Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

02 2016 Boletim do Contribuinte Asas de Socorro

8 views

Published on

Boletim do campo missionário, apresentando as ações de Asas de Socorro na área da aviação missionária e projetos sociais na Amazônia.

Published in: Government & Nonprofit
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

02 2016 Boletim do Contribuinte Asas de Socorro

  1. 1. A S A S D E S O C O R R O | A M - P A - R O - R R - G O - B R A S I L F E V E R E I R O - 2 0 1 6 velhos e crianças conosco. Enfim, quando saímos de lá, quatrocentos metros de pista estavam prontos. Conversei com o piloto e resolvemos tentar um pouso na semana posterior. Que sensação incrível! Em sete minutos estávamos sobrevoando a aldeia. Fiquei impressionado porque os Uxalopii thelis tinham escolhido morar no único local em toda a região onde era possível fazer uma pista. Fizemos um sobrevoo. Então o piloto Timóteo Ault disse que iria tentar o pouso. Quando o motor parou, os índios cercaram o avião. Desci e ouvi uma frase de significado profundo: Miudi wa walokem! Milton, você veio! Ficamos na pista tempo suficiente para explicar algumas melhorias que precisavam ser feitas e, de novo, o avião correu e ganhou altura. Os corpos nus e pintados passaram rapidamente pela minha janela e não puderam ouvir o que eu disse: Waiha, ya walokõkii (eu vou voltar). EXPEDIENTE Boletim do Contribuinte: Dep. Captação de Recursos | Edição e produção: Tábata Mori | Revisão: Aline Ponciano | Diagramação: James T Lea (SIL) | Fotos: Arquivo pessoal Quase todo o nosso trabalho aqui no norte do Brasil é feito em áreas isoladas e de difícil acesso, por isso o avião faz parte do nosso dia a dia. Asas de Socorro é responsável pelos voos e manutenção das aeronaves. Não exagero ao afirmar que sem Asas de Socorro não poderíamos sobreviver nas áreas remotas onde trabalhamos, especialmente entre a etnia Ianomâmi. As viagens eram feitas de avião até o posto Palimi-U e depois pelo rio Cutaíba (Budu–u) até a região dos Maitás, mas, após muitos anos vivendo juntos, os Uxalopii thelis decidiram-se mudar para outra região e já não podíamos mais alcançá-los com o avião. As viagens tornaram-se muito mais difíceis, levando pesadas mochilas com comida, remédio, rede, roupa etc. durante cerca de sete horas. A solução seria uma pista! Tivemos a ajuda de alguns voluntários, mas havia muito a fazer e, quando retomamos o trabalho, a pista estava coberta de mato. Então fiz uma reunião com os líderes e todos disseram que iriam trabalhar muito para nos ajudar. Eu duvidei, mas, na manhã seguinte, mais de 100 indígenas estavam trabalhando. Alguns dias, tínhamos todos os Maitás, até Você veio!!! SEÇÃO: DIÁRIO DE BORDO O PT-JCT pousa na pista de Halikatu-U em 2009 Milton Camargo Missionário da MEVA em Boa Vista (RR) nte pela minha janela e não e eu . Milton CamargoMilton Camargo Com a pista, o avião é usado para suprir as necessidades básicas dos missionários Milton em 1982, voando para as comunidades indigenas Ianômami
  2. 2. www.asasdesocorro.org.br DEP. IDENTIFICADO OU TRANSFERÊNCIA BRADESCO - Ag: 0240-2 c/c:55508 - 8 CNPJ: 01.052.752/0001 - 69 Sede: Av. JK, Q 08, Lt 13, Setor Aeroporto Industrial Oficina Aeronáutica (62) 4014-0310 Base Porto Velho - RO Base Boa Vista - RR Base Manaus - AM Base Santarém/Belém - PA (69) 3223-9011 (95) 3224-2412 (92) 227-1919 (93) 3523-8292 (62)4014-0333 CADASTRE-SE E RECEBA MAIS INFORMAÇÕES Confirmar depósito / Solicitar boletos: doacoes.projetos@asasdesocorro.org.br CEP: 75.024-970, CP 184, Anápolis - Goiás - Brasil Escola de Aviação (62) 4014-0319 / 3314-6102 Eu também dou asas Uma das atitudes que mais me deixa feliz é receber o carinho de vocês através dos boletins e e-mails com notícias sobre a atuação do "Asas". Desde que conheci o trabalho de vocês, em 2010, num seminário sobre missões em João Pessoa (PE), meu coração ardeu para fazer parte dele. Infelizmente, ainda não consegui participar pessoalmente, mas sou grata por poder contribuir. Essa semana fiquei ainda mais feliz em receber a Bíblia Comemorativa, que é linda e cheia de informação! SEÇÃO: EM CAMPO César, Cathirm e Nícolas Ribeiro Missionários em Asas de Socorro Manaus cecaniribeiro@gmail.com athirm A d S M m e Nícolas Ribeiro Fazendo mais pelos ribeirinhos! “Esforçando-me por pregar o evangelho, não onde Cristo já fora anunciado, para não edificar sobre fundamento alheio.” Este texto de Romanos 15.20 tem falado muito ao meu coração, principalmente depois do I Congresso da Aliança Evangélica Pró-Ribeirinhos. Segundo dados recentes do Projeto Fronteiras, temos cerca de meio milhão de pessoas que nunca ouviram falar a respeito de Jesus, em comunidades ribeirinhas, só no estado do Amazonas. Este dado deixa sobre nós, a Igreja do Senhor Jesus, a gigantesca responsabilidade de não medir esforços para que essas pessoas possam ser alcançadas pelo mesmo amor redentor que um dia alcançou eu e você. Chegou o tempo de nos unirmos e juntarmos forças, pois, quanto maior o desafio, maior é o esforço, maior a exigência de mobilidade e maiores são os custos. Essa necessidade me trouxe à memória o Projeto Ide 2015, do qual eu, meu esposo, César e meu filho Nícolas participamos. Aconteceu em Prainha, Pará, partindo da base em Santarém, com uma equipe de mais de 200 voluntários. Foram 10 dias de muito trabalho, mas como foi gratificante ver o Espírito de Deus agindo, quebrando corações endurecidos, reconciliando consigo aqueles que o haviam abandonado! Como é precioso ver crentes de diferentes denominações deixando de lado suas diferenças por um objetivo maior e comum: a expansão do Reino de Deus sobre a terra. O Projeto Ide de Asas de Socorro e, com certeza, muitas outras inciativas, são o tipo de esforço de que precisamos: muita gente, muito trabalho, com muito resultado. Por outro lado, também precisamos ser aqueles que, dia a dia, fazem discípulos nessa imensidão que é a Amazônia. Um de cada vez, deixando que o próprio Senhor acrescente os que vão sendo salvos! Obrigada pelo seu apoio. Juntos vamos fazer mais pelos ribeirinhos em 2016! Luciana Vasconcelos Caraguatatuba (SP) Cathrim no Ide 2015, em Prainha (PA)Cathrim no Ide 2015 em Prainha (PA)Cathrim no Ide 2015 em Prainha (PA) Viagem missionária às comunidades em famíliaViagem missionária às comunidades em famíliaViagem missionária às comunidades em família

×