Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Práticas de construção civil 2 pccc2

2,463 views

Published on

Práticas de construção civil 2 pccc2

  1. 1. Objetivos Identificar instrumentos de execução de alvenaria e revestimento em argamassa; Organizar espaços e instalações; Conhecer práticas atualizadas de construção civil. Conteúdo Programático Prática de Execução de alvenaria (tipos de paredes, amarrações níveis e prumos); Execução de revestimentos em argamassa Execução de Alvenaria e Revestimento em Argamassas Práticas de Construção Civil 2 PCCC2 Prof. Me. João Campos
  2. 2. LORDSLEEM JÚNIOR, Alberto Casado. Execução e inspeção de alvenaria racionalizada. São Paulo: O Nome da Rosa; MANZIONE, Leonardo. Projeto e execução de alvenaria estrutural. São Paulo: O Nome da Rosa; BAÍA, Luciana Leone Maciel; Sabbatini, Fernando Henrique. Projeto e execução de revestimento de argamassa. São Paulo: O Nome da Rosa. BIBLIOGRAFIA BÁSICA Práticas de Construção Civil 2 PCCC2 Prof. Me. João Campos
  3. 3. ABCP. Mãos à obra: Dicas importantes para você construir ou reformar a sua casa. Disponível em http://www.abcp.org.br; ABPC. Manual Técnico de Alvenaria. Projeto/PW; IPT. Manual de Tipologias de Projeto e de Racionalização das Intervenções por Ajuda-Mútua. São Paulo: IPT. BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR Práticas de Construção Civil 2 PCCC2 Prof. Me. João Campos
  4. 4. As Avaliações terão caráter diagnóstico, continuo, processual e informativo, e serão obtidas mediante a utilização de vários instrumentos, tais como: exercícios; trabalhos individuais e/ou coletivos; fichas de observações; relatórios; auto avaliação; provas escritas; provas praticas; provas orais; seminários; projetos interdisciplinares e outros. AVALIAÇÃO Práticas de Construção Civil 2 PCCC2 Prof. Me. João Campos
  5. 5. Escolher a alvenaria adequada; Orientar a elevação das paredes (primeira fiada, cantos, prumo, nível); Especificar o tipo de argamassa de assentamento; Especificar e conhecer o tipo de amarração; Especificar os tipos de reforços nos vãos das alvenarias. Executar corretamente os muros de fechamento de divisas. CRITÉRIOS Práticas de Construção Civil 2 PCCC2 Prof. Me. João Campos
  6. 6. À arte de construir em pedra e cal, denominamos "alvenaria" (de alvenel ou alvanel - pedreiro de alvenaria -, do árabe al-banná) que também identifica o conjunto de pedras e outros materiais de construção ligados por argamassa. A alvenaria estrutural é um processo construtivo racionalizado caracterizado pela utilização de paredes como a principal estrutura suporte de edificações simples ou dispositivos complementares em substituição ao concreto, ou seja, as paredes desempenham a função estrutural. A alvenaria estrutural subdivide-se em duas classes estruturais: alvenaria não armada ou simples e alvenaria armada: A alvenaria simples é composta apenas de blocos de alvenaria e argamassa; A alvenaria armada é reforçada por armadura passiva de fios, barras ou tela de aço, dimensionadas racionalmente para suportar os esforços atuantes. ALVENARIA Práticas de Construção Civil 2 PCCC2 Prof. Me. João Campos
  7. 7. A Alvenaria pode ser empregada na confecção de diversos elementos construtivos (paredes, abóbadas, sapatas, etc...) e pode ter função estrutural, de vedação etc. Quando a alvenaria é empregada na construção para resistir a cargas, ela é chamada Alvenaria Resistente ou Estrutural, pois além do seu peso próprio, ela suporta demais cargas estruturais (peso das lajes, vigas, telhados, etc...) e cargas úteis. Quando a alvenaria não é dimensionada para resistir cargas verticais além de seu peso próprio é denominada Alvenaria de Vedação: Resistência mecânica Isolamento térmico e acústico Resistência ao fogo Estanqueidade Durabilidade TIPOS Práticas de Construção Civil 2 PCCC2 Prof. Me. João Campos
  8. 8. Os materiais pétreos utilizados na construção civil recebem uma classificação de acordo com a origem e a composição dos seus constituintes, conforme descrito a seguir: a) Pedras naturais: São aquelas encontradas “in natura”, sendo geralmente beneficiadas (extração, corte, polimento) antes da sua aplicação. Ex.: agregados, placas de rocha para revestimento; b) Pedras artificiais: São aquelas fabricadas com a finalidade de substituir as pedras naturais ou possuir características e propriedades não existentes naquelas. Nestas condições, é possível ainda se fazer outra distinção entre as pedras artificiais: b.1. Produtos cerâmicos: Obtidos pelo cozimento de materiais argilosos; b.2. Produtos aglomerados: Obtidos pela mistura de materiais inertes com um aglomerante, em temperatura ambiente, cujo endurecimento ocorre com base na hidratação dos compostos deste aglomerante. CLASSIFICAÇÃO GERAL BLOCOS E TIJOLOS Práticas de Construção Civil 2 PCCC2 Prof. Me. João Campos
  9. 9. Práticas de Construção Civil 2 PCCC2 Prof. Me. João Campos Taipa Taipa de Pilão
  10. 10. Práticas de Construção Civil 2 PCCC2 Prof. Me. João Campos Adobe/Solo Cimento Maciço/Barro
  11. 11. Práticas de Construção Civil 2 PCCC2 Prof. Me. João Campos Pedra/Cantaria Concreto/Estrutural
  12. 12. Práticas de Construção Civil 2 PCCC2 Prof. Me. João Campos Cerâmico/Laminado/Furado/Baiano Concreto
  13. 13. Práticas de Construção Civil 2 PCCC2 Prof. Me. João Campos Concreto Celular Autoclavado Manipulação

×