This beautiful thing

8,989 views

Published on

Teagan Harper não tem muita experiência com rapazes. Seus irmãos gêmeos têm a certeza disso. Até que uma noite em uma festa de faculdade, ela dá-lhes o troco, encontrando-se nos braços do cara mais incrível que ela já conheceu. Agora ela está em uma missão para encontrá-lo já que ela saiu correndo de sua cama. E se esqueceu de perguntar o nome dele...
Declan Sage tinha o controle sobre a sua vida. Mas isso está prestes a mudar quando a garota que fugiu da sua cama vira sua vida de cabeça para baixo. Ela está prestes a jogar esse controle janela a fora. Mas ele tem certeza que ter seu coração roubado por ela é uma coisa boa...

Published in: Education

This beautiful thing

  1. 1. This Beautiful ThingAmanda HeathSinopse:Teagan Harper não tem muita experiência com rapazes. Seus irmãos gêmeostêm a certeza disso. Até que uma noite em uma festa de faculdade, ela dá-lheso troco, encontrando-se nos braços do cara mais incrível que ela já conheceu.Agora ela está em uma missão para encontrá-lo já que ela saiu correndo desua cama. E se esqueceu de perguntar o nome dele...Declan Sage tinha o controle sobre a sua vida. Mas isso está prestes a mudarquando a garota que fugiu da sua cama vira sua vida de cabeça para baixo.Ela está prestes a jogar esse controle janela a fora. Mas ele tem certeza queter seu coração roubado por ela é uma coisa boa...
  2. 2. A tradução em tela foi efetivada pelo grupo CEL de forma apropiciar ao leitor acesso parcial à obra, incentivando-o àaquisição da obra literária física ou em formato ebook. Ogrupo CEL tem como meta a seleção, tradução edisponibilização parcial apenas de livros sem previsão depublicação no Brasil, ausente de qualquer forma deobtenção de lucro, direto ou indireto.No intuito de preservar os direitos autorais contratuais deautores e editoras, o grupo, sem aviso prévio e quandojulgar necessário, poderá cancelar o acesso e retirar o linkde download dos livros cuja publicação for veiculada poreditoras brasileiras.O leitor e usuário fica ciente de que o download da presenteobra destina-se tão somente ao uso pessoal e privado e quedeverá abster-se da postagem ou hospedagem em qualquerrede social (Orkut, Facebook, grupos), blogs ou qualqueroutro site de domínio público, bem como abster-se de tornarpúblico ou noticiar o trabalho de tradução do grupo, sem aprévia e expressa autorização do mesmo.O leitor e usuário, ao disponibilizar a obra, tambémresponderá pela correta e lícita utilização da mesma,eximindo o grupo CEL de qualquer parceria, coautoria, oucoparticipação em eventual delito cometido por aquele que,por ato ou omissão, tentar ou concretamente utilizar dapresente obra literária para obtenção de lucro direto ouindireto, nos termos do art. 184 do Código Penal Brasileiro eLei nº 9610/1998.Junho/2013
  3. 3. DEDICATÓRIA~ Para minha mãe, que sempreacreditou em mim quando ninguémmais o fez. Eu te amo, mãe!~ Para meu marido, a luz em minhavida e enchimentos do meu coração.Eu te amo tanto!~ Para Stacy, que ouve a cadaendoidecer e delirar que eu tenho enão me deixa desistir.~ Para Kris, que está sempre láquando eu preciso de um ombro.Quem também me apoiou e meajudou muito com este livro!
  4. 4. Capítulo 1Teagan— Mamãe quer que você venha jantar amanhã à noite. — A voz da minha irmãMarie surge em meu celular.Eu suspiro. — Eu tenho que ir? Por favor, não me obrigue a fazer isso. Eu nãoposso suportar a tensão, por que você acha que eu vivo no campus? — Esta é a últimacoisa que eu preciso na minha vida agora. Eu tenho uma bolsa de estudos para afaculdade, mas eles não me deixaram ir longe, apenas uma hora de estrada.— Sim, Teag, você tem que vir. Max e eu vamos dizer-lhes que estou grávida,então eu realmente quero que você esteja lá. — Ela está casada com Max há uns seismeses e já está grávida. Minha irmã perfeita já está recebendo sua vida perfeita.— Tudo bem, eu estarei lá, mas eu não vou ficar a noite. Estou dirigindo de voltapra cá e dormirei longe do drama. — Eu vou apenas porque amo minha irmã e ela nãotem culpa pelo que a minha madrasta faz. Nenhum de meus irmãos e irmãs têm.Ela grita no meu ouvido. — Isso é ótimo! Estou tão animada, eu não vejo vocêdesde que você começou a faculdade!— Nossa eu sou uma surda maldita agora, obrigada. São apenas algumas horas,eu não vou ficar muito tempo. — Eu reclamo.— Você vai pelo menos por mim. Ok, bem, eu tenho que ir querida! Vejo vocêamanhã e eu te amo.— Te amo, Maymay. — Eu desligo meu telefone e deixo minha cabeça cair no meutravesseiro.A única coisa sobre a minha família é que não são normais em tudo. Estamos nadefinição de disfuncional. E, infelizmente, isso é culpa minha. Bem, talvez mais culpa domeu pai, oh, e de minha mãe. Veja, eu era um amor de criança, mas havia muitoescândalo em minha cidade natal, no Arkansas. Meu pai possuía a maior parte do local eele era o prefeito na época. Inferno, ele ainda é o prefeito, ele foi executado sem oposiçãopor anos.O engraçado nisso é que a cidade coloca a culpa em minha mãe e em mim. Vocêpode imaginar as pessoas tratando-a como uma praga e não deixando as criançasbrincarem com você quando você é apenas uma criança? Merda. Minha mãe ela eraincrível. Ela manteve a cabeça erguida e continuou com sua vida.Deus eu sinto falta dela. Ela morreu de câncer, quando eu tinha dez anos.
  5. 5. Foi quando eu tive que ir viver com os Harper. James é o meu pai, Sarah é aminha madrasta, Jessica é a minha irmã mais velha, então há Forest meu irmão maisvelho, além de Marie e por último, mas não menos importante, os gêmeos Jaden eCaden. Outra coisa engraçada, eles são duas semanas mais velhos que eu.Eu tinha uma família inteira e eu não sabia nada sobre ela e foi assustador.Diabos eu estava na mesma classe com Jaden e Caden e nenhum de nós sabia. Bem, erade se esperar que James e Sarah, ou melhor, meu pai e Sarah (como eu os chamo), nãonos contassem. E, aparentemente, eles não pensavam em fazer isso. Foi ideia da minhamãe. Mamãe me disse antes de morrer que ela queria machucar o meu pai, mas no finalela acabou me machucando também. E então ela se foi e eu tive que lidar com issosozinha.Embora não tenha sido de todo ruim, realmente. Jessica e Marie tinham uma irmãmais nova que tinham que cuidar e eu tive alguém para me ensinar sobre garotos emaquiagem.Coisas desse tipo... Jessica é a minha melhor amiga. Eu posso dizer-lhe qualquercoisa e ela não me julga. Marie é uma pedra no sapato, mas eu a amo até a morte.Jaden e Caden tomaram para si a tarefa de serem meus protetores. Ou devo dizerguardas. Eu posso culpá-los pelo fato de que eu ainda sou virgem. Todos os caras daminha cidade estavam com tanto medo deles... Mitch não estava com medo deles atédepois que estávamos em seu carro e os gêmeos descobriram. Ele levou um susto com asluzes de um farol em cima dele. Mitch e todos os outros caras nunca mais falaramcomigo de novo.Forest tinha 16 na época, mas ele ainda teve tempo para brincar comigo.Subíamos em árvores e nos jogávamos na lama. Ele ainda brincava de boneca Barbie.Ele foi provocado pelos gêmeos por isso, mas ele sempre disse que enquanto eu estivessefeliz ele estava feliz.Agora sobre o papai, eu realmente amo o meu pai. Você pode pensar que ele é umcara ruim, mas realmente ele é o homem mais doce. Eu nunca quis um pai melhor emminha vida. Alguns homens poderiam abandonar o amor de seus filhos, mas ele não ofez. Eu posso não ter descoberto o que significava, mas quando eu era pequena eu tinhapresentes caros e minhas roupas eram de marca, mas minha mãe só trabalhava em umalanchonete. Ele nunca disse nada, mas eu tinha somado dois mais dois. Minha mãe eraegoísta e achava que estava fazendo a coisa certa e estou feliz que ela percebeu o erroque cometeu, antes de morrer.E agora temos Sarah. Por onde devo começar? Não é que ela seja uma pessoaruim ou qualquer coisa, quero dizer que ela tem cinco filhos maravilhosos. Eu acho queela simplesmente não vê um lugar para mim em sua vida. Cada vez que a vejo fico numbarco carregado de críticas. Eu parei de tentar agradá-la e aprendi a apenas acenar econtinuar com a vida. Eu não sou perfeita como o resto deles.Minha porta do quarto do dormitório se abre e eu levanto a cabeça do travesseiro edos meus pensamentos. Ela vem caminhando, Grace é minha companheira de quarto.Ela tem um sorriso enorme no rosto bonito e ela vira suas madeixas loiras por cima doombro delgado e corre para a minha cama. Antes que eu perceba ela está em cima de
  6. 6. mim esmagando o ar dos meus pulmões. Ela pode ser pequena, mas eu sou aindamenor. Eu também ouvi um baque que significa que ela bateu a cabeça na cabeceira dacama.— Grace eu não consigo respirar. — Murmuro debaixo dela.Ela fracassou mais segurando a cabeça. — Ai, eu esqueço o quão pequena estascamas estúpidas são! E eu sinto muito por esmagar você, querida, não era minhaintenção.Ela sorri timidamente.Eu rio para ela e balanço a cabeça. — Tudo bem, amiga, o que há?— Quer ir a uma festa? Aparentemente, um dos jogadores de futebol está dandouma enorme festa na casa de seus pais. Eles estão fora da cidade ou algo assim.Eu olho para ela e balanço a cabeça novamente. Eu amo essa garota, mas ela étotalmente louca. Ela tem o charme de uma verdadeira sulista que faria qualquer umderreter. Ela é líder de torcida e tinha uma grande paixão por um dos jogadores defutebol desde o início do ano, daí a sua vontade de ir para a festa. — Uh, sim eu vou. Eutenho que ir para casa amanhã, porque Marie estará contando ao papai e a Sarah queela está grávida. Eu preciso me divertir antes de ter que ouvir a minha madrasta falandobesteira para mim o dia todo.Ela grita e levanta da cama. Ela corre para o meu armário tropeçando em seutapete rosa felpudo no chão entre nossas camas. Eu rio alto e levanto-me para detê-laantes que eu acabe na cor rosa.
  7. 7. Capítulo 2Declan— Cara, esta festa está bombando. — Jaden diz à minha direita. Os corpos estãobalançando ao ritmo da música. Eu acho que é uma música da Lady Gaga e ela é quentee tudo, mas eu prefiro algo menos pop.Eu começo a responder, mas ele mostra um olhar chocado em seu rosto. — O quefoi cara? — Eu grito sobre a canção.— Minha irmã acabou de entrar. Como diabos ela sabe sobre essa festa? Ela nãoanda com esta multidão. — Ele franze a testa e começa a andar nessa direção.— Espere, qual é o problema? Deixe que ela arranje um cara divertido. — Euquase ri da cara dele. A maneira como ele fala sobre sua irmã mais nova faz você acharque ela tem 12 e não 18.— Ela pode se divertir em seu quarto do dormitório longe de todos esses jogadoresde futebol com tesão. — Ele zomba de alguma coisa e eu me viro para olhar. Eu,pessoalmente, não vejo nada, mas paciência. Eu que não vou para-lo.Enquanto eu o vejo caminhar, um par de mãos quentes traça o seu caminho sobminha camisa pólo. Eu sei que é Claire antes mesmo de olhar por cima do ombro paradescobrir.Ninguém tem seios tão grandes quanto ela e que estão atualmente pressionadoscontra minhas costas. — O que você quer, Claire? — Pergunto, apesar de eu saber o queela quer.— Eu só quero você docinho. — Ela ronrona no meu ouvido.Eu corro minhas mãos sobre seus braços até suas mãos e tiro-as fora de mim. —Desculpe, eu não estou mais no cardápio.Ela olha puta comigo e eu vejo seu rosto ficar vermelho. — Você não pode virar ascostas pra mim, eu sou sua namorada.Eu levanto uma sobrancelha e sorrio. Nós namoramos durante todo o ensinomédio e decidimos vir os dois para a faculdade para que pudéssemos estar juntos, masna semana que começamos a mesma faculdade ela decidiu que queria namorar outraspessoas. — Não, eu não penso assim. Eu me lembro de você me dispensar cerca de oitosemanas atrás.Seus olhos azuis maçantes enchem-se com fogo. Eu sei que ela vai fazer uma cenae eu estou tão cansado de seu drama. Sinceramente foi um alívio quando ela me largou.— Eu não o dispensei! Estávamos dando um tempo! — Ela grita no meu rosto.
