmail.comamoraoplaneta@gmail.com BLOG: http://amoraoplaneta.blogspot.com SITE: http://fastco.br.googlepages.com
  3. 3. Instruções para disciplina• Leitor para links de filmes e conteúdos extras: – Usuários iPhone: baixar app QR Code Denso (U$ 1,99) para links de filmes – Demais celulares ou laptop com webcam: baixar software http://qrcode.kaywa.com/• Utilizar capítulos 3 e 4 do livro Comunicação Integrada de Marketing• Acessar www.slideshare.net/patsario para materiais complementares (pdf e ppt)• Inscrever-se no blog Amor ao Planeta (blogger/google)
  4. 4. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1. Conceito de Comunicação 2. Comunicação como Gestão do Risco Corporativo • Reputação e Imagem • Governança Corporativa 3. Comunicação Empresarial e Business Intelligence • Endocomunicação • Gestão do Conhecimento 4. Os desafios do novo ambiente comunicacional 5. Comunicação na Sociedade Digital# 01
  5. 5. Bibliografia Recomendada
  6. 6. Bibliografia Recomendada
  7. 7. Bibliografia Recomendada
  8. 8. CONCEITO DE COMUNICAÇÃO Communicare (latim) = tornar comum, partilhar, repartir, associar, trocar opiniões. Informação ≠ Comunicação O que falta no esquema abaixo? Emissor Mensagem Receptor Canal 8
  9. 9. Comunicação: gasto ou investimento ? 9
  10. 10. Razões para uma empresa se comunicar: • Informação • Relacionamento • Seguro da Marca • Gestão do Conhecimento “Quem não se comunica, se trumbica” 10
  11. 11. A Comunicação como gestão do risco corporativo 11
  12. 12. Valor de uma empresa• ATIVOS FÍSICOS• ATIVOS INTANGÍVEIS* Financial Times: 75 a 90% do valor da empresa no mercado 12
  13. 13. CONCEITO DE STAKEHOLDERA sociedade é formada por grupos de pessoas com interesses legítimos na empresa, que dependem ou são afetados por suas decisões e operações e podem reclamar judicialmente por danos e prejuízos. 13
  14. 14. Um mundo de stakeholders, não de acionistas Quando um CEO toma decisões de negócios em sua empressa, que stakeholder deveria ser o mais importante? Fonte: Edelman Trust Barometer 2010 – Estudo conduzido em 20 países
  15. 15. O Ecossistema da Marca “A empresa é um sistema vivo integrante de umecossistema complexo, com o qual interage e do qual depende.” FNQ - Fundação Nacional da Qualidade
  16. 16. REPUTAÇÃO CORPORATIVA imagem + qualidade de gestão + saúde financeira + liderança/inovação + RH (talentos)
  17. 17. Para que serve a reputação ? Garantia Lealdade Confiança Blindagem
  18. 18. Dinâmica de Valor da Reputação Corporativa Crédito de Confiança: boa vontade, familiaridade, reconhecimento, garantia, lealdade, blindagem Experiência direta ou indireta Iniciativas Reputação Organziacionais Geração de valor Percepção dos stakeholders Atitude em Estratégia Comunicação Impacto nos relação àda empresa da empresa Expectativas Resultados empresa dos stakeholders Influência de terceiros Contexto
  19. 19. 2010: performance financeira foi o menos importante para a reputação corporativaO que o faz confiar numa empresa? Quão importantes são estes fatores para a reputação corporativa? Fonte: Edelman Trust Barometer 2010 – Estudo conduzido em 20 países.
  20. 20. BRAND EQUITY É uma evolução da gestão de“share of market” porque, considera tanto o desempenho passado (vendas e imagem), quanto o futuro (índice de recompra), que depende da lealdade do consumidor à marca. (David Aacker, Managing Brand Equity, The Free Press) 20
  21. 21. (Revisando conceitos…) OS NÍVEIS DA SATISFAÇÃO Share of Mind Share of Heart Share of Market
  22. 22. Metodologias de Avaliação• Interbrand• Millward Brown/Ibope = BrandDynamics• Young & Rubicam• Landor• Thymus• Future Brands• Reputation Institute
  23. 23. Gestão da Reputação – como mensurarDimensões da Reputação Pulso da Reputação Comportamentos de Apoio Compra Produtos e Serviços Inovação Recomendação Ambiente de Trabalho Apoio em crises Governança Suporte Verbal Cidadania Investimento LiderançaPerformance Financeira Trabalho Modelo RepTrak desenvolvido pelo Reputation Institute
  24. 24. GOVERNANÇA CORPORATIVA (ACIONISTAS / INVESTIDORES) TRANSPARÊNCIA EQUIDADE PRESTAÇÃO DE CONTAS
  25. 25. Metodologias• IBGC• SOX / SARBOX• Cadbury• Vienot• NACD• Dey etc...
