Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Texto dissertativo expositivo
Professora Ana Lúcia Moura Neves
Dissertar Falar sobre
algo
Expor:
Falar sobre algo, mostrando seus
aspectos e características, contando
sua história, dize...
Exemplo de exposição:
O Natal é uma festa de origem religiosa
que celebra o nascimento de Jesus Cristo,
considerado o salv...
O Movimento de Antropofagia era formado por um
grupo de artistas (poetas, pintores) liderados por Oswald de
Andrade e Tars...
Exercício com parágrafo expositivo
Escreva um parágrafo dissertativo expositivo com entre 4 e
7 linhas para cada tema abai...
Veja como fica um dos temas desenvolvidos em um texto
A música sertaneja teve sua origem no interior do país em meados do ...
Exercícios com texto dissertativo expositivo
1. Identifique, no slide anterior, as partes de um texto
dissertativo (introd...
PROPOSTA DE REDAÇÃO:
Escreva um texto dissertativo-expositivo sobre o tema “As festas juninas”.
Siga a seguinte estrutura:...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Texto dissertativo expositivo

16,262 views

Published on

Dissertação, dissertação expositiva, diferença entre texto dissertativo argumentativo e texto dissertativo expositivo.

Published in: Education
  • Login to see the comments

Texto dissertativo expositivo

  1. 1. Texto dissertativo expositivo Professora Ana Lúcia Moura Neves
  2. 2. Dissertar Falar sobre algo Expor: Falar sobre algo, mostrando seus aspectos e características, contando sua história, dizendo para que serve, em que contexto aquilo ocorre, etc. Argumentar: Falar sobre um tema, mostrando seu ponto de vista sobre o assunto e colocando argumentos com o objetivo de convencer o leitor.
  3. 3. Exemplo de exposição: O Natal é uma festa de origem religiosa que celebra o nascimento de Jesus Cristo, considerado o salvador do mundo pelos cristãos. Nessa festa, é comum as pessoas trocarem presentes entre si, como forma de reviver o que os reis magos levaram a Jesus quando ele nasceu. Na maioria das casas, monta-se uma árvore enfeitada, sob a qual colocam-se os presentes a serem distribuídos. Em algumas residências, ainda se conserva a tradição de fazer um presépio, que é uma maquete representando a cena do nascimento de Jesus. No último século, incluiu-se uma outra figura nessa festa: o Papai Noel, um bom velhinho que presenteia crianças. Exemplo de argumentação: Há muito tempo que o Natal deixou de ser uma festa religiosa. No seu aspecto positivo, virou festa de congraçamento, sobretudo no seio da família, é a data em que todos voltam a comer juntos, ao menos um peru e uma rabanada. No aspecto negativo, é o grande festim do consumo, presidido por esse chato e mercadológico “Bom Velhinho”, que seria tolerável num filme de Frank Capra. É uma pena, porque o Natal, mesmo sem qualquer conotação religiosa, sem qualquer compromisso confessional, lembra uma antiga e inarredável aspiração humana: a de um deus entre nós, com a nossa carne.[...] CONY, Carlos Heitor. No meio do silêncio. Folha de São Paulo, São Paulo, 25 dez. 1996. p.2
  4. 4. O Movimento de Antropofagia era formado por um grupo de artistas (poetas, pintores) liderados por Oswald de Andrade e Tarsila do Amaral, autora de um quadro inspirador das ideias antropofágicas, o Abaporu (aba = homem, poru = que come). Aquela figura monstruosa, com os pés enormes plantados no chão brasileiro, onde também há um cacto, sugeriu a Oswald a ideia da terra, do homem nativo, selvagem, antropófago... Os integrantes da corrente antropófaga pretendem manter com as vanguardas e com a cultura europeia em geral uma relação que Oswald denominou antropofágica: de deglutição, devoração crítica de suas influências de modo a recriá-las, tendo em vista a redescoberta do Brasil, em sua autenticidade primitiva. A expressão antropofagia, que literalmente significa “comer carne humana” se refere a uma prática de alguns rituais indígenas e transforma-se em metáfora da devoração simbólica das influências europeias defendida por Oswald de Andrade. Outro exemplo de texto dissertativo expositivo Fonte: AMARAL, E. et al. Novas palavras, vol.3, 2ª ed. São Paulo: FTD, 2013. p.60 (Adaptado) Abaporu, Tarsila do Amaral, 1928.
  5. 5. Exercício com parágrafo expositivo Escreva um parágrafo dissertativo expositivo com entre 4 e 7 linhas para cada tema abaixo. 1. Os smartphones (focando na história deles) 2.As festas juninas (focando nos pratos típicos) 3.As músicas sertanejas (focando nos temas das letras) 4.Os otakus (focando no visual)
  6. 6. Veja como fica um dos temas desenvolvidos em um texto A música sertaneja teve sua origem no interior do país em meados do século XX. Tornou-se preferência nacional e, ao longo dos anos, sofreu várias transformações, tanto em relação à caracterização dos artistas como em relação aos temas que compõem o repertório desse gênero musical. Inicialmente, a música sertaneja era sempre representada por uma dupla de homens, que cantavam divididos em primeira e segunda voz, ao mesmo tempo que tocavam seu violão e/ou sanfona. Atualmente, é comum haver um cantor somente, amparado por backing vocals, e ainda mais recente é o ingresso das mulheres como cantoras nesse universo. A estrutura musical também mudou bastante, pois passou de um violão ou viola caipira para espetáculos de som e imagem nos shows sertanejos. O que não mudou tanto assim foram os temas das canções: o amor e o sofrimento diante da traição ainda são o principal tema da maioria das composições. Devido à evolução do gênero, com o acréscimo de ritmos mais dançantes, muitas letras falam da vida noturna, das alegrias de beber com amigos e dos flertes, algumas chegando até a falar explicitamente de relações sexuais. Como é o gênero mais difundido no país, é comum a música sertaneja dominar as festas. É provável que, no futuro, as mulheres adentrem cada vez mais esse universo como artistas principais e passem a dividir com os homens o mercado consumidor desse tipo de música.
  7. 7. Exercícios com texto dissertativo expositivo 1. Identifique, no slide anterior, as partes de um texto dissertativo (introdução, desenvolvimento e conclusão) e que tipo de informação há em cada uma. 2.Identifique o parágrafo que deu origem ao texto (o do exercício de parágrafos) e a frase usada para conectá-lo ao resto do texto.
  8. 8. PROPOSTA DE REDAÇÃO: Escreva um texto dissertativo-expositivo sobre o tema “As festas juninas”. Siga a seguinte estrutura:  No primeiro parágrafo, apresente o tema, contando a história da festa (como começou, o que se celebra...);  No segundo parágrafo, fale sobre a decoração, o tipo de música e algum costume específico dessa festa;  No terceiro parágrafo, apresente os pratos típicos (comes e bebes) tradicionais da festa;  No quarto parágrafo, retome o tema de forma geral e apresente uma perspectiva futura sobre ele.  LEMBRE-SE: NÃO PODE TER OPINIÃO!!!

×