Successfully reported this slideshow.

Marketing de Moda

34

Share

Upcoming SlideShare
MODA E MÍDIA
MODA E MÍDIA
Loading in …3
×
1 of 34
1 of 34

Marketing de Moda

34

Share

Download to read offline

  1. 1. anapuglia<br />
  2. 2. a primeira “marca”<br />Tudo começou em Paris no final do século XIX e, depois, difundiu-se para o mundo.<br />Na corte francesa, o inglês Charles Frederick Worthdeu início a um processo sem volta, ao tornar-se costureiro oficial da imperatriz Eugênia, esposa de Napoleão III.<br />*<br />
  3. 3. o número 1!<br />/// Antes: os modistas se dedicavam a copiar os modelos que suas clientes viam nas rodas sociais ou revistas ilustradas. As clientes escolhiam os tecidos, as cores e os modelos;<br />/// Depois: foi o primeiro que impôs seu próprio gosto..<br />*<br />
  4. 4. o gênio do marketing<br />/// O primeiro a realizar desfile, onde jovens bonitas vestiam as suas criações. <br />/// Estas jovens eram chamadas de “sósias” ou “doubles”;<br />/// Presenteava as mulheres famosas com suas roupas;<br />/// Temperamento caprichoso;<br />/// Elitista;<br />///Porta-voz carismático para a marca;<br />/// O primeiro a envolver seu próprio nome em um conto de fadas e comercializá-lo.<br />*<br />
  5. 5. a única constante é a mudança<br />Paul Poiret começou a trabalhar cedo na maisonWorth, mas logo quis sua independência;<br />Queria libertar as mulheres das complicadas estruturas que imobilizavam a parte superior de seu corpo;<br />Eliminou o “corsé” de uma vez por todas, revolucionando a indumentária feminina<br />*<br />
  6. 6. marketing<br />/// Acabou com a fronteira entre a arte e a moda, contratando pintores para ilustrar seus catálogos e decorou sua loja com um estilo que antecipava a artdecó;<br />/// Foi o primeiro a lançar um perfume com sua marca;<br />/// Abriu boutiques com seu nome nas principais cidades francesas;<br />/// Organizou desfiles itinerantes;<br />/// Desenhou vestidos para a atriz Sarah Bernhardt.<br />*<br />
  7. 7. a primeira “sub-marca”<br />Em 1911, inaugurou uma fábrica onde formava moças parisienses de baixa renda na fabricação de alguns itens de moda;<br />Estes itens eram comercializados em uma boutique e alguns dos grandes magazines, sob a marca Martina, nome de sua filha mais jovem.<br />*<br />
  8. 8. “a extravagância mata a personalidade”<br />*<br />
  9. 9. gabrielle “coco” chanel<br />/// As mulheres voltam menos femininas da guerra e Chanel realçou este estilo andrógino;<br />/// Chanel no. 5: primeira fragância sintética, reforçando seu aspecto de modernidade.<br />*<br />
  10. 10. elsaschiaparelli<br />/// Desenhos de Salvador Dalí;<br />/// Frasco de perfume no formato dos seios de Mae West.<br />*<br />
  11. 11. estados unidos<br />/// Até a guerra, as mulheres ricas compravam diretamente em Paris ou reproduziam modelos;<br />/// Os confeccionistas começaram a produzir tecidos sintéticos, com técnicas de produção mais rápidas, peças leves e cambiáveis;<br />/// Para ser chique, não se precisava mais de um modista particular ou de alta costura;<br />/// A moda deixa ser reservada para a elite;<br />/// Prêt-à-porter.<br />*<br />
  12. 12. à paris...<br />Começavam a surgir na Europa, sobretudo na capital da França – lar das maisonsde alta costura – novos projetos.<br />*<br />
  13. 13. /// Visionário, inventou o “newlook”;<br />/// Máquina de fazer dinheiro:<br />/// Usava a publicidade como nenhum antecessor;<br />/// Lançou seu primeiro perfume em 1947;<br />/// Inaugurou sua primeira boutique em NY em 1948;<br />/// No final da década, vendeu uma licença de sua marca;<br />/// Inaugurou filiais de sua maison por todo o mundo. <br />christiandior<br />*<br />
  14. 14. /// Foi o primeiro a perceber que o luxo poderia ser “empacotado” como um produto para as massas;<br />/// Considerava esta estratégia fundamental para a sobrevivência das marcas;<br />/// Depois dele, a ditadura das marcas continua, mesmo na década de 60, onde se reivindicava a liberdade de estilo.<br />christiandior<br />*<br />
