Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Desenvolvendo Checklists para a       Produção de Material Didático      Digital Acessível para Alunos com               D...
Introdução• Segundo o INEP (2011), há 750 mil alunos com  necessidades especiais matriculados em  escolas regulares e espe...
Justificativa                     2010                    2011Escolas                                              Educaçã...
Dificuldades• Comprometimento do corpo docente;• Infraestrutura das escolas;• Apoio adicional para alunos com necessidades...
Objetivo• Auxiliar no desenvolvimento de material  didático acessível, com o apoio de checklists;       – Editores de Text...
Deficiência Visual       Diminuição irreversível da resposta visual,        por motivos congênitos ou hereditários,       ...
Tecnologia Assistiva   Produtos, recursos, metodologias, estratégias,   práticas e serviços que possuem o objetivo de     ...
Tecnologia Assistiva                                                                         Figura 3. Ampliador de tela. ...
Leitores de Tela     Programa que captura toda e qualquer informação     apresentada na forma de texto e a transforma em  ...
Metodologia• Levantamento bibliográfico sobre os leitores  de tela e definição do público-alvo  (Deficientes Visuais - DVs...
Recursos testados(Editores de texto)• Fonte:       – tamanho da fonte, tipo de fonte, texto em negrito,         texto subl...
Recursos testados(Editores de texto)• Inserir Recursos:       – imagem, gráfico, tabela, hiperlink, formas,         SmartA...
Recursos testados(Apresentação de slides)• Fonte:       – tamanho da fonte, tipo da fonte, texto em negrito,         texto...
Recursos testados(Planilhas eletrônicas)• Fonte:       – tamanho da fonte, tipo de fonte, texto em negrito,         texto ...
Exemplo do formulário de testes                    Item          Comportamento            Descrição                       ...
Metodologia• Leitores de tela utilizados: JAWS 9.0, Virtual  Vision 6.0, NVDA 2009.1 e Orca 2.28;• Realização dos testes p...
Resultados• Cabeçalho e Rodapé: não é lido pelos leitores  de telas. Para acessibilizar, o conteúdo dos  mesmos deve ser c...
Resultados• Imagem: devem vir acompanhadas de um texto  descritivo para o seu conteúdo;• Gráfico: o Jaws tenta realizar a ...
Exemplo de Checklist (Editores de texto)                                 Resposta                                         ...
Agradecimentos   Apoio: IFRS/PROPI – Bento Gonçalves.Rio de Janeiro, 2012                      CBIE 2012 – 23º SBIE
ReferênciasSimões, C and Frug, F. “Deficiência visual”. Disponível em:<http://ies.portadoresdedeficiencia.vilabol.uol.com....
DÚVIDAS?                        OBRIGADA!Rio de Janeiro, 2012                CBIE 2012 – 23º SBIE
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

