Sistema Locomotor

33,114 views

Published on

Apresentação sobre o sistema Locomotor, descrevendo as principais características do Sistema Esquelético e Sistema Muscular.

Published in: Education
2 Comments
22 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
33,114
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2,178
Actions
Shares
0
Downloads
1,156
Comments
2
Likes
22
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Sistema Locomotor

  1. 1. Sistema Locomotor Professor Rodrigo Nogueira
  2. 2. Sistema Esquelético <ul><li>FUNÇÕES </li></ul><ul><li>Suporte do corpo. </li></ul><ul><li>Proteção – sistema nervoso central e órgãos. </li></ul><ul><li>Movimento – ancoramento muscular. </li></ul><ul><li>Armazenamento mineral – Cálcio e Fósforo. </li></ul><ul><li>Hematopoiese. </li></ul>
  3. 3. Constituintes <ul><li>Músculos </li></ul><ul><li>Inervação </li></ul><ul><li>Tendões </li></ul><ul><li>Ligamentos </li></ul><ul><li>Ossos </li></ul><ul><li>Articulações </li></ul><ul><li>Cápsula articular </li></ul><ul><li>Líquido sinovial (sinóvia) </li></ul>
  4. 4. CÉLULAS DO TECIDO ÓSSEO <ul><li>Osteócitos: Células adultas ( funcional ) </li></ul><ul><li>Osteoblastos: Células jovens ( formação ) </li></ul><ul><li>Osteoclastos: Remoção do tecido ósseo </li></ul><ul><li>Os canais encontrados nos ossos tem são : </li></ul><ul><li>HORIZONTAL: CANAIS DE VOLKMANN </li></ul><ul><li>VERTICAL: CANAIS DE HAVERS </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Tecido ósseo – tecido vivo e dinâmico </li></ul><ul><li>Compostos inorgânicos: carbonato de cálcio, fosfato de cálcio e minerais (60-70%) – rigidez. </li></ul><ul><li>Composto Orgânico – Colágeno e água (25-30%) - resistência elástica </li></ul>
  6. 6. # Osso Compacto – camada densa externa. # Osso Esponjoso – trabéculas ósseas e medula óssea.
  7. 7. Tecido não homogêneo: Osso compacto (5-30% tec. orgânico ) - diáfises e paredes externas. Resistem mais à compressão. Osso esponjoso (30-90% tec. orgânico ) - epífises e paredes internas. Resistem mais às deformações, oferecem espaço para armazenamento da medula óssea vermelha e amarela.
  8. 8. Sistema Esquelético <ul><li>Classificação dos ossos: </li></ul><ul><li>Ossos longos. </li></ul><ul><li>Ossos curtos. </li></ul><ul><li>Ossos planos ou chatos. </li></ul><ul><li>Ossos irregulares. </li></ul>
  9. 9. Tipos de ossos
  10. 10. Sistema Esquelético <ul><li>Ossos curtos: osso esponjoso. </li></ul><ul><li>Ossos planos (laminares ou chatos): </li></ul><ul><ul><li>Lâmina de osso compacto. </li></ul></ul><ul><ul><li>Díploe em meio a 2 lâminas de osso compacto. </li></ul></ul><ul><li>Ossos irregulares: estrutura interna variada. </li></ul><ul><li>Ossos sesamóides: estrutura similar a dos ossos curtos. </li></ul>
  11. 11. ESTRUTURAS TÍPICAS DE UM OSSO LONGO # Diáfise – eixo do osso (osso compacto circundando uma cavidade medular central com medula óssea). # Epífise – superfícies articulares cobertas com cartilagem hialina. Disco epifisário está entre diáfise e epífise.
  12. 12. Estrutura do osso longo
  13. 13. Sistema Esquelético <ul><li>Epífises. </li></ul><ul><li>Diáfise. </li></ul><ul><li>Periósteo. </li></ul><ul><li>Endósteo. </li></ul><ul><li>Medula óssea amarela. </li></ul><ul><li>Medula óssea vermelha. </li></ul>
  14. 14. Sistema Esquelético <ul><li>ARTICULAÇÕES: </li></ul><ul><li>Eixos de comunicação entre duas extremidades ósseas </li></ul>
  15. 15. Sistema Esquelético <ul><li>Funções: </li></ul><ul><li>Movimento. </li></ul><ul><li>Permitir o crescimento de estruturas internas. </li></ul>
  16. 16. Articulações <ul><li>ESTRUTURA: </li></ul><ul><li>Tecido fibroso. </li></ul><ul><li>Cartilagem. </li></ul><ul><li>Tecido sinovial. </li></ul><ul><li>FUNÇÃO: </li></ul><ul><li>Sinartrose = imóvel. </li></ul><ul><li>Anfiartrose = semi-móvel. </li></ul><ul><li>Diartrose = móvel. </li></ul>