  8. 8. — Sim, você fez, agora ocorre que eu não tenho tempo para você esta noite, suaputa louca de merda. — Chamando-a de puta, eu poderia ter ido longe demais.— Você acabou de me chamar de puta? Ninguém me chama de puta! — Eu achoque ela está se virando para sair, mas ela só pega um copo de um garoto próximo ecomeça a jogá-lo em mim. Mas ele não só me bate no rosto, mas também em uma garotatentando passar entre nós. E esta garota parece chateada.Ela não pode ter mais de um metro e meio, porque eu sou uma torre sobre ela.Seu cabelo encaracolado preto longo está grudado em seu rosto e o líquido estáescorrendo em seu decote encharcando a camisa escura. Eu não sei o que eu esperava,mas não que a pequena coisa fosse socar Claire no rosto.— Esta é a minha camisa favorita! É assinada por M. Shadows e você estragou!Eu vou matar você! — Os gritos da coisa pequena no rosto de Claire. Claire tem esteolhar de animal com sangue escorrendo de seu nariz quebrado. Eu não acho que alguémjá levantou a mão para ela e ela não sabe como agir.— Ok, por favor, se você se acalmar, e se afastar da princesa cadela, eu arranjoalgo seco para você vestir. — Eu envolvo meu braço em torno da cintura dela e descubroque ela não pesa nada. O que é uma mudança, em comparação a Claire, que é quase tãoalta quanto eu e é muito curvilínea, não é uma coisa ruim apenas diferente. — Claire,você deve ir para o hospital para fazer um curativo. — Eu sorrio e aceno para ela.Eu agarro a mão da garota pequena e a puxo para junto de mim, para subir asescadas para o meu quarto. Eu abro a porta e puxo-a para dentro e fecho. Deixei a luzacesa antes e eu estou surpreso que ninguém está usando aqui ainda. Eu sou umaaberração, tudo está totalmente limpo e nada aqui está fora de lugar. Minha cama com oseu lençol azul escuro está feita e minha mesa no canto tem todos os documentos emordem. — Sente-se na cama. Eu acho que você pode encontrar algo que não vai te afogar.— Eu duvido, com o seu tamanho enorme. — Ela diz bem antes de ficar corada.— Oh meu Deus! Lamento que saiu dessa forma. — Eu olho para ela e vejo seu rostocorar em um rosa lindo. E foi aí que eu notei como ela é linda, com o rosto em forma decoração e os olhos cor de esmeralda. Estou atraído para os lábios, que são únicos.O de cima é fino e quase inexistente com o fundo maior com estas sardas fracasperto do lado direito da boca. Eu não posso deixar de pensar como seria fácil de morder echupá-lo com meus próprios lábios. Então gostaria de limpar toda a cerveja fora de suapele pálida com a minha língua.Droga, eu preciso ter a minha cabeça no lugar. — Então, como você conseguiu queM. Shadows assinasse a sua camisa? — Pergunto tentando colocar minha cabeça nolugar certo. As oito cervejas que eu tinha bebido anteriormente estão turvando o meujulgamento.— Oh, eu tive que ir aos bastidores no ano passado durante Edgefest quando elesestavam tocando. Eu também tenho uma foto com a banda inteira na minha parede, emcasa. — Então, ela parece um pouco confusa. — Você sabe quem é Avenged Sevenfold?Eu rio e aponto para um cartaz de Nightmare no meu armário. — Sim, eu tenhotodos os seus álbuns. Eu também fui ao Edgefest no ano passado, mas eu não consegui
  9. 9. voltar ao palco ou qualquer coisa. Mas, você não se sentiu mal? Com o solo de bateriaque tinha as luzes piscando. E com a imagem 3D que aparecia no meio da multidão.Ela sorri e eu quase caio de joelhos. Ilumina seu rosto todo e eu juro que ela é umanjo. — Oh meu Deus, eu não sabia sobre a coisa 3D eu estava nos bastidores! Isso émuito legal.Eu ainda estou pasmo quando ela puxa sua camisa sobre a cabeça. Ela tem umtop de renda branco por baixo, que está encharcado.Minhas calças começam a ficar apertadas na região da virilha, eu vejo o sutiãpreto por baixo. Quando ela se levanta da cama e caminha para mim, eu acho que devoestar sonhando. Quando ela chega em mim, ela pega a camisa que eu encontrei para eladas minhas mãos e coloca-a. Eu esqueci que eu peguei minha camisa de futeboljuniores. Eu tinha uns 12 e cabe-lhe perfeitamente e eu me sinto meio bobo de vê-la sevestindo.TeaganEu amo este olhar possessivo em seu rosto. Eu ainda não posso acreditar que eutirei minha camisa na frente dele, tem que ser o álcool, porque eu nunca faria qualquercoisa louca por minha conta. Talvez seis doses de vodka fossem um pouco demais.Eu estudo seu rosto e eu juro que eu o conheço de algum lugar, ele é tão familiar.Ele tem cabelo louro dourado raspado por cerca de um centímetro acima do seu courocabeludo e os olhos castanhos mais lindos que me lembram chocolate. Ele tem altasmaçãs do rosto com uma mandíbula forte, e um nariz reto perfeito. Percebo linhas deriso ao redor de seus lábios cheios e me pergunto do que ele tem gosto. Eu não beijeimuitos garotos na minha vida, mas eu gostaria de experimentar, só para sentir sua bocacontra a minha.Aumentou a temperatura do quarto e eu gostaria de ter ficado apenas com o meutop, quando gotas de suor se formaram em minha testa. Talvez seja apenas o seu corpo,que é quente. Eu quero correr minhas mãos sobre o peito largo e baixar por seus longosbraços. Eu posso ver os músculos sob as mangas da camisa e eles são enormes. Eubalanço minha cabeça para limpá-la desses pensamentos, eu quero dizer que eu estouliderando o tempo todo. Eu não entendo porque estou toda quente e incomodada por umcara que eu não conheço.— Eu acho que nós precisamos mudar a sua camisa agora. — Eu pisco pensandoque não pode ter sido eu que disse isso.Ele sorri e levanta sua sobrancelha. — É claro que sim, baby. Você vai meajudar?
  10. 10. Eu tremo quando ele me chama de baby e eu me admiro por gostar tanto. —Hmmm, eu acho que não. — Eu sorrio inocentemente para ele. — Eu estou supondo quevocê não está tão bêbado quanto eu.— Não, eu acho que estou mais bêbado do que você está e eu tenho certeza queeu preciso de sua ajuda. — Ele pega a minha mão e coloca-a na bainha de sua camisapólo. Eu não posso acreditar que ele está flertando comigo, nem posso acreditar queestou flertando de volta. Eu a puxo para cima passando por seu abdômen, que é sarado,em seguida, sobre seus bíceps que são bem definidos e então sobre sua cabeça e jogo nochão. E eu não sei se eu posso culpar o álcool quando eu começo a tocá-lo no estômago epasso as minhas mãos para cima sobre o peito e até chegar ao pescoço forte.Ele sorri e suas mãos vão para a parte de trás das minhas coxas puxando asminhas pernas para irem ao redor de sua cintura. Quando seus lábios encontram osmeus eu tremo e minha pele entra em erupção de tão arrepiada. É a melhor sensação domundo quando sua língua se encaixa com a minha e nossos lábios se movem emsincronia. O beijo vai durar para sempre e eu estou quase ficando sem ar. Ele começa aandar para a frente e, então, eu estou caindo.Eu pouso na cama e antes de eu perceber ele está em cima de mim. Ele repousa oseu peso em seus antebraços perto da minha cabeça e os dedos vão para o meu cabelo.Eu me pergunto por que ele não está me beijando assim que eu olho em seus olhos dechocolate intensos. — Você é tão bonita, baby. — Ele finalmente diz e depois seus lábiosestão de volta nos meus. Minhas mãos estão segurando seu pescoço segurando para obeijo da minha vida. Seus lábios deixam os meus de novo quando ele se levanta sobre osjoelhos. Eu não posso deixar de pensar como ele é lindo com sua pele bronzeada. Elepega a barra da minha camisa puxando para cima, assim me levanto para que ele possapuxá-la sobre minha cabeça. Tanto a camisa quanto o top que eu tenho por baixo vãopara o chão, deixando-me em meu sutiã e calça jeans. Então eu vou um passo além eabro os ganchos na parte de trás, e jogo no chão para se juntar as minhas camisas.Ele passa a mão pelo rosto e solta um jato de ar. Então, ele está me empurrandode volta para baixo e suas mãos estão em meus seios nus. Mais uma vez me encontrosem fôlego quando seus lábios devoram os meus. Em seguida, seus beijos deixam minhaboca e começam a se mover no meu pescoço em lambidas e mordidas e é tudo o que euposso fazer para não gemer. Quando ele faz isso em meu mamilo direito e o chupa, eugemo.— Faz esse barulho novamente, baby. — Ele diz quando se move para meumamilo esquerdo e eu faço. Ele o chupa por mais um minuto e segue a mesma trilha devolta para meus lábios e ele está me beijando novamente.
  11. 11. DeclanEu não posso acreditar que isso está acontecendo. Quer dizer, eu sei que eu estoumuito bêbado, mas esta é a garota mais bonita que eu já vi, e agora ela está na minhacama de topless. Seus seios são perfeitos apenas um punhado com pequenos mamilosrosados. Seu estômago é plano e há uma tatuagem aparecendo por debaixo das calças eeu não posso ter certeza, mas eu acho que diz Sem Palavras. Acho que vou ter quedescobrir. Eu desabotoo seu jeans e puxo o zíper. Eu passo as minhas mãos pela cinturae ela levanta os quadris para que eu possa puxá-los."Foda-se" ela diz sem palavras e combina a calcinha com o sutiã descartado. Euestou tão excitado que chega a doer e eu passo a tirar minhas próprias calças jeans eminha boxer vai com ela. Quando bate no chão deixando-me nu eu a acompanho devolta na cama. Eu estava novamente ao lado dela e ela se move para a direita, quandonossos lábios se encontram novamente. Suas mãos passam em volta do meu pescoço eeu fico com arrepios de seu leve toque. Eu não posso acreditar o quão excitado eu estou.Nunca foi assim com qualquer outra pessoa.Eu passo a minha mão por baixo da calcinha dela e escorrego meus dedos dentrodela. Ela arqueia as costas quando eu enfio um dedo dentro dela e solta um gemido emminha boca. Até que alguém bate na porta.— Merda, espere uns minutos baby e eu vou me livrar deles. — Eu digo a ela. Elaacena com a cara lavada lindamente e eu me levanto para puxar minha boxer e atendera porta. Eu apago a luz antes de abri-la já que ela está praticamente nua.Eu abro a porta para ver Jaden. — O que foi o homem?— Eu tenho que correr, então eu preciso de minha jaqueta. Eu percebi que vocêestava ocupado, mas eu preciso das minhas chaves. — Ele sorri.— Oh merda, eu esqueci que você deixou aqui. — Eu viro e pego no gancho naparte de trás da minha porta. — Aqui está. — Eu digo entregando a ele.— Quem está aí? — Ele pergunta acenando com a cabeça em direção ao meuquarto escuro. — Ah, é a que quebrou o nariz de Claire?— Umm, podemos falar sobre isso mais tarde? Eu estou tipo no meio de algumacoisa. — Eu dou-lhe um olhar que diz tudo.Ele se afasta da porta segurando o casaco sobre o braço. — Desculpe homem, euvou sair do seu caminho. Vejo você amanhã no jogo. — Ele se vira e desce as escadas.Balanço a cabeça e volto para o meu quarto. Fechando a porta, eu ascendo a luzpara que eu possa ver cada centímetro dela. Ela está ali com os braços sobre a cabeçadormindo. Eu rio silenciosamente para não acordá-la. Eu desligo a luz de novo e rastejona cama ao lado dela onde eu puxo-a para mim.Ela suspira em seu sono e coloca os braços em volta de mim. Não muito antes deeu cair no sono.
