Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Information Visualization - Invited Lecture - Webdesign II - FBAUL

261 views

Published on

Licenciatura em Design de Comunicação - FBAUL (SEM10 AUL01)

Published in: Technology
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Information Visualization - Invited Lecture - Webdesign II - FBAUL

  1. 1. Information Visualization
  2. 2. 2 Estudante do doutoramento em Media Digitais do programa UT Austin | Portugal Digital e faço investigação em Information Visualization e storytelling, mais especificamente em formas visuais de storytelling. O meu objectivo é identificar as melhores estratégias para incorporar elementos narrativos nas visualizações e descobrir quais os elementos que podem dar a sensação de storytelling nas visualizations. Sou licenciada em Ciências da Comunicação e tenho um mestrado em Novos Media e Práticas Web. Mais sobre mim em: http://rethinkingvis.com/ http://twitter.com/afigueiras mail@anafigueiras.com SOBRE Ana Figueiras Information visualization by Ana Figueiras
  3. 3. COMUNICAÇÃO? É possivel estudar-se Infovis em Ciências Sociais? SIM Mas Information visualization não é design? NÃO, a menos que vejam design como Herbert Simon (1988) - "Everyone designs who devises courses of action aimed at changing existing situations into preferred ones." "The term Information visualization refers to computer-supported interactive graphical representations of information" (Card et al., 1999b; C. Chen, 2010). "Showing the stories in data through statistics, design, aesthetics, and code” - Definição de visualization do Flowing Data. Simon, Herbert A. "The science of design: creating the artificial." Design Issues (1988): 67-82. Card, Stuart K., Jock D. Mackinlay, and Ben Shneiderman. Readings in information visualization: using vision to think. Morgan Kaufmann, 1999. Chen, Chaomei. "Information visualization." Wiley Interdisciplinary Reviews: Computational Statistics 2.4 (2010): 387-403. 3Information visualization by Ana Figueiras
  4. 4. O QUE É INFOVIS? Não há consenso sobre os muitos nomes utilizados em visualização. Information visualization, data visualization, infographics e outros termos são frequentemente utilizados indistintamente e a confusão é geralmente estendida para as suas definições, que muitas vezes se sobrepõem. Na maioria das vezes a Information visualization é considerado como sendo um termo genérico que abrange vários outros subtipos de visualização. 4Information visualization by Ana Figueiras Artisticvis Hurricane Noel Ambientvis Mondrian bus schedule Scivis NASA’s El Nino impact visualization Visual analytics Statistical Analysis Software
  5. 5. QUEM FAZ INFOVIS? 5Information visualization by Ana Figueiras Alberto Cairo Journalism University of Miami Mike Bostock Computer Science D3 David McCandless English Information is Beautiful Nathan Yau Statistics FlowingData Robert Kosara Computer Science Tableau Software Fernanda Viégas Design Google Martin Wattenberg Mathematics Google Cole Nussbaumer Mathematics Storytelling with data Andy Kirk Operational Research Visualising data Edward Tufte Statistics Visualization guru
  6. 6. VISUAL STORYTELLING Na minha investigação, eu parto da premissa levantada pela Carte figurative des pertes successives en hommes de l'Armée Française dans la campagne de Russie 1812-1813 de Charles Minard, de que as visualizações são capazes de contar histórias, e exploro que estratégias podem ser utilizadas para as introduzir nas visualizações. 6Information visualization by Ana Figueiras Essas estratégias vão desde a adição de pequenos artigos/histórias ou elementos narrativos utilizando anotações ou metáforas como o tempo para introduzir a sensação de storytelling ou sensação do fluxo da narrativa, a estratégias mais complexas como a gamification.
  7. 7. CONTRIBUIÇÕES ● Tipologia de visualizações: ● Chart/Diagram; Drawing; Game; Map; Model; Photograph; Poster; Sequential Graphic; Slide Show; Tag Cloud; Video/Animation. ● http://rethinkingvis.com/ ● Taxonomia de interacções: ● Filtering; Selecting; Abstract/Elaborate; Overview and Explore; Connect/Relate; Reconfigure; Encode; History; Extraction of features; Participation/Collaboration; Gamification. ● Estratégias que promovem a sensação de narrativa: ● Interactivity and its relation with context; Empathy; The relation between time and narrative; Gamification as a way of storytelling. 7Information visualization by Ana Figueiras
