INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA: UMA CÊNCIA DA CRISE?- QUESTÕES: Por que estudar a sociedade em que vivemos? Não basta vivê-la? É ...
- Para conhecer como os membros de uma sociedade se organizaram (e   supriam suas necessidades) devemos entender como são ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Introdução à sociologia

2,488 views

Published on

Texto introdutório para os alunos de 1 e 2 anos do Ensino Médio.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,488
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
11
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Introdução à sociologia

  1. 1. INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA: UMA CÊNCIA DA CRISE?- QUESTÕES: Por que estudar a sociedade em que vivemos? Não basta vivê-la? É possível conhecer a sociedade cientificamente? A Sociologia serve paraque? Estas são algumas questões que procuraremos responder ao longo docurso- OBJETIVO DA SOCIOLOGIA: compreender e explicar as permanências e astransformações que ocorrem nas sociedades humanas (indicar pistas sobre osrumos das mudanças)- O ATO DE PRODUZIR: toda a sociedade produz, logo, viver em sociedade éparticipar dessa produção. Portanto, produzimos história (dos indivíduos, dosgrupos);- MAS QUAL O CAMPO DE ESTUDO DA SOCIOLOGIA? Algumas questõespermeiam as análises da Sociologia, como: • Por que algumas pessoas agem de uma forma e não de outra? • Por que nos relacionamos uns com os outros de determinada maneira, normalmente padronizada? • Por que há tanta desigualdade e desemprego? • Por que existem movimentos sociais tão diversos? São movimentos revolucionários ou reformadores?- A COMPREENSAO DO COTIDIANO: a Sociologia nos ajuda a entender as questões do cotidiano, sejam elas de caráter individual, grupal ou social- PIERRA BOURDIEU – para este sociólogo francês, a sociologia, quando crítica, incomoda muito, pois revela aspectos da sociedade que certos indivíduos ou grupos procuram ocultar; esclarecer tais fatos, irão perturbar seus interesses- INTENÇÕES SOCIOLÓGICAS: formar indivíduos autônomos (pensadores independentes, capazes de analisar um noticiário, uma novela, um jornal, uma entrevistas com autoridades, etc); É a imaginação sociológica, isto é, a capacidade de analisar nossas vivências cotidianas e estabelecer relações com elas e as situações mais amplas que nos condicionam e nos limitam, mas que também explicam o que acontece com nossa vida.A PRODUCAO SOCIAL DO CONHECIMENTO
  2. 2. - Para conhecer como os membros de uma sociedade se organizaram (e supriam suas necessidades) devemos entender como são criadas as instituições sociais, políticas e econômicas que permitiram certa estabilidade social;- O conflito não se dá apenas no campo político e econômico, mas no campo das ideias também;- Há grupos que procuram defender e manter a situação existente (status quo) porque este atende seus interesses;- Mas há aqueles que se opõem a situação existente e procuram mudá-la, pois pensam que a sociedade à qual pertencem não é boa para todos;- Ë nesse sentido que surge a Sociologia, como uma forma de conhecimento, resultado das condições sociais, econômicas e políticas de seu tempo;- Ela nasceu como resposta à necessidade de explicar e entender as transformações que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início do século XIX, decorrentes da emergência e do desenvolvimento da sociedade capitalista;- A partir de então, modos de vida passaram a ser afetados (como as relações com a família e com o trabalho)- Aos poucos novos valores e normas passaram a ser definidos (não mais em termos religiosos) estimulando o desenvolvimento de novas ideias;- Procurando entender essas transformações (e possíveis soluções), muitos pensadores escreveram e divulgaram suas teorias sobre a sociedade anterior e sobre a constituição da nova sociedade, que estava vivendo tantas incertezas. Criaram, assim as bases sobre as quais a Sociologia viria a se desenvolver- DESENVOLVIMENTO DA SOCIOLOGIA – se deu nos séculos XIX e XX em países como França (Èmile Durkheim 1858-1917); Alemanha (Max Weber, 1864-1920);. Estados Unidos (Robert. E. Park 1864-1944)

×