  12. 12. Capítulo 3Teagan— Querida você está se sentindo bem? Você parece um pouco verde. — Sarah mepergunta. Eu sei que ela não está bem gritando porque Sarah não grita, mas, oh, soacomo isso. Neste ponto ter meus olhos abertos faz minha cabeça doer.— Sim Sarah eu estou bem. — Eu tento parecer alegre, mas eu tenho certeza queele saiu menos.Ela me olha e balança a cabeça. Ouço-a levantar-se da cadeira na sala de estar eir para a cozinha. Eu ouço armários abrindo e fechando e depois de 10 minutos ela voltapara a sala de estar com um copo com um líquido com mau cheiro.— O que é isso? — Eu pergunto-lhe.— O que você precisa para se sentir melhor. — Ela me entrega o vidro e sai dasala.Eu cheiro e meu estômago revira. Eu sempre fui um peso leve e não importa oquão pouco eu bebo eu ainda acabo com ressaca. Eu aperto meu nariz entre meus dedose engulo. Não demora muito e eu me sinto muito melhor.Agora que me sinto melhor eu meio que fico chocada. Ela nem sequer ficou brava,por eu estar de ressaca. Ok, eu vou perguntar para o papai, se ela se transformou emuma pessoa calma.Eu estou tentando esperar pacientemente minha irmã Jessica chegar até aqui,mas eu não acho que eu vou fazer isso. Ela mora aqui na cidade com o marido, Cody, eseu filho de três anos de idade, Jason. Eu liguei para ela no segundo que eu chegueiaqui e disse-lhe para se apressar, porque eu preciso falar com ela. A coisa sobre Jessicaé que você não pode apressá-la para nada, a menos que você esteja morrendo, e isso éum talvez.Eu estava atrasada para encontrar Jaden e Caden para a vinda até aqui. Eles mederam uma olhada super chateados. Eu não sei se eles poderiam dizer que eu estavachapada na noite passada ou que eu estava apenas de ressaca. Eu não olhei no espelho,então eu não tenho idéia do que eu pareço. No segundo que eu entrei pela porta tive quefalar com o papai e Sarah. Agora que eu estou livre, eu estou indo tomar um banho evestir uma roupa limpa.Meus pais moram em uma casa de dois andares com oito quartos e seisbanheiros. Todos os pisos de madeira e paredes claras no primeiro andar, com móveiscaros para corresponder.
  13. 13. As escadas são cobertas com veludo branco e eu subo dois degraus de cada vezaté o topo onde eu viro à esquerda para o meu quarto, que é a segunda porta. Conformeeu ando, eu percebo que estou feliz por estar em casa novamente. Grace adora rosa,então nosso quarto é uma dor de cabeça.Minha cama de dossel está forrada com um belo edredom. O tapete azul escuro émacio sob os meus pés quando eu atravesso o quarto e deito sobre minha cama. Eu olhoos cartazes pendurados em todos os lugares. Eu tenho uma série de pôsteres de banda,que incluem Lady Gaga, Kurt Cobain, Brand New, Machine Head, e Disturbed. Eutambém tenho cartazes de livros. Stained de Ella James, O Segredo de Ella e Micha porJessica Sorensen, Twist por Dannika Dark, e, o melhor de todos, Onyx por Jennifer L.Armentrout. Essas imagens são como um colírio para mim. Elas cobrem a minha paredetão bem que não se vê a tinta azul pálido.Então eu vejo o cartaz que eu ando evitando contato visual desde que eu entrei nasala. O cartaz como aquele que ele tem em seu quarto. Eu não quero pensar sobre ele. Anoite passada foi tão louca. Eu ainda não consigo acreditar que aconteceu mesmo. Querdizer, eu quase perdi minha virgindade com um cara e eu nem sei o nome dele! Um Deusde cuecas em território de prostituta.Uma batida soa na minha porta. Deus, eu espero que seja Jessica. — Entre! —Eu grito.A porta se abre e entra a minha irmã. Ela tem o cabelo preto puxado para cima emum coque e uma sobrancelha arqueia-se sobre os olhos azuis. Eu tremo, porque eu nãosei nem por onde começar. Ela é a única para quem posso falar sobre isso. Ela não é umdos meus irmãos e ela pode manter um segredo. Marie, apesar de seu bom coração, éuma fofoqueira total e ela não iria entender. Ela era virgem até o dia em que ela se casoucom Max.— Ok, eu corri igual uma louca para chegar aqui agora derrame. — Ela dissebatendo o pé no chão.— Eu quase perdi minha virgindade na noite passada. — Eu boto para fora.— O quê? — Ela grita.— Shhhh! Você quer Jaden e Caden aqui? Ah eles iriam me matar e depois a ele.— Eu digo sentando-me na cama.— Desculpe, mas você só me surpreendeu é tudo. Nossa, Teag, como diabos vocêpassou pelos gêmeos? — Ela vem sentar-se na cama comigo.Então eu digo a ela como Grace me convidou para a festa e fomos beber umpouco, antes de Jaden me ver e tentar me levar. Eu tinha dito a ele que eu estava saindoe eu quis dizer isso, mas depois a garota louca jogou bebida em mim. Como ele me levoupara o seu quarto para colocar camisas secas e tudo o que aconteceu lá. Eu não seiquem estava na porta, mas a vodka tinha me abalado rapidamente, enquanto eu estavaesperando que ele se livrasse do intruso. Eu acordei esta manhã com o meu corpoenrolado em volta do seu peito e minha cabeça contra seu pescoço. Ele estava com osbraços em volta de mim e seu rosto enterrado no meu cabelo.
  14. 14. — Então, eu entrei em pânico e sai de lá antes que ele acordasse. Eu deixeiminha camisa lá. — Faço uma pausa e solto um suspiro porque este vai ser o chute. —Olhe eu não sei o seu nome ou mesmo como chegar a sua casa para pegar minha camisade volta.Jessica está me olhando como se ela nunca tivesse me visto antes. — Você nãosabe o nome dele? Eu acho que eu te ensinei a ser melhor do que isto.— Eu sei e estou totalmente envergonhada de mim mesma. Eu ainda não seiporque eu fiz o que fiz. Eu culpo o álcool. — Eu digo rindo da minha piada.Ela não acha isso engraçado e franze a testa para mim. — Você tem certeza quenada mais aconteceu? Quero dizer, ele poderia ter tirado vantagem de você enquantovocê estava desmaiada.Eu balancei minha cabeça. — Não, ele não o fez. Quer dizer, eu sei que eu nuncafiz isso, e tudo mais, mas eu tenho certeza que eu saberia se algo do tamanho de umpênis entrasse lá em baixo, Jessica.— Sim, você está certa sobre isso. Você se sentiria dolorida. — Ela esfrega astêmporas como se isso fosse ajudá-la a descobrir meus problemas. — Bem, você temduas opções aqui. Ou você esquece sua camisa, o que já aconteceu ou você descobrequem ele é.— Oh, eu vou descobrir quem ele é. Essa é a minha camisa favorita e eu talvez,tipo, goste dele um pouco. — Eu gaguejo a última parte.— Realmente, Teag, você acha que você gosta dele? Oh, isso é incrível. Espero queele seja uma pessoa decente, porque você nunca gostou de ninguém. — Ela sorri deorelha a orelha. — Mamãe acha que você é lésbica e só está com muito medo de dizer aeles.— O quê? Por que ela acha isso? — Eu pergunto. Estou completamente chocadacom isso.— Eu acho que é porque você usa muito preto e nunca teve um namorado. Eudisse a ela que este não é o caso, mas ela acha que eu estou mentindo por você. — Elarevira os olhos e eu rio.— Você também lhe diz que ela tem filhos enormes se arrastando atrás de mim eespantando todos os caras que eu olho? — Eu caio de costas na cama e jogo meutravesseiro na parede. — Eu quero dizer, já é suficiente ruim que eles sejam tãoprotetores, mas agora ainda tem a sua mãe pensando que eu sou gay. Não que seja umacoisa ruim, é só que eu não sou.— Eu sei, querida, mas você sabe como ela é. Você é diferente do resto de nós emvários níveis. — Eu começo a ficar louca, mas ela me acalma. — Você é especial paratodos e cada um de nós Teagan, mesmo para a mamãe. Você trouxe sol para esta casa eamor de volta para essa família. — Eu dei-lhe uma expressão confusa e ela continua. —Mamãe e papai estavam sempre na garganta um do outro, sempre lutando e eu estavacom medo de que eles se encaminhassem para o divórcio. Lembro-me do dia em que vocêentrou nesta casa com o seu saco da Hello Kitty e grandes olhos assustados. Mamãe
  15. 15. soltou seu ódio e eu ainda não sabia nada sobre você, mas você consertou todos os seusproblemas.Fiquei espantada sem palavras. Eu não sabia que eles estavam brigando assimantes de me mudar. Eu lembro deles sempre serem felizes. — Você tem certeza? Elessempre pareceram felizes para mim.— Eu tenho certeza querida. Você os firmou. Papai parou de ficar longe de casa otempo todo e mamãe sorriu pela primeira vez em anos. E eles não são os únicos também.— Ela segura meu queixo e levantou-o para que eu pudesse olhá-la nos olhos. — Teaganeu estava brincando com os garotos e bebendo muito, porque eu não queria ter que lidarcom eles. Você me ajudou porque você os fez se entenderem. Minha casa era feliznovamente.— Forest estava fumando uma tonelada de maconha e costumava ir embora otempo todo também. Marie estava fingindo que nada estava errado, o que não era bompara ela e eu odeio pensar o que aconteceria se eles se divorciassem. E os gêmeos? Elesestavam brigando e batiam nos garotos da escola até que você entrou em suas vidas eeles deixaram de ser criminosos.Neste momento eu estou chorando porque eu não tinha idéia de que nada dissoestava acontecendo antes de me mudar. Bem, eu sabia sobre os gêmeos porque euestava na escola com eles.— Por que você está chorando Teag? Eu não tive a intenção de fazer com que vocêfiasse chateada. Eu apenas queria que você soubesse que você é a pessoa mais especialnesta família. — Ela me puxa para um abraço e eu seco minhas lágrimas antes demanchar a sua camisa.— Eu sei, Jess, são lágrimas de felicidade, eu juro. — Eu sorrio para ela e eufinalmente sinto que posso pertencer a esta família.DeclanEla se foi quando eu acordei. Dormiu aqui e se foi como um ladrão da noite. Eusinto que ela roubou meu coração talvez por isso ela seja uma ladra. Eu sei que eu não aconheço ou qualquer coisa do tipo... O que eu quero dizer, inferno, eu nem sequer pegueiseu nome antes de tocá-la, o que me faz morrer de vergonha.Ela fez algo comigo, algo que eu não posso esquecer ou ignorar. Eu ainda sintosuas mãos no meu corpo e ouço os suaves gemidos que vinham de seus lábios. Eununca tive alguém tão sensível, era como se ela estivesse tão perdida em mim como eu
  16. 16. estava nela. Claire não era virgem quando eu a conheci e ela meio que agia como se elanão gostasse de nada. Desnecessário será dizer que não fizemos sexo muitas vezes. Etodas as relações ao acaso que tive nas últimas oito semanas, não foram espetaculares.Ela é diferente e eu não posso tirá-la da minha cabeça. Eu nunca amei Claire.Quero dizer quem poderia amar uma cadela assim. Eu tentei e eu acho que não deveriater ficado com ela por tanto tempo. Eu apenas senti que era o esperado de mim. Eu era ozagueiro da nossa equipe de futebol da escola e ela era a líder de torcida e eu sei que issosoa clichê, mas era o que era.Eu tirei a camisa da porta do meu armário depois que limpei toda a cerveja. Eunão posso deixar de olhar para ela e imaginar ela vestida com a camisa. Ela é tãopequena. Eu me sinto como o pé grande em relação a ela. Ela não é meu tipo em nada.Eu costumo gostar das loiras magras altas e com curvas. Ela não é nada disso, comcabelo encaracolado longo preto e um metro e meio de altura. Onde eu exagerava compeitos grandes e bunda, ela tem apenas um punhado nessas áreas. Eu amei isso.Meu irmão mais novo Marcus invade meu quarto me assustando e me fazendosair dos meus pensamentos. Ele tem 16 anos em cada pedacinho dele. Seu longo cabeloloiro é puxado para trás em um rabo de cavalo. Seu rosto que se parece muito com omeu tem uma malícia só dele.Ele se joga na minha cama e joga os chinelos para baixo dela. — Então, quem eraaquela garota que estava esgueirando-se esta manhã?— Eu não sei. — Eu digo a ele com honestidade. Posso dizer que ele não acreditaem mim.— Sério, quem era? Você nunca as deixa passar a noite. — Ele me conhecemelhor do que ninguém e as vezes eu odeio isso.— Honestamente, Marcus, não tenho idéia de quem ela é. Eu não perguntei onome dela. — Eu o assusto com minha estupidez. Eu poderia bater-me por ser umidiota. Quem toca uma mulher como eu fiz e nem sabe o nome dela.Ele olha para mim como se eu tivesse quebrado o seu iPod. — Declan estouhonestamente sem palavras. O que diabos você estava pensando? Oh, eu sei que vocênão estava pensando! — Ele cheira-me na parte de trás da minha cabeça. Reviro os olhose empurrando-o.— Olhe que não é nada disso. Eu quero encontrá-la. — Eu pauso a imagem deseu rosto em minha mente. — Não, eu tenho que encontrá-la.— Mano, porra, se eu não te conhecesse bem, eu diria que você está apaixonado— ele olha para mim como se me tivesse crescido outra cabeça.— Eu não estou apaixonado Marcus, mas se eu encontrá-la e conhecê-la eu achoque não iria demorar muito para eu ficar. — Eu olho para ele e eu vou-lhe pedir para meajudar. Eu odeio me sentir fora de controle e essa garota me tem nas mãos.— Droga, Dec, eu nunca pensei que veria esse dia. Você não ficou com Claire poruns seis anos? — Eu aceno a sua pergunta. — Nem uma vez você teve um olhar comoeste.