  26. 26. Comunicação Empresarial
  27. 27. Comunicação Empresarial• Institucional• De Produto• Endocomunicação Business Intelligence• Pesquisas de Mercado• Sistemas de Informação (ERP, CRM)• Redes Sociais• Gestão do Conhecimento
  28. 28. Estruturas de Comunicação
  29. 29. Fluxos da Comunicação Interna TOP Alta Diretoria Gerência “Chão de Fábrica” DOWN
  30. 30. Objetivos da Endocomunicação• Informar (visão holística)• Integrar/Alinhar (objetivo comum, nãofragmentado)• Sedimentar cultura corporativa (internalizarmissão, visão, metas)• Treinar• Capturar e redistribuir conhecimento (quebrarhierarquias, potencializar resultados)• Reportar problemas (fraudes, assédio, corrupção)• Feedback (sugestões/críticas) 30
  31. 31. Objetivos da Endocomunicação• Informar (visão holística)• Integrar/Alinhar (objetivo comum, não fragmentado)• Sedimentar cultura corporativa (internalizar missão,visão, metas)• Treinar• Capturar e redistribuir conhecimento (quebrarhierarquias, potencializar resultados)• Reportar problemas (fraudes, assédio, corrupção)• Feedback (sugestões/críticas) 31
  32. 32. Objetivos da Endocomunicação• Informar (visão holística)• Integrar/Alinhar (objetivo comum, não fragmentado)• Sedimentar cultura corporativa (internalizar missão,visão, metas)• Treinar• Capturar e redistribuir conhecimento (quebrarhierarquias, potencializar resultados)• Reportar problemas (fraudes, assédio, corrupção)• Feedback (sugestões/críticas) 32
  33. 33. Objetivos da Endocomunicação• Informar (visão holística)• Integrar/Alinhar (objetivo comum, nãofragmentado)• Sedimentar cultura corporativa (internalizarmissão, visão, metas)• Treinar• Capturar e redistribuir conhecimento (quebrarhierarquias, potencializar resultados)• Reportar problemas (fraudes, assédio, corrupção)• Feedback (sugestões/críticas) 33
  34. 34. Objetivos da Endocomunicação• Informar (visão holística)• Integrar/Alinhar (objetivo comum, não fragmentado)• Sedimentar cultura corporativa (internalizar missão,visão, metas)• Treinar• Capturar e redistribuir conhecimento (quebrarhierarquias, potencializar resultados)• Reportar problemas (fraudes, assédio, corrupção)• Feedback (sugestões/críticas) 34
  35. 35. Objetivos da Endocomunicação• Informar (visão holística)• Integrar/Alinhar• Sedimentar cultura corporativa• Treinar• Capturar e redistribuir conhecimento• Reportar problemas (fraudes, assédio, corrupção)• Feedback (sugestões/críticas) 35
  36. 36. Objetivos da Endocomunicação• Informar (visão holística)• Integrar/Alinhar (objetivo comum, não fragmentado)• Sedimentar cultura corporativa (internalizar missão,visão, metas)• Treinar• Capturar e redistribuir conhecimento (quebrarhierarquias, potencializar resultados)• Reportar problemas (fraudes, assédio, corrupção)• Feedback (sugestões/críticas) 36
  37. 37. Funcionário triste traz prejuízo para a empresa Grief Index ou índice da tristeza: Problemas pessoais dos Quanto as funcionários empresas deixam de ganhar Morte na família U$37,5 bi a.a. Divórcio U$11,1 bi a.a. Morte de animal de U$ 2,4 bi a.a. estimação Conforme pesquisa realizada por John James e Russel Friedman com 25.000 pessoas nos EUA.
