Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

“Os museus do Brasil e perspectivas de adaptação ao mundo contemporâneo”

1,472 views

Published on

  • Be the first to comment

“Os museus do Brasil e perspectivas de adaptação ao mundo contemporâneo”

  1. 1. “Os museus do Brasil e perspectivas de adaptação ao mundo contemporâneo”<br />Lygia Martins Costa (1972)<br />Museologia e Ensino: <br />Profª: Rose Corrêa<br />Antônia Dias da Costa Teixeira<br />UNIFRA – 14/10/2010<br />
  2. 2. Acervo<br />Um país se reflete em seus museus<br />Atenção que recebe de parte de seu povo<br />
  3. 3. Enfoque dos museus<br /><ul><li>Federais, estaduais, municipais, de entidades civis ou religiosas ou de propriedade individual, os museus retratam a situação no município, estado ou país a que se subordinam ou em que se implantam.
  4. 4. Nos últimos anos a concepção de museus definiu-se no mundo profissional, fora de sua responsabilidade verificou-se uma explosão museológica sem planejamento e infra-estruturas condizentes.</li></li></ul><li><ul><li>Falha comum a maioria dos museus brasileiros:
  5. 5. Pouca interferência na educação do meio ou, mais ainda, na informação acerca das conquistas científicas nas áreas de medicina preventiva e saneamento básico.
  6. 6. Essa marginalização do ensino provocou longas discussões e debates, e a criação de um grupo para estudar o assunto.
  7. 7. Em 1970 na Mesa Redonda para Museus da América Latina o assunto foi colocado como dos de maior importância para os países em desenvolvimento, e provocou a publicação de um número especial da revista Museum.</li></li></ul><li>Número e distribuição geográfica<br /><ul><li>Um inventário feito em 1972 acusava cerca de 400 instituições, no conceito mais amplo de museu, mas é impossível determinar com rigor, porque os proprietários dos museus que respondiam ao questionário dos inventários desconheciam a conotação das perguntas ou mesmo o valor real de seu acervo.
  8. 8. Existem museus em todos os estados, principalmente em São Paulo, na Guanabara, em Minas Gerais, no Rio Grande do Sul, na Bahia e em Pernambuco.</li></li></ul><li>Áreas culturais preferidas<br />As coleções regionais são ecléticas, nas quais a documentação histórico-artística local se confunde com o folclore, a etnografia indígena, arqueologia e coletânea de ciências naturais. Mas isso não se dá nos grandes museus.<br />Predominam o mobiliário e imaginária colonial erudita de extraordinário valor<br />Pernambuco<br />Nordeste:<br />Bahia<br />Preponderam coleções indígenas das respectivas nações<br />Norte e Centro- Oeste:<br />Sul:<br />Ênfase na armaria, consequência das campanhas e guerras de fronteiras. <br />MinasGerais: <br />Ricos conjuntos de notável patrimônio artístico em mobiliário, talha e imaginária do século XVIII, nos quais o artesanato local se manifesta.<br />
  9. 9. Rio de Janeiro e São Paulo: <br />Onde se encontram as mais importantes coleções. No Rio transparece mais forte embasamento histórico e prevalência da subordinação administrativa federal. Em São Paulo, tendência mais acentuada pelo fenômeno artístico e subordinação administrativa estadual, municipal e particular.<br />
  10. 10. No Rio estão os museus:<br />Museu Nacional: O primeiro do país, dominando as ciências naturais e antropológicas.<br />
  11. 11. Museu Histórico Nacional: De forte fundamentação histórica, nascido dos festejos do centenário da independência do Brasil.<br />
  12. 12. Museu Nacional de Belas-Artes:<br />
  13. 13. Museu do Índio: Buscou de princípio tratar o índio não como um ser exótico, mas como um ser gerado por uma organização cultural própria e diferente da nossa.<br />
