Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Republica velha

17,093 views

Published on

Republica velha

  1. 1. História do Brasil REPÚBLICA Professor Aparecido Soares de Alcântara Filho
  2. 2. Conteúdos: <ul><li>Transição do Império para a República </li></ul><ul><li>A Proclamação da República </li></ul><ul><li>República das Espadas </li></ul><ul><li>República Oligárquica </li></ul><ul><li>Sucessão Presidencial na República Velha </li></ul><ul><li>Crise da República Velha </li></ul>
  3. 3. Transição do Império para a República <ul><li>FATORES: </li></ul><ul><ul><li>QUESTÃO ABOLICIONISTA </li></ul></ul><ul><ul><li>QUESTÃO REPUBLICANA </li></ul></ul><ul><ul><li>QUESTÃO RELIGIOSA </li></ul></ul><ul><ul><li>QUESTÃO MILITAR </li></ul></ul>
  4. 4. Questão Abolicionista <ul><li>Senhores de Escravos (Vale do Paraíba e Baixada Fluminense) </li></ul><ul><li>Não receberam indenização após a abolição </li></ul><ul><li>“ REPUBLICANOS DO 13 DE MAIO” </li></ul>
  5. 5. Questão Republicana <ul><li>1870: “MANIFESTO REPUBLICANO” – “Somos da América e queremos ser americanos” </li></ul><ul><li>1873: Convenção de Itú – SP (Fundação do Partido Republicano Paulista) </li></ul>
  6. 6. Questão Religiosa <ul><li>Constituição de 1824: Igreja subordinada ao Estado </li></ul><ul><li>1872: D. Vidal (Olinda) e D. Macedo (Belém) puniram irmandades religiosas que apoiavam a maçonaria </li></ul>
  7. 7. Questão Militar <ul><li>Após a Guerra do Paraguai o Exército Brasileiro adquiriu maior importância social mas não o reconhecimento do governo </li></ul><ul><li>Punições aos Oficiais do Exército </li></ul><ul><li>Revolta de Oficiais da Alta Patente </li></ul>
  8. 8. Reformas Políticas: <ul><li>Liberdade de Fé Religiosa </li></ul><ul><li>Liberdade de Ensino e seu aperfeiçoamento </li></ul><ul><li>Autonomia para as Províncias </li></ul><ul><li>Mandato temporário para os Senadores </li></ul>
  9. 9. RESULTADO: As Reformas chegaram tarde demais...
  10. 10. 15 de Novembro de 1889 <ul><li>Mal. Deodoro da Fonseca: Ocupação do Quartel-General do Rio de Janeiro </li></ul><ul><li>Deposição do Gabinete Imperial (Ministros: Ouro Preto – chefe do gabinete e Cândido de Oliveira – Ministro da Justiça ) </li></ul>
  11. 11. PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA
  12. 12. PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA <ul><li>Formação do Governo Provisório </li></ul><ul><li>D. Pedro II é “convidado” a retirar-se com sua família </li></ul>
  13. 13. BRASIL: REPÚBLICA <ul><li>REPÚBLICA VELHA (1889 – 1930) </li></ul><ul><li>ERA VARGAS (1930 – 1945) </li></ul><ul><li>REPÚBLICA LIBERAL (1945 – 1964) </li></ul><ul><li>DITADURA MILITAR (1964 – 1985) </li></ul><ul><li>NOVA REPÚBLICA (1985 – 2005) </li></ul>
  14. 14. REPÚBLICA VELHA (1889 – 1930) <ul><li>REPÚBLICA DAS ESPADAS (1889 – 1894) </li></ul><ul><li>REPÚBLICA OLIGÁRQUICA (1894 – 1930) </li></ul>