  17. 17. — Como o quê?— Como se você não tivesse a menor idéia do que fazer. Você tinha o controle detoda a sua vida e agora tem algo fora deste controle. Eu, pessoalmente, adoro! Você émuito sério o tempo todo. — Ele ri e se mexe para sair da cama. — Eu vou ajudá-lo aencontrá-la. Aí eu vou roubá-la de você. — Eu sei que ele está brincando, mas eu aindajogo meu travesseiro em suas costas.Eu passei muito tempo hoje pensando nela e é hora de me preparar para o jogo dehoje à noite.
  18. 18. Capítulo 4TeaganA vida inteira de Jaden é o futebol. Ele é um daqueles que fica realmente fixado nojogo. Se o seu time favorito perde, ele fica louco por dias. Se você falar mal sobrequalquer um dos jogadores ou de sua equipe então você está pedindo por uma briga. Eucostumava ter pavor da temporada de futebol a cada ano. Ficou ainda pior quando otime jogou na liga da escola e perdeu, o que não acontecia muito, e muitas vezes faleicom ele sobre isso.Ele se parece com o pai, com o cabelo muito preto curto e olhos azuis escuros.Sua face é composta de feições angulosas e uma boca cheia que quase nunca sorri. Vocênem sequer sabe que Jaden e Caden são gêmeos, a menos alguém lhe diga. Sim, elespraticamente têm a mesma cara, mas Caden é loiro com olhos azuis. Caden tambémsorri o tempo todo e não leva a vida tão a sério.Jaden é um jogador de linha ofensiva. E ele é muito bom em seu trabalho. Seuresultado excelente lhe garantiu uma posição de titular no time.A família inteira sai para seus jogos. O que inclui meus quatro irmãos e irmãs,mais três cunhados e dois netos. E todos nós temos camisas com seu número nelas. Éloucura, mas eu faria qualquer coisa para apoiar o meu irmão.Eu costumo sentar com meu iPod e leio, me desligando do jogo, mas hoje eu estouem uma missão para encontrar meu cara misterioso. E a minha primeira parada éGrace. Ela está nos bastidores em seu uniforme com o resto das líderes de torcida. Elasabe de cada jogador de futebol e eu estou esperando que ela saiba de quem era a casaque estávamos na noite passada.O jogo ainda não começou, por isso tenho uma melhor chance de interrogá-la. —Grace! — Eu chamo para a parte inferior das arquibancadas.Sua cabeça loira chicoteia em minha direção, quando ela me vê ela me dá osorriso bobo e grande de sempre. — Ei, querida. Eu estava esperando para encontrarvocê antes, mas você foi para casa com seus irmãos esta manhã, mas alguém não voltoupara casa. — ela grita para mim, me abraçando através do trilho.— É sobre isso que eu tenho uma pergunta rápida antes que eu precise voltarpara a minha família. — Eu digo a ela agarrando-lhe as mãos.— Manda.— De quem era a casa que estávamos na noite passada? — Eu tento escondermeu entusiasmo sobre encontrar o nome do garoto amante.
  19. 19. — Oh, eu não tenho nenhuma idéia querida. Cassidy ligou e me convidou a dar oar da graça. Eu nem sequer pensei em perguntar. Por quê? — Ela me perguntacolocando a mão em seu quadril.— Merda, você era a minha melhor aposta. E vou explicar esta noite, quando vocêvoltar para o dormitório. — Eu suspiro de frustração. Eu sempre poderia perguntar aoJaden mas então ele provavelmente descobriria isso e o mataria.— Tudo bem, mas eu estou morrendo de vontade de saber onde você estava,então eu vou pular a festa depois. Eu tive o suficiente na noite passada, a minha cabeçaestá me matando o dia todo.Ela franze a testa e caminha de volta para as líderes de torcida.Eu poderia ter pedido a ela para perguntar às outras líderes de torcida, mas eutenho certeza que eu vi a garota que eu soquei na última noite antes e foi em um dostreinos de Grace. Eu não posso acreditar que eu fiz isso também. Eu não sou propensa aviolência, mas me dê um pouco de álcool e me irrite que vou começar a distribuir socos.Eu nunca vou beber de novo também. Sarah disse ao papai que eu estava deressaca então ele me deu uma palestra por horas e eu tive que cortar a grama. E essassão duas coisas que eu odeio. Eu não posso suportar a decepção em seus olhos e eusempre pego um resfriado após o corte da grama.Eu volto a subir as escadas para junto da minha família, com o sentimento dederrotada. Eu nunca vou descobrir quem ele é e isso está me matando.— Bem, o que ela sabia? — Jessica pergunta no segundo que eu volto para o meulugar ao lado dela.— Ela não sabia, recebeu as instruções de outra líder de torcida. — Eu respondopegando minha sobrinha Hailey que estava titubeando para mim. Ela tem um ano deidade e é a cara do meu irmão, Forest. Ela tem seus cabelos dourados e olhos azuisbrilhantes, mas suas bochechas são gordinhas e ela é uma boa garota.— Droga eu estava esperando que ela soubesse! Vamos encontrá-lo, eu juro Teag— Ela disse agarrando o meu braço e beijando Hailey na bochecha.Rindo eu digo. — Você soa como se estivesse mais ansiosa do que eu!— Bem, você é minha irmã solteira então eu tenho que viver através de você. —Ela ri comigo. — A vida de casado é chata e eu só vou ter sexo com um homem para oresto da minha vida. — Ela mexe as sobrancelhas sugestivamente.— Ha! Ok Jess eu vou te dar todos os detalhes sangrentos a partir de agora. —Eu sorrio e bato meu quadril no dela.
  20. 20. DeclanEstou sentado sobre as linhas laterais onde os reservas assistem ao jogo. Eu souum calouro de camisa vermelha e me orgulho disso. Eu amo não ter as pressões do jogo,mas poder participar do treino. Eu começo a ficar em forma e mantenho minhashabilidades afiadas, mas nenhuma ansiedade.Eu quero fazer mestrado em Direito então eu vou estar na escola por muito maistempo do que quatro anos. Eu tinha jogado no meu último ano e eu ganhei várias bolsasde estudo para jogar lá fora, mas eu queria ficar no Arkansas com o meu irmão maisnovo.Meu pai acha que eu sou louco, mas ele não está sempre por perto e Marcusestaria aqui, principalmente, por conta própria. Meu pai é dono de uma grande empresae viaja muito. Desde que ele chegou aqui, ele construiu a sua casa e começou a suafamília, mas depois a minha mãe fugiu com seu treinador e não a temos visto desdeentão. Quase nunca vejo o meu pai também. Ele está sempre fora em alguma viagem denegócios ou de férias.Boa viagem eu digo, nenhum deles fez nada por mim ou Marcus, só arruinaramnossas vidas. Então, ao invés de ficar esperando por eles para nos levantar, eu fiz.E eu acho que fiz um bom trabalho, pelo menos, Marcus está no bom caminho.Ele é um bom garoto e sua cabeça está no lugar certo.Eu me concentro no jogo e Jaden alegra a minha cabeça. Ele é um cara bom e euestou feliz que ele esteja na minha equipe neste momento. Encontramos-nos a um par deanos atrás, quando ele ainda jogava como atacante defensivo. Ele quebrou minhaclavícula e eu quebrei o seu braço. Temos sido bons amigos desde então. Falávamosmuito ao telefone, mas como sempre jogamos em equipes rivais, não saíamos empúblico. Eu costumava brincar que ele era meu amante. Ele não achou isso engraçado.O futebol é vida Jaden e eu não o culpo. Ele pode ir a algum lugar com ele.Ele também tem uma irmã mais nova que vai para a escola com a gente. Apostoque consigo fazer com que ele deixe-me falar com ela. Ele e seu irmão gêmeo sãoextremamente protetores com ela. Ele chega ao ponto em que eu acho que eles não adeixam fazer muita coisa.Ela pode saber da minha garota misteriosa. Garotas conhecem todo mundo. Oupelo menos, Claire conhece e eu não vou pedir a ela.Eu não sou amigo de todas as garotas e eu sei que converso muito, mas eu nãoestabeleço relações com qualquer uma delas. E eu fico longe das líderes de torcida.Claire já está em sua equipe. Falando delas estão me dando olhares com brilho de mortedurante toda a noite, acho que elas sabem sobre o nariz de Claire. Eu acho que eu possocolocar Grace fora dessa. Jaden tem uma enorme queda por ela e eu não o culpo. Ela émuito gostosa e a pessoa mais doce que conheço. Ela e Claire não se dão bem.
  21. 21. O jogo está quase terminando com dez segundos no relógio e nós com a bola. Nãoimporta se marcarmos, pois estamos ganhando de 22 a 12, o que vai nos deixar com seisvitórias e duas derrotas. E sendo uma vitória, Jaden deve estar em um ótimo humor.*****Após o jogo de Jaden e uma chuveirada saio para minha caminhonete. Betty é omeu bebê. Ela é uma Chevy Silverado 2012 com uma cabine estendida e rebaixada. Elafoi um presente de formatura do meu pai. Ele pode não estar sempre por perto, mas ele éum grande doador de presentes.— Onde é a festa esta noite? — Jaden pergunta ao subir na cabine. O interior tembancos de couro mais macios que bumbum de bebê.— Os pais de Kyle possuem uma cabana na floresta. Ele me disse que vai ter umafogueira e um par de barris. — Eu coloco as chaves na ignição e acelero.— Legal. Podemos parar no dormitório das garotas? Minha irmã levou meu carrode volta para a cidade e eu só tenho que pegar as chaves.— Sim, mas sobre sua irmã... — Eu digo baixo, porque eu não sei como ele vaireagir.Ele chicoteia a cabeça para olhar para mim. — O que tem ela? Você não aconhece, não é?— Não, eu não a conheço, eu só preciso lhe fazer uma pergunta. — Eu realmenteespero que ele não me dê um soco.— Se você não a conhece por que você precisa lhe fazer uma pergunta? — Ele nãoparece louco apenas curioso e espero que ele continue assim.— Na noite passada, me juntei com uma garota, e eu não sei o nome dela. Esperoque ela possa me ajudar a encontrá-la. — Posso interromper procurando as palavrascertas. — Não foi um encontro aleatório para mim. Eu não consigo parar de pensar nelae sinto que eu poderia ficar louco se eu não descobrir quem ela é.Ele olha para mim como se ele nunca tivesse me visto antes. — Uau, quem é vocêe o que você fez com o Declan Sage que eu conheço? — ele balança a cabeça e ri. — Eunão posso acreditar que você está pendurado em uma garota. O inferno, você nuncadisse coisas como essa sobre Claire. Sim, você pode perguntar a minha irmã. Eu queroencontrar a garota que deixou você fora de controle.Eu olho para ele confuso. — O que quer dizer com fora de controle? — Eurealmente estou confuso porque eu nunca estou fora de controle.— Declan eu te conheço há muito tempo e nenhuma vez você expressou qualquertipo de sentimento que não fosse o que você queria que eu visse. Eu só quero que vocêsaiba que eu estou aqui para você. — Ele ri baixinho e continua — Eu sei que é brega oque estou dizendo, mas você é tão controlado todo o tempo que você não é muito realcomigo.
  22. 22. — Eu realmente não sei o que dizer sobre isso. — Eu digo porque eu realmentenão sei.— Eu sei que você tem o seu irmão, mas talvez você precise de alguém de fora desua família que sabe sobre seus pais para conversar. Minha família é muito louca e eusei que ela pode ser esmagadora. Olha o que eu estou tentando dizer é que você não temque esconder as coisas de mim. Eu me importo com você, você é meu irmão. Eu sou umamigo de verdade para você, homem, eu não julgo e não vou colocá-lo para baixo. — Eletermina e dá-me um olhar penetrante.Esfrego minha mão no meu rosto, que é minha marca registrada de quando ficonervoso. — Isso é legal Jaden e eu aprecio isso.Ele ri alto desta vez. — Não tem problema. Eu tenho que ligar para minha irmã edizer-lhe para nos encontrar no lobby.Eu dirijo enquanto ele pega seu celular e disca. Eu tento não ouvir, mas eu estouainda mais nervoso que ela não vá me ajudar. — Ei Teag, olha, eu estou quase no seudormitório. — Ele faz uma pausa, enquanto ela diz algo. — Vou encontrá-la no lobby evista alguma coisa decente. Eu vou levar Declan comigo. — Ele faz uma carranca quandoela diz outra coisa. — Basta que você vista uma calça. Eu sei que você está sepreparando para ir para a cama. E ele está indo, porque ele precisa de um favor. — Apausa é maior nesse tempo e ele tem um sorriso cada vez maior em seu rosto. — Vocêvai ter que descobrir senhorita certinha. Tchau, vejo você em cinco minutos.
