Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

6º dia

1,103 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

6º dia

  1. 1. Sétima dePentecoste s
  2. 2. Com.: Dom da Piedade - O dom da piedade é auxiliado por duas virtudesteologais: a da esperança e a da caridade. Pela virtude da esperança participamos da execução das promessas de Deus e,pela virtude da caridade, amamos a Deus e ao próximo.
  3. 3. 6º dia: O Espírito Santo, dom de Deus
  4. 4. Vinde, Espírito Santo,enchei os corações dos vossos fiéis, e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado. E renovareis a face da terra.
  5. 5. Oremos: Ó Deus, que instruíste oscorações de Vossos fiéis com a Luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas ascoisas, segundo o mesmo Espírito, e gozemos sempre da sua consolação. Por Cristo, Senhor Nosso. Amém.
  6. 6. Oração IntrodutóriaC.: Vinde, Espírito Santo e enviai-nos do alto docéu, um raio da vossa luz!T.: Vinde, Pai dos pobres, vinde, fonte detodos os dons, vinde, luz dos corações!C.: Consolador magnífico! Doce hóspede daalma! Doce reconforto!T.: Sois repouso para o nosso trabalho,calmante para as nossas paixões, lenitivopara as nossas lágrimas!
  7. 7. C.: Ó luz da felicidade, inundai plenamente oscorações dos vossos fiéis!T.: Sem o vosso auxílio, nada pode ohomem, nada produz de bom!C.: Lavai as nossas manchas! Banhai a nossaaridez! Sarai as nossas feridas!T.: Dobrai a nossa dureza! Aquecei a nossafraqueza! Retificai os nossos erros!
  8. 8. C.: Dai aos vossos fiéis, que em vós confiam, ossete dons sagrados!T.: Dai-nos o mérito da virtude! Dai-nos otroféu da salvação! Dai-nos a alegria eterna!Amém! Aleluia!
  9. 9. L eitura BíblicaLeitura da Carta de Paulo aos Romanos,capítulo 5, versículos de 1 a 5:1. Justificados, pois, pela fé temos a paz comDeus, por meio de nosso Senhor Jesus Cristo.2. Por ele é que tivemos acesso a essa graça,na qual estamos firmes, e nos gloriamos naesperança de possuir um dia a glória de Deus.
  10. 10. 3. Não só isso, mas nos gloriamos até dastribulações. Pois sabemos que a tribulaçãoproduz a paciência, 4. a paciência prova afidelidade e a fidelidade, comprovada, produz aesperança.
  11. 11. 5. E a esperança não engana. Porque o amorde Deus foi derramado em nossos coraçõespelo Espírito Santo que nos foi dado.C.: Palavra do Senhor.T.: Graças a Deus.
  12. 12. ReflexãoL.: Dizia o Evangelho de João, na leitura quevimos em nosso encontro anterior (Jo 7, 37-9),que o “Espírito ainda não tinha sido dadoporque Jesus não tinha ainda sido glorificado.”
  13. 13. Depois da catequese sobre o Espírito Santo-também já vista por nós (capítulos 14, 15 e 16de São João), Jesus se dirige ao Pai em oraçãoe pede que seja removida essa barreira: “Pai, échegada a hora: glorifica o teu Filho, para que oteu Filho possa glorificar-te...” (Jo 17, 1). E nóssabemos em que consiste a glorificação deJesus, descrita nos capítulos seguintes (18 e19): prisão, julgamento, paixão, morte eressurreição!
  14. 14. Após esses fatos (capítulo 20), naquele que éconsiderado o “Pentecostes apostólico”, jávemos os efeitos da glorificação de Jesus:embora as portas estivessem fechadas, Jesusaparece no meio deles, mostra-lhes suaschagas gloriosas, deseja-lhes a paz, soprasobre eles (retomando uma imagem do Espíritomuito conhecida deles,o ruah) e diz: “Recebamo Espírito Santo! ( Jo 20, 19-21). Como a dizer:“Sim, recebam-no; agora Ele pode ser dado(como Eu vos disse!), agora Ele é dom paravocês...”
  15. 15. Na outra descrição de Pentecostes registradapor Lucas (Atos 1 e 2), temos outras evidênciasdo novo modo de o Espírito Santo estarpresente. Jesus, já ressuscitado e prestes aascender aos céus (glorificado, portanto), instruios apóstolos a aguardarem em Jerusalém, poisagora iria se cumprir-se a promessa do Pai.“Vocês vão receber o poder do Espírito Santo,que virá até vós” (cf. At 1,8), dizia.