  38. 38. Pesquisa mostra que funcionário feliz trabalha melhorAlgumas empresas estão investindo no bem-estar dos seus colaboradores: Programas de saúde e qualidade de vida. ginástica laboral, massagem, auxílio funeral, assistência jurídica, avaliação médica e nutricional.“Não há como não trabalhar bem em uma empresa que valoriza você.” Odail Francisco Peres, gerente de projetos em tecnologia da Redecard
  39. 39. X
  40. 40. A diversidade de pessoas e de culturas é um ativo cultural importante do Cirque du Soleil, que estimula acriatividade como bem mais importante da organização:Cirque du Soleil trocou 12 competências profissionais por 5 atributos essenciais:PAIXÃO: RESPONSABILIDADE: COMPROMETIMENTO: TRABALHO EM EQUIPE: CRIATIVIDADEesperamos que as entendemos que entendemos as é a compreensão são as ideias epessoas toda pessoa é atitudes que as de que os as contribuiçõesdemonstrem o responsável por pessoas adotam resultados se que as pessoasdesejo de seus resultados e de compromisso alcançam trazem aocontribuir para o o impacto de seu com os demais e a coletivamente espetáculo e aossucesso do Cirque trabalho nos empresa resultados resultados dos demais membros da equipe “ Temos no centro de suas preocupações as necessidades dos clientes do setor” Linda Gosselin, Vice-Presidente de Recursos Humanos do Cirque du Soleil
  41. 41. Tipos de Endocomunicação • Presencial • Impressa • Eletrônica 41 ......FilmesServiços[Grupo TV1] Comunicao Interna Guia do Futuro TV1.wmv
  42. 42. a) Presencial • Reuniões periódicas • Confraternizações • Workshops • Campanhas de Incentivo 42
  43. 43. PROJETO RBS
  44. 44. OBJETIVORevitalizar a cultura organizacional, o estilo de liderança e os processosorganizacionais, base para transformar a RBS em uma empresa de altaperformance.Nosso Jeito de Ser e Fazer é a cultura que sustentará a empresaConstruir um lugar especial onde:Pessoas sintam-se parte importante do projeto empresarialvislumbrem oportunidades de desenvolvimentosintam-se estimuladas a trabalhar com excelência egerar valor sustentado para colaboradores, clientes, acionistas e sociedade.
  45. 45. RESUMO DOS ENCONTROS1. Workshop Valores RBS - Lideranças2. Workshop Valores RBS - especialistas e artistas3. Projetos a partir das Recomendações4. Encontro Estratégia e Valores5. Grupo de Referência - Nosso Jeito de Ser e Fazer6. Workshop Nosso Jeito de Ser e Fazer Liderança na RBS
  46. 46. 1. Workshop Valores RBS - Lideranças OBJETIVO construção conjunta do Nosso Jeito de Ser e Fazer: como querem ser e o que isto significa para cada um e para a RBS. Diversas atividades possibilitaram a esses líderes conhecessem, avaliassem e refletissem sobre sua atuação como gestor, à luz dos valores ressignificados. PÚBLICO 803 líderes
  47. 47. 2. Workshop Valores RBS – especialistas/artistas OBJETIVO alinhamento e construção do compromisso com “Nosso Jeito de Ser e Fazer” - agentes de transformação do Grupo RBS PÚBLICO solicitadas aos executivos indicações de nomes; convidados 906 colaboradores; 37 turmas, nas capitais e cidades do interior de RS e SC CARGA HORÁRIA 1 dia (8 horas) cada turma.
  48. 48. 3. Encontro Estratégia e ValoresOBJETIVOcomunicar e engajar todos os colaboradores na construção do projetoEstratégico do Grupo RBS (Nosso Jeito de Ser e Fazer) para que cadacolaborador compreendesse seu papel e os valores que devem orientarsua atuaçãoPARTICIPANTES8 eventos5.214 colaboradores, sendo: 3.806 P.Alegre (5) 1.979 Florianópolis (2) 375 S.Paulo* (1)* reuniu colaboradores de São Paulo, Brasília, Rio deJaneiro, Curitiba, Londrina e Uberaba
  49. 49. UM LUGAR ESPECIAL Ao final de cada encontro, os participantes foram convidados a colaborar com aconstrução de “Um Lugar Especial.” Cada um recebeu um pedaço de uma tela, pintada por crianças e participantes do Grupo de Referência, sob orientação do artista plástico Pirecco, que simboliza a construção doambiente positivo em todas as dimensões quea RBS deseja. O material continha um códigoque, enviado via SMS, preenchia os espaços no painel.
