Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Sétima   dePentecoste    s
Com.: Dom da Temor de Deus O temor de Deus é um dom do EspíritoSanto que nos inclina ao respeito filial ao    Pai e nos af...
o vivo sentimento da grandeza de Deus eextremo horror a tudo o que ofenda sua infinita majestade; uma viva contrição   das...
7º dia: Sereis Batizados   no Espírito Santo
Vinde, Espírito Santo,enchei os corações dos vossos fiéis,      e acendei neles o fogo          do vosso amor.      Enviai...
Oremos: Ó Deus, que instruíste oscorações de Vossos fiéis com a Luz    do Espírito Santo, fazei que  apreciemos retamente ...
Oração IntrodutóriaC.: Vinde, Espírito Santo e enviai-nos do alto docéu, um raio da vossa luz!T.: Vinde, Pai dos pobres, v...
C.: Ó luz da felicidade, inundai plenamente oscorações dos vossos fiéis!T.:   Sem o vosso auxílio, nada pode ohomem, nada ...
C.: Dai aos vossos fiéis, que em vós confiam, ossete dons sagrados!T.: Dai-nos o mérito da virtude! Dai-nos otroféu da sal...
L eitura BíblicaLeitura do Livro dos Atos dos Apóstolos,capítulo 1, versículos de 4 a 9:1. Em minha primeira narração, ó T...
3. E a eles se manifestou vivo depois de suaPaixão, com muitas provas, aparecendo-lhesdurante quarenta dias e falando das ...
ReflexãoL.: Na celebração da vigília de Pentecostes de2004, em Roma, o Papa João Paulo II afirmouem seu discurso: “Desejo ...
Ora, o elemento central de toda aespiritualidade de Pentecostes não é umdevocional, um rito litúrgico ou uma novena deoraç...
“Entre os católicos da Renovação a frase‘batismo no Espírito Santo’ se refere a doissentidos ou momentos. O primeiro éprop...
Quando se fala, na renovação católica, dobatismo no Espírito Santo, recebido nainiciação, se torna sensível à consciência ...
Para Dom Paul Josef Cordes -atual presidentedo Pontifício Conselho Cor Unum (das obras demisericórdia) -, “o batismo no Es...
O “derramamento do Espírito Santo” éintrodução decisiva a uma renovada percepçãoe a um novo entendimento da presença e daa...
Com      demasiada     freqüência,   indivíduosbatizados não tiveram um encontro genuínocom o Senhor; “muitas vezes não se...
Aqui, “batismo no Espírito Santo” é usada comrespeito à experiência de receber o EspíritoSanto com a vida de graça, juntam...
Como se vê, há de se entender aqui a palavra“batismo”, no seu sentido primário, nãosacramental, que se refere ao ato de me...
Também se recorre com freqüência ao termoefusão do Espírito ou, ainda, “derramamento doEspírito”, e mesmo “um liberar do E...
Essa especial e profunda “percepção” –definida,  perceptível,   envolvente  -    dorelacionamento pessoal com Jesus Cristo...
Antes de entender e elaborar uma teologia arespeito do Espírito Santo, os apóstolos tiveramuma experiência com Ele. Ainda ...
Conversão interior radical e transformaçãoprofunda da vida;. Luz poderosa para compreender melhormistério de Deus e seu pl...
. Amor verdadeiro e autêntico à Igreja e às suasinstituições;. Descobrimento de uma verdadeira opçãopreferencial pelos pob...
C onsagração ao Divino E spírito Santo T.: Ó Espírito Santo, Divino Espírito deluz e de amor, eu vos consagro a minha inte...
Que o meu coração seja sempre inflamado doamor de Deus e pelo próximo. Que a minhavontade seja sempre conforme a vontadedi...
Oração Final C.: Espírito Santo, que conduziste osprofetas por desertos de areia ou pelaamplidão dos mares.T.: Sopra sobre...
C.: Sopra sobre nossos lábios, a fim deque só digam e cantem a Verdade deque liberta.T.: Abre nossos corações à beleza dom...
C.: Para que todos os nossos encontrossejam sempre louvores a Deus emotivos de amor.T.: E todas as criaturas constituamopo...
Hino L itúrgico              Veni C reator  Vem, Espírito Criador, visita o espírito             dos que são teus.   Enche...
Tu nos ofereces os sete dons, Tu és o        dedo da mão de Deus,    a verídica promessa do Pai:        Tu inspiras nossa ...
Afasta para longe de nós o inimigo.     Desde agora dá-nos a paz. Sê nosso guia no caminho para que     possamos evitar to...
7º dia
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

