Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Medicina

2,056 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

Medicina

  1. 1. MEDICINA “O sentimento de servir ao próximo sempre foi, é e continuará sendo a verdadeira vocação do profissional.”
  2. 2. • O Curso visa a formação geral do aluno em Medicina, capacitando-o a promover e proteger a saúde, prestar assistência aos problemas de saúde na população e as tomar medidas necessárias à preservação da vida em situações de urgência médica, estabelecendo uma boa relação com pacientes. Ele prepara o acadêmico para enfrentar os mais variados tipos de doenças e situações, possuindo duração de 6 anos, somente para as matérias da graduação, e até 3 anos para a realização de uma residência, que é a especialização em determinada área dentro da Medicina.
  3. 3. Conceito: A Medicina é a ciência que estuda as causas das doenças e as formas de preveni-las.
  4. 4. Objetivos: •Formação básica; - Mostrar quais são as áreas estudadas durante a formação básica; - Atuação profissional; •Especializações; -De qual maneira é feita a residência; -Quais são as especializações mais procuradas na sociedade;
  5. 5. Justificativa: O ramo médico é a profissão que gera muita responsabilidade, para o profissional, que deve ter uma sólida formação científica aliada a uma constante atualização com relação a novas técnicas. Essa área nos permite descobrir e desvendar o incrível corpo humano. Sendo como importância desse projeto, fazer uma síntese da formação básica, até o mercado de trabalho.
  6. 6. •A medicina se constituiu em ciência na Grécia, com os primeiros relatos e experimentos de Hipócrates, há mais de 2 500 anos. Naquela época acreditava-se que os males do corpo eram consequência de um desequilíbrio dos líquidos presentes no organismo. O grego Galeno que, através da dissecação de animais, construiu um modelo anatômico que foi empregado a partir de então para se estudar por comparação o organismo humano.
  7. 7. • No Egito, o exercício da medicina se aperfeiçoou com uma estreita ligação com a religião, afinal, os médicos atendiam aos Faraós, que eram considerados a encarnação de deuses. Dessa forma, os egípcios desenvolveram várias técnicas de tratamento de enfermidades e até emplastros feitos com vísceras de leões ou elefantes. Graças às técnicas e trabalhos desenvolvidos por esses práticos e estudiosos, temos a preservação dos corpos mumificados dos antigos faraós egípcios.
  8. 8. • Durante a Idade Média o grande desafio era vencer as imposições e as proibições da religião que, ao propor que o corpo humano era sagrado, impedia que houvesse dessecações e o próprio estudo das partes internas do organismo. Somente no século XV (1401-1500) houve a autorização para realizar as primeiras dissecações, os corpos escolhidos eram de criminosos condenados à morte. Mas não era o bastante, alguns médicos realizavam aventuras como aguardar a execução de uma pessoa para logo em seguida roubar seus corpos. Conta a história que Versalius, um médico belga, roubou um esqueleto esquecido numa forca.
  9. 9. •A medicina, com o fim das imposições, se desenvolveu e, aliada à descoberta de outras ciências como a biologia, a física, a química, além da própria sociedade em si, temos a ciência que conhecemos atualmente.
  10. 10. Competência: • Informar e orientar, promovendo a prevenção e controle de agravos e doenças, tratamento e reabilitação das pessoas, usando técnicas apropriadas de comunicação;
  11. 11. Formação básica: O Currículo do curso de medicina é integrado, estabelece relações entre a teoria e a prática, que se necessita a integração entre as distintas áreas de conhecimento, assim, sendo capaz de levar em conta os saberes adquiridos para a sua atuação profissional. Esse curso é estruturado em 12 semestres de clínica geral, e mais dois a três anos de internato. O aprendizado prático é realizado durante todo o curso, acompanhado por tutores em diversos ambientes como, Programas de Saúde da Família, Unidades de Saúde, Hospitais, Medicina do Trabalho entre outros.
  12. 12. Grade Curricular
  13. 13. 1º SEMESTRE • Anatomia: estuda as estruturas do corpo humano; • Histologia: estuda os tecidos do corpo humano; • Citologia: estuda as células dentro de todos os âmbitos relacionados a ela; • Bioquímica: estuda os processos químicos que ocorrem no corpo humano; • Embriologia: estuda e descreve as diversas modificações que ocorrem no desenvolvimento do embrião.
  14. 14. 2º e 3° SEMESTRES ANATOMIA, HISTOLOGIA E FISIOLOGIA • Sistema Tegumentar; • Aparelho Locomotor; • Cardiovascular (+ sistema linfático); • Respiratório; • Digestório; • Sistema Nervoso; • Endócrino; • Geniturinário (+ sistema reprodutor); • Genética.
  15. 15. 4º SEMESTRE • Processos Patológicos Gerais; • Microbiologia básica e médica (interagindo com os conceitos imunológicos, parasitológicos e patológicos); • Anatomia Topográfica (recapitulação e integração de todos os sistemas estudados em abordagem topográfica).
  16. 16. 5º e 6º SEMESTRES • Anatomia Patológica (patologia geral, imunológica); • Técnica Cirúrgica(anatomia); • Doenças infecto-parasitárias(microbiologia, parasitologia, patologia, imunologia); • Semiologia Médica(parasitologia, microbiologia, bioética, anatomia, farmacologia); • Farmacologia Médica (microbiologia, farmacologia, patologia); • Psicologia Médica (psicologia e ciência da vida, multidisciplinares, bioética); • Cirurgia Ambulatorial (técnica cirúrgica, semiologia); • Patologia Clinica (semiologia, anatomia, farmacologia, doenças infecto- parasitárias).
  17. 17. 7º e 8º SEMESTRES • Saúde do Adulto; • Saúde da Criança; • Saúde do Idoso; • Saúde Mental; • Saúde de Grupos étnicos; • Saúde da Família; • Saúde do Trabalhador.
  18. 18. Prática e Estágio O acadêmico de Medicina será inserido na comunidade e nos serviços de saúde a todo instante, assim, terá oportunidade de se relacionar com o paciente e com outros profissionais de saúde, de modo que possa desenvolver habilidades em comunicação verbal e não verbais muito importantes para a sua profissão, além disso traz o aprimoramento prático, resultando na escolha uma especialidade futura.
  19. 19. INTERNATO 9º ao 12º (24 meses) • TCC; • Internato em Clínica Médica; • Internato em Clínica Cirúrgica; • Internato em Clínica Pediátrica; • Internato em Ginecologia e Obstetrícia; • Internato em Programa de Saúde da Família; • Internato em Medicina de Urgência e Traumatologia; • Internato Rural.
  20. 20. Residência ou Especialização • A Residência Médica é uma modalidade de ensino de pós- graduação destinada a médicos, sob a forma de curso de especialização. Ela funciona em instituições de saúde, sob a orientação de profissionais médicos de elevada qualificação ética e profissional.
  21. 21. Pediatria • É o pediatra que orienta e aconselha a mãe desde o nascimento do bebê, e acompanha seu desenvolvimento tem a responsabilidade de auxiliar os pais na formação da criança, pois é nessa fase que o ser humano se constitui, tanto fisicamente quanto biologicamente.
  22. 22. Anatomia Patológica e Cito patologia •Anatomia patológica é um ramo que lida com o diagnóstico das doenças baseado no exame macroscópico de peças cirúrgicas e microscópicos para o exame de células e tecidos.
  23. 23. Clínica Cirúrgica • Especialidade em intervenções cirúrgicas, geral, pediátrica, mãos e pés, pescoço, plástica, vascular, etc.

×