  50. 50. http://www.flickr.com/photos/pirecco/
  51. 51. b) Impressa • Jornal Mural • House-organ • Cartazetes • Manual do Colaborador • Folhetos • Banners vinílicos • Contracheque 55
  52. 52. Como manter o espírito vivo
  53. 53. c) Eletrônica • Intranet • Blog corporativo • Rede social interna • Videocasts/Podcasts • Filmes institucionais e de treinamento • Jogos de treinamento• Eletromídia (ambientes espera forçada) • SMS (mobile) • Gestão do Conhecimento • B2E (Business-to-Employee) 58
  54. 54. Jogue este Business Game e teste sua vocação
  55. 55. Business Games Empresas que já usam simuladores empresariais Fonte: Época Negócios (19/09/08) ......FilmesServiçosCoral Banks - Eagles Flight Brasil.flv
  56. 56. BUSINESS-TO-EMPLOYEE - B2E B2E – A interatividade com o funcionário é uma ferramenta poderosa. O B2E utiliza especialmente a Intranet. Ponto relevante A arquitetura dos sites internos deve ser tão atraente, dinâmica e de fácil navegação, quanto os melhores sites da Internet. 63
  57. 57. Hewlett- Packard utiliza a pagina inicial chamada Atrium. Os funcionários podem solicitardesde reembolso de despesa de viagem até definir mudanças de plano de saúde. Aempresa trabalha para chegar à personalização total.
  58. 58. Coca Cola: Portal Corporativo para praticar o novo sistema degerenciamento de pessoal B2E, seguindo os sistemas B2C degerenciamento de clientes.
  59. 59. O programa Coca Cola conta com 3 componentes:- Gestão de pessoal on-line- Processos empresariais on-line- Serviços on-line para os funcionáriosO funcionário obtém informações e serviços (inclusiveauto-serviço) que lhe interessam, tanto de cunhoprofissional como pessoal.Resultado: aumento da satisfação de funcionários,crescimento da produtividade e redução de custos degerenciamento de modo geral.
  60. 60. Portal de empresas que utilizam o B2E / BI:
  61. 61. Funcionário bem informado é mais confiante, engajado, veste a camisa e é feliz. Isso volta para empresa como lucro!No caso da Xerox eles implantaram mudanças tão grandes em sua culturaorganizacional que hoje em dia vendem essa estrutura em forma deprestação de serviço.Valorizam o capital intelectual, a felicidade e tem um grande exemplo de umprograma de Gestão do Conhecimento implantado.
  62. 62. A importância da Comunicação InternaInformação e comprometimento dofuncionário sobre suas responsabilidades,sempre de forma atualizada.1991: Mudança na visão de negócio - The1991Document Company• Necessidade de cada cliente• Sistema de diálogo francoCriação do CAC-Funcionário
  63. 63. Plano de comunicaçãoMelhorar a eficácia da comunicação:• Comunicação Institucional• Comunicação de Marketing• Comunicação com a imprensa e relações públicas• Comunicação com os funcionários
  64. 64. Endocomunicação• Audiovisual• Campanhas de sensibilização e mobilização• Publicações• Programas de comunicação interpessoal• Eventos• Projetos
  65. 65. Audiovisuais• Clipe executivo Mensagem da Diretoria• Videos Institucionais Campanhas internas
  66. 66. Campanhas de sensibilização e mobilização• Desafio Programa de Participação nos Resultados lançado em 1991.• “Clientar” Distribuição de kit contendo um guia de como “clientar”; um catalogo de produtos da empresa, contatos, etc.• Xerox Pro meio Ambiente Veiculada em 1992, procurou conscientizar os membros da empresa sobre a proteção do meio ambiente.
  67. 67. Publicações• Revista Astoria Direcionamento estratégico, mudanças estruturais, desenvolvimento tecnológico, novos produtos - público interno• Jornal Mural Semanal, para informações mais urgentes• Revista Kitnews Area técnica• Info Manager Corpo gerencial• Contracheque Pequenos lembretes aos funcionários
  68. 68. Programa de comunicação interpessoal• Reuniões de comunicação Diretores funcionais, regionais e de fábricas, além de gerentes da companhia.• Entrevista executiva Conversa com o chefe do chefe. Eventos • Café da manhã com a diretoria; • Mutirões.