  15. 15. a década de 60<br />/// Mary Quant: foi uma das criadoras que converteram a cultura juvenil em benefícios, com considerável êxito;<br />/// Pierre Cardin: como protegido de Dior, reconheceu o potencial do prêt-à-porter;<br />/// Abriu duas lojas e um corner exclusivo na Le Printemps;<br />///Também vendeu licenças da sua marca.<br />*<br />
  16. 16. licenças<br />/// Pierre Cardin preferiu ser uma marca, antes de ser um designer;<br />Conseguiu fazer fortuna, mas perdeu a exclusividade exigida para uma marca de luxo.<br />/// Yves Saint Laurent também era entusiasta das licenças, mas exigia um maior controle de qualidade dos produtos<br />*<br />
  17. 17. yves<br />saint-laurent<br />/// Iniciou como sucessor de Dior;<br />/// Conseguiu sucesso tanto nas passarelas quanto na loja de prêt-à-porter de luxo;<br />/// Seu maior sucesso foi o perfume Opium, lançado em 1978 e vendido até hoje.<br />*<br />
  18. 18. /// Segue a democratização da moda;<br />/// Escolas de moda formam muitos jovens designers rebeldes;<br />/// O rock se “enamorou” da moda de vanguarda;<br />/// A imprensa especializada cresceu;<br />/// A primeira geração de designers começou a ditar aos consumidores o que deviam vestir e como fazê-lo;<br />/// Os italianos começam a desenvolver suas próprias marcas: sabiam casar arte e comércio de um modo que as marcas francesas não conseguiam compreender.<br />década de <br />70<br />*<br />
  19. 19. década de 80<br />/// A “morte” da moda começou a ser anunciada;<br />/// Ressaca dos anos 70: crise econômica e AIDS;<br />/// O prêt-à-porter foi o que houve de mais importante na passarela.<br />*<br />
  20. 20. /// Jean-Paul Gaultier, Thierry Mugler, Kenzo, Karl Lagerfeld, Christian Lacroix: os novos românticos.<br />/// Japoneses: YohjiYamamoti, Rei Kawakubo – inspiração para os severos anos monocromáticos do final da década de 80;<br />/// Yuppies >>> a roupa significava seu êxito:<br /> >>>Giorgio Armani, Paul Smith;<br /> >>>Filofax.<br />///Ralph Lauren.<br />década de 80<br />*<br />
  21. 21. /// De maneira quase inconsciente, se deu conta de que nos Estados Unidos a história tinha importância (terra de Hollywood e da venda de fantasias);<br />/// Criou um mundo de bom gosto aristocrático que era pura invenção;<br />/// Suas lojas eram cenários de filmes e suas campanhas publicitárias fotogramas de filmes que nunca foram rodados;<br />/// Seu êxito se baseava na qualidade de seus produtos e, em especial, a sua habilidade para o branding;<br />estados unidos<br />*<br />
  22. 22. estilo de vida<br />/// Foi a marca perfeita para os anos 80 quando o estilo de vida era mais importante que a moda;<br />/// A mídia se importava mais com a vida das super modelos do que com as roupas que vestiam.<br />*<br />
  23. 23. década de<br />90<br />/// O interesse feminino pela sua profissão se tornou maior que o interesse pela moda;<br />/// As mulheres começaram a adotar o figurino masculino: terno como uniforme;<br />/// As passarelas perderam espaço para o streetwear (Levi´s, Nike, Gap) e cultura MTV;<br />/// Internet, casual Friday, produção na Ásia;<br />/// Vestir-se com simplicidade<br />*<br />
  24. 24. década de<br />90<br />/// A postura elitista começava a parecer arrogante e antiquada;<br />/// Os artigos passaram a ser funcionais;<br />/// As super modelos começaram a parecer menos “super”: Kate Moss;<br />/// Simplechic.<br />*<br />
  25. 25. década de<br />90<br />/// Muitas casas de moda foram adquiridas ou se transformaram em grandes corporações:<br /> >>>Bolsa de valores.<br />/// A insipidez utilitária das marcas fez com o marketing adquirisse importância sem precedentes.<br />*<br />
  26. 26. anos<br />2000<br />/// A moda transformou-se novamente;<br />/// O estilo saiu do armário;<br />/// Smart Casual.<br />*<br />