  23. 23. Capítulo 5TeaganEu me pergunto o que o sempre maravilhoso Declan Sage poderia querer de mim.Eu nunca o conheci, mas Jaden o conhece desde sempre. Aparentemente ele é umzagueiro muito grande e que ganhou pontos extras com o meu irmão.Grace e eu temos procurado no Facebook pelo meu cara misterioso. Sem sorte atéagora, e eu estou começando a ficar desanimada. — Fique tranquila, Teagan, vamosencontrá-lo nem que eu tenha que caçar todos os caras que estão na faculdade.Eu rio — Grace tudo bem, eu tenho que ir lá embaixo para encontrar meu irmão eseu amigo. Aparentemente, ele precisa de um favor.— Quem é? — ela pede girando em torno de sua cadeira para me encarar.— Declan Sage. Eles são amigos. Estou surpresa que Jaden vai deixá-lo falarcomigo. — Eu digo quando eu puxo meu jeans. Eu estava vestindo shorts de yoga paradormir, mas Jaden iria morrer se eu saísse com eles.— Oh meu Deus! Ele é totalmente gato! Eu o lamberia da cabeça aos pés. —Afirma com um olhar tímido no rosto.— Eu não sei, eu nunca o vi antes. — Eu rio de seu rosto e caminho até a porta.— Oh, você vai esquecer esse outro cara no segundo que você o ver! Ele é como ocara mais gato de todos! — Ela grita, enquanto gira em torno de sua cadeira.Eu rio dela já com cabeça para fora da porta. Nós moramos no andar de cima e eutenho que descer os quatro lances de escada até o saguão. Eu odeio essas escadas edesejo que este edifício tivesse um elevador.Eu estou esperando que se eu puder fazer este favor para Declan então talvez elefosse me ajudar a encontrar o meu cara. Eu fico animada e corro para baixo. Eu sei queele é amigo do meu irmão, mas eu poderia ser capaz de convencê-lo a manter isso emsegredo.Quando eu saio pela porta da escada eu percebo que eles já estão aqui. É sábadoà noite e este lugar é bem vazio. As cadeiras em que normalmente você vê as garotasestudando ou vendo televisão estão vazias, exceto pelo meu irmão e seu amigo. Declanestá sentado, de costas para mim, então eu não consigo ver se ele é o cara mais gato detodos como diz Grace. Eu provavelmente não pensaria assim de qualquer maneira,simplesmente pelo fato de que o cara misterioso é o mais gato de todos para mim, dequalquer maneira.
  24. 24. Jaden está de pé e acenando com as mãos em uma forma animada. Eu acho queeles estão falando sobre o jogo. Ao me aproximar Jaden para de falar e estende seusbraços para um abraço. Eu vou para eles me sentindo como uma criança pequena.Quero dizer ele é mais de meio metro mais alto que eu. Eu olho para Declan e toda a corfoge do meu rosto.É ele, e ele tem o mesmo olhar em seu rosto que eu tenho certeza que eu tenho.Eu vou lhe dar crédito, porque quando Jaden me deixa ir Declan coloca um sorrisoeducado no rosto e disfarça. Ele chega mais perto de nós e estende a mão. — Ei Teagan,é bom conhecê-la. Jaden me falou muito sobre você.Ele olha para mim e eu intencionalmente agarro a mão para apertá-la. Minhapalma vibra onde toca a dele.— É muito bom conhecer você também Declan. Eu posso dizer o mesmo sobrevocê. — Eu respondo quando ele deixa a minha mão. — Eu tenho que voltar para o meuquarto, minha companheira de quarto está pronta para começar a nossa noite de filmes,então me dê o seu número e nós podemos falar com calma sobre o favor.Ele acena com a cabeça. — Soa como um plano. Temos uma festa para ir, também— eu pego o meu telefone no meu bolso. Eu entrego-o a ele e ele faz questão de me tocarquando ele pega. Ele aperta alguns botões e, em seguida, ele está colocando-o de volta naminha mão.Nós nos despedimos e eu começo a caminhada de volta até as escadas para o meuquarto. Eu quase não noto a viagem, porque minha mente está em Declan Sage. Perceboagora por que ele parecia tão familiar. Há uma foto dele e Jaden em uma festa no lago háalguns anos atrás, no quarto de Jaden. Seu cabelo era mais longo, eu acho que é porisso que eu não fiz a conexão antes.Quando entro no quarto, Grace está saltando para cima e para baixo. — Então, eleé o cara mais gostoso que você já viu, né? — Ela deixa escapar depois de eu ter sentadona minha cama.— Sim, ele é o cara mais quente de todos. Eu também estive com ele ontem ànoite. — Eu digo a ela. Eu me sinto como se eu estivesse em transe. Eu gosto muito delee não parei de pensar nele desde que eu acordei esta manhã e agora todas as minhasesperanças são esmagadas.— Oh meu Deus, você quase fez sexo com Declan Sage. — Ela fica ao meu lado,na minha cama. Parece que ela é tomada do mesmo torpor que eu.— Sim, e aqui está o jogo, ele é o melhor amigo do meu irmão. — Eu deixo cair aminha cabeça em minhas mãos. Por que o destino é tão cruel? Eu poderia esconder umgaroto e meus irmãos não saberem dele, mas não um dos seus melhores amigos.— Querida que pena. Eu não sei o que te dizer. Jaden e Caden são como guardase você é como uma prisioneira psicopata. — Ela esfrega minhas costas, como se para meacalmar.— Ele me deu seu número, você acha que eu deveria mandar um sms pra ele? —Pergunto esperando ela dizer que sim.
  25. 25. — Claro que sim! Oh meu Deus, isso é ótimo. Vocês poderiam manter tudo emsegredo e essas coisas. Um Romeu e Julieta moderno. — ela exclama.— Eu não acho que eu iria tão longe como Romeu e Julieta, Grace. Eu querodizer, eles se mataram. — Eu rio dela com o que eu estou dizendo.— Verdade, mas eu não estou dizendo que vocês têm que se matar ou qualquercoisa do tipo, eu acho que vocês devem é manter segredo de Jaden. Ele seria totalmentecontra.— Espere, eu nem sei se ele sente o mesmo que eu. Então, não vamos escrevervotos de casamento ou qualquer coisa.— Acho que ele quer você, você é muito melhor do que Claire. Argh, eu odeio essabruxa. — Ela zomba.— Quem é Claire? — Eu pergunto.— Sua ex-namorada e ela é uma pessoa metida, provavelmente por isso quealguém quebrou seu nariz. — Ela sorri.Eu não, e pela segunda vez esta noite todo o meu sangue é drenado para fora domeu rosto. — Eu era o alguém.— O quê? Como você deixou isso de fora de sua história? Isso é quase tãoimportante quanto você se juntar com Declan! — diz ela, animadamente.— Você sabe que eu posso ficar violenta quando eu bebo e ela jogou um copo naminha cara molhando a minha camisa assinada pelo Avenged Sevenfold.Ela encolhe os ombros como se isso não fosse nada. — É o que ela merecia emuito mais. Vá em frente e envia um sms pra ele, por favor! Isso é o mais excitante queeu tive nas últimas semanas.DeclanEu não posso acreditar que eu quase fiz sexo com a irmã de Jaden. Eu deveria terfeito a ligação mais cedo. Ela tinha o mesmo tom de cabelo preto que ele e ele semprefala sobre como ela é pequena. Eu deveria esquecê-la, porque ele vai me matar se eledescobrir. Mas eu não sou tão forte e é por isso que quando ela me mandou umamensagem me pedindo para encontrá-la no estacionamento de seu dormitório, eu disseque sim.
  26. 26. Depois de vê-la no lobby eu disse a Jaden que não estava me sentindo bem equeria ir para casa. Ele não se incomodou com isso e foi para a festa de Kyle em seucarro. Eu não deveria ter feito o caminho e estacionado próximo ao seu dormitório eesperado que ela me contatasse. Ela não me decepcionou, apenas dez minutos sepassaram antes que ela fizesse isso.Eu a vejo andar para fora das portas e para meu coração. Ela é estupidamentebonita. Eu não consigo tirar meus olhos dela. É como se eu fosse a cobra e ela oencantador.Eu balanço minha cabeça e salto para fora da caminhonete. Ela está de pé pertoda porta olhando para mim, então eu chamo seu nome. Teagan. Que nome bonito parauma garota bonita. Eu estou apenas feliz que eu sei qual é o seu nome.Ela pula ao som da minha voz. Ela respira fundo e caminha até mim. Eu apertominhas mãos suadas nos bolsos do meus jeans. Parece que ela faz o seu caminho paramim em câmera lenta.Ela enfia as mãos no bolso de seu casaco quando ela fica a poucos metros dedistância. Ela muda de um pé para o outro, como se ela estivesse nervosa. Mal sabe elaque ela não tem que estar. Ela não tem nada a temer de mim.Eu olho em seu casaco preto que tem uma foto de Lady Gaga sobre ele. Eu movomeus olhos para baixo para seus jeans skinny que se encaixam com perfeição ao redorde seus quadris e pernas. Eu quase rio quando vejo as pantufas pretas em seus pés. Euvolto meu olhar para seu rosto em forma de coração e olho em seus olhos de esmeraldaemoldurados por cílios grossos e seu cabelo encaracolado selvagem.— Hey — Digo como um idiota.— Hey. — Ela repete.— Você quer sentar na caminhonete? Faz frio aqui fora. — Eu pergunto-lhe.— Claro. — Ela faz o caminho e passa pela frente da minha caminhonete e sobeno banco do passageiro.Eu levo um segundo para acalmar meus nervos em fúria e subo no banco domotorista. Assim que eu entro eu viro a chave e faço o aquecedor funcionar.Antes de eu ter a chance de dizer qualquer coisa, ela deixa escapar: — Eu sóquero que você saiba, eu não costumo fazer o que eu fiz ontem à noite.Eu não posso ajudar, mas não posso deixar de rir. — Eu sei que você não faz.— Oh meu Deus, você poderia dizer totalmente que eu não tenho experiência. Euestou tão envergonhada. — Seu rosto fica um rosa brilhante quando ela percebe o queela disse. — Eu não posso acreditar que eu disse isso.Estou estúpido e espantado por um segundo. — Espere, você é virgem? — Não tiveo menor tato para falar isso, mas acabou saindo.Ela sussurra: — Sim.
