Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Epistemologia Genetica

9,422 views

Published on

Teorias da Aprendizagem - Learning Theories - Piaget

Published in: Travel, Business
  • Be the first to comment

Epistemologia Genetica

  1. 1. CONTINUAÇÃO Elomar Castilho Barilli Pós-Graduação stricto sensu em Saúde Pública Metodologias para a Prática Docente em Saúde Pública
  2. 2. “ O homem não nasce inteligente, mas também não permanece passivo à influência do meio. Ao contrário, ele responde aos estímulos externos agindo sobre eles para construir e organizar o seu próprio conhecimento”.’ (Bezerra, 1996) ‘ Epistemologia Genética Todo ser vivo é uma unidade integrada em si e no meio ambiente Todo ser vivo é um sistema aberto (realiza contínuas trocas com o meio) Todo ser vivo carrega uma carga genética (genoma) que abre as possibilidades para o seu desenvolvimento físico, psicológico e espistemológico. Todo ser vivo é um sistema organizado. Todo ser vivo está em constante transformação. Todo ser vivo tende a adaptar-se ao seu meio. Jean Piaget 3.3. 3. Teorias experimentais
  3. 3. Jean Piaget: da Biologia para o estudo do conhecimento Enquanto Darwin considera que os organismos, essencialmente passivos, são dependentes de mutações fortuitas e da seleção natural para se desenvolverem, Piaget, ao contrário, a adaptação é um processo dinâmico e contínuo no qual a estrutura hereditária do organismo interage com o meio externo de modo a reconstituir-se, com vistas a melhor sobrevivência. (PAULASKI, 1986) Estudos sobre Limnaca stagnalis , revelaram que este caracol modifica sua forma de acordo com as características do meio. 3.3. 3. Teorias experimentais Relação entre a inteligência biológica (plantas e animais) e ao conhecimento humano
  4. 4. Interação com o meio Jean Piaget: da Biologia para o estudo do conhecimento Organização e adaptação 3.3. 3. Teorias experimentais
  5. 5. Fatores que contribuem para o desenvolvimento cognitivo Organização e adaptação PULASKI, 1986. Assimilação - processo de entrada seja de sensações, alimen- to ou experiências. Ë o processo através do qual as coisas, pessoas, idéias etc., são incorporadas a atividade do indivíduo. 3.3. 3. Teorias experimentais Acomodação - processo que balanceia a assimilação, ajus- tando a saída, ou seja, as respostas para o meio. Os processos de assimilação e acomodação funcionando simultâneos em todos os níveis biológicos e intelectuais, possibilitam o desenvolvimento físico e cognitivo. Estes processos aliados às respostas do meio, geram uma constante reconstrução interna auto-regulada. A este processo auto-regulador, Piaget denomina Equilibração.
  6. 6. Fatores que contribuem para o desenvolvimento cognitivo experiência brincar, correr, soltar pipa... Interagir com o meio . PULASKI, 1986. 3.3. 3. Teorias experimentais Conhecimento físico – decorrente do agir sobre os objetos e observar como reagem ou são transformados (o gelo derrete, a bola rola, o açúcar dissolve na água...) Conhecimento lógico-matemático – a medida que a criança age sobre os objetos, constrói relações lógi- cas entre e ou dentre eles. Estas relações incluem compa- rações - mais baixo, mais alto, mais rápido, menos, maior... - que não estão implícitas nos objetos, mas sim na mente da criança que os compara. Física e empírica
  7. 7. Fatores que contribuem para o desenvolvimento cognitivo Transmissão social Decorre das informações recebidas dos pais , assim como de outras crianças ou pessoas. Piaget afirma que quando a criança ouve informações desconhecidas, contraditórias ou desafiadoras, seu equilíbrio entra em perturbação. Este fenômeno foi denominado conflito cognitivo . Neste estado, o organismo busca uma solução. Assim, a medida que as estruturas mentais se tornam mais competentes para lidar com novos problemas, o organismo é estimulado e desafiado pelo meio ambiente a encontrar novas soluções. O conflito cognitivo o impele em direção níveis mais elevados de desenvolvimento intelectual. PULASKI, 1986. 3.3. 3. Teorias experimentais
  8. 8. Equilibração - processo que coordena e regula os outros três fatores,, fazendo surgir estados progressivos de equilíbrio É a busca pelo equilíbrio que impulsiona a mente em direção a níveis mais elevados de pensamento (PIAGET, 1967) EQUILIBRAÇÃO Fatores que contribuem para o desenvolvimento cognitivo PULASKI, 1986. 3.3. 3. Teorias experimentais
  9. 9. A relação sistema de estado/sistema de ensino/professor
  10. 10. atividades 2. Atividade colaborativa 1: Resenha do livro DACOREGGIO Marlete dos Santos. Ação docente : uma ação comunicativa, um olhar sobre o ensino superior presencial e a distância. Florianópolis: Edição da Aurora, 2001, 144p. Grupo de 3 alunos Recomenda-se que TODOS leiam o livro. O texto deverá ser elaborado de forma colaborativa com utilização do GOOGLE DOCS <ul><li>Recuperar esta apresentação : SLIDESHARE </li></ul><ul><li>a distância </li></ul>acessar o endereço abaixo e fazer download: http://www.slideshare.net/barill . CADA REPRESENTANTE DE GRUPO DEVERÁ PEGAR O LIVRO NA Biblioteca da ENSP/Fiocruz

×