Seminário Flavonoides

33,641 views

Published on

Published in: Education, Technology, Business
0 Comments
15 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
33,641
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
116
Actions
Shares
0
Downloads
769
Comments
0
Likes
15
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Os flavonóides se localizam principalmente nas folhas e na parte externa das plantas, e alguns vestígios de flavonóides se encontram na parte da planta abaixo do solo.
  • Sua grande abundância e diversidade dos flavonóides sugere que seja importante para plantas superiores. Tais metabólitos são encontrados com freqüência em frutas e várias outras espécies vegetais, no vinho e em cereais. Polifenóis são abundantes no metabolismo secundário dos vegetais.
  • Sua grande abundância e diversidade dos flavonóides sugere que seja importante para plantas superiores. Tais metabólitos são encontrados com freqüência em frutas e várias outras espécies vegetais, no vinho e em cereais. Polifenóis são abundantes no metabolismo secundário dos vegetais.
  • Flavanonas são encontradas predominantemente em frutas cítricas e flavonas em ervas aromáticas e grãos de cereais, isoflavonas ocorrem em legumes e sementes oleaginosas (como a soja). A ntocianidinas e suas formas glicosiladas ( antocianinas ) são pigmentos naturais encontrados em uvas. flavan-3-ol (como as catequinas, epicatequina e seus galato-ésteres) podem ser verificadas em frutas e folhas de chá. flavonóis ocorrem em todas as frutas e vegetais flavanolol como a taxifolina, encontrada em frutas cítricas
  • Sua grande abundância e diversidade dos flavonóides sugere que seja importante para plantas superiores. Tais metabólitos são encontrados com freqüência em frutas e várias outras espécies vegetais, no vinho e em cereais.
  • Heterosídeos são oxigenados e ligado com açúcares Geninas quando são encontradas sem o açúcar
  • sendo seu consumo estimado na dieta humana entre 1-2g por dia
  • Eles participam de importantes funções no crescimento, desenvolvimento e na defesa dos vegetais contra o ataque de patógenos ; e estão presentes na maioria das plantas, concentrados em sementes, frutos, cascas, raízes, folhas e flores
  • Eles participam de importantes funções no crescimento, desenvolvimento e na defesa dos vegetais contra o ataque de patógenos ; e estão presentes na maioria das plantas, concentrados em sementes, frutos, cascas, raízes, folhas e flores
  • Os óleos essenciais e o farelo da polpa cítrica são exemplos das diferentes aplicações dos produtos derivados de Citrus spp. no mercado interno e externo, as quais incluem fabricação de produtos químicos, solventes, aromas, fragrâncias, tintas, cosméticos e rações (ABECITRUS, 2001).
  • caqui mel - pode prevenir ateroscle rose e câncer. Ação antimutagênico impede que as células entrem em mutação e iniciem uma das principais etapas do desenvolvimento do câncer e de outras doenças crônicas. Isso pela capacidade aparente de absorver a luz ultravioleta, proteger o DNA e ineragir com os carcinogênicos. Os flavonóides cítricos inibem o crescimento das célular do câncer, fortalecem os capilares, agem como antinflamatórios e são antigênicos e antimicrobianos.
  • Benefícios semelhantes advem de consumo regular de cítricos. A hesperidina fortalece e amplifica o efeito da vitamina C no organismo. HDL colesterol “ruim” LDL colesterol “bom”
  • O estudo, liderado pelo cardiologista Paulo Zielinsky, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, monitorizou o desenvolvimento do coração de 143 fetos. A uma parte das grávidas tinha sido recomendada uma alimentação rica em flavonóides, sendo que as restantes consumiram poucos alimentos ricos nesta substância.
  • Seminário Flavonoides

