Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
1
CAPÍTULO I
INTRODUÇÃO
1.1. Doenças Ocupacionais
Doença ocupacional é designação de várias doenças que causam alterações ...
2
A. Quando as condições de trabalho ultrapassam os limites toleráveis do organismo, a
probabilidade de provocar uma doenç...
3
b. Objetivos Específicos:
Este trabalho por ter objetivo de aumentar conhecimento pessoal
neste grupo e nesta turma sobr...
4
CAPÍTULO II
DOENÇAS NO LOCAL DO TRABALHO QUE MAIS
FREQUENTE E A SUA INTERVENÇÃO
2.1. Definição
Doença ocupacional é desi...
5
B. Doença do Trabalho
As doenças do trabalho, segundo Sobrinho, 1995, são resultantes de condições
especiais de trabalho...
6
Cita-se abaixo algumas causas importantes responsáveis pela ocorrência de
acidentes (ANACT, 2001) : Causas relacionadas ...
7
2.2. Intervenção ao Rinite Ocupacional
A. Definição Do Rinite
Rinite é uma inflamação das mucosas do nariz. As rinites t...
8
C. As Principais Sintomas
Os sintomas de rinite incluem o nariz escorrendo e pode haver tosse e
espiros, principalmente ...
9
 Evite a poeira doméstica: retire tudo o que possa juntar poeira no local de
trabalho; evite tapetes, carpetes, cortina...
10
E. Tratamento
o tratamento para rinite pode ser feito com a forma de medicamentos
receitados pelo medico ou uso de desc...
11
CAPÍTULO III
ENCERRAMENTO
3.1. Conclusões
Concluímos que essas doenças acontecem por causa da falta da segurança
guiada...
12
REFERÊNCIAS
 http://saude.ig.com.br/minhasade/doenca+inguinal+afasta+80+mil+traba
lho+por+ano/n1596821702110.html aces...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Doenca ocupacional (prevencao)

196 views

Published on

Doença ocupacional é designação de várias doenças que causam alterações na saúde do trabalhador, provocadas por fatores relacionados com o ambiente de trabalho. Elas se dividem em doenças profissionais ou tecnopatias, que são causadas por fatores inerentes à atividade laboral, doenças do trabalho ou mesopatias, que são causadas pelas circunstâncias do trabalho.

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Doenca ocupacional (prevencao)