  27. 27. — Porra. — É tudo o que posso dizer.— É. — Ela diz.— Bem, eu estou realmente feliz que nós não fomos mais longe. Jaden já vai mematar por tocar em você. — Eu digo arrastando minha mão pelo meu rosto.— Bem, eu não queria que parasse. Desculpe-me, eu adormeci. — Ela deixaescapar. Eu posso dizer que ela não quis dizer isso em voz alta pelo olhar em seu rosto.Eu viro para ela e inclino meus braços no console central. — Teagan eu não queroque você pare, mas se tivéssemos terminado eu teria ficado tão envergonhado de mimmesmo. É ruim o suficiente que eu nem sequer tenha perguntado o seu nome.Ela se vira para mim e permite uma respiração pesada. — Você não searrependeu? — ela pergunta me olhando diretamente nos olhos.Eu sinto que estou caindo e eu não quero parar. — Não bebê, de forma alguma.Ela treme quando digo bebê e estou feliz em perceber que ela gosta. — Então qualé o favor de que você precisava?Eu rio porque ela mudou de assunto e eu simplesmente digo. — Você.— Hein? — Ela questiona confusa.— Eu precisava de você para te encontrar. Eu não tinha idéia de quem você era eeu não tenho amigas garotas. Meus amigos homens iam pensar que eu estava louco,perguntando se eles sabiam quem você era. — Eu termino com uma risada quando acompreensão cai sobre o rosto dela.— Eu não tinha idéia de quem você era. Bem, eu sabia que você era um jogadorde futebol. Eu não poderia perguntar Jaden porque ele iria querer saber o porquê. Gracee eu estávamos procurando por você no Facebook. — Ela sorri e eu sinto que eu poderiamorrer feliz.— Você é tão bonita quando sorri. — Eu digo e eu não acredito que eu disse issoem voz alta. Eu sou um imbecil.Quando ela lambe os lábios eu me fixo no movimento e antes que eu perceba, euestou esfregando meus lábios contra os dela. Eu só queria encostar, mas seus lábios seabrem debaixo dos meus e eu não posso segurar mais, deslizo minha língua em suaboca. Ela enrola a dela contra a minha e eu não consigo pegar ar suficiente. Esse beijovai acima e acima. É tão bom que eu quero que isso nunca acabe.Ela puxa de volta e levanta-se de joelhos e antes que eu perceba a puxei do outrolado do console no meu colo. Ela se senta muito bem em cima de mim quando ela olhanos meus olhos e eu não posso parar, mas sou cegado pela beleza dela. Eu corro minhasmãos pelos seus braços, sobre seu pescoço e em seu cabelo. É suave como a sedaquando eu puxo sua cabeça para baixo, para a minha. Nossos lábios se encontramnovamente e é quase mais do que posso suportar.Eu puxo minhas mãos para baixo sobre as suas costas e deixo meus dedosagarrem seus quadris. Eu tento mantê-la imóvel enquanto ela aperta-se contra mim,
  28. 28. mas ela não me dá alívio. Ela começa a mover seus quadris contra minha dureza e se elanão parar eu vou explodir. Ela geme baixo e profundo e é o som mais bonito do mundo.Eu levanto minha cabeça até seu ouvido. — Teagan, você não deve fazer isso. —Eu sussurro.Ela treme e mantém direto na margem seu calor em mim. — Por quê?— Porque é tão bom. — Eu mordo o lóbulo e ela geme de novo. Deus, eu fariaqualquer coisa para ouvi-la fazer aquele som.Eu passo as minhas mãos em seus quadris e deslizo-as de volta até que estejamna nuca, em seu pescoço. Eu lambo e mordo seu pescoço e ela geme malditamente outravez. Eu não sei o quanto mais eu posso aguentar antes de estar completamente perdido.Eu afasto nossos lábios e antes que eu pense estamos nos beijando novamente. Ela temgosto de canela, picante e doce. Isso tudo é tão intenso e eu não sei onde eu começo e elatermina.Seus movimentos começam a ficar mais rápidos e irregulares. Eu me afasto dobeijo e olho para seu rosto bonito quando ela vem. Antes que eu pense ela joga a cabeçapara trás gritando meu nome e isso é demais para mim. Eu toco o volume em minhacalça, por um pouco, eu não me importo. — Essa foi à coisa mais quente que eu já vi. —Eu digo.Seus olhos verdes parecem vidro com a paixão e eu nunca quero deixar de olharseu rosto. — Eu não posso acreditar que eu fiz isso. — Ela parece fora do ar e eu adoroisso. Suas bochechas ficam vermelhas quando ela afirma: — Eu estou tão envergonhada.Eu coloco minhas mãos em seu pescoço e esfrego meus dedos em seu queixo. —Não, não se envergonhe. Você não precisa nem ficar constrangida pelo que você sente.Ela ri quando ela envolve seus dedos em torno de meus pulsos. — Ok, sim eupreciso ir. Eu preciso ir. Eu disse a Grace que eu voltaria como 10 minutos e estamosaqui por uma hora.— Ok, bebê. — Eu relutantemente solto minhas mãos de seu pescoço e abro aporta para ela. Antes de ela sair, eu a puxo de volta para um beijo doce de boa noite. Eupuxo de volta muito em breve e ela sorri. Eu não acho que meu coração poderia batermais rápido.Depois que ela coloca o pé no chão, ela pergunta — Você pode levar minha camisaamanhã?Concordo com a cabeça. — Sim, e então eu posso levá-la para jantar. — Eu sorriocom o choque escrito em seu rosto.— Você quer me levar para um encontro? — Ela parece não acreditar em mim.— Sim, Teagan, eu quero levá-la em um encontro. Você não é como qualquergarota que eu conheço e eu quero saber tudo sobre você. Eu venho buscá-la às sete. —Eu fechei a porta antes que ela pudesse dizer não. Fiquei até ela entrar em seu prédio,me perguntando como uma coisa tão pequena pode me fazer perder o meu controle.
  29. 29. Capítulo 6Teagan— Olá? — Eu atendo meu telefone. É meio-dia de domingo e eu me sinto comvontade de bater em quem está me chamando. Eu não entendo como durmo até asquatro aos domingos. Eu preciso do meu sono e já que levanto cedo durante a semana, odomingo é o meu dia só para dormir.— Oh meu Deus, eu tenho tentado fazer com que você atenda o telefone porhoras! Teag você tem que me dizer quem ele é! — A voz de Jessica vem ao longo da linha.Eu esqueci que eu mandei uma mensagem para ela ontem à noite quando eu cheguei nomeu quarto. Eu tinha simplesmente dito: — Eu o encontrei.Eu rolo sobre minhas costas na cama e me sustento em meus travesseiros. Estavai ser uma longa conversa. — Prepare-se, é muito ruim.— O quê? Ele é um perseguidor, ou maconheiro ou algo assim? — Ela mequestiona.— Não Jess, é pior que isso. Oh senhor eu não tenho nenhuma idéia do que euestou fazendo, do que fazer.— Ah, merda, ele é um cara de 30 com mulher e filhos não é?Eu rio com isso. — Não seja boba, Jessica. É Declan Sage.O silêncio me cumprimenta por ondas aéreas. Eu estava com medo disso. Nóstodos sabemos o nome dele porque Jaden fala sobre ele o tempo todo. Especialmenteeste verão, por que Declan decidiu ir para a mesma faculdade que ele.— Por favor, diga alguma coisa. Eu estou em pânico desde que descobri.— Me desculpe, eu estou apenas um pouco chocada. Teagle é o melhor amigo deJaden, o que diabos você vai fazer?— Eu tenho um encontro com ele hoje à noite. Jessica eu não possosimplesmente me esquecer dele e encontrar alguém que os gêmeos não conhecem.— O que o torna tão especial?— Ele me chama de bebê e ele me disse que eu sou bonita uma centena de vezes.— Uau. Será que ele quis dizer isso? Lembro-me de Jaden dizendo algo sobre eleser um jogador.
  30. 30. — Sim, Jess, tenho certeza que ele quis. Você deveria ver o jeito que ele me olhaquando ele diz isso. Eu nunca vi um olhar mais honesto e aberto no rosto de alguém.— Droga, por que você tem tanta sorte? Cody não me chama por apelidos fofos eeu acho que ele só me disse que eu sou bonita no dia do nosso casamento. E ele deveriafazer isso!— De crédito ao homem Jess, é casado com você.— O que isso tem a ver? Não importa, estamos falando de você. Então o queaconteceu? Como você o encontrou?Então eu lhe disse como Jaden veio buscar as chaves e trouxe Declan junto. Esobre como ele parecia tão chocado ao me ver, como eu ao vê-lo e como eu dei-lhe o meunúmero e mandei uma mensagem para ele me encontrar no estacionamento.— Eu me sinto como uma puta completa. Eu basicamente me joguei para cimadele em sua caminhonete, onde alguém podia nos ver! — Eu respiro antes de ir emfrente. Estou nervosa por sua reação. — E eu meio que, tipo, transei e tive meu primeiroorgasmo seco com ele.— O quê?? — Eu acho que ela deixou cair o telefone porque isso não parecia tãoalto quanto deveria. Eu ouvi Jason acalmá-la eu acho que ela se assustou.Então, ela está falando novamente. — Desculpe eu deixei cair o telefone. Dequalquer forma isto é pior do que eu pensava. Jesus, Teagan, que inferno aconteceu comvocê?— Eu não sei. Mas eu estava tão envergonhada e ele me disse para não ficar. Eleme fez sentir melhor sobre isso e então ele me disse que ia me levar para jantar hoje ànoite.— Bem, pelo menos ele não está apenas tentando entrar em suas calças. Pareceque você o teria deixado fazer isso, na noite passada.— Cale-se, isso não é justo. Eu só não tenho controle sobre o meu corpo quandoestou perto dele. Nem sei o que dizer sobre isso. Era como se houvesse um imã entre nóspuxando-nos juntos. Eu acho que quando ele me toca eu vou apenas com o instinto.— Droga. Isso é incrível. É uma coisa rara de se encontrar nos dias de hoje, umaconexão com alguém assim. — Ela cobre o telefone e grita algo que não pode fazer. —Ok, Teag eu tenho que ir. Os pais de Cody estão vindo para jantar, então eu tenho coisaspara fazer. Te amo.— Eu também te amo. — Eu digo e desligo meu telefone.Eu olho em volta do nosso dormitório rosa. Parece como se uma garrafa de Pepto-Bismol tivesse caído aqui. A cama de solteiro de Grace está feita, com seu lençol rosadobrado ordenadamente próximo a parede. Seus travesseiros estão empilhados contra acabeceira da cama e suas almofadas são um de rosa pálido que combinam com osbabados da saia da cama perto do chão. E esse tapete estúpido rosa. Eu realmente odeioessa coisa. Grace e eu tropeçamos todo dia neste estúpido tapete.
  31. 31. A mesinha é marrom entre nossas camas. Temos de partilhar e eu insisti que elanão comprasse spray para pintá-la de rosa. Minha cama tem um edredom verde limão,mas eu nunca arrumo a minha cama e minhas roupas estão em todo o meu lado doquarto. Eu não trouxe qualquer um de meus cartazes comigo, mas eu tenho fotos daminha família por toda a parede. Elas ainda não cobrem o cinza feio das paredes quealguém pintou, antes de eu me mudar.Há espaço suficiente entre as camas e a porta para um sofá e uma mesa de café. Amesa é preta e o sofá é, sim você adivinhou, cor-de-rosa. Estou surpresa que aindapossamos dormir aqui. Eu imaginei que iria estragar o nosso chai ou algo assim.Eu perco a concentração durante o dia, e tudo que eu posso ver é o rosto deDeclan. Eu não sei nada sobre ele, mas eu sinto como se nós nos conhecêssemos desdesempre. Eu sei que é tão piegas, mas é assim que eu me sinto. Eu acho que se eu abrissea janela agora e saltasse eu voaria. Se isso é que é gostar de um cara, então eu nãoquero parar nunca. Temo por como o amor seja, porque isso é quase demais.Eu ainda posso sentir suas mãos quentes em toda a minha pele gelada. Elecheirava a sândalo e tinha gosto de hortelã fresca. Apesar de não fazer nada para merefrescar, ela só me deixou mais quente. Eu ainda não posso acreditar que eu tive meuprimeiro orgasmo rangendo contra sua dureza assim. Eu finalmente entendi sobre todo oalarido. Eu balancei minha cabeça para mim, eu preciso fazer outras coisas, e não ficarpensando Declan Sage.Estou prestes a ir fazer um trabalho que tenho que entregar, quando meu telefonebipa, informando que eu tenho uma mensagem.Declan: Bom dia, LindaMeu coração derrete um pouco mais para ele. Eu começo a ficar nervosa, comborboletas no estômago só de pensar sobre o nosso encontro hoje à noite. Ou talvez sejaapenas o fato de que eu estou lhe mandando mensagens de texto.Eu: HeyNossa eu sou uma imbecil.Declan: O que você está fazendo?Eu: Só estou adiantando um trabalho que tenho que entregar essa semana. O quevocê está fazendo?Declan: Oh, isso soa muito divertido! Estou assistindo filmes com meu irmão. Eu sóqueria dizer bom dia. Eu vou deixar você voltar para o seu trabalho.Eu: KkkDeclan: Vejo você esta noite...
  32. 32. Declan— Com quem você está teclando? — Marcus me pergunta com a boca cheia depipoca.— Teagan. — Murmuro enquanto eu espero ela responder.— Espere, quem? A irmã de Jaden? Por que você manda mensagens de texto paraela? — Ele está cheio de perguntas esta tarde.— Sim, a irmã de Jaden. Estou trocando mensagens de texto com ela, porque elaé a garota da outra noite.— Oh ohhh, eu quero herdar a sua caminhonete quando ele matar você. — Ele rie eu o bato na cabeça.— Cale-se, você não pode contar a ninguém. Eu vou a um encontro, hoje à noite,com ela e ele não pode descobrir.— Relaxe Dec, eu não vou dizer a ninguém, se é isso que você quer. Eu estouapenas brincando.Meu telefone toca e me atrapalho para ver o que ela disse para a minha últimamensagem. Ela me mandou um emoticon sorridente e imagino seu sorriso na minhacabeça. Meu coração começa a bater mais rápido, e eu sinto como se estivesse voando.— Cara, você parece que está doente, você está bem? — Marcus coloca a mãosobre minha testa para ver se estou com febre.Eu bato a mão dele. — Não, eu não estou doente. Eu me sinto ótimo, na verdade.— Cara você está apaixonado, não é? — Ele tem um sorriso em seu rosto quandoele olha para mim, quando eu vou dizer que não estou.— Eu não estou apaixonado seu idiota, eu só gosto muito dela. Ela é tão bonita evocê pode dizer que ela não sabe disso. Quando ela olha para mim, é como se eu fosse aúnica pessoa no mundo. E ela faz esses pequenos gemidos sexys enquanto estamosfazendo algo. — Eu posso sentir o grande sorriso bobo no meu rosto.— Cara Declan, é muita informação. — Ele franze a testa para mim enquanto elese levanta para pegar mais pipoca.Eu rio e descanso minha cabeça no encosto do sofá. Eu não posso acreditar comoela me faz sentir. É como se eu estivesse a dez metros de altura e ninguém pudesse meempurrar para baixo.Estou começando a me sentir fora de controle embora e eu não goste nada disso.Meus sentimentos estão em todo o lugar e eu estou escondendo coisas de meu melhoramigo. Eu gosto de tudo em seu lugar e ela me faz sentir como se eu estivesse fora dacaixa.