  27. 27. /// Um dos primeiros designers contemporâneos que entendeu o poder do marketing. Não esnobe, queria vender seus produtos;<br />/// Redesenhou cada aspecto da marca: desde a publicidade impressa até as lojas, assegurando-se que tudo somasse para a criação da imagem desejada para Gucci;<br />/// Reintroduziu a luxúria no mundo da moda, através de uma série de anúncios abertamente eróticos (pornochic);<br />/// Criou peças que todos desejavam usar;<br />/// Dizia que se não pudessem comprar um vestido, que comprassem um óculos de sol.<br />sexo vende<br />*<br />
  28. 28. /// Também entendeu que a mensagem da marca devia estar “impregnada” no todo, desde os anúncios até as lojas, incluindo, claro, os produtos;<br />/// Posicionou-se baseada na criatividade, sensibilidade e compromisso político;<br />/// As intelectuais novaiorquinas e as mulheres de negócio de Londres adoraram a marca e a bolsa Prada tomou lugar da Filofax;<br />/// Logo foi seguida pelos sapatos e roupas.<br />miucciaprada<br />*<br />
  29. 29. bernardarnault<br />/// Dior, Louis Vitton, Celine, Kenzo, Givenchy, Fendi, Pucci, Marc Jacobs, Donna Karan, entre outras;<br />/// Incorporou técnicas de marketing a um mundo que achava não necessitá-las.<br />.<br />*<br />
  30. 30. françoispinault<br />/// Yves Saint Laurent, Boucheron, Bottega Veneta, Balenciaga, Stella McCartney<br />*<br />
  31. 31. /// A fórmula usada por Gucci, Prada e Dior, consistente na combinação de produtos juvenis e trabalhados, com acessórios acessíveis, junto a uma estratégia agressiva de marketing, fez com acordasse a fashion victim interna dos consumidores;<br />/// Ford e Galliano eram fotogênicos e apaixonantes, tão chamativos quanto estrelas do rock;<br />/// Crescente obsessão pela vida dos famosos e quando um deles era fotografado usando alguma marca, todos queriam comprá-la também.<br />marketing hoje<br />*<br />
  32. 32. já que para a maioria é possível somente comprar os acessórios das grandes marcas, onde encontrar as roupas para serem usadas com eles?<br />*<br />
  33. 33. fast<br /> fashion!<br />Marcas de grande distribuição, criadas por designers jovens e de talento, que se inspiram nas passarelas<br />*<br />
  34. 34. conteúdo<br />Ana Puglia<br />www.anapuglia.com<br />projeto gráfico<br />Luiz Wachelke<br />larwachelke@yahoo.com<br />
  1. 1. anapuglia<br />
  2. 2. a primeira “marca”<br />Tudo começou em Paris no final do século XIX e, depois, difundiu-se para o mundo.<br />Na corte francesa, o inglês Charles Frederick Worthdeu início a um processo sem volta, ao tornar-se costureiro oficial da imperatriz Eugênia, esposa de Napoleão III.<br />*<br />
  3. 3. o número 1!<br />/// Antes: os modistas se dedicavam a copiar os modelos que suas clientes viam nas rodas sociais ou revistas ilustradas. As clientes escolhiam os tecidos, as cores e os modelos;<br />/// Depois: foi o primeiro que impôs seu próprio gosto..<br />*<br />
  4. 4. o gênio do marketing<br />/// O primeiro a realizar desfile, onde jovens bonitas vestiam as suas criações. <br />/// Estas jovens eram chamadas de “sósias” ou “doubles”;<br />/// Presenteava as mulheres famosas com suas roupas;<br />/// Temperamento caprichoso;<br />/// Elitista;<br />///Porta-voz carismático para a marca;<br />/// O primeiro a envolver seu próprio nome em um conto de fadas e comercializá-lo.<br />*<br />
  5. 5. a única constante é a mudança<br />Paul Poiret começou a trabalhar cedo na maisonWorth, mas logo quis sua independência;<br />Queria libertar as mulheres das complicadas estruturas que imobilizavam a parte superior de seu corpo;<br />Eliminou o “corsé” de uma vez por todas, revolucionando a indumentária feminina<br />*<br />
  6. 6. marketing<br />/// Acabou com a fronteira entre a arte e a moda, contratando pintores para ilustrar seus catálogos e decorou sua loja com um estilo que antecipava a artdecó;<br />/// Foi o primeiro a lançar um perfume com sua marca;<br />/// Abriu boutiques com seu nome nas principais cidades francesas;<br />/// Organizou desfiles itinerantes;<br />/// Desenhou vestidos para a atriz Sarah Bernhardt.<br />*<br />
  7. 7. a primeira “sub-marca”<br />Em 1911, inaugurou uma fábrica onde formava moças parisienses de baixa renda na fabricação de alguns itens de moda;<br />Estes itens eram comercializados em uma boutique e alguns dos grandes magazines, sob a marca Martina, nome de sua filha mais jovem.<br />*<br />