  1. 1. 1 CAPÍTULO I INTRODUÇÃO 1.1. Doenças Ocupacionais Doença ocupacional é designação de várias doenças que causam alterações na saúde do trabalhador, provocadas por fatores relacionados com o ambiente de trabalho. Elas se dividem em doenças profissionais ou tecnopatias, que são causadas por fatores inerentes à atividade laboral, doenças do trabalho ou mesopatias, que são causadas pelas circunstâncias do trabalho. As primeiras possuem nexo causal presumido, mas nas segundas a relação com o trabalho deve ser comprovada e Acidente do trabalho é o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa, ou ainda pelo exercício do trabalho dos segurados especiais, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause morte, a perda ou redução da capacidade para o trabalho permanente ou temporário”. Doença de trabalho ou ocupacional é designação de várias doenças que causam alterações na saúde do trabalhador, provocadas por fatores relacionados com o ambiente de trabalho bem como ambiente Físicos, Químicos, Biológicos e Sociais. Cassou em 1991 salienta que a relação entre o trabalho e a saúde é complexa, destacando três situações principais:
  2. 2. 2 A. Quando as condições de trabalho ultrapassam os limites toleráveis do organismo, a probabilidade de provocar uma doença no trabalhador é significativa. Neste caso, têm-se uma Doença Profissional que, no sentido restrito, se define como uma doença devido a fatores (físicos, químicos e biológicos) bem determinados do meio de trabalho. B. O meio profissional pode também ter um papel importante, porém, associado a outros fatores de risco do ambiente fora do trabalho ou do modo de vida do trabalhador, gerando as doenças do trabalho. Diversos estudos mostram a ocorrência de perturbações digestiva, do sono, do humor com os trabalhadores em turnos alternados. Os horários deslocados; a dificuldade das tarefas efetuadas à noite, no momento de menor resistência do organismo, podem influenciar o desenvolvimento destas patologias. C. Quando o trabalho é bem adaptado ao homem, não só às suas atitudes e seus limites, mas também a seus desejos e seus objetivos, ele pode ser um trunfo à saúde do trabalhador. Neste sentido, o trabalho nem sempre significa algo patogênico. 1.2. OBJETIVOS: a. Objetivo Geral Promover a qualidade de vida e reduzir vulnerabilidade e riscos à saúde relacionados no local do trabalho - modos de viver, condições de trabalho.
  3. 3. 3 b. Objetivos Específicos: Este trabalho por ter objetivo de aumentar conhecimento pessoal neste grupo e nesta turma sobre como evitar as doenças no local de trabalho e suas characters principais. E também como uma criteria de avaliação pelo professor. 1.3. BENEFÍCIO Com esse trabalho pode nos ajudar para ter mais conhecimento sobre as causas e intervenções aos doenças ocupacional.
  4. 4. 4 CAPÍTULO II DOENÇAS NO LOCAL DO TRABALHO QUE MAIS FREQUENTE E A SUA INTERVENÇÃO 2.1. Definição Doença ocupacional é designação de várias doenças que causam alterações na saúde do trabalhador, provocadas por fatores relacionados com o ambiente de trabalho bem como ambiente Físicos, Químicos, Biológicos e Sociais. As doenças ocupacional classificam-se em três partes que são: A. Doença Profissionais As doenças profissionais também ocorrem da exposição a agentes físicos, químicos e biológicos que agridem o organismo humano segundo a sua especialidade. Os seguintes são as doenças profissionais mais conhecidos são: Lesões por esforço repetitivo (LER), Perda auditiva, Bissinose, Pneumocarnose (bagaçose), Siderose e Asbestose
  5. 5. 5 B. Doença do Trabalho As doenças do trabalho, segundo Sobrinho, 1995, são resultantes de condições especiais de trabalho, não relacionadas em lei, e para as quais se torna necessária a comprovação de que foram adquiridas em decorrência do trabalho. Portanto, no caso de doenças do trabalho, como nos demais fatores de interferência da saúde, o trabalhador deve ser conscientizado sobre a importância de preservar sua saúde. É preciso que ele esteja preparado ou predisposto a receber orientações, utilizar os equipamentos de proteção individual e obedecer as sinalizações e as normas que objetivam proteger a saúde. Atualmente, estas doenças são verificadas, com maior intensidade, nas empresas de pequeno e médio porte, situação que é vivenciada em todos os países, pois os mesmos negligenciam a segurança e as condições dos ambientes, levando os trabalhadores a desenvolverem doenças do trabalho com maior freqüência. Os seguintes são doenças do trabalho mais comuns: alergias respiratórias, estresse, asma, rinite. C. Acidentes do Trabalho Acidente do trabalho ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa. As causas dos acidentes, freqüentemente, têm três componentes: organizacional, tecnológico e humano.
  6. 6. 6 Cita-se abaixo algumas causas importantes responsáveis pela ocorrência de acidentes (ANACT, 2001) : Causas relacionadas às máquinas e aos produtos, Causas relacionadas ao ambiente , Causas relacionadas à organização do trabalho e Causas relacionadas ao indivíduo. Os seguintes são as 10 (dez) doenças ocupacionais mais frequentadas que aconteceram em 2009, 2010, e 2011 e sua percentagem segundo os dados da OMS em todo territorio: No. Doenças 2009 2010 2011 1. Rinite 27,72% 28,31% 28,97% 2. Alergia de pele 22,58% 22,32% 22,41% 3. Dor no pescoço/ ombros 20,50% 19,65% 19,36% 4. Excesso de peso 18,59% 18,49% 18,42% 5. Dor de cabeça frequente 16,81% 16,74% 16,50% 6. Ansiedade 14,77% 16,91% 18,19% 7. Asma ou bronquite 13,35% 13,47% 13,47% 8. Insônia 11,64% 11,07% 10,83% 9. Colesterol alto 11,49% 11,58% 11,53% 10. Dor crônica nas costas 9,85% 9,17% 8,52% Com os dados da tabela acima que concluímos para dar intervenção ao caso Rinite porque isso pode acontecer em qualquer parte no local do trabalho.
