Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Correção teste frei luís de sousa 2014-versao-1

16,113 views

Published on

  • Be the first to comment

Correção teste frei luís de sousa 2014-versao-1

  1. 1. Teste de Português – 11.º ano Fevereiro de 2014 TÓPICOS DE CORRECÇÃO VERSÃO 1 e 2 Grupo I Versão 1 6. Verifica se as afirmações seguintes são verdadeiras ou falsas. Corrige as falsas. (20 pontos) 1.1 Almeida Garrett nasceu no Porto em 1799. 1.2 O Romantismo é um movimento que surge nos finais do século XVII. XVIII 1.3 O amor de Garrett pela viscondessa da Luz está na origem do seu livro Flores de Outono. Folhas Caídas. 1.4 O tópico locus horrendus é uma erifica nte a do romantismo. 1.5 Nau Catrineta é um poema de Garrett. recolhido por Garrett no seu Romanceiro. 1.6 O Romanceiro é uma colectânea de textos tradicionais que Garrett recolheu da tradição oral. 1.7 O Romantismo valoriza a cultura greco-latina.nacional. 1.8 Almeida Garrett foi o fundador do Teatro Nacional e do conservatório de Arte Dramática. 1.9 Viagens na Minha Terra é um romance que narra uma viagem de Lisboa ao Porto a Santarém no séc. XIX. 1.10 Almeida Garrett integrou o exército de D. Pedro. Versão 2 6. 1.11 1.12 1.13 1.14 1.15 1.16 1.17 1.18 1.19 1.20 Verifica se as afirmações seguintes são verdadeiras ou falsas. Corrige as falsas. (20 pontos) Almeida Garrett participou no desembarque do Mindelo. O Romantismo caracteriza-se pelo triunfo da razão e da inteligência. Da emoção e do sentimento. O tópico locus amoenus locus horrendus é uma erifica nte a do romantismo. Almeida Garrett morreu em Lisboa em 1854. O Romantismo defende uma versificação livre e um vocabulário coloquial. Bela Infanta é um poema de Garrett. recolhido por Garrett no seu Romanceiro. O amor de Garrett pela viscondessa da Luz está na origem do seu livro Flores de Outono Folhas Caídas. Viagens na Minha Terra é um romance que narra uma viagem de Lisboa ao Porto a Santarém no séc. XIX. O Romanceiro é uma colectânea de textos tradicionais que Garrett recolheu da tradição oral. Almeida Garrett foi o fundador do Teatro Nacional e do conservatório de Arte Dramática. Versão 1 V F F V F V F V F V Versão 2 V F F V V F F F V V
  2. 2. Grupo II A Lê com atenção o excerto da peça Frei Luís de Sousa de Almeida Garrett e responde às questões apresentadas. 6. Localiza o excerto na estrutura externa e interna da obra. (10 pontos) Ato I, exposição (introdução da peça)… 2. 2.1. Naquele engano d’alma ledo e cego/ Que a fortuna não deixa durar muito… Refere-te ao significado simbólico destes versos de Os Lusíadas. (15 pontos) Episódio de Inês de Castro. Indício de tragédia. Inês morre por causa do amor. O amor de Madalena também irá causar sofrimento e morte… 3. 3.1 (…) Oh! Que o não saiba ele ao menos, (…) (linha 10) Identifica o ele da frase e explicita o que Madalena quer dizer. (15 pontos) Manuel de Sousa. Madalena vive atormentada com a possibilidade de regresso do seu primeiro marido…. Comenta a expressividade do discurso de Madalena. (10 pontos) Discurso tipicamente romântico, evidenciado pelas didascálias, reticências, interjeições… 3.2 4. 4.1. 5. 42) 5.1 (…) que não sei latim como meu senhor… quero dizer como o Sr. Manuel de Sousa Coutinho – que, lá isso!.. acabado escolar é ele. (…) (linha 32) Explica esta hesitação de Telmo. (15 pontos) Hesitação em meu senhor. Para Telmo o seu senhor não é Manuel de Sousa, mas sim João de Portugal…verifica-se que o respeita, mas não o admira… lá isso… Olhai, Telmo; eu não vos quero dar conselhos: bem sabeis que desde o tempo que…que (linha Explicita qual o conselho que Madalena vai dirigir a Telmo na sequência deste extracto. (15 pontos) Madalena vai pedir a Telmo para não falar a Maria sobre o rei D. Sebastião…Faz com que ele perceba o mal que lhe está a fazer… B 6. Recorda, agora, o estudo global da obra e responde a três das seis questões seguintes, à tua escolha. (15 pontos x3) COTAÇÃO ALTERADA (faltavam 5 pontos): 17+17+16= 50 pontos 6.1 Considerando as personagens da peça, explicita aquela que, na tua opinião, é o/a protagonista. Resposta livre. 6.2 A palavra “ninguém” é crucial na peça. Explicita o porquê da sua escolha por quem a pronuncia. É pronunciada pelo romeiro nos dois momentos de anagnórise (reconhecimento), primeiro a Jorge, depois a Telmo…pretende não se dar a conhecer, considera que a sua vida já não tem significado depois de tudo o que se passou…etc… 6.3 A palavra “hoje” é crucial na peça. Explicita porquê. É pronunciada inúmeras vezes no ato II por várias personagens. Focar a sua importância para Madalena…as diferentes datas, a sua aflição… 6.4 Explicita a importância das referências literárias que surgem na peça. Os Lusíadas de Camões e Menina e Moça de Bernardim Ribeiro. Início de atos. Indícios. Referentes a Madalena e a Maria…
