Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Figuras de linguagem

Conceitos básicos sobre algumas figuras de linguagem. Com músicas.

  • Login to see the comments

  • Be the first to like this

Figuras de linguagem

  1. 1. Figuras de Linguagem PROFESSORA ANA LÚCIA MOURA NEVES
  2. 2. Recordando conceitos... Informar Registrar Instruir Ensinar Aconselhar Opinar ... Texto não- literário Palavras polivalentes; Efeitos estéticos; Várias interpretações. Texto literário
  3. 3. Observe o poema de Adélia Prado: Impressionista Comecemos pelo título: O que é impressão? O que é impressionar? Uma ocasião, meu pai pintou a casa toda de alaranjado brilhante. Por muito tempo moramos numa casa, como ele mesmo dizia, constantemente amanhecendo. O que é arte impressionista? Conhece Monet, Manet, Degas ou Renoir? Pierre-Auguste Renoir. O Sena perto de Asnièrs, 1879
  4. 4. Construindo sentidos... via sem saída via bem via aqui via além não via o trem via sem saída via tudo não via a vida via tudo que havia não via a vida a vida havia. Via sem saída – Paulo Leminski Podem ser feitas várias interpretações?
  5. 5. Figura de linguagem Representação, desenho, ilustração. Recurso estilístico que embeleza; enfatiza; dá mais originalidade; desperta emoções; cria sensações... Observe a diferença: Aline Vulcão A mulher que era alvoroçada e alvoroçadora, que causava medo e fascínio ao mesmo tempo e que, se explodisse, acabava com tudo, mas ainda assim era linda...
  6. 6. Existem várias figuras de linguagem Veremos as seguintes: Comparação; Metáfora; Metonímia; Antítese; Paradoxo; Eufemismo; Prosopopeia; Sinestesia; Hipérbole; Onomatopeia; Anáfora; Aliteração; Assonância.
  7. 7. Comparação a dutra e seu rio – Frederico Barbosa o paraíba se enrosca como cobra acompanha fiel e tonto como cão revela-se em dobras como ventre amplifica o caminho como lente arrasta atrasa o tempo como não Como uma deusa Você me mantém E as coisas que você me diz Me levam além O amor e o poder - Rosana
  8. 8. Metáfora Meu coração é um almirante louco Que abandonou a profissão do mar E que vai relembrando pouco a pouco Em casa a passear, passear... ideia a ser definida ideia subjetiva com que se relaciona metáfora Imagem resultante coração almirante louco almirante louco a passear, passear Eu vou passar cerol na mão Vou cortar você na mão Vou aparar pela rabiola Vou trazer você pra mim Cerol na mão – Bonde do tigrão
  9. 9. Metonímia E assim o operário ia Com suor e com cimento Erguendo uma casa aqui Adiante um apartamento Vinícius de Moraes
  10. 10. Antítese À instabilidade das coisas do mundo Nasce o sol, e não dura mais que um dia Depois da luz se segue a noite escura Em tristes sonhos morre a formosura, Em contínuas tristezas a alegria. [...] Gregório de Matos Sou o começo e o fim O que há de bom e ruim Um pedaço de ti Forçado a se reprimir Danse Macabre - Scalene
  11. 11. Paradoxo Tic-Tac – Hermes Fontes Este Amor, que, afinal é minha vida e que será, talvez, a minha morte, amor que me acalora e me intimida, que me põe fraco quando me põe forte; este Amor, que é um broquel e é uma ferida, vai decidir, por fim, a minha sorte. Eu tenho andado tão calado No meu canto conversando Com minha solidão Muito romântico – Maurício Mattar
  12. 12. Eufemismo Amar – Florbela Espanca E se um dia hei de ser pó, cinza e nada Que seja a minha noite uma alvorada, Que me saiba perder... Para me encontrar... Mas o tempo cercou minha estrada E o cansaço me dominou Minhas vistas se escureceram E o final da corrida chegou Estrada da vida – Milionário e José Rico
  13. 13. Prosopopeia (ou Personificação) Poema de sete faces Carlos Drummond de Andrade [...] As casas espiam os homens Que correm atrás das mulheres A tarde talvez fosse azul Não houvesse tantos desejos [...]
  14. 14. Sinestesia Uma fada invisível desceu ali e me disse em voz igualmente macia e cálida: “Tu serás feliz, Bentinho; tu vais ser feliz”. Trecho de Dom Casmurro, de Machado de Assis
  15. 15. Hipérbole [...] Rios te brotarão dos olhos, se chorares! E se, em torno do teu corpo, encantador e nu, Tudo morrer, que importa? A Natureza és tu, Agora que és mulher, agora que pecaste! [...] A alvorada do amor – Olavo Bilac Ser teu pão, ser tua comida Todo o amor que houver nessa vida Cássia Eller
  16. 16. Anáfora Ladainha – Cassiano Ricardo Por se tratar de uma ilha deram-lhe o nome De ilha de Vera Cruz Ilha cheia de graça Ilha cheia de pássaros Ilha cheia de luz [...] Quando não tinha nada, eu quis Quando tudo era ausência, esperei Quando tive frio, tremi Quando tive coragem, liguei À primeira vista – Daniela Mercury
  17. 17. Onomatopeia Chuva – Luísa Ducla Soares Cai a chuva, ploc, ploc Corre a chuva, ploc, ploc Como um cavalo a galope. Enche a rua, plás, plás Esconde a lua, plás, plás E leva as folhas atrás. Pega a metralhadora Trá, trá, trá, trá, trá As que comandam vão no trá, trá, trá, trá Paredão Metralhadora – Vingadora
  18. 18. Aliteração Violões que choram Cruz e Sousa [...] Vozes veladas, veludosas vozes, Volúpias dos violões, vozes veladas, Vagam nos velhos vórtices velozes Dos ventos, vivas, vãs, vulcanizadas. [...] Chove chuva Chove sem parar Chove chuva – Jorge Ben Jor
  19. 19. Assonância Ana de Amsterdam – Chico Buarque Sou Ana das loucas Até amanhã Sou Ana Da cama, da cana, fulana, sacana Sou Ana de Amsterdam Teus lábios são labirintos Que atraem meus instintos mais sacanas O teu olhar sempre distante, sempre me engana Eu entro sempre na tua dança de cigana É o fim do mundo todo dia da semana Refrão de bolero – Engenheiros do Hawaii
  20. 20. Tarefa de casa Ouça e leia a música “Pedra, flor e espinho”, do Barão Vermelho e identifique todas as figuras de linguagem presentes nela. Obs.: Trabalhe com a versão dessa música que está no álbum “Balada-MTV”

×