A Economia da InformaçãoAula 2
Dados do Mercado Brasileiro O mercado de TI no Brasil, segundo o Gartner:     US$ 130,6 bilhões, em 2010     US$ 142 bilh...
Dinâmica 1 Em 2001, o Laboratório Fleury estava com sua capacidade de  realizar exames de paternidade por DNA esgotada. H...
Pontos Relevantes:
Tipos de Benefícios:
Tangíveis:            Facilmente identificado, mas não necessariamente                      expresso em números  Redução d...
Intangíveis: Não se pode identificar facilmente, por ser um tanto             subjetivo.   Melhora no atendimento         ...
Quantificável:         Que pode ser expresso em termos numéricos  Aumento das vendas              Perda de Clientes
Qualitativo:                           Que depende muito da quantidade e riqueza                           de informações ...
Critérios de Avaliação:
Outros Critérios:
Dinâmica 2 O caso DLS  Análise de proposta de investimentos em TI
Fatores de Risco   90% dos projetos de TI têm desvios de no mínimo 25% no    orçamento e no prazo de entrega.            ...
Natureza do Benefício Esperado    Economia via   Mecanização:     Automatização / OutsourcingEconomia via   Racionalização...
Entendendo os Projetos Projeto A: Sistema de Suporte à Decisões Projeto B: Ampliação da Capacidade Operacional Projeto ...
Projeto A : DSS Fatores de Risco:   Complexidade: 1 em cada 3 projetos    alcançam resultado esperado                   ...
Projeto B : Ampliação Fatores de Risco:   Complexidade: Abrangência Localizada           Médio   Grau de Inovação: ????...
Projeto C : Mecanização Fatores de Risco:   Complexidade: Projeto Localizado   Grau de Inovação: ?????????             ...
Projeto D : Concorrência Fatores de Risco:   Complexidade: ??????   Grau de Inovação: Nova tecnologia                  ...
Projeto E : Ineficiência Fatores de Risco:   Complexidade: Localizada   Grau de Inovação: ??????????????       Baixo  ...
Priorização dos Projetos Projeto A: Sistema de Suporte à Decisões   Melhoria nas    Decisões                        4 Pr...
Dinâmica 3 O caso DLS   Parte 2 - Revisão
Conclusão    Economia via   Mecanização:     BaixoEconomia via   Racionalização:      Baixo                               ...
Dinâmica 4 O caso DLS   Considerando as cinco categorias de projetos de TI,    classificados segundo o tipo de retorno, ...
Relevância:
Imagem:
Inovação:
Market Share:
Abertura de Mercados:
Diferenciação:
Concorrência:
Pioneirismo:
Time to Market:
Dinâmica 5 O caso DLS   Considere o que foi visto até este momento sobre o Caso DLS.   Que sugestões você daria para que...
Estudo do Mercado O que se ganha ao investir? Quais as consequências do pioneirismo? O que pode acontecer se não invest...
O que se ganha ao investir?
Quais as consequências dopioneirismo? Quais as chances reais de sair na frente dos concorrentes? Qual o risco de investi...
O que pode acontecer se não investir? Quais os riscos de ser passado pra trás pela concorrência? O que isso pode represe...
O que a concorrência está fazendo? Quais os riscos de perder o “timing” do mercado? Quanto tempo precisamos esperar para...
Referências SHAPIRO Carl e VARIAN R. Hal. “A economia da informação”. Rio de Janeiro:  Editora Campus, 1999. CASTELLS, M...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Aula 2 Economia da informação

2,313 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Aula 2 Economia da informação