    1. 1. FLAVONÓIDES Renata Haddad Esper Ana Paula Porfirio da Silva
    2. 2. <ul><li>Responsáveis pela cor dos vegetais, podendo variar do branco até o púrpura. </li></ul><ul><li>Facilmente encontrados nos vegetais, frutas, legumes, sementes, grãos, nozes, chá e alimentos como o vinho tinto, chocolate, etc. </li></ul><ul><li>Tolerantes à alta temperatura; </li></ul><ul><li>Mais de 8000 flavonóides já foram identificados em plantas vasculares e variam quanto ao tipo e quanto a quantidade. (Aguiar et. al, 2007) </li></ul>Introdução
    3. 3. Descoberta <ul><li>Descobertos em 1930 </li></ul><ul><li>Bioquímico húngaro Albert Szent-György </li></ul><ul><ul><li>Extraiu a citrina da casca do limão e </li></ul></ul><ul><ul><li>percebeu nesta substância a capacidade </li></ul></ul><ul><ul><li>de regulação da permeabilidade dos capilares </li></ul></ul>http://nobelprize.org/nobel_ prizes/medicine/laureates/1937/szent-gyorgyi-bio.html
    4. 4. Aspectos Químicos
    5. 5. <ul><li>Importante classe de polifenóis </li></ul><ul><li>Presentes entre os metabólitos secundários de vegetais </li></ul><ul><li>Um ou mais núcleos aromáticos contendo Substituintes hidroxilados e/ou derivados funcionais </li></ul>Definição
    6. 6. <ul><li>Constituído de 15 átomos de carbono arranjados em três anéis (C6-C3-C6), sendo dois anéis fenólicos substituídos (A e B) e um pirano (cadeia heterocíclica C) acoplado ao anel A. Os anéis A e B são hidroxilados e podem conter substituintes metoxílicos. </li></ul>Características Químicas
    7. 7. Esqueletos básicos de flavonoides (COUTINHO et al, 2009) Subdivisões Nas Principais Classes
    8. 8. <ul><li>Flavonas (1) ; </li></ul><ul><li>Flavonóis (2) ; </li></ul><ul><li>Chalconas; </li></ul><ul><li>Auronas; </li></ul><ul><li>Flavanonas (3) ; </li></ul><ul><li>Flavan-3-ol (4) ; </li></ul><ul><li>Flavanas; </li></ul><ul><li>Isoflavonas (5) ; </li></ul><ul><li>Antocianidinas (6) ; </li></ul><ul><li>Leucoantocianidinas; </li></ul><ul><li>Proantocianidinas; </li></ul><ul><li>Neoflavonóides; </li></ul><ul><li>Flavanolol (15) . </li></ul>Subdivisões Nas Principais Classes
    9. 9. Origem Biossíntese: Via acetato + Via chiquimato Colocar esquema
    10. 10. <ul><li>Os flavonóides de origem natural apresentam-se freqüentemente oxigenados e um grande número encontra-se conjugado com açúcares, esta forma chamada conjugada recebe o nome de heterosídios. </li></ul><ul><li>O metabólito, sem o açúcar recebe o nome de genina </li></ul>Apresentação
    11. 11. <ul><li>Geninas são fracamente solúveis em água e solúveis em éter; </li></ul><ul><li>Heterosídeos são solúveis em água, álcoois e outros solventes orgânicos polares, insolúveis em solventes orgânicos apolares; </li></ul><ul><li>foto </li></ul>Propriedades Físico-Químicas
    12. 12. <ul><li>Frutos (uvas, cerejas, maçã, groselhas, frutas cítricas, entre outros) </li></ul><ul><li>Hortaliças (pimenta, tomate, espinafre, cebola, brócolis, dentre outras folhosas) </li></ul>Principais Fontes
    13. 13. Principais Fontes
    14. 14. Funções nas Plantas <ul><li>Proteção dos vegetais contra raios UV, insetos, fungos, vírus e bactérias; </li></ul><ul><li>Atração de animais (polinização); </li></ul><ul><li>Antioxidantes; </li></ul><ul><li>Controle da ação de hormônios; </li></ul><ul><li>Crescimento e desenvolvimento; </li></ul><ul><li>Agentes alelopáticos; </li></ul><ul><li>Inibidores de enzimas. </li></ul>
    15. 15. Aspectos Nutricionais <ul><li>Hábitos alimentares são diversos </li></ul><ul><li>Estima-se ingestão diária em um valor médio de 23 mg </li></ul><ul><li>Hábitos alimentares são diversos </li></ul><ul><li>Estima-se ingestão diária em um valor médio de 23 mg </li></ul>
    16. 16. <ul><li>Nos últimos anos, o interesse por esses pigmentos se intensificou uma vez que pesquisas têm demonstrado que as antocianinas e suas respectivas agliconas são compostos bioativos e que possuem capacidade antioxidante , entre vários outros efeitos farmacológicos, como: </li></ul>Aspectos Funcionais Antiinflamatória Antialérgica Antimicrobiana Antioxidante Anticarcinogênica
    17. 17. <ul><li>Absorvem UV, o que é geralmente </li></ul><ul><li>utilizado como diferenciador dos </li></ul><ul><li>diferentes grupos de flavonóides. </li></ul>Propriedades Físico-Químicas Reproduções de análises de CCD do livro “Plant Drug Analysis”, H. Wagner e S. Bladt, Springer, Berlin, 1996.