7º dia

1,219 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

7º dia

  1. 1. Sétima dePentecoste s
  2. 2. Com.: Dom da Temor de Deus O temor de Deus é um dom do EspíritoSanto que nos inclina ao respeito filial ao Pai e nos afasta do pecado. Este compreende três atitudes principais:
  3. 3. o vivo sentimento da grandeza de Deus eextremo horror a tudo o que ofenda sua infinita majestade; uma viva contrição das menores falta cometidas; e um cuidado constante para evitar ocasiões de pecado.
  4. 4. 7º dia: Sereis Batizados no Espírito Santo
  5. 5. Vinde, Espírito Santo,enchei os corações dos vossos fiéis, e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado. E renovareis a face da terra.
  6. 6. Oremos: Ó Deus, que instruíste oscorações de Vossos fiéis com a Luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas ascoisas, segundo o mesmo Espírito, e gozemos sempre da sua consolação. Por Cristo, Senhor Nosso. Amém.
  7. 7. Oração IntrodutóriaC.: Vinde, Espírito Santo e enviai-nos do alto docéu, um raio da vossa luz!T.: Vinde, Pai dos pobres, vinde, fonte detodos os dons, vinde, luz dos corações!C.: Consolador magnífico! Doce hóspede daalma! Doce reconforto!T.: Sois repouso para o nosso trabalho,calmante para as nossas paixões, lenitivopara as nossas lágrimas!
  8. 8. C.: Ó luz da felicidade, inundai plenamente oscorações dos vossos fiéis!T.: Sem o vosso auxílio, nada pode ohomem, nada produz de bom!C.: Lavai as nossas manchas! Banhai a nossaaridez! Sarai as nossas feridas!T.: Dobrai a nossa dureza! Aquecei a nossafraqueza! Retificai os nossos erros!
  9. 9. C.: Dai aos vossos fiéis, que em vós confiam, ossete dons sagrados!T.: Dai-nos o mérito da virtude! Dai-nos otroféu da salvação! Dai-nos a alegria eterna!Amém! Aleluia!
  10. 10. L eitura BíblicaLeitura do Livro dos Atos dos Apóstolos,capítulo 1, versículos de 4 a 9:1. Em minha primeira narração, ó Teófilo, conteitoda a seqüência das ações e dosensinamentos de Jesus, 2. desde o princípio atéo dia em que, depois de ter dado pelo EspíritoSanto suas instruções aos apóstolos queescolhera, foi arrebatado (ao céu).
  11. 11. 3. E a eles se manifestou vivo depois de suaPaixão, com muitas provas, aparecendo-lhesdurante quarenta dias e falando das coisas doReino de Deus. 4. E comendo com eles,ordenou-lhes que não se afastassem deJerusalém, mas que esperassem ocumprimento da promessa de seu Pai, queouvistes, disse ele, da minha boca.C.: Palavra do Senhor.T.: Graças a Deus.
  12. 12. ReflexãoL.: Na celebração da vigília de Pentecostes de2004, em Roma, o Papa João Paulo II afirmouem seu discurso: “Desejo que a espiritualidadede Pentecostes se difunda na Igreja como umrenovado salto de oração, de santidade, decomunhão e de anúncio” (29/05/2004).
  13. 13. Ora, o elemento central de toda aespiritualidade de Pentecostes não é umdevocional, um rito litúrgico ou uma novena deorações, simplesmente. Aquilo de maissignificativo que a espiritualidade dePentecostes -mormente em conseqüência dareflexão emanada do Concílio Vaticano II arespeito da Pessoa e do operar do EspíritoSanto –tem resgatado e oferecido à Igreja éuma experiência: a experiência do chamado“Batismo no Espírito Santo”.
  14. 14. “Entre os católicos da Renovação a frase‘batismo no Espírito Santo’ se refere a doissentidos ou momentos. O primeiro épropriamente teológico. Nesse sentido, todomembro da Igreja é batizado no Espírito Santopelo fato de ter recebido os sacramentos dainiciação Cristã. O segundo é de ordemexperiencial e se refere ao momento ouprocesso de crescimento pelo qual a presençaativa do Espírito, recebido na iniciação, se tornasensível à consciência da pessoa.
  15. 15. Quando se fala, na renovação católica, dobatismo no Espírito Santo, recebido nainiciação, se torna sensível à consciência dapessoa. Quando se fala, na renovação católica,do batismo no Espírito Santo, geralmente serefere a essa experiência consciente que é osentido experiencial.” (Documento de Malines,Orientações Teológicas e Pastorais da RCC,Cardeal Suenens e outros).
  16. 16. Para Dom Paul Josef Cordes -atual presidentedo Pontifício Conselho Cor Unum (das obras demisericórdia) -, “o batismo no Espírito Santo” éexperiência concreta da “graça de Pentecostes”na qual a ação do Espírito Santo torna-serealidade experimentada na vida do indivíduo eda comunidade de fé.
  17. 17. O “derramamento do Espírito Santo” éintrodução decisiva a uma renovada percepçãoe a um novo entendimento da presença e daação de Deus na vida pessoal e no mundo. É,em suma, a redescoberta experiencial, na fé, deque Jesus é Senhor pelo poder do Espírito paraa glória do Pai. Enraizado na graça batismal, o“batismo no Espírito” é essencialmenteexperiência da renovada comunhão com aspessoas divinas. É abertura e manifestação davida trinitária nos que foram batizados [...]