  33. 33. — Ei Dec, terra para Dec! — Meu irmão grita enquanto eu sinto um pedaço depipoca me bater no rosto.Sento-me olhando para ele. — O que?— Que filme você quer assistir a seguir? — Ele sorri para mim e joga um montede DVDs no meu colo.Estou me preparando no banheiro quando alguém bate na minha porta aberta. Euacho que Marcus chegou para me incomodar quando eu saio e congelo. Merda.É Jaden e eu não tenho ideia do por quê ele está aqui ou como eu vou me livrardele, em tempo para o meu encontro.— E aí cara ocupado? — Ele pergunta quando eu saio do banheiro.— Não muito apenas me preparando para um encontro. — Eu aceno com a mãona direção da minha cadeira em um convite para ele se sentar.— Merda, eu sinto muito, eu vou dizer o que eu preciso dizer e sair de seucaminho. — Ele afirma que e se senta na cadeira. — Eu estou precisando de algunsconselhos.Posso dizer que ele está nervoso pelo fato de que ele está batendo o pé no chão. —Manda.— Ok, então há essa garota. Eu não sou muito bom com elas, então eu não tenhoideia do que dizer a ela e eu realmente gosto dela, então eu só estou preso, Deus medesculpe vejo agora que estou balbuciando. — Ele deixa escapar um riso nervoso ecoloca as mãos sobre os joelhos.— Isto parece que pode demorar um pouco, deixe-me ligar para meu encontro edizer a ela que vou me atrasar. — Digo e caminho de volta para o banheiro e fecho aporta.Eu pego o meu telefone do meu bolso em nenhum momento eu o tirei, e ligo paraTeagan. Ele toca por alguns segundos antes de ela responder com um ofegante — Hey.— Ei bonita, olha o seu irmão está aqui e ele precisa falar comigo, então eu vouchegar um pouco atrasado para te pegar. Tudo bem? — Estou nervoso que ela vácancelar.— Sim, isso é bom. Tome seu tempo, oh e Declan? — Ela pergunta com umsorriso na voz.— Sim bebê? — Eu não sei por que eu lhe dei esse nome animal de estimação. Elesó saiu da minha língua pela primeira vez e eu continuei com ele.Eu posso quase sentir o arrepio que ela sempre me causa. — Eu mal possoesperar para ver você.
  34. 34. Eu sorrio como uma criança numa loja de doces. — Eu mal posso esperar para vervocê também, me dê 30 minutos e eu vou buscá-la.— Ok, tchau. — Ela disse e eu ouvir um clique.Eu tento me recompor antes de sair para falar com Jaden. Espero que ele nãosinta a meu nervosismo. Eu já estou tendo que mentir para ele sobre o meu encontro eme sinto mal por isso.Depois volto para fora e sento-me na cama de novo, ele vai direto para o assunto.— O nome dela é Grace. Ela está no elenco e é companheira de quarto de Teagan. Eunão acho que Teagan se importaria, mas esse não é o problema, obviamente. Estoutentando pedir para você me ajudar a falar com ela. — Ele finalmente desacelera paratomar um fôlego e posso dizer que foi difícil para ele.— Tá legal Jaden, eu vou ajudá-lo a falar com ela. Não é nenhum problema —Estou realmente feliz, ele precisa da minha ajuda com alguma coisa. Facilita a minhaculpa um pouco.— Esse é o grande homem. Eu falo com você, até amanhã. Não quero que vocêperca seu encontro quente. Quem é pelo caminho?— Umm, apenas uma garota que conheci outro dia. Você não a conhece. Não érealmente um grande negócio. — Eu rio nervosamente. Eu não minto bem. Eu acho queeu sinto como se fosse ser pego nela.— Ahhh legal cara, nos falamos mais tarde. — Ele brinca quando sai pela portade casa.Essa foi por pouco. Eu, realmente, vou ter que trabalhar em minhas habilidadesde evasão se eu vou encontrar com sua bonita irmã.
  35. 35. Capítulo 7TeaganEu estou tão nervosa. Deus, eu estou tão nervosa. Grace me vestiu com umacamisa de gola V verde com jeans skinny e botas pretas altas até o joelho e de salto alto.Ela enrolou o meu cabelo em um lenço amarrado num verde correspondente paramantê-lo fora do meu rosto. Ela diz que eu pareço gostosa e eu concordo. A camisa fazmeus olhos ressaltarem e o jeans abraça cada curva minha que eu não sabia que tinha.Ela também maquiou meus olhos de preto e sombra cinza esfumada que me faz parecertoda misteriosa. Eu tenho que dizer que eu teria apenas colocado uma camiseta debanda e puxado meu cabelo para cima e, talvez, um brilho fraco nos lábios. Eu nunca fizisso antes, mas eu quebrei e perguntei-me porque queria parecer tão bonita quanto eleme fazia sentir.A Grace vem atrás de mim a olhar no espelho como eu. — Eu não disse que haviacurvas debaixo de todas aquelas calças largas e camisetas da banda? — Ela sorri ebalança o meu cabelo.— Sim, bem, eu não poderia ter dito que havia qualquer uma e é o meu corpo. —Eu digo enquanto eu dou-lhe um olhar agradecido.— Toda garota tem curvas com as roupas certas, querida. — Ela afirma e se virapara voltar para sua cama.Eu rio dela dizendo — Sim Grace eu acredito totalmente em você agora.Ela começa a responder, mas meu telefone começa a tocar. Meu estômago cai dejoelhos enquanto eu olho para a tela. Não é Declan me dizendo que está aqui. Ah, não émeu irmão Jaden que estava na casa de Declan, falando com ele.Eu quase deixo ir para a caixa postal, mas respondi no último segundo. — O quehá, Jaden?— Ei, você acha que talvez você, Grace, Declan e eu podemos sair na sexta-feira?Você sabe como uma coisa de grupo? — Ele questiona e soa extremamente nervoso.— Umm, deixe-me perguntar a Grace, embora eu não acho que vá ser umproblema. — Eu suspiro. Eu estava totalmente em pânico por nada. Eu olho para aGrace. — Você quer sair com Jaden, Declan, e eu na sexta-feira?Seu rosto mostra que está choque, mas ela rapidamente sorri e acena com acabeça. Eu pessoalmente estou feliz porque eu preciso dela lá apenas para me manterlonge de Declan.— Sim, combinado. Eu tenho algumas coisas a fazer, então eu vou desligar. —Digo rapidamente enquanto o meu telefone vibra que eu tenho outra chamada.
  36. 36. Jaden agradece e desliga o telefone e imediatamente ligo a outra linha. — Hey! —Falo ao telefone esperando que seja Declan.— Ei linda, eu estou aqui fora, no estacionamento, quando estiver pronta... —Sua voz vem sobre a linha, deixando meus nervos em frenesi.— Ok, eu vou descer. — Eu desligo antes que ele possa responder virando paraGrace me olhar.Ela se levanta da cama para se mover rapidamente para o meu rosto me dizendopara respirar. — Está ok Teagan, você vai estar ok. Basta respirar. Eu estava preocupadacom isso, essa coisa de estar se esgueirando atrás de seus irmãos não vai ajudar o seustress. — Ela começa a acariciar minhas costas em um ritmo suave.Depois que a minha mãe morreu, eu comecei a ter ataques de pânico sempre quea vida tem muito para mim. Eles costumavam acontecer o tempo todo naquela época.Quando fiquei mais velha eles se tornaram menos frequentes e agora eu tenho de vez emnunca. Eu sempre me perguntei se minha família é tão mais protetora por causa disso.Eu acho que encontrar sua irmã desmaiada no banheiro pode fazer isso com você.Eu começo a respirar melhor e quando menos espero, eu estou bem. — Eu estoubem Grace, não foi um grande problema. Eu estou bem agora.Parece que ela não acredita em mim, mas me ajuda a pisar no chão. — Você pegaas escadas querida, fácil, e me mande um sms quando chegar a caminhonete.Quando eu saio para o ar fresco da noite eu olho em volta para sua Silverado. Queé tão alta, eu amo caminhonetes grandes. Eu acho que elas me fazem sentir maior, doque eu realmente sou. Quando eu o vejo engato minha respiração.Ele está do lado de fora com uma única rosa vermelha. Eu não posso me ajudarenquanto eu rio do clichê. Ele sorri para mim quando ele entende a piada, e me faz sentirmenos nervosa. Pego a flor da sua mão trazendo-a para o meu nariz para inalar o cheirodoce. — Obrigada.Eu olho o quão lindo ele está, com um botão aberto na camisa azul clara que eleveste, e que ele não colocou dentro de seus jeans. As mangas estão enroladas até oscotovelos e os seus jeans tem esses buracos pré-fabricados. Não tenho nem nunca gosteidesse tipo de jeans, mas nele fica lindo. Então, eu fico com ciúmes de seu tênis vermelhoAll Star. Eu costumava ter um par verde limão, mas eles ficaram em ruínas rapidamente,porque eu usava em todos os lugares.Ele me dá um sorriso tímido e pega na minha mão, levando-me para o outro ladoda caminhonete, onde ele abre a porta do lado do passageiro para mim. Depois que eleme ajuda ele fecha a porta, ele caminha ao redor da caminhonete. Aproveito o temposozinha para me concentrar na minha respiração. Deus, eu espero que eu não tenha umataque em frente a ele, seria tão constrangedor!
  37. 37. — Você está pronta para ir? — Ele me pergunta com uma sobrancelha douradalevantada.Merda. Eu nem percebi que ele já estava na caminhonete. — Humm, sim, vamos.— Eu sorrio, minhas bochechas ficando vermelhas. — Para onde vamos?— Eu estava pensando que poderíamos ir para o lago e fazer um piquenique natraseira da caminhonete. Tenho certeza de que não haverá um monte de gente lá, porisso há menos chance de sermos vistos. — Ele me diz timidamente.Eu aceno. — É, parece ótimo. — E realmente parece. Eu amo estar ao ar livre e oclima não é muito frio ainda. O céu está claro e todas as estrelas e a lua estão lá.— Tudo bem. Eu estava preocupado que você não gostaria de ficar ao ar livre oualgo assim. Eu, pessoalmente, adoro. Quando eu era criança minha nanny1 nãoconseguia me fazer ficar dentro de casa. — Ele conversa.Eu sorrio imaginando ele correndo de uma velhinha. — Isso é bonito. Coitada desua avó.Ele franze a testa e olha confuso. — Minha avó? Oh você pensou que eu queriadizer a minha avó. Minha babá, como alguém que é pago para cuidar de mim. Meus paisnão estavam por perto, por isso ela que cuidou do meu irmão e eu.— Seus pais te deixaram sozinhos por tempo o suficiente para que uma babátivesse que cuidar de vocês? Isso soa horrível. Eu não poderia imaginar meus paisdeixando qualquer um de nós por muito tempo. Eles nem sequer me deixaram ir paraSarah Lawrence2, porque era muito longe deles.—Eu quase desejo que os meus pais fossem assim. Eu não falo com minha mãetem seis anos.— Por quê?— Ela fugiu com seu personal trainer quando eu tinha 13 anos. Não falei com eladesde então. Eu não a conhecia tão bem assim, então não era grande coisa.— Uau. Eu não falo com a minha mãe tem oito anos. — Ele olha para mim, emvez da estrada.— Como isso é possível? Eu conheci sua mãe, ela gosta de movimento em suacasa.— Não, essa é Sarah. Ela deu à luz a meus irmãos e irmãs. A minha morreuquando eu tinha dez anos. Ela tinha câncer.— Você foi adotada?— Humm não. É realmente complicado e eu não gosto de falar muito sobre isso.1Nanny – babá em inglês, mas também apelido dado às vovós. Por isso a confusão dela.2Faculdade em NY
  38. 38. — Você pode me dizer o que quiser Teagan, não vou julgar você ou sua famíliacom isso.— Ok, então. Você pediu isso. Meu pai teve um caso com a minha mãe há 19anos atrás e eu fui o resultado. Quando ela morreu, eu tive que ir morar com meu pai esua outra família. Jaden e todo mundo nem sabiam que eu existia.— Eu honestamente não estava esperando você dizer isso. Droga, é uma loucura.— Sim, e eu sou apenas duas semanas mais jovem que Jaden e Caden. Meu pai eSarah são boas pessoas, eu quero dizer, eles não teriam obrigação de fazer nada dissopor mim, mas eles fizeram e eu nunca quis nada. Sarah é um pouco difícil para mim,mas eu acho que é só porque ela não sabe o que fazer comigo.— Sim, bem, eu acho que você tem que olhar para ela a partir de seu ponto devista, sabe? Ela teve que tomar esta garotinha que era o produto de um caso que seumarido teve. Ela não estava pensando em você. Pelo menos ela é uma pessoa boa osuficiente para se preocupar com você. Meu pai nem sequer chegou a ir a minhaformatura. Eu acordei um dia com a caminhonete do lado de fora com um laço. Ele haviame entregue.— Isso é péssimo. Eu realmente sinto muito que eles não estão lá para você. Pelomenos você tem o seu irmão. Isso é realmente doce, que você ficou aqui para estar comele.— Como você sabe disso? Oh espere, Jaden, que fofocou. — Ele sorri para mim eagarra a minha mão. Eu sinto arrepios por baixo dos dedos enquanto ele entrelaça comos seus. — Você não deveria saber disso, você deveria pensar que eu sou um garotolegal e incompreendido de uma ninhada ruim.Eu não segurei uma risada. — Você não está nem perto de ser um bad boy. Vocêconheceu Caden? Ele é a definição da palavra.— Sério? E não, eu não o conheci. Eu só conheci sua mãe, porque ela trouxeJaden para minha casa quando éramos mais novos. Ele fala de vocês, muito, de vocêespecialmente.— Isso não é embaraçoso ou nada. Eu tremo ao pensar o que ele poderia ter ditosobre mim. — Eu dou-lhe um sorriso de lado. — De qualquer forma, Caden tem váriastatuagens e piercings.— Você não tem uma tatuagem?— Sim, eu tenho quatro. Você só viu uma, eu também tenho duas nas costas euma no meu pé.— Você não sabe o quão quente isso é. Quais são elas?— Eu prefiro mostrar a você. Elas são um pouco difícil de explicar. — Eu tapominha mão sobre a boca. Eu tenho que aprender a controlar o que digo ao seu redor. —Eu não quis dizer isso como pareceu.
