Os Bastidores da Web Semântica

3,004 views

Published on

Palestra apresentada na edição 2009 do curso "Master em Jornalismo Digital e Multimídia" sobre as aplicações da web semântica no jornalismo digital.

Published in: Technology, Education
0 Comments
11 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,004
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
753
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
11
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Os Bastidores da Web Semântica

  1. 1. Os Bastidores da Web Semântica<br />ANDRE DE ABREU<br />
  2. 2. www.nasa.gov (1999)<br />No início, existia o HTML<br />&lt;b&gt;<br />&lt;font face=&quot;helvetica, arial&quot; size=&quot;2&quot; color=black&gt;navigatingnasa&apos;s&lt;/font&gt;<br />&lt;br&gt;<br />&lt;a href=&quot;/enterprises.html&quot;&gt;<br />&lt;font face=&quot;helvetica, arial&quot; size=2 color=black&gt;strategic enterprises&lt;/font&gt;<br />&lt;/a&gt;<br />&lt;/b&gt;<br />&lt;table&gt;<br />&lt;trvalign=top&gt;<br />&lt;td&gt;<br />&lt;font face=&quot;helvetica, arial&quot; size=&quot;2&quot;&gt;<br />&lt;a href=&quot;http://www.hq.nasa.gov/office/aero/&quot;&gt;officeofaero-spacetechnology&lt;/a&gt;<br />&lt;/font&gt;<br />&lt;/td&gt;<br />&lt;/tr&gt;<br />&lt;/table&gt;<br />
  3. 3. PROBLEMA #1<br /> limitação<br />
  4. 4. PROBLEMA #2<br /> uso incorreto<br />&lt;table&gt;<br />
  5. 5. PROBLEMA #2<br /> uso incorreto<br />AFETA<br /><ul><li> Celulares e outros dispositivos mais simples;
  6. 6. Leitores de tela;
  7. 7. Software para deficientes;
  8. 8. Indexação de conteúdo.</li></li></ul><li>PROBLEMA #3<br /> sem significado<br />&lt;b&gt;<br />&lt;strong&gt;<br />
  9. 9. Depois, veio o XML<br />VANTAGENS<br /><ul><li> Arquitetura aberta;
  10. 10. Separação de código, design e conteúdo;
  11. 11. Interoperabilidade.</li></li></ul><li>Uma fonte,múltiplas saídas<br />&lt;código&gt; + &lt;css&gt; + &lt;databse&gt;<br />
  12. 12. RSS<br />
  13. 13. RSS<br />
  14. 14. EXEMPLO<br /> CSS ZEN GARDEN<br />
  15. 15. EXEMPLO<br /> CSS ZEN GARDEN<br />
  16. 16. O brasileiro e o celular<br />ANATEL <br />ANATEL | * até julho/2008<br />
  17. 17. Legislação<br />CAPÍTULO VI DO ACESSO À INFORMAÇÃO E À COMUNICAÇÃO<br />Art. 47. No prazo de até doze meses a contar da data de publicação deste Decreto, será obrigatória a acessibilidade nos portais e sítios eletrônicos da administração pública na rede mundial de computadores (internet), para o uso das pessoas portadoras de deficiência visual, garantindo-lhes o pleno acesso às informações disponíveis.<br />§ 1º Nos portais e sítios de grande porte, desde que seja demonstrada a inviabilidade técnica de se concluir os procedimentos para alcançar integralmente a acessibilidade, o prazo definido no caput será estendido por igual período.<br />§ 2º Os sítios eletrônicos acessíveis às pessoas portadoras de deficiência conterão símbolo que represente a acessibilidade na rede mundial de computadores (internet), a ser adotado nas respectivas páginas de entrada.<br />ANATEL | * até julho/2008<br />
  18. 18. Validadores<br />
  19. 19. Validadores<br />
  20. 20. Mudança<br />
  21. 21. Volume<br />1992Explosão daInternet<br />1900Biblioteca de Londres(500.000 volumes)<br />1884Primeira máquina de composição mecânica<br />1480Biblioteca do Vaticano(3500 volumes)<br />1450Tiposmóveis de Gutenberg<br />500Mongescopiamlivrosà mão<br />3000 A.C.Primeirosregistros deescrita<br />Tempo<br />660 A.C.Rei assírio organiza tábulas por assunto<br />330 A.C.Biblioteca de Alexandria compreende uma bibliografia de 120 pergaminhos<br />1876Sistema DecimalDewey<br />1970Desenvolvimentodo SGML<br />1994Chegada dosArquitetos deInformação<br />Volume de conteúdo<br />Fonte: ROSENFELD, Louis; MORVILLE, Peter. InformationArchiteture for the WWW. 2. ed., 2002.<br />
  22. 22. ENTRETANTO, TEMOS<br />UM GRANDE PROBLEMA<br />
  23. 23. Webs<br />
  24. 24. Sintática<br />Semântica<br />Eu amo você<br />Eu você<br />
  25. 25. O que é? Como faz?<br /><ul><li>Tagging;
  26. 26. RDF;
  27. 27. Ontologias ;
  28. 28. Microformatos;
  29. 29. APIs.</li></li></ul><li>O que o jornalismo tem a ver com isso?<br /><ul><li>Conteúdo se torna commodity;
  30. 30. Queda da importância de sites e portais;
  31. 31. O conteúdo deve chegar às pessoas e não o contrário;
  32. 32. Especialidade vs. Necessidade: News as Service(NaS);
  33. 33. Jornalismo de dados (mas com contexto e relevância).</li></li></ul><li>RESOURCE DESCRIPTION FRAMEWORK<br />RDF<br /><ul><li>Estabelece relações compreensíveis ao computadores;
  34. 34. Funciona em cima da arquitetura atual;
  35. 35. URIs únicas para identificar elementos.</li></li></ul><li>RESOURCE DESCRIPTION FRAMEWORK<br />RDF<br />SUJEITO<br />OBJETO<br />PREDICADO<br />TRIPLES<br />
  36. 36. Ontologias<br />
  37. 37. Ontologias<br />
  38. 38. Microformatos<br />
  39. 39. Estruturação Semântica<br /><ul><li>Facilita a reutilização dos dados;
  40. 40. Permite dar novos sentidos à informação;
  41. 41. “Máscaras” para transformar URLs em URIs;
  42. 42. TI e a hierarquia das redações.</li></li></ul><li>CASE #1<br />Guardian<br />
  43. 43. CASE #1<br />Guardian<br />
  44. 44. CASE #1<br />Guardian<br />
  45. 45. CASE #1<br />Guardian<br />
  46. 46. CASE #2<br />New York Times<br />
  47. 47. CASE #2<br />New York Times<br />
  48. 48. CASE #2<br />New York Times<br />
  49. 49. CASE #3<br /> “Obamômetro”<br />
  50. 50. CASE #4<br />DicaSP<br />
  51. 51. CASE #5<br />Amazon<br /><ul><li> 140.000 desenvolvedores;
  52. 52. $490 milhões de receita;</li></li></ul><li>CASE #5<br />Amazon<br />
  53. 53. FERRAMENTAS<br />Twine<br />
  54. 54. FERRAMENTAS<br />FreeBase<br />
  55. 55. FERRAMENTAS<br />Swivel<br />
  56. 56. MUITO<br /> Obrigado!<br />ANDRE DE ABREUwww.andredeabreu.com.brola@andredeabreu.com.br<br />

×