  18. 18. Com demasiada freqüência, indivíduosbatizados não tiveram um encontro genuínocom o Senhor; “muitas vezes não se verificou aprimeira evangelização” e ainda não há “adesãoexplícita e pessoal a Jesus Cristo” (CatecheseTradendae 19). Segundo ainda Dom PaulCordes, a expressão “batismo no Espírito” podeser usada em muitos sentidos.
  19. 19. Aqui, “batismo no Espírito Santo” é usada comrespeito à experiência de receber o EspíritoSanto com a vida de graça, juntamente com arecepção dos carismas, como parte integranteda iniciação cristã, ou como reapropriação ouinspiração mais tardia em um contexto nãosacramental do que já foi recebido na iniciação(op.cit; p.28).
  20. 20. Como se vê, há de se entender aqui a palavra“batismo”, no seu sentido primário, nãosacramental, que se refere ao ato de mergulhar,imergir alguma coisa ou alguém em uma outrarealidade (no nosso caso, um “inundar-se” nomistério da efusão do Espírito dispensado peloPai por intermédio de Jesus, em Pentecostes,que foi “derramado” conforme a promessa (cf.At 2,16-21).
  21. 21. Também se recorre com freqüência ao termoefusão do Espírito ou, ainda, “derramamento doEspírito”, e mesmo “um liberar do EspíritoSanto”, querendo-se, sempre, referir-se àquelaexperiência que nos leva a abrirmo-nos mais àrealidade da Trindade de Deus em nós, comuma crescente consciência a respeito dosignificado dos sacramentos da iniciação cristã,nos batizados sacramentalmente.
  22. 22. Essa especial e profunda “percepção” –definida, perceptível, envolvente - dorelacionamento pessoal com Jesus Cristo queessa experiência proporciona não faz parte denenhum movimento em particular - em caráterexclusivo - mas é patrimônio da Igreja, quecelebra os sacramentos da iniciação e porquem recebemos o Espírito Santo.
  23. 23. Antes de entender e elaborar uma teologia arespeito do Espírito Santo, os apóstolos tiveramuma experiência com Ele. Ainda que, aprincípio, não entendêssemos tudo o que podesignificar, os frutos desse chamado batismo noEspírito deveriam, por si sós, motivar-nos aquerê-lo, a desejá-lo- e com muita sede - para anossa vida de fé. Alguns dos frutos que sepercebem na vida dos que buscam eexperimentam essa graça são:
  24. 24. Conversão interior radical e transformaçãoprofunda da vida;. Luz poderosa para compreender melhormistério de Deus e seu plano de salvação;. Novo compromisso pessoal com Cristo;. Gosto pela oração pessoal e comunitária;. Amor ardente à Palavra de Deus na Escritura;. Busca viva dos sacramentos da Reconciliaçãoe da Eucaristia;
  25. 25. . Amor verdadeiro e autêntico à Igreja e às suasinstituições;. Descobrimento de uma verdadeira opçãopreferencial pelos pobres;. Entrega generosa ao serviço dos irmãos, nafé;. Força divina para dar testemunho de Jesus emtodas as partes.
  26. 26. C onsagração ao Divino E spírito Santo T.: Ó Espírito Santo, Divino Espírito deluz e de amor, eu vos consagro a minha inteligência, o meu coração e a minhavontade, todo o meu ser, no tempo e na eternidade. Que a minha inteligência seja sempre dócil às vossas celestesinspirações e à doutrina da Santa Igreja Católica, de que sois guia infalível.
  27. 27. Que o meu coração seja sempre inflamado doamor de Deus e pelo próximo. Que a minhavontade seja sempre conforme a vontadedivina, e que toda a minha vida seja umaimitação fiel da vida e das virtudes de NossoSenhor e Salvador Jesus Cristo, a quem, com oPai e convosco, sejam dadas honra e glóriapara sempre Amém.(Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai)
  28. 28. Oração Final C.: Espírito Santo, que conduziste osprofetas por desertos de areia ou pelaamplidão dos mares.T.: Sopra sobre nossos olhos, a fim deque, por toda parte, saibam ver aTrindade Santa.
  29. 29. C.: Sopra sobre nossos lábios, a fim deque só digam e cantem a Verdade deque liberta.T.: Abre nossos corações à beleza domundo, ao alegre esplendor das formassensíveis
  30. 30. C.: Para que todos os nossos encontrossejam sempre louvores a Deus emotivos de amor.T.: E todas as criaturas constituamoportunidades que nos levem aoCriador. Amém.
  31. 31. Hino L itúrgico Veni C reator Vem, Espírito Criador, visita o espírito dos que são teus. Enche de graça e de esplendor os corações que tu mesmo criaste. Nós te chamamos o Defensor, dom de Deus altíssimo.fonte viva, fogo, amor e unção da graça.
  32. 32. Tu nos ofereces os sete dons, Tu és o dedo da mão de Deus, a verídica promessa do Pai: Tu inspiras nossa voz. Abrasa-nos em tua luz, enche nossos corações. O que é fragilidade em nosso corpo revigora com Teu vigor.
  33. 33. Afasta para longe de nós o inimigo. Desde agora dá-nos a paz. Sê nosso guia no caminho para que possamos evitar todo mal. Dá que conheçamos o Pai, revela-nos o filho,Tu és o Espírito do Pai e do filho. Que sempre creiamos em Ti! FIM

×