  16. 16. Na seqüência, acontece o prometido. Osapóstolos, com Maria e algumas outrasmulheres, estavam em oração no Cenáculoquando um vento impetuoso tomou conta dolugar, e umas como que línguas de fogopousaram sobre eles, que logo começaram a seexpressar com manifestações carismáticas,“falando em diferentes línguas conforme oEspírito lhes concedia que falassem.” E sendoentendidos por “pessoas de diferentes línguas enações” (cf. Atos 1,12-14, Atos 2, 1ss).
  17. 17. Quando o povo, atônito com aquelamanifestação espiritual, pergunta a Pedro o quefazer, ele diz: “Arrependam-se, sejam batizadosem nome de Jesus para o perdão de vossospecados, e recebereis o dom do Espírito Santo;pois a promessa que foi feita a respeito dele épara vós, para vossos filhos e para todosaqueles que estão distantes, e que Deus estáchamando a Ele,” (cf. Atos 2, 37-39).
  18. 18. Cumpriu-se a promessa. Com Jesus glorificado,o Espírito é dado para todos os que ouvem ochamado do Senhor nosso Deus. O Pai e oFilho como doadores -se doam a nós naPessoa do Espírito Santo. Ele é uma Pessoa-dom, para nós de agora em diante. Inicia-se aí,em Pentecostes, uma possibilidade derelacionamento com Deus, no Espírito Santo,como nunca fora possível antes. Privilégio dostempos messiânicos, privilégio nosso.
  19. 19. Agora o Espírito se doa a todos, vem para estarem nós (“Acaso não sabeis que sois templo doEspírito?”, cf. 1Cor 3, 16), vem para estar“eternamente conosco” (cf. Jo 14, 16), comoPessoa divina ( e não como uma coisa!), demodo não apenas natural mas, pela graça dossacramentos, de um modo que superaadmiravelmente a nossa natureza humana (cf.1Cor 2, 4-5.10-14).
  20. 20. E nosso Catecismo da Igreja Católica nosconfirma: “O Espírito Santo está em ação com oPai e o Filho do inicio até a consumação doProjeto da nossa Salvação. Mas é nos ‘últimostempos’, inaugurados pela Encarnaçãoredentora do Filho, que Ele é revelado e dado,reconhecido e acolhido como Pessoa.” (n.686).Buscar, pois, ter para com a Pessoa Divina doEspírito Santo um relacionamento pessoalíntimo, é corresponder aos dom (ao presente)que Deus faz de Si mesmo, a nós, emPentecostes. Há como recusar isso?!
  21. 21. C onsagração ao Divino E spírito Santo T.: Ó Espírito Santo, Divino Espírito deluz e de amor, eu vos consagro a minha inteligência, o meu coração e a minhavontade, todo o meu ser, no tempo e na eternidade. Que a minha inteligência seja sempre dócil às vossas celestesinspirações e à doutrina da Santa Igreja Católica, de que sois guia infalível.
  22. 22. Que o meu coração seja sempre inflamado doamor de Deus e pelo próximo. Que a minhavontade seja sempre conforme a vontadedivina, e que toda a minha vida seja umaimitação fiel da vida e das virtudes de NossoSenhor e Salvador Jesus Cristo, a quem, com oPai e convosco, sejam dadas honra e glóriapara sempre Amém.(Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai)
  23. 23. Oração Final C.: Espírito Santo, que conduziste osprofetas por desertos de areia ou pelaamplidão dos mares.T.: Sopra sobre nossos olhos, a fim deque, por toda parte, saibam ver aTrindade Santa.
  24. 24. C.: Sopra sobre nossos lábios, a fim deque só digam e cantem a Verdade deque liberta.T.: Abre nossos corações à beleza domundo, ao alegre esplendor das formassensíveis
  25. 25. C.: Para que todos os nossos encontrossejam sempre louvores a Deus emotivos de amor.T.: E todas as criaturas constituamoportunidades que nos levem aoCriador. Amém.
  26. 26. Hino L itúrgico Veni C reator Vem, Espírito Criador, visita o espírito dos que são teus. Enche de graça e de esplendor os corações que tu mesmo criaste. Nós te chamamos o Defensor, dom de Deus altíssimo.fonte viva, fogo, amor e unção da graça.
  27. 27. Tu nos ofereces os sete dons, Tu és o dedo da mão de Deus, a verídica promessa do Pai: Tu inspiras nossa voz. Abrasa-nos em tua luz, enche nossos corações. O que é fragilidade em nosso corpo revigora com Teu vigor.
  28. 28. Afasta para longe de nós o inimigo. Desde agora dá-nos a paz. Sê nosso guia no caminho para que possamos evitar todo mal. Dá que conheçamos o Pai, revela-nos o filho,Tu és o Espírito do Pai e do filho. Que sempre creiamos em Ti! FIM

×