  15. 15. REPÚBLICA DAS ESPADAS (1889 – 1894) <ul><li>GOVERNO PROVISÓRIO: </li></ul><ul><li>Mal. Deodoro da Fonseca </li></ul>
  16. 16. Mal. Deodoro da Fonseca
  17. 17. Governo Provisório (1889 – 1891) <ul><li>Mudanças Institucionais: </li></ul><ul><ul><li>Federalismo </li></ul></ul><ul><ul><li>Separação entre Igreja e Estado </li></ul></ul><ul><ul><li>Grande Naturalização (1890) </li></ul></ul><ul><ul><li>Assembléia Nacional Constituinte </li></ul></ul>
  18. 18. CONSTITUIÇÃO DE 1891 <ul><li>24/02/1891 </li></ul><ul><li>Forma de Governo: República </li></ul><ul><li>Forma de Estado: Federalismo </li></ul><ul><li>Sistema de Governo: Presidencialismo </li></ul>
  19. 19. CONSTITUIÇÃO DE 1891 <ul><li>Divisão de Poderes: 3 Poderes </li></ul><ul><li>Voto: brasileiros maiores de 21 anos – exceto: analfabetos, mendigos, soldados, religiosos e mulheres) </li></ul><ul><li>Voto Aberto </li></ul>
  20. 20. CONSTITUIÇÃO DE 1891
  21. 21. ENCILHAMENTO <ul><li>Ministro da Fazenda: Rui Barbosa </li></ul><ul><li>Objetivo: Incentivo ao Crescimento Econômico (desenvolvimento industrial) </li></ul>
  22. 22. RUI BARBOSA
  23. 23. Conseqüências: <ul><li>Moeda Circulante > Produção real da economia = INFLAÇÃO </li></ul><ul><li>Criação de Empresas Fantasmas </li></ul><ul><li>Agitação e Especulação na Bolsa de Valores do RJ </li></ul><ul><li>Demissão de Rui Barbosa em janeiro de 1891 </li></ul>
  24. 24. Eleições de 1891 (Indiretas) <ul><li>PRESIDÊNCIA: </li></ul><ul><ul><li>Mal. Deodoro da Fonseca </li></ul></ul><ul><ul><li>Prudente de Moraes </li></ul></ul><ul><li>VICE – PRESIDÊNCIA: </li></ul><ul><ul><li>Eduardo Wandenkolk </li></ul></ul><ul><ul><li>Mal. Floriano Peixoto </li></ul></ul>129 Votos 57 Votos 97 Votos 153 Votos
  25. 25. MAL. DEODORO DA FONSECA GOVERNO CONSTITUCIONAL: (25/01/1891 – 23/11/1891) <ul><li>03/11/1891: Fechamento do Congresso Nacional </li></ul><ul><li>1ª Revolta da Armada (Almirante Custódio de Melo) </li></ul><ul><li>Renúncia em 23/11/1891 </li></ul>
  26. 26. Mal. Floriano Peixoto (25/11/1891 – 15/11/1894) <ul><li>Apoio do Partido Republicano Paulista </li></ul><ul><li>Afastamento dos chefes de governo estaduais (nomeados por Deodoro) </li></ul><ul><li>Reabertura do Congresso Nacional </li></ul>
  27. 27. “ O Marechal de Ferro”
  28. 28. Mal. Floriano Peixoto <ul><li>Medidas Econômicas: </li></ul><ul><ul><li>Estímulo à Industrialização (facilidade na importação de equipamentos industriais – concessão de financiamento à empresários) </li></ul></ul><ul><ul><li>Reforma Bancária: emissão de papel moeda fica a cargo do Governo Federal </li></ul></ul><ul><li>Medidas Populares: </li></ul><ul><ul><li>Baixou o preço da carne e dos aluguéis. Aprovou a Lei de Construção de Casas Populares </li></ul></ul>
