Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Desafios na Saúde

173 views

Published on

Fernando de Holanda (IBRE/FGV) palestra sobre os desafios na Saúde no Simpósio Economia, Regulação e Saúde Suplementar (03/10/17)

Published in: Government & Nonprofit
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Desafios na Saúde

  1. 1. Desafios na Saúde Fernando de Holanda Barbosa Filho
  2. 2. • O envelhecimento populacional afetará o país de diversas formas. • O impacto previdenciário é o mais debatido, ainda mais com a proposta de reforma em debate no congresso. • No entanto, o impacto sobre a saúde tende a ser importante. • A população acima de 65 anos aumentará de forma substancial. – Hoje (em 2016) é 8,3% => no futuro (em 2050) será 22,4%. Introdução
  3. 3. • Forte mudança na composição etária da população brasileira nos próximos anos. Demografia 60.0 62.0 64.0 66.0 68.0 70.0 72.0 0.0 5.0 10.0 15.0 20.0 25.0 30.0 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020 2021 2022 2023 2024 2025 2026 2027 2028 2029 2030 2031 2032 2033 2034 2035 2036 2037 2038 2039 2040 2041 2042 2043 2044 2045 2046 2047 2048 2049 2050 Figura 1: Mudança Demográfica 0-14 >64 15-64 (eixo dir.)
  4. 4. • Pior: esta mudança ocorrerá de forma extremamente rápida. Demografia 0 20 40 60 80 100 120 140 França (1865-1980) Suécia (1890-1975) Austrália (1938-2011) EUA (1944-2013) Candá (1944-2009) Hungria (1941-1994) Polônia (1966-2013) Espanha (1947-1992) Reino Unido (1930-1975) Chile (1998-2025) China (2000-2026) Japão (1970-1996) Brasil (2011-2032) Colômbia (2017-2037) Velocidade com que a proporção de pessoas com 65 anos ou mais dobra passando de de 7% para 14% (anos). Fonte: National Institute on Aging.
  5. 5. • O envelhecimento populacional, colocará pressão por mais gastos com saúde no país. • Os gastos com saúde são elevados nos primeiros anos de vida. • Se reduzem gradativamente e atingem o mínimo durante a adolescência. • A medida que a pessoa envelhece, os gastos aumentam de forma substancial. De forma, que nos últimos anos de vida, cresce de forma substantiva. Estrutura Etária dos Gastos com Saúde
  6. 6. • A estrutura etária dos gastos com saúde varia entre os países. • Dados da OCDE (OCDE-stats) e seguindo Turra, Queiroz e Mason (2015) para o Brasil, temos os seguintes perfis etários para gastos com saúde. Estrutura Etária dos Gastos com Saúde
  7. 7. Estrutura Etária dos Gastos com Saúde 0 100 200 300 400 500 600 00-04 05-09 10-14 15-19 20-24 25-29 30-34 35-39 40-44 45-49 50-54 55-59 60-64 65-69 70-74 75-79 Estrutura Etária dos Gastos com Saúde República Tcheca Coreia do Sul Holanda Brasil
  8. 8. Estrutura Etária dos Gastos com Saúde 0,0 500,0 1000,0 1500,0 2000,0 2500,0 3000,0 0- 4 5- 9 10-14 15-19 20-24 25-29 30-34 35-39 40-44 45-49 50-54 55-59 60-64 65-69 70-74 75-79 80+ Figura 1: Gasto Per Capita com Saúde Fonte: Elaboração própria a partir de Turra, Queiroz e Mason (2016).
  9. 9. • Logo, teremos que prover saúde para mais pessoas (crescimento populacional), mas com uma mudança de composição que impõe elevado aumento do gasto per capita. • O cuidado de longa duração será grande desafio. • O problema é que isso implica ampliação dos gastos com saúde de um país no qual o setor público gasta pouco na comparação com outros países. • O desafio é ampliar a oferta de saúde de forma eficiente. Desafios