  17. 17. Sistema Esquelético <ul><li>Fratura. </li></ul><ul><li>Consolidação: </li></ul><ul><li>Hematoma. </li></ul><ul><li>Tecido de granulação. </li></ul><ul><li>Calo ósseo temporário. </li></ul><ul><li>Calo ósseo. </li></ul>
  18. 18. Sistema Esquelético <ul><li>Traumas nas articulações: </li></ul><ul><li>Luxação. </li></ul><ul><li>Entorse. </li></ul>
  19. 19. ESQUELETO Esqueleto Axial * Crânio. * Ossículos Auditivos. * Osso Hióide. * Coluna Vertebral. * Caixa Torácica. Esqueleto Apendicular * Cintura Escapular. * Cintura Pélvica. * Membros Superiores. (anteriores) * Membros Inferiores. (posteriores)
  20. 20. <ul><li>Esqueleto Axial: </li></ul><ul><li>Crânio </li></ul><ul><li>Coluna Vertebral </li></ul><ul><li>Ossos fixados à coluna (Costelas) </li></ul><ul><li>Esterno </li></ul>
  21. 21. CRÂNIO <ul><li># Formado por três regiões. </li></ul><ul><li>crânio -> parte superior. </li></ul><ul><li>rosto -> parte anterior. </li></ul><ul><li>mandíbula -> parte móvel. </li></ul>
  22. 23. COLUNA VERTEBRAL VÉRTEBRAS Cervicais 7 Torácicas 12 Lombares 5 Sacrais 5 Caudal 1 (Coccígea) <ul><li>FUNÇÕES </li></ul><ul><li>Proteção da medula espinhal. </li></ul><ul><li>Suporte axial. </li></ul>
  23. 24. Caixa torácica <ul><li>É formada pela região torácica de coluna vertebral, osso esterno e costelas, que são em número de 12 de cada lado, sendo as 7 primeiras verdadeiras (se inserem diretamente no esterno), 3 falsas (se reúnem e depois se unem ao esterno), e 2 flutuantes (com extremidades anteriores livres, não se fixando ao esterno). </li></ul>
  24. 26. ESQUELETO APENDICULAR <ul><li>Cintura Peitoral. </li></ul><ul><li>Cintura Pélvica. </li></ul><ul><li>Membros Superiores/Anteriores. </li></ul><ul><li>Membros Inferiores/Posteriores. </li></ul>
  25. 27. CINTURA PEITORAL <ul><li>Escápula </li></ul><ul><li>Clavícula </li></ul># Escápula – fixa no lugar por musculatura. # Clavícula Esterno – articulação esternoclavicular. Escápula – articulação acromioclavicular. # Membros Superiores – articulação glenohumeral.
  26. 28. MEMBRO SUPERIOR <ul><li>Úmero </li></ul><ul><li>Rádio </li></ul><ul><li>Ulna </li></ul><ul><li>Ossos do Carpo </li></ul><ul><li>Ossos do Metacarpo </li></ul><ul><li>Falanges </li></ul>(30 ossos)
  27. 29. # HOMEM Ossos maiores e pesados. Superfícies articulares maiores. Inserção de músculos maiores. 45 º de arco púbico. # MULHER Pelve mais larga e rasa. Espaço pélvico maior. 90 º de arco púbico.
  28. 30. MEMBRO INFERIOR (30 ossos) <ul><li>COXA </li></ul><ul><li># Fêmur. </li></ul><ul><li># Patela. </li></ul><ul><li>PERNA </li></ul><ul><li># Tíbia. </li></ul><ul><li># Fíbula. </li></ul><ul><li>PÉ </li></ul><ul><li># Ossos do Tarso. </li></ul><ul><li># Ossos do Metatarso. </li></ul><ul><li># Falanges. </li></ul>
  29. 31. Sistema Muscular <ul><li>Tecido muscular: </li></ul><ul><li>Estriado esquelético (Sistema Muscular) </li></ul><ul><li>Estriado cardíaco (miocárdio). </li></ul><ul><li>Liso. </li></ul>
  30. 32. Sistema Muscular <ul><li>Funções: </li></ul><ul><li>Movimento (trofismo). </li></ul><ul><li>Postura (tônus) </li></ul>
  31. 33. <ul><li>TIPOS DE MÚSCULOS </li></ul><ul><li>Tecido Muscular Estriados ou Esquelético </li></ul><ul><li>- Responsáveis pelos movimentos voluntários; </li></ul><ul><li>Tecido Muscular Liso ou Visceral </li></ul><ul><ul><li>- Pertence à vida de nutrição (digestão, excreção, etc); involuntários; </li></ul></ul><ul><li>Músculo Cardíaco ou Miocárdio </li></ul><ul><li>- Vermelho e estriado, porém, involuntário. </li></ul>
  32. 35. ESTRUTURA DO SISTEMA MÚSCULO ESQUELÉTICO <ul><li>Movimento e a manutenção da postura; </li></ul><ul><li>Produção de calor; </li></ul><ul><li>Alterações na quantidade de sangue fornecido às partes corpóreas; </li></ul><ul><li>Proteção e a alteração da pressão para auxiliar a circulação; </li></ul><ul><li>Absorventes de choques para proteger o corpo. </li></ul>I - FUNÇÕES DO MÚSCULO ESTRIADO OU ESQUELÉTICO