    18. 18. <ul><li>Alergias - Estudos demonstram que os flavonóides inibem a liberação de histamina e o aumento da permeabilidade capilar induzido por ela, assim com a anafilaxia (forma mais severa de alergia) observada em cobaias. </li></ul><ul><li>Antiinflamatórios - A tuam na inibição da enzima lipoxigenase que converte o ácido araquidônico (presente na dieta) em leucotrienos que são mediadores de asma, alergias e inflamação. Outras enzimas associadas às reações asmáticas e alérgicas também são inibidas, como a ATPase dependente de cálcio e a AMP fosfodieterase que funciona conjuntamente para estimular a liberação de histamina (dos basófilos), promovendo a reação antialérgica. </li></ul><ul><li>Atuam na estabilização do colágeno, que é a principal proteína do músculo e do tecido conectivo </li></ul> Uso Terapêutico
    19. 19. <ul><li>Câncer – Atividade antioxidante. Estão relacionados com a regulação do crescimento das células, agindo em proteínas reguladoras como a P53; A ação da quercetina na remoção do éster de fosfato do grupo fenol da tirosina, responsável pela função da proteína fosfoquinase, dessa forma impedindo que a tirosina seja fosforilada, e assim, mantendo a eficiência da bomba Na + /K + ATPase que é influenciada por essa fosfoquinase; Impedem o transporte de glicose na membrana do plasma e, assim, dificultando a produção de energia pelas células cancerígenas </li></ul>Uso Preventivo e Terapêutico
    20. 20. <ul><li>Antimicrobianos - Os flavonóides provenientes das plantas têm a função de protegê-las do ataque de microorganismos, através da inibição da germinação do esporo de patógenos. Dessa forma, a ingestão dessas plantas está associada com uma conseqüente proteção contra esses microorganismos. </li></ul><ul><li>Ainda não há evidências consistentes a respeito da inibição da atividade do HIV, contudo a quercetina como outros flavonóides parecem interferir no ciclo de vida desse vírus. </li></ul>Uso Preventivo e Terapêutico
    21. 21. Uso Preventivo e Terapêutico Propriedades Anti-oxidantes:
    22. 22. <ul><li>Hepatite alcoólica e outros problemas hepáticos - eficazes </li></ul><ul><li>na prevenção e no tratamento de diversas enfermidades </li></ul><ul><li>hepáticas como a cirrose e a hepatite alcóolica . </li></ul><ul><li>Saúde cardiovascular - possuem diferentes mecanismos de prevenção de doenças cardiovasculares, sendo estas: inibição da agregação plaquetária, redução dos altos níveis de lipídios no sangue (triglicerídeos, colesterol, LDL), prevenção da oxidação de lipoproteínas (LDL), arritmias, etc. </li></ul><ul><li>Catarata - Testes in vivo constatam a eficiência dessas substâncias naturais na prevenção de cataratas originadas por diabetes, pois inibem a enzima aldose-redutase que converte o excesso de glicose em sorbitol. Esta e outras substâncias polihidroxiladas são causadoras diretas da catarata diabética. </li></ul>Uso Preventivo e Terapêutico
    23. 23. <ul><li>Acidente Vascular Cerebral (AVC) – beber um copo de suco de laranja diariamente reduz em 25% o risco de AVC, conforme Framingham Nurse’s Health Study. </li></ul><ul><li>As laranjas são ricas em vitamina C e também em flavonóides , como a hesperidina, que atua para reativar a vitamina C depois dela ter sufocado um radical livre. </li></ul><ul><li>Eleva o nível do HDL e reduz o LDL. </li></ul>Uso Preventivo e Terapêutico
    24. 24. <ul><li>Gravidez - no último trimestre de gravidez alimentação rica em flavonóides pode prejudicar o funcionamento do coração do feto, segundo um estudo brasileiro publicado no “Journal of Perinatology”. </li></ul><ul><li> A função anti-inflamatória dos flavonóides inibiu a produção da prostaglandina, substância produzida pela placenta e que tem a função de manter aberto um canal, denominado ducto arterioso, que une a artéria pulmonar à aorta. Depois dos sete meses de gestação, esse canal depende da prostaglandina para ficar aberto. </li></ul>ALERT Life Sciences Computing, S.A, 28/08/2009 Uso Preventivo e Terapêutico Illustrations copyright 2000 by Nucleus Communications, Inc. All rights reserved. http://www.nucleusinc.com
    25. 25. OBRIGADA!

    ×