Sw kaizen apresentacao agile day 2012 v0.1.pptx

764 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
764
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
9
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Sw kaizen apresentacao agile day 2012 v0.1.pptx

  1. 1. Software Kaizen Método inovador para a formação de equipes de alto desempenho para o desenvolvimento de softwareAlejandro Olchik Rafael Prikladnicki@aolchik @rafaelpriaolchik@ionatec.com.br rafael.prikladnicki@pucrs.br
  2. 2. 2
  3. 3. http://www.jalopyjournal.com/
  4. 4. Disciplina 5
  5. 5. O efeito ágil
  6. 6. O efeito ágil 2011 State of Agile Development Survey VersionOne. 6042 respostas.
  7. 7. Obstáculos 0 5 10 15 20 0 10 20 30 40 50 60 2011 State of Agile Development Survey VersionOne. 6042 respostas.
  8. 8. O que é altodesempenho?
  9. 9. Qual é o modelode ensino maisadequado?
  10. 10. Como acelerar aformação de equipes dealto desempenho?
  11. 11. http://www.guardian.co.uk/
  12. 12. 15http://www.safe-home.net/
  13. 13. Obstáculos 0 5 10 15 20 0 10 20 30 40 50 60 2011 State of Agile Development Survey VersionOne. 6042 respostas.
  14. 14. Software Kaizen:germinadora de equipes dealtoACELERADORA ÁGIL desempenho germinar vint 1 Começar a desenvolver-se e a vegetar (sementes, tubérculos, etc.); abrolhar, grelar, rebentar. vint 2 Nascer, tomar incremento ou vulto: “E o beijo de Judas germinou profusamente” vtd 3 Dar causa a; gerar, originar, produzir: Idéias tolas germinam tolices. Moderno Dicionário da Língua Portuguesa 17
  15. 15. Estudo de mercado •  150 entrevistas com empresas de TI no RS/ Brasil •  56% planejam treinamentos fora da empresa –  Aprendizado (benefício), estrutura (restrição) •  46% sofrem con a falta de mão de obra qualificada •  42% usam um modelo prescritivo –  41% pela cultura da empresa –  10% por requerimento do cliente •  42% usam um modelo adaptativo –  22% por requerimiento do cliente –  17% por trazer melhores resultados 18
  16. 16. Estudo de mercadoSoftware Kaizen -  81,3% modelo interessante -  78,3% imersão temporária com métodos ágeis é útil -  33% período ideal é de 4 semanas -  37,7% com restrições em afastar a equipe do local de trabalhoo 19
  17. 17. Objetivo de mercado Capacitação em métodos ágeis para empresas de software que estejam interessadas na evolução acelerada de seus profissionais através da imersão temporária de un profissional ou de um time supervisionado por profissionais qualificados. 20
  18. 18. Objetivo acadêmico Promoção de um ambiente de experimentação e inovação na aplicação de novas metodologias de desenvolvimento de software, com pleno apoio para a realização de pesquisas na área 21
  19. 19. Público-alvoEmpresas que desejam promover eacelerar a adoção de métodos ágeisnas suas equipes de desenvolvimentode software, evitando ou reduzindo osriscos potenciais e os vícios habituaisdos novos times.Professores e estudantes que desejamdesenvolver pesquisa aplicada na áreade desenvolvimento de software. 22
  20. 20. Enfoque www.agilemanifesto.org Lean OutrasScrum XP Thinking práticas 23
  21. 21. Fórmula a otimizar Nível de fluidez Coaching Restrições desafiadoras + complexidade do projeto Evolução acelerada 24
  22. 22. Fórmula a otimizar Nível de fluidez Não Coachingviável Restrições desafiadoras + Frustração / complexidade do projeto tédio Evolução acelerada 25
  23. 23. Primeras tentativas
  24. 24. Etapas Semanas-4 -3 -2 -1 0 1 2 3 Pré-avaliação Setup Capacitação Desenvolvimento Fim
  25. 25. Pré-avaliação 28
  26. 26. Setup 29
  27. 27. http://thedevalife.com// Capacitação30
  28. 28. CapacitaçãoIntensiva• Capacitação (12h)• Guias de auto estudo• Monitoria em tempo Direcionadaintegral • Capacitação(2h)• DOJOs de programação • Guias de auto(2x) estudo • Monitoria em tempo integral • DOJOs de programação (2x)