  1. 1. A Economia da InformaçãoAula 2
  2. 2. Dados do Mercado Brasileiro O mercado de TI no Brasil, segundo o Gartner: US$ 130,6 bilhões, em 2010 US$ 142 bilhões, em 2011 US$ 143,8 bilhões, em 2012 Tecnologias em altaOs investimentos que estão ou deveriam estar no topo das prioridades dosCIOs globais em 2012, de acordo com o Gartner:  Cloud Computing  Computação social - atrelado às redes sociais  Big Data - evolução da lógica de warehouse de dados  Mobilidade - com os smartphones e os tablets na proa Fonte: IDC
  3. 3. Dinâmica 1 Em 2001, o Laboratório Fleury estava com sua capacidade de realizar exames de paternidade por DNA esgotada. Havia uma proposta de robotizar aquela área do laboratório, ao custo de US$ 1,5 milhão, dobrando a capacidade produtiva. Qual seria o seu roteiro passo a passo para decidir sim ou não?
  4. 4. Pontos Relevantes:
  5. 5. Tipos de Benefícios:
  6. 6. Tangíveis: Facilmente identificado, mas não necessariamente expresso em números Redução de Custos Aumento do Market Share Melhoramento na qualidade
  7. 7. Intangíveis: Não se pode identificar facilmente, por ser um tanto subjetivo. Melhora no atendimento Aumento da Confiança Reputação
  8. 8. Quantificável: Que pode ser expresso em termos numéricos Aumento das vendas Perda de Clientes
  9. 9. Qualitativo: Que depende muito da quantidade e riqueza de informações obtidas Faturamos 1 Milhão! Aumentamos nossa produtividadeMas qual a nossa margem? Mas quanto tivemos de re-trabalho?
  10. 10. Critérios de Avaliação:
  11. 11. Outros Critérios:
  12. 12. Dinâmica 2 O caso DLS Análise de proposta de investimentos em TI
  13. 13. Fatores de Risco  90% dos projetos de TI têm desvios de no mínimo 25% no orçamento e no prazo de entrega. Alto Baixo Complexidade: > Abrangência > Nro Pessoas Envolvidas Localizado / Pequenas Entregas Pioneiros / Nova Tecnologia Grau de Inovação: Tecnologias Estáveis Projetos Longos (mais de 1 ano)Prazo Total de Maturação: Projetos Curtos (menos de 1 ano)
  14. 14. Natureza do Benefício Esperado Economia via Mecanização: Automatização / OutsourcingEconomia via Racionalização: Mudança de Processos Internos Grau de Priorização Redução de Perdas Expansão dos Negócios: Sistematização / Informatização Melhoria nas Decisões: Melhorar a qualidade da InformaçãoNovas Oportunidades: Investimento em Novas Tecnologias / Abertura de Novos Mercados
  15. 15. Entendendo os Projetos Projeto A: Sistema de Suporte à Decisões Projeto B: Ampliação da Capacidade Operacional Projeto C: Mecanização de Processo Manual Projeto D: Mudança nos padrões de concorrência Projeto E: Redução da Ineficiência
  16. 16. Projeto A : DSS Fatores de Risco:  Complexidade: 1 em cada 3 projetos alcançam resultado esperado Alto  Grau de Inovação: ?????????????  Prazo Maturação: 3 a 4 anos depois de implantado Natureza do Benefício Esperado: Melhoria nas Decisões
  17. 17. Projeto B : Ampliação Fatores de Risco:  Complexidade: Abrangência Localizada Médio  Grau de Inovação: ??????????????  Prazo Maturação: 2 anos depois de implantado Natureza do Benefício Esperado: Expansão dos Negócios:
  18. 18. Projeto C : Mecanização Fatores de Risco:  Complexidade: Projeto Localizado  Grau de Inovação: ????????? Baixo  Prazo Maturação: 6 meses Natureza do Benefício Esperado: Economia via Mecanização:
  19. 19. Projeto D : Concorrência Fatores de Risco:  Complexidade: ??????  Grau de Inovação: Nova tecnologia Alto  Prazo Maturação: 3 anos depois de implantado Natureza do Benefício Esperado: Oportunidades: Novas
  20. 20. Projeto E : Ineficiência Fatores de Risco:  Complexidade: Localizada  Grau de Inovação: ?????????????? Baixo  Prazo Maturação: 10 Meses Natureza do Benefício Esperado: Economia via Racionalização:
  21. 21. Priorização dos Projetos Projeto A: Sistema de Suporte à Decisões Melhoria nas Decisões 4 Projeto B: Ampliação da Capacidade Operacional Expansão dos Negócios 3 Projeto C: Mecanização de Processo Manual Economia via Mecanização 1 Projeto D: Mudança nos padrões de concorrência Novas Oportunidades 5 Projeto E: Redução da Ineficiência Economia via Racionalização 2
  22. 22. Dinâmica 3 O caso DLS  Parte 2 - Revisão
  23. 23. Conclusão Economia via Mecanização: BaixoEconomia via Racionalização: Baixo Grau de Priorização Fatores de Risco Expansão dos Negócios: Médio Melhoria nas Decisões: AltoNovas Oportunidades: Alto
  24. 24. Dinâmica 4 O caso DLS  Considerando as cinco categorias de projetos de TI, classificados segundo o tipo de retorno, como você faria para avaliar propostas referentes às três últimas categorias (expansão, suporte à decisão e uso estratégico)? Em outras palavras, que critérios você proporia para justificar estes investimentos, considerando que grande parte de seus benefícios são bastante intangíveis?
  25. 25. Relevância:
  26. 26. Imagem:
  27. 27. Inovação:
  28. 28. Market Share:
  29. 29. Abertura de Mercados:
  30. 30. Diferenciação:
  31. 31. Concorrência:
  32. 32. Pioneirismo:
  33. 33. Time to Market:
  34. 34. Dinâmica 5 O caso DLS  Considere o que foi visto até este momento sobre o Caso DLS. Que sugestões você daria para que fugíssemos destas armadilhas, evitando a rejeição de projetos de grande importância para o negócio?
  35. 35. Estudo do Mercado O que se ganha ao investir? Quais as consequências do pioneirismo? O que pode acontecer se não investir? O que a concorrência está fazendo?
  36. 36. O que se ganha ao investir?
  37. 37. Quais as consequências dopioneirismo? Quais as chances reais de sair na frente dos concorrentes? Qual o risco de investir em uma tecnologia que não se torne padrão do mercado? Qual a possibilidade de investir em algo que se torne padrão de mercado?
  38. 38. O que pode acontecer se não investir? Quais os riscos de ser passado pra trás pela concorrência? O que isso pode representar em perda de competitividade dos produtos/serviços no que tange a “diferenciação”? Qual seria a probabilidade de a concorrência estabelecer padrões a serem seguidos? Qual a chance de obter ganhos esperando o amadurecimento das novas tecnologias?
  39. 39. O que a concorrência está fazendo? Quais os riscos de perder o “timing” do mercado? Quanto tempo precisamos esperar para maturação da inovação? No caso de Inovação tecnológica pura, qual está sendo o seu crescimento no segmento? Qual a base instalada?
  40. 40. Referências SHAPIRO Carl e VARIAN R. Hal. “A economia da informação”. Rio de Janeiro: Editora Campus, 1999. CASTELLS, Manuel. “ Era da Informação – Economia, Sociedade e Cultura”. Portugal: Editora Calouste Gulbenkian, 2007 MIRA, A. Luis. “Economia Tech – da Indústria à sociedade da informação e do conhecimento”. Editora Booknomics.

×