Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

A revolução americana

3,915 views

Published on

Trata da emancipação das 13 colônias britânicas a partir de análise feita por Leandro Karnall em seu livro: História dos Estados Unidos.

Published in: Education
  • Be the first to comment

A revolução americana

  1. 1. A Revolução Americana Professora Andreia Regina Moura Mendes
  2. 2. A influência de John Locke <ul><li>Contato dos jovens universitários com os princípios iluministas na Europa. </li></ul><ul><li>John Locke, autor do Ensaio sobre o governo civil. </li></ul><ul><li>Desenvolvimento da ideia de um Estado de base contratual: contrato imaginário entre o Estado e seus cidadãos. </li></ul><ul><li>Garantia dos “direitos naturais do homem”. </li></ul><ul><li>Os cidadãos podem e devem fazer uma revolução quando o Estado não assegura os seus direitos. </li></ul><ul><li>Locke defendia o direito à participação política para determinar a validade de uma lei. </li></ul><ul><li>União das 13 colônias em torno do sentimento antibritânico. </li></ul>
  3. 3. John Locke
  4. 4. O processo da independência <ul><li>Resistência das elites latifundiárias e dos comerciantes à ideia de separação. </li></ul><ul><li>Medo das elites do movimento pela independência tornar-se uma revolução social. </li></ul><ul><li>Organização de sociedades secretas: Os filhos da Liberdade e as filhas da liberdade: influenciados pela leitura das obras iluministas. </li></ul><ul><li>Proclamação de Edenton: o sexo feminino tinha direito de participar da vida política. </li></ul>
  5. 5. I Congresso Continental da Filadélfia <ul><li>I Congresso Continental da Filadélfia: elaboração de uma petição ao rei Jorge protestando contra as medidas. </li></ul><ul><li>Adesão de 12 colônias, exceto Geórgia. </li></ul><ul><li>Atitudes ambiguas do rei: concessão de novas regalias aos colonos e aumento das tropas inglesas na América. </li></ul><ul><li>Primeiros confrontos armados entre colonos e tropas inglesas: Lexington e Concord. </li></ul>
  6. 6. II Congresso Continental da Filadélfia <ul><li>Participação das 13 colônias. </li></ul><ul><li>Renovação dos protestos junto ao rei. Declaração da “rebeldia” dos colonos. </li></ul><ul><li>Divulgação do panfleto Senso Comum (Common sense) de Thomas Paine. Pregava a separação e atribuía ao rei os males das colônias. </li></ul><ul><li>Decisão pela separação em 02.07. 1776. Declaração de independência em 04 de julho. Teor do documento era típico do pensamento ilustrado. </li></ul>
  7. 7. Thomas Paine
  8. 8. Justificativas para a independência <ul><li>Declaração de 27 atitudes inglesas contra as colônias. </li></ul><ul><li>As leis mercantilistas. </li></ul><ul><li>As guerras. </li></ul><ul><li>A existência das tropas inglesas. </li></ul><ul><li>Intransigência e autoritarismo do rei. </li></ul><ul><li>Nomeação de George Washington (fazendeiro da Virgínia) como comandante das forças rebeldes, o exército continental. </li></ul><ul><li>Organização de milícias: minutemen. </li></ul><ul><li>Garantia do porte de armas para os cidadãos. </li></ul>
  9. 9. História de George Washington
  10. 10. Divergências no movimento <ul><li>Envio dos melhores generais britânicos e das tropas da maior marinha do mundo. </li></ul><ul><li>Contratação de mercenários alemães para a luta contra os colonos. </li></ul><ul><li>Parte dos colonos apoiavam a ruptura. </li></ul><ul><li>Outros colonos eram leais à Coroa. </li></ul><ul><li>Grande número de colonos eram indiferentes ao movimento da independência. </li></ul><ul><li>Violência das tropas inglesas: fator de unidade para a luta dos colonos. </li></ul>