  7. 7. 7 2.2. Intervenção ao Rinite Ocupacional A. Definição Do Rinite Rinite é uma inflamação das mucosas do nariz. As rinites têm várias causas, desde resfriados, produtos químicos irritantes, medicamentos e alergia. B. Causas A rinite medicamentosa é muito freqüente, pois as pessoas usam medicamentos no nariz sem orientação médica sem saber quais os riscos que estão correndo. Muitos medicamentos usados no nariz podem causar rinite, ao invés de curá-la. A rinite vasomotora é a rinite causada por irritantes são também muito comuns em cidades grandes, devido ao grande número de poluentes e aos agentes irritantes na atmosfera. A rinite alérgica é muito comum, principalmente onde o ambiente é poluído e a poeira doméstica é abundante, e em locais úmidos, com mofo. Seus sintomas são consequência da resposta do sistema imunológico do própio indivíduo quando o mesmo entra em contato com alguma substância provocadora (alérgeno).
  8. 8. 8 C. As Principais Sintomas Os sintomas de rinite incluem o nariz escorrendo e pode haver tosse e espiros, principalmente quando se trata de rinite alérgica. Os outros sintomas de rinite incluem:  Olhos lacrimejantes;  Olhos inchados;  Sensação de ardência nos olhos, no nariz e na garganta;  Dor de cabeça;  Vômito em caso de tosse seca excessiva;  Pode haver olheiras;  Pode haver diminuição da audição e do olfato.` Estes sintomas podem ser causados por uma resposta imune exagerada como ocorre no caso de alérgia e nem sempre escorrendo um secreção fluida e transparente. D. Intervenção/Prevenção ao Rinite Ocupacional A melhor forma de tratar a rinite alérgica é a prevenção, com medidas para diminuir a presença de agentes que causam a alergia na sua casa e nos ambientes que você mais frequenta. É preciso evitar sempre as substâncias que desencadeiam a crise de rinite.
  9. 9. 9  Evite a poeira doméstica: retire tudo o que possa juntar poeira no local de trabalho; evite tapetes, carpetes, cortinas grossas (são locais para o alojamento de ácaros e poeira); os pisos devem ser lisos pois são muito mais fáceis de limpar e não abrigam ácaros; passe sempre um pano úmido sobre os móveis e no chão, se possível diariamente; deixe os ambientes sempre abertos para arejá-los e para que o sol entre neles o maior tempo possível. Evite agentes e substâncias irritantes.  O quarto: local muito importante é normalmente o ambiente mais contaminado por ácaros e nele você passa várias horas no local de trabalho, portanto é o local mais importante e merece muita atenção e cuidados.  A poeira doméstica: Poeira no ambiente doméstico é a maior causa de sintomas como nariz entupido e escorrendo, coceira e espirros durante todo o ano. A poeira do local do trabalho também causa tosse e piora a asma. A poeira do local do trabalho é uma mistura de vários detritos. Entre eles há as bactérias, os fungos e os ácaros. O ácaro é o principal agente que causa rinite alérgica na poeira. Ele se alimenta de partículas de alimentos e pele humana. Os resíduos que ele produz também causam alergia nas pessoas. O ácaro gosta de ambientes quentes e úmidos, sem luz. Ele não sobrevive em lugares secos e ensolarados.  Utilize os instrumentos de segurança durante na execução do seu trabalho tais como luvas, máscar e etc....
  10. 10. 10 E. Tratamento o tratamento para rinite pode ser feito com a forma de medicamentos receitados pelo medico ou uso de descongestionantes nasais que se compra livremente nas farmacias mas é importante que o diagnóstico da doença seja feito pelo medico e além disso, se descubra a causa de doença Para que o tratamento seja direcionado para a eliminação desta causa. Quando o rinite é passa geira ela pode ser solucionada se o indivíduo beber bastante água e mantem o nariz sempre muito bem limpo recorrendo as lavagens nasais.
  11. 11. 11 CAPÍTULO III ENCERRAMENTO 3.1. Conclusões Concluímos que essas doenças acontecem por causa da falta da segurança guiada pelas companhas e instituicoes aos seus trabalhadores. Também concluímos aos companhas e instituicões que, têm de comprir as leis reguladas na constituição RDTL artigo 50o , 51o e 52o relacionando com as condições dos trabalhadores. 3.2. Sugestões Sugerimos aos que lêm esta monografia para poderem dar sugestões de suporte para melhorar mais esta monografia, porque somos a criatura de Deus que não somos perfeito total em fazer algo. Com toda bondade pedimos as disponibilidades dos leitores para poderem corrigir os erros cometidos e os pontos fracos e invisiveis desta monografia.
  12. 12. 12 REFERÊNCIAS  http://saude.ig.com.br/minhasade/doenca+inguinal+afasta+80+mil+traba lho+por+ano/n1596821702110.html acesso no dia 2 de setembro de 2013.  http://saude.ig.com.br/minhasaude/2013-08-29 acesso no dia 29 de setembro de 2013  http://www.omint.com.br/dnnomint/News/As10doencasMaisComunsnoM undoCorporativo.aspx acesso no dia 2 de setembro de 2013.  http://vivamelhoronline.com/tag/doenças-ocupacionais/ acesso no dia 2 de setembro de 2013

×