  8. 8. TYPOLOGY 8Information visualization by Ana Figueiras 200 visualizations 11 types or genres of data visualization ● Narrative elements – Accompanying article, Annotations, Audio narration, Captions, External link, Introductory text, Text, Title, and Video narration. ● Reading/viewing order – Linear; user-directed path. ● Visual elements – Animation, Area chart, Bar chart, Bubble chart, Doughnut chart, Exploded view, Flowchart, Graph, Heat map, Histogram, Illustration (previously named Drawing), Line chart, Logo, Map, Model, Network diagram, Photograph, Pictogram, Pie chart, Pyramid, Scale, Scatter plot, Size representing quantity, Speech balloon, Sunburst chart, Table, Tag cloud, Timeline, Tool tip, Tree diagram, Treemap, Venn diagram, Video, Wheel and Zoom. ● Interactive elements – Click details, Click highlight, Combo box, Drag objects, Filtering, Gamification (previously named Game Mechanics), Hover details, Hover highlight, Input box, Link to external article, Link to the raw data, Navigation buttons, Object react to mouse movement, Player controls, Scroll activated animations, Scroll bar, Search, Slider, User contribution and Zoom. Sequential Graphic Drawing Slide Show Video/Animation Chart/Diagram Photograph Map Poster Tag Cloud Game Model
  9. 9. TYPOLOGY 9Information visualization by Ana Figueiras As categorias foram escolhidas de acordo com os elementos que são mais proeminentes e que influenciam mais a interacção que o utilizador tem com a visualização. Estes géneros variam principalmente em termos de elementos visuais e elementos de interactividade e não são mutuamente exclusivas, sendo possível combinar géneros para classificar visualizações mais complexas.
  10. 10. RETHINKING VISUALIZATION 10Information visualization by Ana Figueiras
  11. 11. TAXONOMY 11Information visualization by Ana Figueiras Filtering Only show me the data in which I am interested Selecting Mark or track items in which I am interested Abstract/Elaborate Adjust the level of abstraction of the data Overview and Explore Overview first, zoom and filter, then details-on- demand Connect/Relate Show me how this data is related Reconfigure Give me a different arrangement of the data Encode Give me a different representation of the data History Allow me to retrace the steps I take in the exploration of the data Extraction of features Allow me to extract data in which I am interested Participation/Collaborat ion Allow me to contribute to the data Gamification Show me the data in a more playful way
  12. 12. TAXONOMY 12Information visualization by Ana Figueiras FILTERING Only show me the data in which I am interested
  13. 13. FILTERING 13Information visualization by Ana FigueirasBloomberg Billionaires
  14. 14. TAXONOMY 14Information visualization by Ana Figueiras SELECTING Mark or track items in which I am interested
  15. 15. SELECTING 15Information visualization by Ana FigueirasStrikeouts on the Rise
  16. 16. TAXONOMY 16Information visualization by Ana Figueiras ABSTRACT/ELABORATE Adjust the level of abstraction of the data
  17. 17. ABSTRACT/ELABORATE 17Information visualization by Ana FigueirasD3 Treemap + Death Penalty in the US Zooming: Overview of the treemap Zooming: After click on the light green area Details-on-demand: Tool tip with extra information shows up on click Linking: Links allow the user to access extra information
  18. 18. TAXONOMY 18Information visualization by Ana Figueiras OVERVIEW AND EXPLORE Overview first, zoom and filter, then details-on-demand
  19. 19. OVERVIEW AND EXPLORE 19Information visualization by Ana FigueirasConnected China Overview Explore
  20. 20. TAXONOMY 20Information visualization by Ana Figueiras CONNECT/RELATE Show me how this data is related
  21. 21. CONNECT/RELATE 21Information visualization by Ana FigueirasThe Clubs That Connect the World Cup
  22. 22. TAXONOMY 22Information visualization by Ana Figueiras RECONFIGURE Give me a different arrangement of the data
  23. 23. RECONFIGURE 23Information visualization by Ana FigueirasAs the Oscars age, so do the nominees Age difference of nominees Actual age of nominees
  24. 24. TAXONOMY 24Information visualization by Ana Figueiras ENCODE Give me a different representation of the data
  25. 25. ENCODE 25Information visualization by Ana FigueirasBloomberg Billionaires Data encoded on a plot Same data encoded on a map
  26. 26. TAXONOMY 26Information visualization by Ana Figueiras HISTORY Allow me to retrace the steps I take in the exploration of the data