  29. 29. Conflitos Políticos: <ul><li>Situação Constitucionalmente Irregular </li></ul><ul><li>“ Manifesto dos Treze Generais” </li></ul><ul><li>Segunda Revolta da Armada (set/1893): Alm. Custódio de Melo </li></ul><ul><li>Revolução Federalista (RS): </li></ul><ul><ul><li>Partido Republicano Rio Grandense: Júlio de Castilhos </li></ul></ul><ul><ul><li>Partido Federalista: Silveira Martins </li></ul></ul>
  30. 30. REVOLTA DA ARMADA <ul><li>movimento contra o presidente Floriano Peixoto. </li></ul><ul><li>irrompeu no Rio de Janeiro, em 6 de setembro de 1893. </li></ul><ul><li>praticamente toda a marinha se tornou antiflorianista. </li></ul><ul><li>principal combate ocorreu na Ponta da Armação, em Niterói, a 9 de fevereiro de 1894. - governo conseguiu a vitória graças a uma nova esquadra, adquirida e aparelhada no exterior. </li></ul>
  31. 31. REVOLTA DA ARMADA <ul><li>Parte dos revoltosos se rendeu a 13 de março. </li></ul><ul><li>Outros 400 revoltosos se refugiaram em dois barcos de guerra portugueses e rumaram para o Uruguai . </li></ul>
  32. 32. Imagens do conflito
  33. 33. REVOLUÇÃO FEDERALISTA <ul><li>Iniciada em fevereiro de 1893, no Rio Grande do Sul. </li></ul><ul><li>Batalhas ocorreram em terra e mar, chegando até o Paraná. </li></ul>
  34. 34. REVOLUÇÃO FEDERALISTA <ul><li>Remanescentes da Revolta da Armada, que haviam desembarcado no Uruguai, uniram-se aos maragatos (antiflorianistas), que lutavam contra os pica-paus (governistas). </li></ul><ul><li>Ao final, os maragatos foram derrotados pelo exército governista. </li></ul>
  35. 36. República Oligárquica (1894 – 1930)
  36. 37. MUNICIPAL <ul><li>Coronelismo </li></ul><ul><li>Voto de Cabresto </li></ul><ul><li>Curral Eleitoral </li></ul>
  37. 39. ESTADUAL <ul><li>Política dos Governadores </li></ul><ul><li>Manipulação das Eleições </li></ul>
  38. 40. FEDERAL <ul><li>Política do CAFÉ-COM-LEITE </li></ul><ul><li>SÃO PAULO </li></ul><ul><li>MINAS GERAIS </li></ul>
  39. 41. POLÍTICA DO CAFÉ-COM-LEITE
  40. 42. PRUDENTE DE MORAES (1894 – 1898)
  41. 43. PRUDENTE DE MORAES (1894 – 1898) <ul><li>Primeiro Presidente Civil; </li></ul><ul><li>Revolta de Canudos (1893 – 1897): conflito entre tropas do governo e sertanejos seguidores de Antônio Conselheiro, no sertão da Bahia </li></ul>
  42. 44. GUERRA DE CANUDOS (1893 – 1897) <ul><li>Sertão da Bahia </li></ul><ul><li>Arraial de Canudos: 20 – 30 mil pessoas </li></ul><ul><li>Beato Antônio Conselheiro </li></ul><ul><li>Messianismo </li></ul>
  43. 45. GUERRA DE CANUDOS (1893 – 1897) <ul><li>Contestação da Miséria </li></ul><ul><li>Luta pela salvação da alma </li></ul><ul><li>Oposição à estrutura fundiária </li></ul><ul><li>Sociedade Alternativa </li></ul><ul><li>Contrários à República (Impostos, Separação da Igreja do Estado) </li></ul>
