Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Fisica Lançamento

18,338 views

Published on

trabalho sobre o lançamento horinzontal 12º ano by catia henriques

  • Be the first to comment

Fisica Lançamento

  1. 1. Escola secundária com 3ºciclo de Pombal Física – Lançamento Horizontal Trabalho final do 1º Período da disciplina de Física leccionada pelo professor Cadete
  2. 2. <ul><ul><li>Quando um corpo é lançado horizontalmente no vácuo, ele descreve, em relação à Terra, uma trajectória parabólica. Esse movimento pode ser considerado como o resultado da composição de dois movimentos simultâneos e independentes: Um movimento vertical, uniformemente variado, sob a acção exclusiva da gravidade. E um movimento horizontal uniforme, pois não existe aceleração na direcção horizontal. </li></ul></ul><ul><ul><li>Por exemplo, se uma arma dispara uma bala horizontalmente, esta continua a mover-se para diante, por causa da inércia, mas ao mesmo tempo sofre a acção da força da gravidade, que a puxa para a Terra. O resultado é que a bala descreve uma trajectória curva. Em cada ponto da trajectória, a velocidade resultante do móvel, é dada pela soma vectorial da velocidade horizontal, constante, e da velocidade vertical, variável. </li></ul></ul><ul><ul><li>O facto de as duas velocidades serem independentes tem uma consequência importante: o tempo que um projéctil gasta para cair, quando lançado horizontalmente, é o mesmo que gastaria para cair em queda livre. Ou seja, se jogarmos uma pedra horizontalmente, do segundo andar de uma casa, com uma velocidade de 10 m/s e deixarmos cair outra pedra ao mesmo tempo, ambas as pedras atingirão o solo no mesmo instante. </li></ul></ul>Escola secundária com 3ºciclo de Pombal
  3. 3. Escola secundária com 3ºciclo de Pombal Vamos agora ver um vídeo !!!! Clicar na imagem
  4. 4. <ul><li>Explicação gráfica: </li></ul>Escola secundária com 3ºciclo de Pombal
  5. 5. <ul><li>Resumo teórico: Um corpúsculo é lançado horizontalmente, no vácuo, com velocidade inicial V o , de uma altura H em relação ao solo, no instante ao qual se associa t=0. Para o estudo de seu movimento adoptou-se um sistema de coordenadas (x O y) fixo no solo, com origem na posição de lançamento e com eixos Ox e Oy conforme se ilustra: </li></ul>Escola secundária com 3ºciclo de Pombal
  6. 6. <ul><li>O corpúsculo descreverá trajectória que pode ser interpretada como resultante de dois movimentos independentes, a saber: </li></ul><ul><li>(i)- um movimento rectilíneo e uniforme, de velocidade V o , que se desenvolve por inércia, na direcção Ox.   </li></ul><ul><li>x = V o .t        (1) </li></ul><ul><li>(ii)- um movimento rectilíneo uniformemente variado, devido à aceleração da gravidade, na direcção Oy.   </li></ul><ul><li>y = (1/2).g.t 2     (2) </li></ul><ul><li>As expressões (1) e (2) são as equações paramétricas do movimento. A partir delas, com simples eliminação do parâmetro t, obtemos a equação da trajectória no sistema coordenado adoptado.   </li></ul><ul><li>De (1) vem: t = x/V o , que levado em (2) obtém-se: </li></ul><ul><li>y = (1/2).g.(x/V o ) 2   ou </li></ul><ul><li>Com g e V o constantes, e y =< H , concluímos que tal trajectória é um arco de parábola. </li></ul>Escola secundária com 3ºciclo de Pombal
  7. 7. <ul><li>1- O móvel atingirá o solo no instante </li></ul><ul><li>2- O tempo de queda não depende da particular velocidade horizontal.   </li></ul><ul><li>3- O alcance horizontal é dado por:   </li></ul><ul><li>  </li></ul>Escola secundária com 3ºciclo de Pombal
  8. 8. <ul><li>Objectivo: </li></ul><ul><li>A realização desta actividade tem “Lançamento </li></ul><ul><li>Horizontal de Projéctil”, tem como o objectivo a determinação do alcance , da velocidade inicial e o tempo de voo da esfera. </li></ul><ul><li>Material: </li></ul><ul><li>- 2 Suportes </li></ul><ul><li>- 2 Berlindes ( de diferentes massas) </li></ul><ul><li>- Fita-cola </li></ul><ul><li>- Folha de papel </li></ul><ul><li>- Papel Químico </li></ul><ul><li>Mesa </li></ul><ul><li>Cartolinas </li></ul>Escola secundária com 3ºciclo de Pombal
  9. 9. <ul><li>Cálculos: </li></ul><ul><li>  </li></ul>Escola secundária com 3ºciclo de Pombal
  10. 10. <ul><li>Conclusão e Crítica: </li></ul><ul><li>Após a elaboração desta experiência conclui-se que se o motivo pelo qual foram feitos três ensaios, foi para se poder calcular a média dos pontos e trabalhar com o valor médio para minimizar os erros experimentais, daí o valor do alcance que foi de 0,706m. </li></ul><ul><li>A velocidade só pode ser determinada depois de se calcular o tempo de queda do berlinde, uma vez que, o tempo na componente vertical é o mesmo que na componente horizontal, onde substituímos na fórmula o tempo, pelo valor obtido anteriormente e pode calcular-se a velocidade inicial. </li></ul><ul><li>No decorrer da experiência foram elaborados 6 ensaios em vez de 3, embora apenas 3 tenham sido contabilizados, uma vez que os 3 primeiros ensaios não ficaram registados no papel porque não chegaram ao alcance deste. Os 3 primeiros ensaios consecutivos não foram contabilizados enquanto que os 3 últimos ensaios consecutivos foram os contabilizados para prosseguir com os cálculos. </li></ul>Escola secundária com 3ºciclo de Pombal
  11. 11. Escola secundária com 3ºciclo de Pombal

×