Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Arminda testepoetasoitocentistas correção.oc

2,120 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

Arminda testepoetasoitocentistas correção.oc

  1. 1. Nome, nº/turma ________________________________ Teste de Literatura Portuguesa – 11º ano novembro de 2014 TÓPICOS DE CORREÇÃO VERSÃO 1 e 2 Grupo I 1. Com base no teu estudo da Geração de 70 e dos poetas oitocentistas, indica, de entre as afirmações seguintes, as verdadeiras (V) e falsas (F). Corrige as falsas. (15 pontos) 1.1 Uma das principais figuras da Geração de 70 foi Antero de Quental. 1.2 Castilho defendia o Ultra-romantismo e Antero o Realismo, a Ideia Nova. 1.3 Em 1866, no Largo da Arca d’Água no Porto dá-se um duelo entre Eça Ramalho Ortigão e Antero. 1.4 Causas da Decadência dos Povos Peninsulares é o título de uma conferência de Antero. 1.5 O Realismo observa com pormenor, analisa e critica a sociedade. 1.6 O tema do amor espiritual e do amor sensual está presente no poema “Este inferno de Amar”. “Não te amo” 1.7 A parateatralidade é uma constante na lírica de Garrett. 1.8 Para Antero, a poesia deve ter, sobretudo, uma missão social. 1.9 A linguagem em António Nobre Antero de Quental é grave e solene. 1.10 Camilo Pessanha, o poeta de Clepsidra, integra-se na escola simbolista. 1.11 A relação com as artes plásticas a música é a principal característica da poesia simbolista. 1.12 A Questão Coimbrã originou uma autêntica guerra literária. 1.13 As Conferências do Casino foram proibidas por portaria do governo. 1.14 O Realismo defende os ideais monárquicos. republicanos 1.15 Grupo jantante foi uma expressão usada por Eça para designar os Vencidos da Vida. Versão 1 Versão 2 1 V F 2 V V 3 F V 4 V F 5 V V 6 F V 7 V V 8 V F 9 F V 10 V V 11 F F 12 V V 13 V F 14 F V 15 V V Grupo II Lê com atenção o texto do verso desta folha e responda às questões seguintes. 1. Identifica o destinatário deste poema e, de acordo com os teus conhecimentos da vida do autor, propõe quem poderá ser. (5 pontos) Georges…. ?
  2. 2. Nome, nº/turma ________________________________ 2. O convite do poeta para ver meu país de marinheiros, é ilustrado com a apresentação de um episódio típico da vida dos pescadores no final do séc. XIX. 2.1 Descreve os diferentes momentos desse episódio. (20 pontos) A saída das lanchas na Póvoa. A espera da maré para avançar mar fora; a Ladainha das Lanchas: a invocação dos nomes das várias lanchas; o rogo a Deus para que vão em paz… 2.2 Transcreve duas metáforas que o ilustrem. Comenta apenas uma. (10 pontos) Rosário de velas Águias a voar Vascos da Gama, que andam a ensaiar… +Explicação 2.3 Transcreve um verso que melhor ilustre os sentimentos do poeta face ao episódio que apresenta. Comenta-o. (10 pontos) Que vista admirável! Que lindo! Que lindo! +Explicação 3. Justifica o recurso ao itálico no poema. (5 pontos) O discurso direto dos pescadores; as exclamações dos nomes das lanchas gritados pelos pescadores… Grupo III (35 pontos) Apresenta um aspeto que consideres significativo na obra de um dos poetas do século XIX que tenhas estudado. Redige um texto bem estruturado, de cem a duzentas palavras. Várias possibilidades de resposta. Título UM aspeto apenas… ilustrar com referências a poemas… Lusitânia no Bairro Latino 2 Georges! Anda ver meu país de Marinheiros O meu país das Naus, de esquadras e de frotas! Oh as lanchas dos poveiros A saírem a barra, entre ondas de gaivotas! Que estranho é! Fincam o remo na água, até que o remo torça, À espera da maré, Que não tarda aí, avista-se lá fora! E quando a onda vem, fincando-o a toda a força, Clamam todos à uma: "Agôra! Agôra! Agôra!" E, a pouco e pouco, as lanchas vão saindo (Às vezes, sabe Deus, para não mais entrar...) Que vista admirável! Que lindo! Que lindo! Içam a vela, quando já têm mar: Dá-lhes o Vento e todas, à porfia, Lá vão soberbas, sob um céu sem manchas, Rosário de velas, que o vento desfia, A rezar, a rezar a Ladainha das Lanchas: Senhora Nagonia! Olha, acolá! Que linda que vai com seu erro de ortografia... Quem me dera ir lá! Senhora Daguarda! (Ao leme vai o Mestre Zé da Leonor) Parece uma gaivota: aponta-lhe a espingarda
  3. 3. Nome, nº/turma ________________________________ O caçador! Senhora d'ajuda! Ora pro nobis! Caluda! Sêmos probes! Senhor dos ramos! Istrella do mar! Cá bamos! Parecem Nossa Senhora, a andar. Senhora da Luz! Parece o Farol... Maim de Jesus! É tal qual ela, se lhe dá o sol! Senhor dos Passos! Sinhora da Ora! Águias a voar, pelo mar dentro dos espaços Parecem ermidas caiadas por fora... Senhor dos Navegantes! Senhor de Matusinhos! Os mestres ainda são os mesmos d'antes: Lá vai o Bernardo da Silva do Mar, A mailos quatro filhinhos, Vascos da Gama, que andam a ensaiar... Senhora dos Aflitos! Mártir São Sebastião! Ouvi os nossos gritos! Deus nos leve pela mão! Bamos em paz! Ó lanchas, Deus vos leve pela mão! Ide em paz! (…) António Nobre, Só A professora Arminda Gonçalves

×