  39. 39. — Está tudo bem, Teagan. — Ele ri e pega a minha mão para colocar um beijo emmeus dedos. — Você pode me mostrar e eu quero ver. A menos que você não queira. —Ele sorri largo e vejo covinhas em cada lado da boca. Eu não sei como eu não as vi antes.Eu gosto do brilho no olhar que ele tem em seu rosto.Eu sorrio timidamente, porque eu realmente não tenho ideia do que dizer a isso.DeclanUma vez que chego em meu local favorito eu desligo a caminhonete e saio. Eucoloquei alguns cobertores no banco de trás para nós sentarmos na caçamba dacaminhonete. Eu amo isso aqui. É tão pacífico e tranquilo, ao contrário da cidade. Vocêpode ver cada estrela esta noite. Eu não sei quando eu fiquei tão extravagante. Eu achoque ela traz à tona o lado romântico em mim. Um lado que eu nunca conheci, mas eutenho certeza que eu gosto.Eu corro para o seu lado da caminhonete para ajudá-la. — Seu piquenique aaguarda minha senhora.Ela ri de mim, pegando minha mão. — Muito obrigada, senhor. — Eu recebo umapiscadela enquanto ela pula à minha frente. E tudo bem, eu dou uma grande olhada emsua bunda.Assim como ela, é perfeita.Subimos para a caçamba e sentamo-nos sobre o cobertor cinza que Marcusarrastou para fora de algum armário em nossa casa. — Eu trouxe sanduíches de peru,batatas fritas, algumas frutas e cookies de sobremesa.— Que tipo de cookies? — Ela pergunta olhando para a cesta de vime que Marcustambém tirou de um buraco em nossa casa que eu não tinha ideia.— De manteiga de amendoim. Eles são os meus favoritos. — Eu digo puxando anossa comida e colocando-a na frente de nós.— Eles são os meus favoritos também! — Ela fica animada e rouba um da minhamão. Ela senta-se em frente de mim, em estilo indiano. — Sarah cozinha isso o tempotodo. Eu não sei por que, eu sou a única que gosta deles. — Ela encolhe os ombroscomendo seu biscoito.— Marcus que fez. Ele adora cozinhar. Ele realmente fez toda a refeição. Ele querir para a escola de culinária e abrir seu próprio restaurante um dia. — Eu revelo,desembrulhando um sanduíche de peru.
  40. 40. — Isso é muito legal. Espero que ele consiga fazer isso. — Ela faz uma pausaantes de dar outra mordida. Depois que ela mastigou e engoliu ela fala novamente. —Eu realmente quero ser uma conselheira para a garotada. Eu quero ajudar acomunidade da maneira que a minha madrasta faz.— Isso é incrível. O que ela faz? — Eu pergunto.— Ela ajuda uma série de instituições de caridade e tal. Ela levantou um montede dinheiro para crianças sub privilegiadas em todo o estado. Ela ainda organiza umacampamento de verão para eles. Eles vão para lá e aprendem a nadar e andar a cavalo.Coisas assim.— Uau. Isso é realmente uma grande coisa. Eu quis ser um advogado durantetoda a minha vida. Marcus diz que é porque eu gosto de debater. — Ela ri disso e eu vouem frente. — Eu só quero ajudar as pessoas que foram enganadas e precisam de alguémpara levá-los a justiça.— Eu não sei sobre a coisa do debate. Você parece concordar com o que eu digo.— Ela sorri timidamente para mim.— Você não disse nada, ou fez nada que eu discorde. — Eu sorrio de volta dandouma mordida no meu sanduíche.— Bom homem. — Ela afirma e pisca.Nós comemos tudo e conversarmos por horas. Eu acho que nós falamos sobretodos os assuntos. E eu ainda sinto que poderíamos falar por horas. Temos muito emcomum, não é mesmo engraçado. Nós gostamos da mesma música. Nós dois gostamosde ler, mas eu não me importo muito com os romances que ela gosta. Eu gosto de umbom mistério.Eu também gosto que sua família é tão louca quanto a minha. Ela não me julga damaneira que algumas pessoas fazem.Eu consegui que ela deitasse comigo para olhar as estrelas. Ela está abraçada amim e eu fui, sem perceber, passando minhas mãos pelos seus cabelos. Deve ser muitotarde e nós precisamos ir, mas eu não quero que a noite termine. — Nós precisamos irTeagan.Nenhuma resposta. Então eu olho para ela e ela está dormindo. Eu rio com ela eacho que devo ser a pessoa mais chata de todas, porque esta é a segunda vez que ela caino sono comigo. Eu não quero acordá-la, então, eu resolvo ficar lá mais um tempoacariciando o cabelo dela e antes de perceber, eu também estou dormindo.
  41. 41. Capítulo 8TeaganMeu alarme é estridente e soa alto e chato, mas eu não quero levantar. Eu mesinto tão quente e segura. Estranho a minha cama, a sinto muito mais dura, então eume lembro. Foi quando eu sentei. Adormecemos no lago, na caçamba da suacaminhonete. Deus, eu tenho tanta sorte que eu coloco o meu telefone programado paradespertar durante a semana.Eu me viro para olhar para Declan. Eu não acho que eu seja capaz de acordá-lo.Ele parece tão pacífico. Sua camisa está toda amarrotada e seus braços parecem vazioscomo se eles estivessem sentindo falta de mim neles. Deito-me no meu estômago ao ladodele e arrasto o dedo pelo rosto perfeito. — Declan. — Eu sussurro em seu ouvido.Ele se vira de frente para mim e sem abrir os olhos, ele pede — Podemos voltar adormir?Eu rio como uma garota pequena na escola. — Não, não podemos voltar a dormir.Eu tenho aula em uma hora.Ele inspira e abre os olhos. Eles estão olhando para mim tão intensamente que eusinto calor no meu corpo todo. Sim, é esse tipo de olhar. — Por que não matamos a aulade hoje e ficamos juntos?Eu balancei minha cabeça, não. — Eu não posso perder a classe, esta manhã.Caden está nela e ele vai surtar.— Tudo bem. — Ele diz de mau humor e senta-se esfregando os olhos. — Vamosentão.Quando chegamos ao meu prédio eu suspiro, porque eu não queria deixá-lo. Elesegurou minha mão o caminho todo e eu não quero deixá-lo ir. Eu não sei o que estáerrado comigo. Eu nunca pensei que seria o tipo de garota pegajosa.— Eu te vejo mais tarde certo? — Diz esperançoso.— Eu adoraria isso, mas eu tenho uma tonelada de trabalho de casa que eu nãocomecei a fazer no fim de semana. — E eu realmente não fiz. Ele pegou todos os meuspensamentos e agora estou atrasada.— Ok, então você vai me enviar sms, pelo menos? — Ele bate seus cílios de umaforma sedutora.— Sim, eu vou fazer isso, prometo. — Ele sorri.— Deus, você é tão bonita quando você faz isso. — Eu acho que foi a maneiracomo ele disse isso, mas eu simplesmente não poderia me ajudar. Eu deixo sua mão e
  42. 42. levanto-me debruçando sobre o console. Coloco minhas mãos em seu rosto, me inclino ecoloco meus lábios suavemente contra seu. Ele é inocente no começo, mas depois, comosempre eu encontro a sua língua na minha boca e as coisas ficam fora de controle. Meusbraços dão a volta em seu pescoço e é como se eu estivesse tentando rastejar para ele,estamos tão perto. Ele finalmente se afasta e coloca pequenos beijos suaves em meuslábios.Eu deixei meus braços deslizarem soltos e olho em seus olhos de chocolate. — Porque é sempre tão intenso quando nos beijamos?Ele ri de mim e eu sinto meu rosto ficar quente. — É chamado de atração, Teagan.É perfeitamente natural.Eu bato nele suavemente no braço e inclino-me para beijar sua bochecha. —Espertinho. — Dou-lhe uma piscadela glamourosa e saio da caminhonete para ir até omeu quarto para ficar pronta para o dia.No segundo que eu entro no meu quarto eu tenho Grace correndo atrás de mim.— Oh meu Deus, você tem que me contar tudo!— Calma lá, garota! — Dou uma risadinha para ela.— Por favor, me diga que vocês fizeram? — Ela olha para mim com esperança.— A Grace não! Nós apenas adormecemos conversando. Na verdade, nem sequerrolou um beijo até que chegamos no estacionamento. — Eu me afastei dela para escolherminhas roupas para o dia.— O quê? Isso é uma vergonha, porque eu quero saber de cada pequeno detalhedessa experiência! — Ela gira em torno de mim como uma garota a beira de um ataquede nervos, e eu não posso ajuda-la, mas rio dela.Foi quando eu percebi que algo parece estranho para mim. É a forma como elaagiu ontem à noite quando lhe pedi para ir com a gente sexta-feira. — Grace qual é onome do jogador de futebol que você tem uma queda?Seu rosto empalidece. Eu sabia. — Humm... — ela olha para o chão antes demurmurar. — Seu irmão.— Isso é tão maravilhoso!! Você pode mantê-lo totalmente preocupado enquantoeu e Declan, talvez um dia, quando já estivermos casados e com filhos, eu possa dizer aJaden.— Então você não está com raiva de mim? — Ela sonda.— Não, Grace eu não estou. Eu, pessoalmente, não me importo com o que ele faze se você gosta dele eu dou a maior força. Além disso, vai ser um grande exemplo se eledescobrir sobre mim e Declan.
  43. 43. — Que ótimo! Bem, eu vou sair daqui eu quero um café antes da aula.— Sim, eu vou ver você mais tarde.DeclanNo segundo que eu entro em casa, Marcus vem descendo as escadas. — Ondediabos você estava?— Me desculpe, eu devia ter ligado. Adormecemos conversando. — Eu espero queele não tenha ficado agitado. Marcus tem problemas de abandono. Essa é a razão de eunão ir para longe.— Tudo bem. Bom, eu estava preocupado que Jaden tivesse encontrado vocês eacabado com o seu corpo.Eu arrepio o cabelo antes de subir as escadas para me preparar para a aula. —Não amigo eu ainda estou vivo. Não se preocupe, eu vou estar aqui por um longo tempopara irritá-lo.Ele cheira minha mão. — Oh ok, se ele acabar com você, porque você vai estarmorto e ele vai para a cadeia e eu posso ter Teagan só para mim.Ele sorri de orelha a orelha depois de ver a minha expressão.— Humm, ela é três anos mais velha do que você, mano, dê um descanso. —Dirijo-me a ele e subo as escadas.— Sim, mas eu gosto de mulheres mais velhas e eu sou mais bonito do que você!— Ele grita do fundo das escadas enquanto eu vou para o meu quarto.Posso ouvi-lo rindo enquanto ele se prepara para seu dia. Eu nunca vou admitirem voz alta, mas ele é mais bonito do que eu. Ele tem os olhos azuis da nossa mãe e seulongo cabelo faz com que as garotas enlouqueçam. Seus traços são mais suaves e faz sedestacar mais. Embora eu duvide que eu tenha algo para me preocupar que Teaganesteja confusa.Eu não posso acreditar que dormi na parte de trás do meu carro ontem à noite.Eu também não posso acreditar que não fiz nada, só beijar esta manhã. Não temos sidocapazes de manter nossas mãos longe um do outro desde que nos conhecemos. Eu achoque torna tudo mais doce. Me faz sentir melhor que podemos manter nossas mãos longeum do outro, você não pode basear um relacionamento apenas na atração sexual.

×