  11. 11. A guerra da independência <ul><li>Vitória dos colonos em Saratoga. </li></ul><ul><li>Conquista do apoio da Espanha e França. </li></ul><ul><li>Ataque holandês às possessões inglesas. </li></ul><ul><li>Entrada da Espanha e França na guerra ao lado dos colonos. </li></ul><ul><li>Vitória decisiva em Yorktown na Virgínia (19.10.1781). </li></ul><ul><li>Tratado de Paris: França recebia o Senegal e algumas ilhas das Antilhas. A Espanha recebia Minorca e territórios da Flórida. </li></ul>
  12. 12. “ Pais da Pátria” ou “pais fundadores” <ul><li>Geoge Washington: pertencia à elite colonial. Participação nos dois congressos da Filadélfia. </li></ul><ul><li>Independência americana é um fenômeno branco,masculino,latifundiário e comerciante. </li></ul><ul><li>Benjamin Franklin: representante do elemento urbano. Crítico da escravidão, defendia a união entre as colônias. Era o retrato do bom trabalhador protestante. </li></ul>
  13. 13. Benjamin Franklin e George Washington
  14. 14. “ de muitos, um” <ul><li>Unidade contra os ingleses não significou sentimento nacional de fato. </li></ul><ul><li>Construção de identidade: conscientizar que eram americanos e absorver novos valores republicanos e de independência. </li></ul><ul><li>Proposta dos Artigos de uma Confederação e União Perpétua por Benjamin Franklin. </li></ul><ul><li>Divergências entre a unidade entre um governo central e a autonomia das colônias. Consequência: Guerra civil americana. </li></ul>
  15. 15. A Constituição <ul><li>James Madison: um dos redatores do texto. </li></ul><ul><li>Três anos de discussão em torno do texto da constituição. </li></ul><ul><li>Invoca o povo e trata dos direitos, segundo John Locke. </li></ul><ul><li>Procura assentar sua base jurídica na representatividade popular, apesar do conceito de povo ser bem limitado. </li></ul><ul><li>Processo liderado por comerciantes, latifundiários e intelectuais urbanos. </li></ul><ul><li>Cada estado podia organizar suas próprias eleições. </li></ul><ul><li>Adoção do federalismo. </li></ul><ul><li>Criação de uma república federalista presidencial. </li></ul><ul><li>Caráter bastante amplo da carta constitucional. </li></ul>
  16. 16. Primeiros presidentes norte-americanos: John Adams,Thomas Jefferson e James Madison
  17. 17. Análise da carta <ul><li>Princípio da liberdade ampliado. </li></ul><ul><li>Proibição do estabelecimento de uma religião oficial. </li></ul><ul><li>Assegura liberdade de expressão e de imprensa. </li></ul><ul><li>Direito de reunião do povo e de elaborar petições para o governo. </li></ul><ul><li>Direito de cada cidadão portar sua arma. </li></ul><ul><li>Proibição de se alojar soldados. </li></ul><ul><li>Proibição de multas excessivas e penas cruéis. </li></ul><ul><li>Direito ao júri e julgamento público. </li></ul>
  18. 18. As repercussões da independência <ul><li>Derrota inglesa e o Tratado de Paris abalaram o expansionismo britânico. </li></ul><ul><li>Soldados franceses que lutaram contra os ingleses na América, retornaram para seu país e discordaram do regime absolutista. </li></ul><ul><li>Os Estados Unidos serviram como exemplo para os países americanos. </li></ul><ul><li>Princípios iluministas atingidos: soberania popular, resistência à tirania, fim do pacto colonial. </li></ul><ul><li>A independência foi negativa para as populações indígenas: aumento da expansão sobre seus territórios. </li></ul><ul><li>Limites: nenhuma importância para os negros e as mulheres continuaram excluídas da participação política. </li></ul>
  19. 19. Prática como componente curricular <ul><li>Em duplas ou trios, elabore um texto analítico sobre o processo de independência das 13 Colônias inglesas utilizando nossas discussões a partir de Leandro Karnal e do filme O patriota. </li></ul><ul><li>Data de envio por e-mail: 23.09.11 </li></ul><ul><li>Pontuação: 2,0. </li></ul>

×