CBIE 2012 - 23º SBIE

355 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to like this

CBIE 2012 - 23º SBIE

  1. 1. Desenvolvendo Checklists para a Produção de Material Didático Digital Acessível para Alunos com Deficiência Visual Ana Paula Scariot Maurício C. RositoInstituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) - Campus Bento Gonçalves.
  2. 2. Introdução• Segundo o INEP (2011), há 750 mil alunos com necessidades especiais matriculados em escolas regulares e especiais de ensino; – Deficiências físicas, mentais, intelectuais e aqueles que apresentam superdotação e altas habilidades;• Deste total, 82 mil alunos possuem Deficiência Visual.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  3. 3. Justificativa 2010 2011Escolas Educação infantil, Queda de 11,2%Especiais ensino fundamental e médio e EJA (EducaçãoEscolas Profissional e deRegulares Aumento de 15,3% Jovens e Adultos). Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  4. 4. Dificuldades• Comprometimento do corpo docente;• Infraestrutura das escolas;• Apoio adicional para alunos com necessidades especiais: – Recursos tecnológicos; – Auxiliares de sala.• Para cada necessidade especial, uma atenção diferente deve ser dada.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  5. 5. Objetivo• Auxiliar no desenvolvimento de material didático acessível, com o apoio de checklists; – Editores de Texto, Planilhas Eletrônicas e Apresentação de Slides.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  6. 6. Deficiência Visual Diminuição irreversível da resposta visual, por motivos congênitos ou hereditários, mesmo após tratamento clínico e/ou cirúrgico [Simões e Frug, 2010]. • Visão subnormal ou baixa-visão; • Cegueira.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  7. 7. Tecnologia Assistiva Produtos, recursos, metodologias, estratégias, práticas e serviços que possuem o objetivo de promover a autonomia, independência, qualidade de vida e inclusão social de pessoas com deficiência [CAT, 2007].Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  8. 8. Tecnologia Assistiva Figura 3. Ampliador de tela. Fonte: centrocultural.sp.gov.brFigura 1. Mouse ocular.Fonte: laurabandres.blogspot.com Figura 2. Colmeia e equipamento de auxílio para deficiência motora. Fonte: laurabandres.blogspot.com Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  9. 9. Leitores de Tela Programa que captura toda e qualquer informação apresentada na forma de texto e a transforma em uma resposta falada. Figura 4. Leitores de Tela – Virtual Vision, NVDA, Jaws e Orca. Fonte: movimentolivre.orgRio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  10. 10. Metodologia• Levantamento bibliográfico sobre os leitores de tela e definição do público-alvo (Deficientes Visuais - DVs);• Desenvolvimento do questionário para testes, a partir do estudo dos recursos oferecidos pelo pacote de software Microsoft Office 2007 e BrOffice 3.1;Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  11. 11. Recursos testados(Editores de texto)• Fonte: – tamanho da fonte, tipo de fonte, texto em negrito, texto sublinhado, texto em itálico, realce do texto, cor, alinhamento, espaçamento do parágrafo e marcadores;• Layout da Página: – bordas, marca d’água e colunas;Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  12. 12. Recursos testados(Editores de texto)• Inserir Recursos: – imagem, gráfico, tabela, hiperlink, formas, SmartArt, cabeçalho e rodapé, caixa de texto, WordArt, símbolos, equação (fórmulas), número da página e letra capitular;• Referências Externas: – Nota de rodapé.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  13. 13. Recursos testados(Apresentação de slides)• Fonte: – tamanho da fonte, tipo da fonte, texto em negrito, texto sublinhado, texto em itálico, cor do texto, alinhamento, espaçamento do parágrafo e marcadores;• Inserir Recursos: – imagem, gráfico, tabela, hiperlink, cabeçalho e rodapé, número do slide, WordArt, SmartArt, formas e símbolos;• Animações: – animações sonoras e visuais.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  14. 14. Recursos testados(Planilhas eletrônicas)• Fonte: – tamanho da fonte, tipo de fonte, texto em negrito, texto sublinhado, texto em itálico, realce do texto, cor e tamanho da célula;• Inserir Recursos: – gráfico, tabela, tabela com AutoSoma (fórmulas), símbolos, hiperlink, bordas, nome das planilhas, número da página e cabeçalho e rodapé.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  15. 15. Exemplo do formulário de testes Item Comportamento Descrição NFD – NC – PC – TCTestes para o menu FonteTamanhoTipoTestes para o menu InserirImagemGráficoTabela • NFD: Não faz diferença para os leitores de tela; • NC: Não é compatível com os leitores de tela; • TC: Totalmente compatível com os leitores de tela; • PC: Parcialmente compatível com os leitores de tela. Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  16. 16. Metodologia• Leitores de tela utilizados: JAWS 9.0, Virtual Vision 6.0, NVDA 2009.1 e Orca 2.28;• Realização dos testes por três DV’s (dois cegos e um com baixa-visão), tanto em Windows quanto em Linux, conforme compatibilidades;• Depois, foi feita a análise dos dados.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  17. 17. Resultados• Cabeçalho e Rodapé: não é lido pelos leitores de telas. Para acessibilizar, o conteúdo dos mesmos deve ser colocado junto ao texto;• Caixas de Texto: não são lidas, sendo adequado utilizar bordas para obter mesmo efeito;• Número da página: não influencia, pois os leitores de tela sempre leem essa informação.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  18. 18. Resultados• Imagem: devem vir acompanhadas de um texto descritivo para o seu conteúdo;• Gráfico: o Jaws tenta realizar a leitura do gráfico, porém não consegue com efeito. O melhor é deixar o mesmo em formato de imagem e, assim, criar uma descrição. Os outros leitores o ignoram.• Tabela: é lida de forma linear, da esquerda para a direita. Portanto, basta apenas que esteja bem organizada.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  19. 19. Exemplo de Checklist (Editores de texto) Resposta Observações Regra Em Está acessível quando... Sim Não N/A do Avaliador Parte Os marcadores não são1. Há marcadores no necessários para otexto? entendimento do texto.2. Há cabeçalho e Não há cabeçalho e rodapé.rodapé no texto?3. O texto possui caixas Não há caixas de texto e sim,de texto? bordas. Não há colunas, e o texto está4. Há colunas no texto? o mais simples possível. 1) Não tem notas de rodapé;5. Há notas de rodapé 2) Tem notas de rodapé e ono texto? aluno usa JAWS ou NVDA.6. Há número da Tem número da página nopágina no texto? texto do documento. Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  20. 20. Agradecimentos Apoio: IFRS/PROPI – Bento Gonçalves.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  21. 21. ReferênciasSimões, C and Frug, F. “Deficiência visual”. Disponível em:<http://ies.portadoresdedeficiencia.vilabol.uol.com.br/DeficienciaVisual.htm>. Acesso em: jun, 2011.INEP. Censo Escolar 2011. Brasília, 2011. Disponível em:<http://www.inep.gov.br/basica/censo/default.asp>. Acesso em:jun. 2012.CAT, (2007). Comitê de Ajudas Técnicas, “Ata da Reunião VII”.Brasília, 2007.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  22. 22. DÚVIDAS? OBRIGADA!Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE

×