Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

O eTwinning na Autonomia e Flexibilidade Curricular

155 views

Published on

ACD em Águeda

Published in: Education
  • Be the first to comment

O eTwinning na Autonomia e Flexibilidade Curricular

  1. 1. O eTwinning na Autonomia e Flexibilidade Curricular Águeda, 13 de setembro de 2018 Miguela Fernandes | miguela.fernandes@dge.mec.pt | miguela@sapo.pt Agrupamento de Escolas da Batalha Embaixadora eTwinning da Região Centro
  2. 2. https://pt.slideshare.net/adfigueiredoPT/que-pedagogias-para-o-sculo-xxi
  3. 3. http://www.oecd.org/education/2030/
  4. 4. Decreto-Lei n.º 55/2018 “…a sociedade enfrenta atualmente novos desafios, decorrentes de uma globalização e desenvolvimento tecnológico em aceleração, tendo a escola de preparar os alunos, que serão jovens e adultos em 2030, para empregos ainda não criados, para tecnologias ainda não inventadas, para a resolução de problemas que ainda se desconhecem.”
  5. 5. “…é necessário desenvolver nos alunos competências que lhes permitam questionar os saberes estabelecidos, integrar conhecimentos emergentes, comunicar eficientemente e resolver problemas complexos.”
  6. 6. Gerir o currículo “A autonomia curricular concedida às escolas, num intervalo de variação entre 0 % e 25 %, é localmente construída por iniciativa de cada escola. “ alínea 2 do artigo 12º
  7. 7. Decreto-Lei n.º 54/2018 “… escola inclusiva onde todos e cada um dos alunos, independentemente da sua situação pessoal e social, encontram respostas que lhes possibilitam a aquisição de um nível de educação e formação facilitadoras da sua plena inclusão social.”
  8. 8. Perfil do aluno • O Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória norteia-se por princípiosque orientam, justificam e dão sentido a este perfil. • Todas as crianças e jovens devem ser encorajados, nas atividades escolares, a desenvolver e a pôr em prática os valorespor que se deve pautar a cultura de escola. • As competênciassão combinações complexas de conhecimentos, capacidades e atitudes.
  9. 9. Perfil do aluno Princípios A. Base humanista B. Saber C. Aprendizagem D. Inclusão E. Coerência e flexibilidade F. Adaptabilidade e ousadia G. Sustentabilidade H. Estabilidade Competências • Linguagens e textos • Informação e comunicação • Raciocínio e resolução de problemas • Pensamento crítico e pensamento criativo • Relacionamento interpessoal • Desenvolvimento pessoal e autonomia • Bem-estar, saúde e ambiente • Sensibilidade estética e artística • Saber científico, técnico e tecnológico • Consciência e domínio do corpo Valores - Responsabilidade e integridade - Excelência e exigência - Curiosidade, reflexão e inovação - Cidadania e participação - Liberdade
  10. 10. Competências • áreas de competências são complementares e a sua enumeração não pressupõe qualquer hierarquia interna • nenhuma delas, por outro lado, corresponde a uma área curricular específica, sendo que em cada área curricular estão necessariamente envolvidas múltiplas competências, teóricas e práticas.
  11. 11. AE - com vista à prossecução dos seguintes objetivos: • Consolidar aprendizagens de forma efetiva; • Desenvolver competências que requerem mais tempo (realização de trabalhos que envolvem pesquisa, análise, debate e reflexão); • Permitir efetiva diferenciação pedagógica na sala de aula. http://dge.mec.pt/aprendizagens-essenciais
  12. 12. Obrigatório para todos os níveis e ciclos de ensino Obrigatório em pelo menos 2 ciclos do ensino básico Opcional para qualquer ano de escolaridade Domínios da Educação para a Cidadania -> Temas para projetos eTwinning
  13. 13. P r o j e t o F a c i l i t a d o r
  14. 14. eTwinning • Comunidade de profissionais da Educação da Europa. • 36 países | 28 línguas
  15. 15. eTwinning Plataforma que permite Estabelecer uma rede de contactos Comunicar Ter formação Colaborar Desenvolver projetos Pertencer a uma comunidade de aprendizagem
  16. 16. https://tagul.com/
  17. 17. e ainda… • Arménia • Azerbaijão • Geórgia • Moldávia • Tunísia • Ucrânia • Jordânia • Líbano • Brevemente… Argélia https://plus.etwinning.net/
  18. 18. Fase 1- 2005 - 2008 Uma ação do Programa eLearning Fase 2 – 2008 - 2013 Uma iniciativa do Programa de Aprendizagem ao longo da Vida - inserido na ação Comenius Fase 3 – 2014 - 2020 Erasmus + Um percurso…
  19. 19. Estrutura de suporte CSS Bruxelas NSS Portugal Embaixadores NSS Espanha Embaixadores NSS … Embaixadores
  20. 20. SERVIÇO NACIONAL DE APOIO Sites e FB eTwinning: www.etwinning.net http://etwinning.dge.mec.pt www.facebook.com/eTwinning.NSS.PT http://www.youtube.com/user/etwinningpt Sites e FB ERTE: http://www.erte.dge.mec.pt www.facebook.com/ERTE.DGE http://dge.mec.pt www.facebook.com/DGEducacao Teresa Godinho Chefe da ERTE Luís Ferreira Vladimiro Viana Isabel Almendra
  21. 21. Açores Anabela Santos Dora Pereira Madeira RosaGaspar Algarve MárioGuedes Alentejo ElisabeteFiel Centro MiguelaFernandes Norte Teresa Lacerda Daniela Guimarães Lisboa AnaPaulaPina