  44. 46. GUERRA DE CANUDOS (1893 – 1897) <ul><li>Quatro expedições militares </li></ul><ul><ul><li>3ª Expedição: Coronel Moreira César </li></ul></ul><ul><ul><li>4ª Expedição: Carlos Bittencourt (Ministro de Guerra) </li></ul></ul><ul><li>Euclides da Cunha: “Os Sertões” </li></ul><ul><li>“ O sertanejo é antes de tudo um forte ”. </li></ul>
  45. 47. <ul><li>Antônio Conselheiro </li></ul>
  46. 52. CAMPOS SALES (1898 – 1902)
  47. 53. CAMPOS SALES (1898 – 1902) <ul><li>Funding Loan (1902): acordo feito entre o Brasil e os credores internacionais, com o objetivo de sanear as finanças e pagar os empréstimos adquiridos anteriormente </li></ul>
  48. 54. RODRIGUES ALVES (1902 – 1906)
  49. 55. RODRIGUES ALVES (1902 – 1906) <ul><li>Tratado de Petrópolis (1903): firmado entre o Brasil e a Bolívia pela aquisição do território do Acre </li></ul><ul><li>Convênio de Taubaté (1906): Política de Valorização do Café (governo compra o excedente de café) </li></ul>
  50. 56. REVOLTA DA VACINA (1904) <ul><li>Varíola e Febre Amarela (vacinação obrigatória) </li></ul><ul><li>Ministro da Saúde: Oswaldo Cruz </li></ul><ul><li>Revolta popular contra mudanças estruturais na cidade do Rio de Janeiro </li></ul>
  51. 57. Dr. Oswaldo Cruz
  52. 61. AFONSO PENA (1906 – 1909)
  53. 62. AFONSO PENA (1906 – 1909) <ul><li>Construção da Ferro Noroeste (SP > MT) </li></ul><ul><li>Morte: 14/06/1909 </li></ul>
  54. 63. NILO PEÇANHA (1909 – 1910) <ul><li>Criação do Serviço de Proteção aos Índios </li></ul><ul><li>Mal. Cândido Rondon </li></ul>
  55. 64. NILO PEÇANHA MAL. CÂNDIDO RONDON
  56. 65. HERMES DA FONSECA (1910 – 1914)
  57. 66. HERMES DA FONSECA (1910 – 1914) <ul><li>Revolta da Chibata (1910) </li></ul><ul><li>Guerra do Contestado (1912 – 1916) </li></ul>
  58. 67. REVOLTA DA CHIBATA (1910) <ul><li>Protesto contra os castigos corporais a que eram submetidos os marinheiros </li></ul><ul><li>16/11/1910: Revolta no encouraçado Minas Gerais </li></ul>
  59. 68. REVOLTA DA CHIBATA (1910) <ul><li>Liderança do Almirante Negro: João Cândido </li></ul><ul><li>Encouraçados: São Paulo, Deodoro e Bahia se unem à rebelião </li></ul>
  60. 69. REVOLTA DA CHIBATA (1910) <ul><li>Reivindicações: </li></ul><ul><ul><li>Fim da Chibata; </li></ul></ul><ul><ul><li>Aumento do Soldo </li></ul></ul><ul><ul><li>Melhor alimentação à bordo </li></ul></ul>
  61. 70. REVOLTA DA CHIBATA (1910) <ul><li>Desfecho: </li></ul><ul><ul><li>Hermes da Fonseca cedeu às exigências: fim dos açoites e anistia aos revoltosos </li></ul></ul><ul><ul><li>Prisão de 22 marinheiros </li></ul></ul><ul><ul><li>Nova insurreição (contida pelo Exército e Marinha) </li></ul></ul><ul><ul><li>Mortes, prisões e exílio </li></ul></ul>
  62. 71. O Almirante Negro João Cândido
  63. 73. Revolta da Chibata
  64. 74. GUERRA DO CONTESTADO (1912 - 1916) <ul><li>Disputa territorial entre Paraná e Santa Catarina </li></ul><ul><li>Messianismo </li></ul><ul><li>Beato José Maria </li></ul>
  65. 75. Guerra do Contestado