  29. 29. Programa de capacitação q Scrum q Planejamento de releases q Testes unitários Obrigatório q Planejamento de sprints q Agile modeling q Integração contínua q Aceptance Test Driven Development q Conflitos e alto desempenho Opcional q Testes exploratórios q Continuous delivery 32
  30. 30. http://www.blog.qarea.com/Desenvolvimento 33
  31. 31. Scrum como frameworkpara a melhoria continua
  32. 32. Papéis •  Coach •  Monitor •  Cliente •  Alunohttp://amritsar.olx.in/ 35
  33. 33. Alumos: mais papéis http://www.colincowieweddings.com/36
  34. 34. DesenvolvimentoPreparação• Ambiente• Planejamento do MVP• Conceito de Done Exploração• Conceito de Ready • Coaching (6h)• Definição dos papeis • Monitoria integral• Coaching (4h) • Planning• Monitoria integral • Review • Retrospectiva • Incremento de produto
  35. 35. Conceito de Ready q  Necessário para todas as histórias q  História INVEST q  Critérios de aceitação derivados da especificação 39
  36. 36. Conceito de Pronto3 q  Aplicável a 80% das histórias q  Critérios de aceitação da história atendidos q  História aceita pelo Cliente q  História aceita pelo Coach q  História livre de defeitos conhecidos q  80% de cobertura de código q  Uso de migrações para modificações do modelo de dados q  Pelo menos uma história com cenário automatizado 40
  37. 37. http://www.photographyblog.com/ 41 Fechamento
  38. 38. Resultados
  39. 39. Grau de agilidade Turma 2 Turma 1 www.agileassessments.com 43
  40. 40. Aumento de velocidade Turma 2 200% Turma 1 233% 44
  41. 41. Cobertura de código Turma 1 Turma 2 73,420% 45% Sprint 1 45
  42. 42. Cobertura de código Turma 1 Turma 2 73,420% /prudhvijoshi.blogspot.com.br/ 45% http:/ Done – done – NOT DONE? Sprint 1 46
  43. 43. Cobertura de código Turma 1 Turma 2 99,670% 88,370% 81,640% 81,970% 73,420% 45% Sprint 1 Sprint 2 Sprint 3 47
  44. 44. Outros indicadores recolhidos q  Pontos em histórias inacabadas q  LOC q  Testes unitários q  Testes funcionais q  Commits por semana q  Duração do build q  Estado da integracão continua q  % das histórias realizadas em par 49
  45. 45. Outros resultados q  Agile Brazil 2012 q  Agiles 2012 q  FEES 2012 q  Fomento de CNPq q  Extensión Innovadora en TI (2010) q  Qualificación en TI (2011) 50
  46. 46. Ao entrar no curso, não sabia como trabalharem equipe. Não utilizava nenhum tipo demetodologia. A confiança nos colegas de equipeera nula, e só me importava com os “bugs” queestivessem em trechos codificados por mim. Aofinalizar o curso, descobri que a metodologiaAgile facilita muito o decorrer do projeto,aprendi a confiar nos colegas e me importarcom o objetivo. Tudo para fazer um projetomelhor.Eduardo da Costa Siqueira 51
  47. 47. O curso foi uma quebra de paradigma, poisestava acostumado a desenvolver sozinho e mepreocupar com todos os detalhes. Trabalhandoem equipe pude ver que as tarefas podem ganharuma maior velocidade e qualidade, se forem bemdistribuídas e se a comunicação for clara eexplícita.Filipe de Freitas da Silva 52
  48. 48. Próximos passos q Realização periódica q Foco em estudantes universitários (semestral) q Foco no mercado (de forma continuada) q Integração com pesquisa científica aplicada q Pesquisas de doutorado q Mensuração do impacto q Feedback gerencial q Indicador de satisfação do cliente 53
  49. 49. Alejandro Olchik Rafael Prikladnicki aolchik@ionatec.com.br rafael.prikladnicki@pucrs.br @aolchik @rafaelpri http://linkd.in/IQzCjO http://br.linkedin.com/ in/rafaelp 54
  50. 50. Software Kaizen Método inovador para a formação de equipes de alto desempenho para o desenvolvimento de softwareAlejandro Olchik Rafael Prikladnicki@aolchik @rafaelpriaolchik@ionatec.com.br rafael.prikladnicki@pucrs.br

×