  69. 69. Projetos• Círculo de palestras• Concursos internos• Par Clube• Astoria Club• Kit Club
  70. 70. “O conhecimento tornou-se o principal ingrediente de tudo que produzimos, compramos e vendemos. Resultado: administrá-lo tornou-se a atividadeeconômica mais importante para indivíduos, empresas e nações” Stewart
  71. 71. Iemen, 1999 e 2000Salem Al-Hazmi Nawaf Al-Hazmi Khalid al-Mihdhar http://www.historycommons.org/entity.jsp?entity=9/11_congressional_inquiry
  72. 72. Gestão do Conhecimento Processos para organizar e sistematizar a capacidade da empresa de capturar, armazenar, gerar, criar, analisar, traduzir, compartilhar e fornecer a informação exata de maneira rápida e precisa. Parte da premissa de que todo o conhecimento existente na empresa, na cabeça das pessoas, nas veias dos processos e no coração dos departamentos, pertence também à organização. Em contrapartida, todos os colaboradores que contribuem para esse sistema podem usufruir de todo o conhecimento presente na organização.
  73. 73. Gestão do Conhecimento “Às vezes a melhor pessoa para executar uma tarefa nem sabe que ela existe” “É difícil fazer com que as águias voem em formação” C.K. Prahalad
  74. 74. ......FilmesServiçosFDC Ideas Gestão do Conhecimento.avi
  75. 75. Ciclo de Vida do Conhecimento REAVALIAR Premissas p/ CRIAR conhecimento criação do conhecimento IDENTIFICAR COMBINAR novo conhecimento conhecimento relevanteDISSEMINAR e USAR VERIFICAR conhecimento conhecimento selecionado CAPTURAR e REORGANIZAR conhecimento ......FilmesServiçosConsultoria pasta de dente.wmv
  76. 76. ......FilmesServiçosXerox Connect.wmvA maioria dos executivos ouvidos (55,9%) entende que KM é a modelagem de processos corporativos a partir do conhecimento gerado. Pesquisa feita com 200 executivos sobre como eles vêem a Gestão do Conhecimento
  77. 77. Questões Éticas• Privacidade (rastrear e-mails, redes sociais)• Sigilo (anonimato)• Proteção do ativo intangível (projetos, idéias, processos)• Liberdade de expressão X Postura compatível (compostura, respeito)• Fogueira de Vaidades (hierarquias, direitos autorais) 91
  78. 78. E quando falha…
  79. 79. Em resumo…“Quem não se comunica, se trumbica !”
  80. 80. Fluxos da Comunicação Externa Fornecedor Poder Público Imprensa Comunidade EMPRESA Investidor 3o Setor Canal de Vendas Cliente
  81. 81. Um mundo com novos desafios
  82. 82. As mudanças do ambiente SOCIEDADE SOCIEDADE DE MASSA INDUSTRIAL SOCIEDADE SOCIEDADEPÓS-INDUSTRIAL DIGITAL ? 97
  83. 83. São muitos os formatos: Rótulos, embalagens e bulas Folders, folhetos, flyers Letreiros, cartazes, adesivagemPropaganda (impressa, eletrônica e alternativa) Promoções Relações Públicas Assessoria de Imprensa Merchandising in-script e in-storeIdentidade Visual (da papelaria aos uniformes) Site Corporativo Blog e Microblogging Perfil em redes sociais Marketing Mobile Endocomunicação Novos formatos 98
  84. 84. Sociedade Industrial “O público que se dane” William Vanderbilt 1882 Embalagens Cartazes Folhetos Homem-sanduíche Anúncios em jornais Reclames no rádio Relações Públicas Boca-a-boca Vendedores Enxoval nos PDVsRobber Barons, Realismo e Opinião Pública
  85. 85. SOCIEDADEINDUSTRIAL Monólogo “ouvinte feliz”
  86. 86. Sociedade de Massa“Ouvir a voz do consumidor” SACPropaganda (impressa/eletrônica) “Experiência” Marketing DiretoMarketing Cultural e Esportivo Eventos FeirasGlobalização, CONAR, Direitos do Consumidor
  87. 87. SOCIEDADE DE MASSA MonólogoModelo de interrupção Espectador “fujão”
  88. 88. Sociedade Pós-Industrial “O meio é a mensagem” Gestão da Marca Marketing de Relacionamento Internet (1.0) Governança Marketing Social Batalhas Culturais Stakeholders, Brand Equity, Entropia Cognitiva, Customização
  89. 89. SOCIEDADE PÓS- INDUSTRIAL DiálogoModelo de Permissão Interação
  90. 90. Sociedade Digital Web 2.0 Branded EntertainmentMobile Tagging (Realidade Aumentada) e-Ativismo Branding Sensorial Storytelling Transmídia /Cross Media Crowdsourcing ......FilmesMídia Digital e PromoRafinha e Web 2.0.avi Convergência, Transparência, Sustentabilidade, Prossumidor, Engajamento
  91. 91. SOCIEDADE DIGITAL ConversaModelo Colaborativo “Fractal”
  92. 92. Fractal = cada parte reproduz o todo 107
  93. 93. Onde está a EMPRESA ?