  22. 22. Projeto promove o trabalho colaborativo entre professores e alunos.
  23. 23. Todas as escolas públicas, privadas e profissionais.
  24. 24. Abre a sala de aula à Europa e ao Mundo!
  25. 25. Fortalece a cidadania europeia!
  26. 26. Twinspace... Online plataforma segura.
  27. 27. É simples!
  28. 28. Nacional: Selos de Qualidade e Prémios Europeu: Selos de Qualidade e Prémios Escolas eTwinning Dá reconhecimento!
  29. 29. Incentiva o trabalho de projeto
  30. 30. Ideias? O que fazer?
  31. 31. «The people who are crazy enough to think that they can change the world, are the ones who do.» Steve Jobs (1955 – 2011)
  32. 32. Equipa de trabalho • Colegas na escola • Professores do conselho de turma • Parceiros nacionais ou estrangeiros
  33. 33. Planificação do projeto • Recolha conteúdos curriculares (CC) • Brainstorming de ideias com base nos CC. • Aprendizagens essenciais / Perfil do aluno • Encontrar um parceiro • Planificar projeto com base CC e AE • Registar o projeto
  34. 34. •Que seja relevante para si e para os seus alunos. •Que envolva as disciplinas, número de alunos, professores e escolas que entender. •Que seja divertido!
  35. 35. Como?
  36. 36. Reunir professores para discutir, planificar… sempre!
  37. 37. Projeto • Com base no currículo o que pretendemos que os alunos aprendam? • Que projetos permitem os alunos alcançarem essas aprendizagens? • Que competências áreas de competências do perfil do aluno pretendemos trabalhar? Turismo Informática Organizações Sociais
  38. 38. Desenvolver os projetos Fase 1 Informática Apresentações e Textos técnicos Bases de Dados … Fase 2 Estatística Inglês … Fase 3 Tecnologias web Empreendedorismo … Projeto Avaliar o projeto: questionários, rubricas, observação direta…
  39. 39. Disciplina X Disciplina Y
  40. 40. TIC • Informação • Produção • Comunicação e colaboração • Segurança Inglês • Personal Information • Time for school • People around us • Cities and towns • Family • The mdeia • House and home • Greener future • Holidays
  41. 41. TIC • Informação • Produção • Comunicação e colaboração • Segurança Ciências da Natureza • Rochas magmáticas, sedimentares e metamórficas: génese e constituição; ciclo das rochas; • Paisagens geológicas.
  42. 42. História • Arte românica • Arte Gótica Matemática • Triângulos: notações e classificação • Ângulos externos e internos
  43. 43. 1. Título 2. Breve descrição 3. Objetivos 4. Processo de trabalho 5. Resultados esperados http://bit.ly/modelo_plan_etwinning
  44. 44. Ideias
  45. 45. TWINSPACE – Sítio para trabalhar em colaboração https://twinspace.etwinning.net/703 - página Aveiro
  46. 46. https://twinspace.etwinning.net/703
  47. 47. https://live.etwinning.net/projects/project/135525
  48. 48. https://twinspace.etwinning.net/30006/
  49. 49. Fernanda Alvega Miguela Fernandes Paulo Reis Sérgio Barroso
  50. 50. A ideia… Rio Lena: futuros engenheiros em ação Agrupamento de Escolas da Batalha 59 ▪ Tradição do AEB em desenvolver projetos nacionais e europeus; ▪ Acreditamos que o desenvolvimento de projetos potencia nos alunos a aquisição de métodos e hábitos de trabalho, estimula a criatividade, promove a autonomia e o sentido de responsabilidade; ▪ Pretendemos que os nossos alunos adquiram conhecimentos e capacidades em várias áreas da engenharia computacional, adequadas às necessidades atuais do mercado de trabalho; ▪ Incentivamos a articulação pedagógica curricular entre ciclos de ensino; ▪ Valorizamos as opiniões dos alunos.
  51. 51. A oportunidade… Rio Lena: futuros engenheiros em ação Agrupamento de Escolas da Batalha 60 ▪ Prémio anual instituído pela Fundação Ilídio Pinho em parceria com o Ministério da Educação e Ciência e o Ministério da Economia. ▪ Motivar os alunos para a aprendizagem das ciências e para a escolha de áreas tecnológicas. ▪ 2016/2017: “Ciência e Tecnologia ao Serviço de um Mundo Melhor” ▪ Fase 1 - Concurso de Ideias; ▪ Fase 2 - Desenvolvimento de Projetos.
  52. 52. Resumo do Projeto ▪ O Rio Lena tem um papel importante na nossa região, quer a nível turístico, quer para a agricultura/pecuária da região. ▪ Pretendemos investigar o que acontece ao longo do curso do rio, desde a sua nascente até à vila da Batalha, de forma a perceber os fatores que determinam a perda de qualidade da água. Rio Lena: futuros engenheiros em ação Agrupamento de Escolas da Batalha 61
  53. 53. https://live.etwinning.net/projects/project/152713
  54. 54. https://live.etwinning.net/projects/project/135365
  55. 55. https://twinspace.etwinning.net/29041/home
  56. 56. Outras ACD Código Ação de Curta Duração Horas 4602 O eTwinning integrado no currículo 3 4603 O mundo Web 2.0 com o eTwinning 3 29103 O eTwinning e a Metodologia de projeto 6 97753 Projetos eTwinning - programação e robótica 6 440102 O eTwinning na Autonomia e Flexibilidade Curricular 3
  57. 57. M u i t o o b r i ga d a p e l a a t e n ç ã o .

×