  8. 8. “a extravagância mata a personalidade”<br />*<br />
  9. 9. gabrielle “coco” chanel<br />/// As mulheres voltam menos femininas da guerra e Chanel realçou este estilo andrógino;<br />/// Chanel no. 5: primeira fragância sintética, reforçando seu aspecto de modernidade.<br />*<br />
  10. 10. elsaschiaparelli<br />/// Desenhos de Salvador Dalí;<br />/// Frasco de perfume no formato dos seios de Mae West.<br />*<br />
  11. 11. estados unidos<br />/// Até a guerra, as mulheres ricas compravam diretamente em Paris ou reproduziam modelos;<br />/// Os confeccionistas começaram a produzir tecidos sintéticos, com técnicas de produção mais rápidas, peças leves e cambiáveis;<br />/// Para ser chique, não se precisava mais de um modista particular ou de alta costura;<br />/// A moda deixa ser reservada para a elite;<br />/// Prêt-à-porter.<br />*<br />
  12. 12. à paris...<br />Começavam a surgir na Europa, sobretudo na capital da França – lar das maisonsde alta costura – novos projetos.<br />*<br />
  13. 13. /// Visionário, inventou o “newlook”;<br />/// Máquina de fazer dinheiro:<br />/// Usava a publicidade como nenhum antecessor;<br />/// Lançou seu primeiro perfume em 1947;<br />/// Inaugurou sua primeira boutique em NY em 1948;<br />/// No final da década, vendeu uma licença de sua marca;<br />/// Inaugurou filiais de sua maison por todo o mundo. <br />christiandior<br />*<br />
  14. 14. /// Foi o primeiro a perceber que o luxo poderia ser “empacotado” como um produto para as massas;<br />/// Considerava esta estratégia fundamental para a sobrevivência das marcas;<br />/// Depois dele, a ditadura das marcas continua, mesmo na década de 60, onde se reivindicava a liberdade de estilo.<br />christiandior<br />*<br />
  15. 15. a década de 60<br />/// Mary Quant: foi uma das criadoras que converteram a cultura juvenil em benefícios, com considerável êxito;<br />/// Pierre Cardin: como protegido de Dior, reconheceu o potencial do prêt-à-porter;<br />/// Abriu duas lojas e um corner exclusivo na Le Printemps;<br />///Também vendeu licenças da sua marca.<br />*<br />
  16. 16. licenças<br />/// Pierre Cardin preferiu ser uma marca, antes de ser um designer;<br />Conseguiu fazer fortuna, mas perdeu a exclusividade exigida para uma marca de luxo.<br />/// Yves Saint Laurent também era entusiasta das licenças, mas exigia um maior controle de qualidade dos produtos<br />*<br />
  17. 17. yves<br />saint-laurent<br />/// Iniciou como sucessor de Dior;<br />/// Conseguiu sucesso tanto nas passarelas quanto na loja de prêt-à-porter de luxo;<br />/// Seu maior sucesso foi o perfume Opium, lançado em 1978 e vendido até hoje.<br />*<br />
  18. 18. /// Segue a democratização da moda;<br />/// Escolas de moda formam muitos jovens designers rebeldes;<br />/// O rock se “enamorou” da moda de vanguarda;<br />/// A imprensa especializada cresceu;<br />/// A primeira geração de designers começou a ditar aos consumidores o que deviam vestir e como fazê-lo;<br />/// Os italianos começam a desenvolver suas próprias marcas: sabiam casar arte e comércio de um modo que as marcas francesas não conseguiam compreender.<br />década de <br />70<br />*<br />
  19. 19. década de 80<br />/// A “morte” da moda começou a ser anunciada;<br />/// Ressaca dos anos 70: crise econômica e AIDS;<br />/// O prêt-à-porter foi o que houve de mais importante na passarela.<br />*<br />
  20. 20. /// Jean-Paul Gaultier, Thierry Mugler, Kenzo, Karl Lagerfeld, Christian Lacroix: os novos românticos.<br />/// Japoneses: YohjiYamamoti, Rei Kawakubo – inspiração para os severos anos monocromáticos do final da década de 80;<br />/// Yuppies >>> a roupa significava seu êxito:<br /> >>>Giorgio Armani, Paul Smith;<br /> >>>Filofax.<br />///Ralph Lauren.<br />década de 80<br />*<br />