  94. 94. Os números impressionam.........FilmesMídia Digital e PromoSocialnomics em Portugues.avi
  95. 95. PORQUE NUNCA FOI TÃO IMPORTANTE COLOCAR SIGNIFICADO NA COMUNICAÇÃO A opinião dos consumidores Só 16% sentem contentamento com experiência de compra (ano anterior 25%) 71% marcas/empresas gastam demais em propaganda e marketing e deveriam investir mais em causas (ano anterior 62%) 64% recomendariam marca que apoia causas (52% ano anterior) 59% ajudariam marca a promover seus produtos se houvesse boa causa por trás (ano anterior 53%)
  96. 96. CASOSPodcast HSM ExpoManagement 2008 ......FilmesMídia Digital e PromoHSM Tecnisa Samsung marketing_online.mp3
  97. 97. Benefícios: Salário R$ 40 mil/mês,casa 3 dorms + carro + acompDeveres: diário via blog, fotos,videos, alimentar peixes, limparpiscinas, mergulharCusto: inserções ao preço declassificados em vários países,site, viral no YouTube, assessoriade imprensa ......FilmesMídia Digital e PromoTourism Queensland _ The Best Job In The World [case].avi
  98. 98. Resultados 6 semanas:• 4 M hits p/hora 1o. Dia• 3,4 M visitantes site• 34,6 mil candidatos/201 países• + 6.000 reportagens (US$ 80 M)• divulgação da Grande Barreira de Corais
  99. 99. Novo ambiente, novo raciocínio Council for Innovative Media Measurement (14 empresas - TV, agências e anunciantes) A comunicação fractal pede um novo modo mais dialético de pensar e organizar os esforços 114Cap 5
  100. 100. E quando falha…
  101. 101. • Flagrada por blogueiros e integrantes de redes sociais ao retirar de seu catálogo livros e filmes com temática gay.• Twitter: #amazonfail e #glitchmyass (falha técnica o caramba!).
  102. 102. Dove Evolution ......FilmesRSAetica e anorexia.avi
  103. 103. Dove Onslaught e asflorestas indonésias ......FilmesRSADove Onslaughter.avi
  104. 104. Nestlé Kit Kat e os organtotangos ......FilmesRSANestlé Orangotango.avi
  105. 105. Mattel e a Barbie Motosserra
  106. 106. ......FilmesRSADAFRA spoof.avi
  107. 107. ......FilmesRSAUnited Breaks Guitars.avi
  108. 108. "Esse é um lado que temos de levar em contaquando abrimos espaço para a colaboração do público. A situação pode sair do controle” Abel Reis vice-presidente de tecnologia Agência Click ......FilmesMídia Digital e PromoAg Click RedesSociais.avi
  109. 109. Como toda novidade, campanhas interativas implicam riscos.A Chevrolet criou um site que permitia ao internauta criar umvídeo para o automóvel Tahoe (utilitário esportivo de grande porte). Alguns consumidores usaram as ferramentas para produzir paródias que criticavam e ridicularizavam o carro. A principal crítica dos consumidores/ativistas era o alto consumo de combustível de modelos como o Tahoe.
  110. 110. Por conseqüência, na visão dosinternautas, a GM tornava-se uma dasprincipais vilãs do aquecimento global.Quando a empresa percebeu, era tardedemais.A página foi tirada do ar, mas cópias dosvídeos já estavam circulando noYouTube, onde podem ser vistas atéhoje. http://www.youtube.com/watch?v=4oNedC3j0e4
  111. 111. O que éCOMUNICAÇÃO DIGITAL Ações de comunicação por meio de qualquer meio digital, como internet, celular e dispositivos móveis, para divulgar e comercializar produtos e marcas, expandir e melhorar o relacionamento com diferentes stakeholders.