  27. 27. HISTORY 27Information visualization by Ana Figueiras “Information exploration is inherently a process with many steps, so keeping the history of actions and allowing users to retrace their steps is important” Shneiderman (1996). Shneiderman, Ben. "The eyes have it: A task by data type taxonomy for information visualizations." Visual Languages, 1996. Proceedings., IEEE Symposium on. IEEE, 1996. Ao darmos aos utilizadores a possibilidade de fazer e desfazer as suas acções permite-lhes não só recuperar de erros na exploração de dados, mas também para refinar progressivamente a exploração. Em 1996 Shneiderman disse que esta era uma das técnica interacção mais ignorada em infovis e continua a ser.
  28. 28. TAXONOMY 28Information visualization by Ana Figueiras EXTRACTION OF FEATURES Allow me to extract data in which I am interested
  29. 29. EXTRACTION OF FEATURES 29Information visualization by Ana FigueirasBoundary Changes
  30. 30. TAXONOMY 30Information visualization by Ana Figueiras GAMIFICATION Show me the data in a more playful way
  31. 31. GAMIFICATION 31Information visualization by Ana FigueirasGauging Your Distraction
  32. 32. TAXONOMY 32Information visualization by Ana Figueiras PARTICIPATION/COLLABORATION Allow me to contribute to the data
  33. 33. PARTICIPATION/COLLABORATION 33Information visualization by Ana FigueirasHome and Away
  34. 34. PARTICIPATION/COLLABORATION Participation/collaboration são tendências relativamente novas em infovis, apesar de não o serem em muitas outras áreas dentro da computação. Constroem-se sobre a crescente vontade de dar aos utilizadores mais poder em relação aos conteúdos que consomem e têm por base a cultura participativa. Este neologismo, explorado pela primeira vez por Henry Jenkins, opõe-se à cultura de consumo, transformando o utilizador num produser (Bruns, 2008), que não só participa como consumidor, mas também contribui para o conteúdo que consome, moldando-o às suas necessidades. A cultura participativa começou como um fenómeno alternativo, muitas vezes vista como uma subcultura paralela, no entanto, é “anything but fringe or underground today” (Jenkins, 2006, p. 2) e é abraçada pela maioria das instituições, da educação até aos media e à publicidade. Cresceu a partir dos blogs, fóruns e listas de discussão e é agora um recurso integrado em diferentes domínios, e a infovis é um deles. Jenkins, Henry. Fans, bloggers, and gamers: Exploring participatory culture. nyu Press, 2006. 34Information visualization by Ana Figueiras
  35. 35. PARTICIPATION/COLLABORATION Na investigação em infovis, esta inclusão da cultura participativa é chamada de participação ou colaboração. Em geral os dois termos convergem para a mesma definição, mas também são utilizados para caracterizar tipos de interacção ligeiramente diferentes. As definições mais comuns centram-se no facto de existir mais do que uma pessoa a contribuir para a interpretação/compreensão da visualização, partilhando as suas percepções e estando geralmente separadas geograficamente (Isenberg et al., 2011; Raje et al., 1998). Um conceito que normalmente acompanha estas definições é o conceito de social data analysis (SDA), que, de acordo com Wattenberg (2005), diz respeito à interação social em torno da análise de dados. Isenberg, Petra, et al. "Collaborative visualization: definition, challenges, and research agenda." Information Visualization 10.4 (2011): 310- 326. Raje, Rajeev R., Michael Boyles, and Shiaofen Fang. "CEV: collaborative environment for visualization using Java RMI." Concurrency - Practice and Experience 10.11-13 (1998): 1079-1085. Wattenberg, Martin. "Baby names, visualization, and social data analysis." Information Visualization, 2005. INFOVIS 2005. IEEE Symposium on. IEEE, 2005. 35Information visualization by Ana Figueiras
  36. 36. PARTICIPATION/COLLABORATION Mas a participation/collaboration não é apenas social data analysis. Participation/collaboration também pode ter um impacto maior sobre a própria visualização. Por exemplo, a visualização da CNN Home and Away: Iraq and Afghanistan War Casualties que mapeia os soldados que morreram nas guerras no Afeganistão e Iraque, permite que os utilizadores adicionem informações sobre cada soldado. Utilizando o iReport, a ferramenta de jornalismo cidadão da CNN que permite aos utilizadores contribuirem com fotos e vídeos de notícias, os utilizadores podem adicionar memórias e mensagens sobre um determinado soldado que conhecem. O facto das contribuições dos utilizadores funcionarem como uma adição ao dataset e não insights sobre os dados como um todo ou sobre a representação visual, faz com que este tipo de contribuição seja diferente. Este tipo de participation/collaboration torna-se parte da própria visualização, moldando-a de uma forma permanente com alterações nos dados que serão visíveis a outros utilizadores. 36Information visualization by Ana Figueiras
  37. 37. Perguntas? Ana Figueiras mail@anafigueiras.com http://rethinkingvis.com/

×