  14. 14. Museu Imperial: Antiga residência de verão de Dom Pedro II em Petrópolis, uma interpretação livre do Palácio do Imperador, conjugada à rememoração do ambiente do Império.<br />
  15. 15. Em São Paulo estão os museus:<br />Museu do Ipiranga: Dominantemente histórico, desenvolvendo desde as raízes indígenas, com algumas peças da maior significação.<br />
  16. 16. Pinacoteca do Estado:<br />Excelente coleção de arte brasileira do século XIX e início do XX.<br />Museu de Arte de São Paulo: Possui esplêndida coleção de arte internacional, foi formado depois da Segunda Grande Guerra, e aos poucos englobando a arte do pais.<br />
  17. 17. Museus de Arte Religiosa:<br />Museu de Arte Sacra da Bahia: De renome internacional, com coleções que lhe garantem um grande respeito.<br />
  18. 18. Museu de Arte Sacra de São Paulo:<br />
  19. 19. O IPHAN:<br />O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, exerce ação de salvaguarda sobre inúmeros monumentos arquitetônicos, conjuntos urbanos e rurais, parques históricos e cidades históricas; e nessa ação inventaria, documenta, conserva, restaura, pesquisa, estuda e divulga os mais importantes bens culturais imóveis, integrados e móveis do país.<br />Alguns desses museus e casas históricas tidos como de excepcional interesse:<br />Museu do Ouro, de Sabará:<br />
  20. 20. Museu da Inconfidência, de Ouro Preto:<br />Museu de Arqueologia e Artes Populares, de Paranaguá:<br />
  21. 21. Museu das Missões em Santo Ângelo:<br />
  22. 22. O IPHAN, presta ainda assistência técnica de orientação a todos os órgãos culturais e autoridades públicas que o solicitem, e incentiva por todos os meios a criação dessas instituições, no sentido de agregar às localidades os respectivos legados culturais. <br />ONICOM: (Organização nacional do ICOM)<br />Foi o primeiro organismo a congregar museólogos e museus de diferentes partes do país e a defender junto às autoridades públicas a causa da museologia entre nós.<br />ABM: (Associação Brasileira de Museologia)<br />Colabora com museus dos estados através de cursos de aprimoramento profissional. É responsável pela regulamentação da carreira de museólogo, em tramitação nos canais públicos competentes.<br />
  23. 23. AMAB: (Associação de Museus de Arte do Brasil)<br />De intenção mais restrita, porém muito ativa, tem promovido série de encontros em diferentes estados, procurando sobretudo difundir pelo país a compreensão da arte contemporânea.<br />Intreresse do público pelo museu:<br />A máquina montada que é um museu só se justifica pela presença do público. Todos devem encontrar nele um interesse para sua inteligência e sensibilidade. <br />O público culto busca-o naturalmente; mas o público dos níveis elementar e médio deve ser atraído por ele.<br />O brasileiro ainda vai pouco ao museu, isso devido ao número diminuto de instituições com serviço educativo permanente. A criação de condições eficazes para todos é um dos grandes trabalhos dos museólogos. Um constante desafio.<br />
  24. 24. Referencias Bibliográficas:<br /><ul><li>COSTA, Lygia Martins Costa. Os museus do Brasil e perspectivas de adaptação ao mundo contemporâneo. In: _____. Demuseologia, arte e políticas de patrimônio. Rio de Janeiro: IPHAN, 2002, p. 37-48
  25. 25. http://www2.uol.com.br/historiaviva/noticias/brasil_tem_26_mil_museus_sudeste_lidera_o_ranking.html
  26. 26. http://www.museudoindio.gov.br/
  27. 27. http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:2005_f_santiago_rj.jpg
  28. 28. http://www.flickr.com/photos/claudiolara/47513322/
  29. 29. http://blogalize.net/museu-imperial-www-museuimperial-gov-br.html
  30. 30. http://www.skyscrapercity.com/showpost.php?p=41833592&postcount=32
  31. 31. http://visitandosp.wordpress.com/</li>

×