  112. 112. Formatos• E-mail Marketing• Marketing Viral• Banners• Pop-Ups• Advertainment• Links Patrocinados (busca paga)• SEO (Search Engine Optimization)• SEM (Search Engine Marketing)• Perfil corporativo em redes sociais
  113. 113. E-mail Marketing e Redes Sociais • Spams • Opt-Ins • Virais • Perfis Corporativos • Compras Coletivas......FilmesMídia Digital e PromoJennifer Aniston goes viral.avi
  114. 114. E-mail Marketing - promoção
  115. 115. E-mail Marketing - promoção ......My PicturesSkol Sensation - 2011.eml
  116. 116. E-mail Marketing - newsletter
  117. 117. E-mail Marketing - newsletter ......My PicturesHilton Honors bonus points.eml
  118. 118. Rede Social – perfil corporativo
  119. 119. Rede Social – divulgação viral
  120. 120. Rede Social - Advertainment
  121. 121. Rede Social - Advertainment
  122. 122. Banners
  123. 123. Banners
  124. 124. Pop-Ups
  125. 125. SEO e Busca Orgânica
  126. 126. SEO (Search Engine Optimization) • Busca Orgânica • Spiders e densidade da palavra-chave • Page-Rank • A prática do “Black Hat”: – Keyword Stuffing – Textos e links ocultos – Cloacked Pages – Link Farming – Spammers
  127. 127. Seeding (“Semeadura”)Beto - sbeto93@yahoo.com.br | 189.69.109.153Oie! Mew to quase jogando minha TV pela janela, comprei uma plasma e meu amigo uma LCD, nós compramos juntos e adele é bem melhor que a minha, parece que o painel dela é maior em relação as outras e a imagem é bem mais nítida!euprefiro LCDFrom TV de LCD ou de Plasma?, 2009/05/05 at 3:47 PMgabriel Veloso - gabrielveloso656@zipmail.com.br | 189.69.109.153euuu vou com a lcd,tive uma plasma nao gostei dei ela pra minha mãe rsrsrs,pois depois q eu vi a tv lcd do meuprimo,imagem bacana,cores nitidas,sem rastros…oq vcs acham oq fiz? agora tou com uma lcd aqui em casa sem palavrasuso meu video games vejo todos os detalhes com cenas escurasFrom TV de LCD ou de Plasma?, 2009/05/06 at 1:00 PMReynaldo - reyanaldosil@zipmail.com.br | 189.69.109.153caraca colega ai é osso hein, compra uma lcd com um bom painel, pq se a plasma não prestou vai pra lcd ué!! =) boa sorteFrom TV de LCD ou de Plasma?, 2009/05/06 at 3:33 PMfabricio1234 - fabricio1234@zipmail.com.br | 189.69.109.153cara eu fico com a lcd,por sua resoluçao ,suas cores,e ainda mais tem uma nova ai no mercado com um tal de painel ips,dizem q é muito bom.alguem ja ouviu sobre?From TV de LCD ou de Plasma?, 2009/05/06 at 5:49 PM
  128. 128. Links Patrocinados CPC – Custo por Click CPM – Custo por Impressão CPA – Custo por Ação CTR – Click through rate PPC – Pay per click
  129. 129. Palavra-chave = R$ 1,00 por cliqueLimite gasto/dia = R$ 20,00Google retira anúncio após 20 pessoas clicarem e reexibedia seguinte
  130. 130. Compras Coletivas• Objetivo não é faturar, mas divulgar• Democratização dos anunciantes• Discriminação dos clientes• “Efeito bumerangue”• Perda de margem
  131. 131. O que éCOMUNICAÇÃO MÓVEL Ações de realizadas através de celulares ou dispositivos móveis, em campanhas por SMS, MMS, jogos, sites da internet a eles vinculados e conteúdos multimídia entregues via bluetooth.
  132. 132. Formatos• Geolocalização• SMS/MMS• Mobile Tags• Advertainment/Advergames• Apps para celular
  133. 133. Advergame Campanha da Magnum para a web. Personagem feminina passeia pela internet em busca de bonbons.Começa com um tutorial e ao fim da primeira tela, a surpresa. O jogador é transportado para o Youtube e a ação começa a se diferenciar. Em cada novo cenário, uma interação diferente, em co-brand com anunciantes como Dove, Samsung, Saab e hotéis de luxo, enquanto a personagem “caça” os bonbons.