  33. 36. II - MICROESTRURA DOS MÚSCULOS ESQUELÉTICOS O tecido muscular não é constituído apenas por FIBRAS MUSCULARES. Há também o TECIDO CONJUNTIVO que as envolve e se prolongam, formando os TENDÕES ou APONEUROSES que fixam o músculo a um osso.
  34. 37. Estrutura do músculo
  35. 38. CONSTITUIÇÃO HISTOLÓGICA DA FIBRA MUSCULAR
  36. 39. Características da fibra muscular
  37. 40. Hipertrofia Muscular <ul><li>Quando uma pessoa ganha massa muscular, ocorre o aumento da quantidade de MIOFIBRILAS que encontram-se dentro das FIBRAS MUSCULARES. As fibras musculares não aumentam em quantidade, apenas se tornam mais espessas e aumentam em força pelo aumento da quantidade de miofibrilas em seu interior. </li></ul>
  38. 42. Tecido muscular estriado esquelético <ul><li>Constitui a maior parte da musculatura do corpo, formando o que se chama popularmente de carne . </li></ul><ul><li>Essa musculatura recobre totalmente o esqueleto e está presa aos ossos, sendo responsável pela movimentação corporal. </li></ul>
  39. 43. Como ocorre o movimento? <ul><li>Músculo estriado esquelético : inervado pelo sistema nervoso periférico somático  constituído por fibras nervosas motoras que conduzem impulsos do sistema nervoso central aos músculos esqueléticos  contração voluntária . </li></ul>
  40. 44. Funcionamento dos Músculos <ul><li>a) Agonistas: São os músculos principais que ativam um movimento específico do corpo, eles se contraem ativamente para produzir um movimento desejado. Ex: Pegar uma chave sobre a mesa, agonistas são os flexores dos dedos. </li></ul><ul><li>b) Antagonistas: Músculos que se opõem à ação dos agonistas, quando o agonista se contrai, o antagonista relaxa progressivamente, produzindo um movimento suave. Ex: idem anterior, porém os antagonistas são os extensores dos dedos. </li></ul><ul><li>c) Sinergistas: São aqueles que participam estabilizando as articulações para que não ocorram movimentos indesejáveis durante a ação principal. Ex: idem anterior, os sinergistas são estabilizadores do punho, cotovelo e ombro. </li></ul><ul><li>d) Fixadores: Estabilizam a origem do agonista de modo que ele possa agir mais eficientemente. Estabilizam a parte proximal do membro quando move-se a parte distal. </li></ul>
  41. 45. Componentes do Músculo a) Ventre Muscular é a porção contrátil do músculo, constituída por fibras musculares que se contraem. Constitui o corpo do músculo (porção carnosa). b) Tendão é um elemento de tecido conjuntivo, ricos em fibras colágenas e que serve para fixação do ventre, em ossos, no tecido subcutâneo e em cápsulas articulares. Possuem aspecto morfológico de fitas ou de cilindros. c) Aponeurose é uma estrutura formada por tecido conjuntivo. Membrana que envolve grupos musculares. Geralmente apresenta-se em forma de lâminas ou em leques.
  42. 46. A fadiga muscular Quando uma pessoa realiza um esforço muscular muito intenso, é comum ela ficar cansada e sentir dores na região muscular mais solicitada. É a fadiga muscular, que ocorre por causa do acúmulo de ácido lático no músculo. Em situação de intensa atividade muscular, os músculos estriados esqueléticos necessitam de muita energia. Essa energia é obtida pela “ queima ” de alimento com o uso de gás oxigênio. Mas, nesse caso, parte da energia necessária para a atividade muscular é obtida também por um tipo de fermentação, um mecanismo de “ queima ” de alimento sem utilização gás oxigênio. A fermentação que ocorre no músculo é chamada fermentação láctica, pois gera ácido láctico como produto final. Após um período de repouso, o ácido láctico presente no músculo da pessoa é “ queimado ” , e as dores musculares desaparecem.
  43. 47. PESQUISA <ul><li>Pesquise na internet sobre a ação dos anabolizantes no organismo: </li></ul><ul><li>Como funcionam? </li></ul><ul><li>Do que são feitos? </li></ul><ul><li>Quais os efeitos colaterais? </li></ul>
  44. 48. Momento de Descontração Como seriam os esqueletos de alguns personagens de desenhos?

×