  3. 3. 6.5 Considerando os elementos da tragédia clássica, explicita como é/ não é possível considerar a peça Frei Luís de Sousa uma tragédia. Referir alguns elementos da tragédia e verificá-los na peça: o estatuto social das personagens; ananké (destino); anagnórise (reconhecimento); catástrofe, etc… 6.6 Explicita de que maneira em Frei Luís de Sousa o espaço tem uma função opressiva e enunciadora da fatalidade iminente e inalterável. Referir os diferentes espaços. A mudança de espaços, ao longo da peça, vai cercando e aprisionando as personagens… Grupo III (50 pontos) Versão 1 1. 1.1 Naquele engano d'alma ledo e cego/ Que a fortuna não deixa durar muito... Classifica a oração sublinhada. (10 pontos) Oração subordinada adjectiva relativa restritiva. 2. 2.1 …que me dava o seu amor. (linha 12) Indica a função sintática da expressão sublinhada. (10 pontos) Sujeito. 3. 3.1 Ah! Sois vós, Telmo… (linha 24) Indica o tempo e modo do verbo sublinhado. (10 pontos) Presente do Indicativo do verbo ser. 4. 4.1 …eu não vos quero dar conselhos… (linha 42) Indica a subclasse do verbo sublinhado. (10 pontos) Verbo transitivo direto e indirecto. 5. 5.1 (…) grande homem!(…) (linha 34) Explica por que razão o adjetivo da frase não pode, neste contexto, ser colocado depois do nome. (10 pontos) Colocado depois, passava a significar um homem grande em altura e não em virtude… (valor restritivo e não restritivo do adjetivo) Versão 2 1. 1.1 Mas esse não tenho eu a consolação de ler, que não sei latim como meu senhor (linha32) Classifica a oração sublinhada. (10 pontos) Oração subordinada adverbial causal. 2. 2.1 confundia-me a vista… (linha 24) Indica a função sintática da expressão sublinhada. (10 pontos) Resposta certa: Complemento direto; Resposta também aceite: sujeito. 3. 3.1 …bem sabeis que desde o tempo… (linha 42) Indica o tempo e modo do verbo sublinhado. (10 pontos) Presente do Indicativo do verbo saber. 4. 4.1 Eu era uma criança; (linha 48) Indica a subclasse do verbo sublinhado. (10 pontos)
  4. 4. Verbo copulativo. 5. 5.1 (…) grande homem!(…) (linha 34) Explica por que razão o adjetivo da frase não pode, neste contexto, ser colocado depois do nome. (10 pontos) Colocado depois, passava a significar um homem grande em altura e não em virtude… A professora Arminda Gonçalves
  5. 5. 1 MADALENA MADALENA (repetindo maquinalmente e devagar o que acaba de ler). 5 Naquele engano d'alma ledo e cego Que a fortuna não deixa durar muito... Com paz e alegria d'alma... um engano, um engano de poucos instantes que seja... deve de ser a felicidade suprema neste mundo. E que importa que o não deixe durar muito a fortuna? Viveu-se, 10 pode-se morrer. Mas eu!... (Pausa). Oh! Que o não saiba ele ao menos, que não suspeite o estado em que eu vivo... este medo, estes contínuos terrores, que ainda me não deixaram gozar um só momento de toda a imensa felicidade que me dava o seu amor. Oh! Que amor, que felicidade... que desgraça a minha! (Torna a descair em profunda meditação; silêncio breve). MADALENA, TELMO PAIS 15 TELMO (chegando ao pé de Madalena, que o não sentiu entrar) - A minha senhora está a ler?… 20 MADALENA (despertando) - Ah! Sois vós, Telmo... Não, já não leio: há pouca luz de dia já; confundia-me a vista. E é um bonito 25 livro este! o teu valido, aquele nosso livro, Telmo. TELMO (deitando-lhe os olhos) 30 - Oh! Oh! Livro para damas - e para cavaleiros... e para todos: um livro que serve para todos; como não há outro, tirante o respeito devido ao da palavra de Deus! Mas esse não tenho eu a consolação de ler, que não sei latim como meu senhor... quero dizer como o Sr. Manuel de Sousa Coutinho - que, lá isso!.. acabado escolar é ele. E assim foi seu pai antes dele, que muito bem o conheci: grande homem! Muitas letras, e de muito galante prática, e não somenos as outras partes de cavaleiro: uma gravidade!… Já não há daquela gente. Mas, minha senhora, isto de a palavra de Deus estar assim 35 noutra língua, numa língua que a gente... que toda a gente não entende... confesso-vos que aquele mercador inglês da Rua Nova, que aqui vem às vezes, tem-me dito suas coisas que me quadram... E Deus me perdoe, que eu creio que o homem é herege, desta seita nova d' Alemanha ou d' lnglaterra. Será? 40 MADALENA - Olhai, Telmo; eu não vos quero dar conselhos bem sabeis que desde o tempo que... que... TELMO 45 - Que já lá vai, que era outro tempo. MADALENA - Pois sim.. (Suspira). Eu era uma criança; pouco maior era que Maria.

×