  134. 134. Campanhas SMS e MMS• Modelo de Interrupção• Rejeição classes A/B• Trade-Off classes C/D• Promoções Carefree Vending Machines nos banheiros de 3 bares em SP (Devassa, Maevva e José Menino) ......FilmesMídia Digital e PromoCarefree Sampling Machine.avi Shell V-Power Pilote uma Ferrari na Itália
  135. 135. Geolocalização• Bluetooth• GPS• RFID• Sites Foursquare, Facebook Places, e-Buddy ......FilmesMídia Digital e PromoMinority Report Scene Gap Store.avi
  136. 136. Geolocalização
  137. 137. Mobile Tags• Realidade Aumentada• Multimídia (som, texto e imagem em movimento)• Ampliação da “conversa”• QR-code, DataMatrix, Cool-Data-Matrix, Aztec, Upcode, Trillcode, Quickmark, Shotcode, mCode, Beetagg (c/logos), Microsoft Tag, Bokode (MIT) ......FilmesMídia Digital e PromoSkol Sensation em Realidade Aumentada.avi
  138. 138. ......FilmesMídia Digital e Promo3D Ka.avi
  139. 139. Apps (Aplicativos para celular) • Utilitários (acesso a serviços e infos) • Advertainment • Advergames1. ......FilmesMídia Digital e PromoiPhone Magic.avi2. ......FilmesMídia Digital e PromoNivea Sun iPhone App video.avi
  140. 140. DESAFIOS DA GERAÇÃO Y• Em 2010 a Geração Y terá ultrapassado os baby boomers• 96% pertencem a uma rede social• Gerações Y e Z consideram o e-mail superado• 80% do Twitter é usado no celular – as pessoas atualizam a qualquer hora, em qualquer lugar.Fonte: QUALMAN, Erik. Socialnomics - How Social Media Transforms The Way We Live And Do. EUA: Ed. John Wiley Trade (2009) 165
  141. 141. DESAFIOS DA GERAÇÃO Y• Faturamento varejo online cresceu à média de 50%/ano nos últimos 7 anos• Nr consumidores virtuais deve crescer 40% nos prox 5 anos• Antes: importância do PDV físico• Hoje:ponto pode estar em qquer canal (site, app celular, rede social, TV digital, televendas)Fontes: Câmara e-net, empresa de pesquisas e-Bit, revista Mundo Corporativo ed. 18. 166
  142. 142. DESAFIOS DA GERAÇÃO Y Ontem: Hoje: - Estabilidade - Flexibilidade de horários - Carreira Internacional - Investimento no funcionário AMBIENTE INTERNO: Mobilidade, fluidez, possibilidades, liberdade. Não quer subir um ‘degrau’ de cada vez, quer subir é de ‘elevador’ (mostrar que há meios de se fazer algo novo sem, necessariamente, subir na hierarquia) Jovens com habilidades inovadoras, de tecnologia, rapidez, imediatismo, variedades de profissões, tarefas. Criação do Conselho Junior da Empresa – Aproximar os jovens profissionais da Presidência da empresa.
  143. 143. DE CARA NOVAAs empresas buscam e querem manter jovens da “Geração Y” Destaques: Destaques: • Têm expectativas de trabalhar em mais de uma empresa no decorrer da vida • A metade não tem interesse em deixar o país a trabalho • Visão imediatista, querem ser promovidos rapidamente • Não querem trabalhar sempre no mesmo local • Esperam ter horários de trabalho mais flexíveis • Desejam desempenhar tarefas que tenham significado pessoal (propósito) Principais ações para a empresa receber a “Geração Y” aç Geraç Y” • Estrutura corporativa adequada e políticas mais flexíveis • Facilidades para se comunicar • Programa de Mentores (orientação e acompanhamento) • Reconhecimento e promoção
  144. 144. DESAFIOS DA GERAÇÃO YLIBERDADE : flexibilização, cuja melhor manifestação éa INFORMALIDADE.RESULTADOS – armadilha quandoa COMPETITIVIDADE destrói os valores e os resultados Culturasão alcançados CQCRECONHECIMENTO –feedback constante; efeito rebote:quando ocorre IMPACIÊNCIA.INOVAÇÃO – buscar a mudançae QUESTIONAMENTOS; não confundir comCONFRONTAMENTOS.
  145. 145. Insira no seu vocabulário:• Crowdsourcing • Transmídia / Cross• Engajamento Media (ROE)• Marketing 3.0 (Kotler)• Consumo colaborativo• Storytelling• Streaming• Inovação Radical
  146. 146. CROWDSOURCING – fiasco nova logo GAP 1969 X 2010
  147. 147. CROWDSOURCING – Fiat Mio http://www.youtube.com/watch?v=JoWbUR4b9io
  148. 148. STORYTELLING –Campanha Nextel
  149. 149. STORYTELLING – Campanha J. Walker
  150. 150. E se você achava que a vida dacomunicação empresarial ficou mais difícil com a Gen Y… Aguarde a Gen Z ! ......FilmesMídia Digital e PromoWe are the future - (Legendado Português BR).wmv

×