  66. 76. GUERRA DO CONTESTADO (1912 - 1916) <ul><li>Brazil Railway: ferrovia SP – RS </li></ul><ul><li>Southern Brazil Lumber & Colonization: madeireira </li></ul>
  67. 77. GUERRA DO CONTESTADO (1912 - 1916) <ul><li>“ Quadro Santo”: Curitibanos (SC) </li></ul><ul><li>Cap. João Gualberto </li></ul><ul><li>8 Expedições do Exército (7 derrotas) </li></ul>
  68. 78. GUERRA DO CONTESTADO (1912 - 1916) <ul><li>Guerra Santa: </li></ul><ul><ul><li>Gal. Setembrino de Carvalho X Fanáticos do Contestado </li></ul></ul><ul><ul><li>Saldo: 20 mil mortos </li></ul></ul>
  69. 80. Guerra do Contestado
  70. 81. O CANGAÇO <ul><li>Nordeste Brasileiro </li></ul><ul><li>Banditismo Social </li></ul><ul><li>Forma de Contestação Social </li></ul><ul><li>Lampião </li></ul><ul><li>1938: Fim do Cangaço </li></ul>
  71. 84. PADRE CÍCERO <ul><li>Cícero Romão de Almeida </li></ul><ul><li>Juazeiro do Norte (Ceará) </li></ul><ul><li>Obras Sociais </li></ul><ul><li>Apoio aos Latifundiários </li></ul><ul><li>Aliado da Família Acioly </li></ul>
  72. 87. VENCESLAU BRÁS (1914 – 1918)
  73. 88. VENCESLAU BRÁS (1914 – 1918) <ul><li>Primeira Guerra Mundial </li></ul><ul><li>Surto Econômico (substituição de importações) </li></ul><ul><li>Greve de 1917 - SP </li></ul><ul><li>Gripe Espanhola </li></ul><ul><li>Delfim Moreira: Paz de Versalhes </li></ul>
  74. 89. EPITÁCIO PESSOA (1919 – 1922)
  75. 90. EPITÁCIO PESSOA (1919 – 1922) <ul><li>TENENTISMO: </li></ul><ul><ul><li>Exército: “Guardião da Ordem Nacional” </li></ul></ul><ul><ul><li>Voto Secreto e fim das fraudes e cabresto </li></ul></ul><ul><ul><li>Protecionismo Alfandegário </li></ul></ul><ul><ul><li>Estabilidade Econômica </li></ul></ul>
  76. 91. EPITÁCIO PESSOA (1919 – 1922) <ul><li>“ Os 18 do Forte” </li></ul><ul><li>(Eduardo Gomes – 05/07/1922) </li></ul><ul><li>Tenentismo (impedir que Arthur Bernardes tomasse posse) </li></ul>
  77. 93. ARTHUR BERNARDES (1922 – 1926)
  78. 94. ARTHUR BERNARDES (1922 – 1926) <ul><li>COLUNA PRESTES: </li></ul><ul><ul><li>Coluna Tenentista - 1925 </li></ul></ul><ul><ul><li>Luís Carlos Prestes </li></ul></ul><ul><ul><li>1500 homens armados </li></ul></ul><ul><ul><li>24.000 km percorridos pelo Brasil </li></ul></ul><ul><ul><li>1927: Exílio na Bolívia </li></ul></ul>
  79. 100. WASHINGTON LUÍS (1926 – 1930)
  80. 101. WASHINGTON LUÍS (1926 – 1930) <ul><li>“ Governar é construir estradas” </li></ul><ul><li>RJ – SP / Rio – Petrópolis </li></ul><ul><li>Crise de 1929 </li></ul><ul><li>Revolução de 1930 </li></ul><ul><li>Deposição: 24/10/1930 </li></ul>
  81. 103. Revolução de 1930
  82. 104. REVOLUÇÃO DE 1930 <ul><li>ALIANÇA LIBERAL: MG, RS, PB </li></ul><ul><ul><li>Getúlio Vargas e João Pessoa (morto em 26/07/1930) </li></ul></ul><ul><li>PARTIDO REPUBLICANO PAULISTA: </li></ul><ul><ul><li>Júlio Prestes (SP) </li></ul></ul>
  83. 105. João Pessoa († 26/07/1930)
  84. 109. F I M

×