  10. 10. Desafios Tabela 3: Gastos Públicos com Saúde para Diversos Países (% PIB) Público Privado Total Brasil 3,8 5,2 9,0 Austrália 6,2 3,3 9,4 Chile 4,7 3,4 8,1 França 8,6 2,4 11,1 Alemanha 9,4 1,7 11,2 Itália 6,8 2,2 9,0 Japão 9,5 1,4 10,9 México 3,0 2,9 5,9 Espanha 6,3 2,9 9,2 EUA 8,4 8,6 16,9 Fonte: OCDE. IBGE. Banco Mundial
  11. 11. Desafios OECD Health Data
  12. 12. • O sistema de saúde complementar representa mais de 50% dos gastos com saúde hoje. • Elevação dos gastos públicos pode reduzir a participação do setor privado no total? • Existe efeito substituição entre saúde pública e privada. Melhor provisão da saúde pública pode reduzir gasto privado. Mas como elevar gastos públicos? • Pelo outro lado, em recessões saúde complementar se reduz. • O cuidado de longa duração terá bastante espaço no Brasil nos próximos anos. Desafios
  13. 13. • Como prover os serviços de saúde com mais eficiência. • A provisão mais eficiente dependerá de “ganhos de produtividade”. • A economia brasileira de forma geral possui grande número de empresas pequenas que possuem baixa produtividade. Produtividade no Brasil
  14. 14. • A produtividade da economia brasileira é baixa. • Não é um problema específico de algum setor. • Temos empresas muito produtivas, que podem competitivas no plano internacional. • Um dos problemas é que temos muitas empresas pouco produtivas. Produtividade no Brasil
  15. 15. Produtividade no Brasil Distribuição de firmas por nível de produtividade do trabalho - Agregado Fonte: Barbosa Filho & Corrêa (2016)
  16. 16. • Parece que temos problema similar na área de saúde, pelo menos no que diz respeito a hospitais. • La Forgia e Couttolenc (2009) observam duas características no sistema hospitalar brasileiro. • Diferentes tipos de organização: Público, privado, com SUS, e sem SUS, administração direta/indireta, etc.. • Número reduzido de hospitais de alta qualidade e grande número de hospitais de baixa qualidade. Produtividade no Brasil
  17. 17. • Parece que temos problema similar na área de saúde, pelo menos no que diz respeito a hospitais. • La Forgia e Couttolenc (2009) observam duas características no sistema hospitalar brasileiro. • Diferentes tipos de organização: Público, privado, com SUS, e sem SUS, administração direta/indireta, etc.. • Número reduzido de hospitais de alta qualidade e grande número de hospitais de baixa qualidade. Produtividade no Brasil
  18. 18. • Hospitais operam fora da escala ótima no Brasil. • Dranove (1998), 270 leitos. • Posnett (2002) entre 100 e 200 leitos. • Fergunsson, Trevor e Posnett (1997), hospitais com 100 a 450 leitos. Tendência mundial de fusões. No Reino Unido, 80% dos leitos ficam em hospitais com mais de 300 leitos. Produtividade no Brasil
  19. 19. Produtividade no Brasil Rede Hospitar SUS em 2004 Fonte: CNES (2004). Ministério da Saúde (2004)
  20. 20. Produtividade no Brasil Escala dos Hospitais Fonte: Viegas (2014)
  21. 21. • Adicionalmente, temos que avaliar a evolução da produtividade ao longo do tempo. Tanto na saúde pública como na privada. Produtividade no Brasil
  22. 22. Conclusão • A demografia impõe grandes desafios para a o Brasil nos próximos anos. População irá envelhecer. • Gastos com saúde tendem a aumentar devido ao perfil etário mais envelhecido da população. • Teremos que criar uma “rede” de cuidados de longa duração. Gasto em alguns países da OCDE passa dos 20% do gasto total com saúde (média 12%). Gastamos virtualmente zero.
  23. 23. Conclusão • Temos problema de escala no setor. • Setor com baixa escala deve gerar baixa produtividade. • Hospitais pequenos. • Ganhos de produtividade devem ser buscados.

×