4ª aula Como Falar em Público

2,693 views

Published on

Published in: Education
1 Comment
3 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
2,693
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
94
Actions
Shares
0
Downloads
230
Comments
1
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

4ª aula Como Falar em Público

  1. 1. Ana kelly Martinez
  2. 2. “Para a maioria das pessoas, a expressão comunicação não – verbal refere-se à comunicação feita por meios diferentes das palavras. Embora tal definição forneça uma perspectiva inicial útil, ela se torna menos adequada e precisa à medida que aprendemos mais sobre a complexidade da comunicação enquanto comportamento.” Knapp & Hall, 1999.
  3. 3. O ambiente contribui para o resultado final dos encontros. O conteúdo e a freqüência são influenciados pelo ambiente. Ele pode desencadear reações emocionais de excitação, prazer e dominação.
  4. 4.  Aparência física É parte dos estímulos não-verbais totais que influenciam as reações interpessoais.  Proxêmica Estudo da utilização e da percepção do espaço social e pessoal. Lida com a ocupação do espaço, levando em conta a relação à liderança, fluxo de comunicação e à tarefa a cumprir.
  5. 5. Nos ajudam na comunicação de muitas maneiras:  Substituem a fala quando não podemos ou não queremos usá-la.  Regula o fluxo da interação.  Estabelece e mantém a interação.  Da ênfase e apóia a fala facilitando a memorização do conteúdo.
  6. 6. Gestos Inadequados
  7. 7. Gestos Involuntários
  8. 8. Gestos Adequados
  9. 9. Gestual de Marcação
  10. 10. Manter uma postura corporal tranqüila e natural, sem parecer relaxado. Ela ira refletir na imagem que o auditório terá sobre o orador tanto em pé como sentado. Não deve ser nem negligente, aparentando derrotado ou prepotente, com ar de arrogante. Suas pernas não devem estar nem aberta ou fechadas, com movimentos desordenados, muito rígidas o ideal é apoiar ora sobre uma, ora sobre a outra.
  11. 11. Postura adequada quando sentado
  12. 12. Postura inadequada quando sentado
  13. 13. É um sistema de multimensagens e pode comunica informações sobre :  Personalidade.  Interesses e receptividade.  Estados emocionais.  Demonstração de apresentação para o outro.  Regulador da conversação.  Abre e fecha caminhos comunicativos.  Substitui mensagens faladas.
  14. 14. As funções do olhar nas relações interpessoais são:  Regular o fluxo de comunicação.  Monitorar o feedback.  Refletir a atividade cognitiva.  Expressar emoções.  Comunicando a natureza do relacionamento interpessoal.
  15. 15. Como usar o microfone
  16. 16. • Redução do esforço vocal, articule bem os sons das palavras, fale pausadamente, não estenda os finais das palavras e coordene sua respiração. • Não abuse da modulação de freqüência e de intensidade. • A posição à boca é essencial para que a ampliação seja bem sucedida. Lembre-se que a boca é um dos elementos mais expressivos da fala. • Se o som das consoantes (principalmente do “p”) estiver estourando na amplificação, afaste um pouco o microfone ou lateralize para 45 graus.
  17. 17. • Não use bijuterias ruidosas e relógios com alarme para evitar ruídos adicionais. • Evite tossir, espirrar, pigarrear, fungar ou suspirar ao microfone, pois tais ruídos amplificados são motivos de riso ou constrangimento do auditório. • Quando o microfone falhar. A emissão intermitente é fonte de grande estresse para o falante e compromete a inteligibilidade da mensagem para os ouvintes.
  18. 18. Posturas corporais erradas no uso do microfone
  19. 19. Contato: 9980-1311 www.falarte.com.br anakelly@falarte.com.br

×