Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Aço importado perspectivas

221 views

Published on

Imported Steel

Published in: Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Aço importado perspectivas

  1. 1. Aço Importado – Perspectivas nos próximos anos O Brasil é um dos maiores produtores de minério de ferro do mundo. Temos uma das maiores mineradoras do mundo, mas não somos o maior produtor de aço. O título de maior produtor de aço do mundo pertence a China, segunda maior potência econômica do mundo. A China, claro, é maior em tudo. Os números chineses são superlativos na produção de qualquer coisa – de eletrônicos a carros passando por eletrodomésticos a infraestrutura. A China é um grande canteiro de obras. Podemos aprender muito com os chineses. O Brasil, também é um grande pais, mas não produzimos com a escala dos chineses. Em minha opinião poderíamos ser um dos maiores produtores e exportadores de aço porque temos a principal matéria prima que é o minério de ferro. O aço importado começou timidamente no Brasil há mais de 20 anos atrás e chegamos a importar mais de 5 milhões de toneladas sem considerarmos o aço embutido nas importações de carros, tratores, equipamentos para construção e eletrodomésticos. Se somarmos o produto acabado, certamente esse número saltaria para mais de 7 a 10 milhões de toneladas de importação de aço. Tem muita tecnologia no aço que chega ao Brasil. China, Rússia, Estados Unidos, Alemanha e Japão produzem tipos de aços que não existem no Brasil. Se pensarmos na indústria aeroespacial, eletrônica e bélica ficará fácil de entendermos porque esses países desenvolveram aços especiais e ligados que não produzimos ainda no Brasil. Trabalho com aço importado há mais de 20 anos e tive a oportunidade de conhecer siderúrgicas em várias partes do mundo. É impressionante a tecnologia de muitas siderúrgicas que visitei na China, Rússia, Coréia do Sul e Japão. São ligas mais leves e de alta resistência que não oxidam facilmente e de longa duração. Mesmo os aços mais comuns como o aço carbono e os revestidos são produzidos com equipamentos de última geração.
  2. 2. Precisamos importar aço inox, silício, revestidos e conforme os tamanhos aço carbono. Os investimentos em P & D pelos principais produtores de aço do mundo são incrivelmente altos. As maiores patentes de determinadas ligas de aço são da Alemanha, Rússia, Estados Unidos, Japão, China e Austrália. A indústria automotiva sempre inova em usar novas tecnologias de metais ferrosos e não ferrosos e a tendência é que suas fabricas localizadas em qualquer parte do mundo sigam essa mesma tendência, muitas vezes exigida pelas suas matrizes. Na Alemanha e Estados Unidos, grande parte de determinadas peças e módulos dos carros são fabricados em alumínio e inox. Aos poucos os fabricantes de veículos estão substituindo o aço pelo alumínio ou aços ligados. A indústria de máquinas e equipamentos também tem usado novos tipos de metais a exemplo da indústria automotiva. O presente e o futuro do aço importado no Brasil promete muito. Para sermos competitivos dependemos da importação de aço e pelo andar da carruagem no Brasil a importação veio para ficar.

×