  21. 21. /// De maneira quase inconsciente, se deu conta de que nos Estados Unidos a história tinha importância (terra de Hollywood e da venda de fantasias);<br />/// Criou um mundo de bom gosto aristocrático que era pura invenção;<br />/// Suas lojas eram cenários de filmes e suas campanhas publicitárias fotogramas de filmes que nunca foram rodados;<br />/// Seu êxito se baseava na qualidade de seus produtos e, em especial, a sua habilidade para o branding;<br />estados unidos<br />*<br />
  22. 22. estilo de vida<br />/// Foi a marca perfeita para os anos 80 quando o estilo de vida era mais importante que a moda;<br />/// A mídia se importava mais com a vida das super modelos do que com as roupas que vestiam.<br />*<br />
  23. 23. década de<br />90<br />/// O interesse feminino pela sua profissão se tornou maior que o interesse pela moda;<br />/// As mulheres começaram a adotar o figurino masculino: terno como uniforme;<br />/// As passarelas perderam espaço para o streetwear (Levi´s, Nike, Gap) e cultura MTV;<br />/// Internet, casual Friday, produção na Ásia;<br />/// Vestir-se com simplicidade<br />*<br />
  24. 24. década de<br />90<br />/// A postura elitista começava a parecer arrogante e antiquada;<br />/// Os artigos passaram a ser funcionais;<br />/// As super modelos começaram a parecer menos “super”: Kate Moss;<br />/// Simplechic.<br />*<br />
  25. 25. década de<br />90<br />/// Muitas casas de moda foram adquiridas ou se transformaram em grandes corporações:<br /> >>>Bolsa de valores.<br />/// A insipidez utilitária das marcas fez com o marketing adquirisse importância sem precedentes.<br />*<br />
  26. 26. anos<br />2000<br />/// A moda transformou-se novamente;<br />/// O estilo saiu do armário;<br />/// Smart Casual.<br />*<br />
  27. 27. /// Um dos primeiros designers contemporâneos que entendeu o poder do marketing. Não esnobe, queria vender seus produtos;<br />/// Redesenhou cada aspecto da marca: desde a publicidade impressa até as lojas, assegurando-se que tudo somasse para a criação da imagem desejada para Gucci;<br />/// Reintroduziu a luxúria no mundo da moda, através de uma série de anúncios abertamente eróticos (pornochic);<br />/// Criou peças que todos desejavam usar;<br />/// Dizia que se não pudessem comprar um vestido, que comprassem um óculos de sol.<br />sexo vende<br />*<br />
  28. 28. /// Também entendeu que a mensagem da marca devia estar “impregnada” no todo, desde os anúncios até as lojas, incluindo, claro, os produtos;<br />/// Posicionou-se baseada na criatividade, sensibilidade e compromisso político;<br />/// As intelectuais novaiorquinas e as mulheres de negócio de Londres adoraram a marca e a bolsa Prada tomou lugar da Filofax;<br />/// Logo foi seguida pelos sapatos e roupas.<br />miucciaprada<br />*<br />
  29. 29. bernardarnault<br />/// Dior, Louis Vitton, Celine, Kenzo, Givenchy, Fendi, Pucci, Marc Jacobs, Donna Karan, entre outras;<br />/// Incorporou técnicas de marketing a um mundo que achava não necessitá-las.<br />.<br />*<br />
  30. 30. françoispinault<br />/// Yves Saint Laurent, Boucheron, Bottega Veneta, Balenciaga, Stella McCartney<br />*<br />
  31. 31. /// A fórmula usada por Gucci, Prada e Dior, consistente na combinação de produtos juvenis e trabalhados, com acessórios acessíveis, junto a uma estratégia agressiva de marketing, fez com acordasse a fashion victim interna dos consumidores;<br />/// Ford e Galliano eram fotogênicos e apaixonantes, tão chamativos quanto estrelas do rock;<br />/// Crescente obsessão pela vida dos famosos e quando um deles era fotografado usando alguma marca, todos queriam comprá-la também.<br />marketing hoje<br />*<br />
  32. 32. já que para a maioria é possível somente comprar os acessórios das grandes marcas, onde encontrar as roupas para serem usadas com eles?<br />*<br />
  33. 33. fast<br /> fashion!<br />Marcas de grande distribuição, criadas por designers jovens e de talento, que se inspiram nas passarelas<br />*<br />
  34. 34. conteúdo<br />Ana Puglia<br />www.anapuglia.com<br />projeto gráfico<br />Luiz Wachelke<br />larwachelke@yahoo.com<br />

More Related Content

Related Audiobooks

Free with a 30 day trial from Scribd

See all

×