Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Cidade romanaAs bases da civilização romana encontravam-se no POVO ETRUSCO, surgidono século IX a.C., na costa tirrênica, ...
As novas cidades romanas eram                    chamadas de                    CASTRUM e eram traçadas a partir de       ...
Cidade-colônia de Bostra(atual Baedecker)                 Dando maior flexibilidade ao modelo                 grego, os ro...
Centuriatio em Ímola (Itália)                 Cidadecolônia de TrierAnalogamente, os traçados retilíneos também serviam co...
Cidade vitruviana                         Vitrúvio concebia a CIDADE                       IDEAL como aquela dotada de    ...
Roma nasceu                                   estrategicamente à                                         margem           ...
Arco de Tito(81 dC, Roma)                        O desenvolvimento                       histórico de Roma foi            ...
ROMA Imperial
Pantheon                             (118-125 dC, Roma)                                                            No prim...
Mercado de Trajano     (Roma)                 Nesse período, Roma atinge                 seu máximo poderio, o que        ...
Roma atual    No início da era cristã,        ROMA crescia   congestionada e a rede       viária tornou-se    insuficiente...
Conclusão   O desenho em retícula regular de vias paralelas, com porções delimitadoras iguais ou semelhantes de solo para ...
Planta da cidade-colôniade Herculaneum(Itália)                Na Roma antiga, a             GRELHA GEOMÉTRICA            o...
Apesar desse esquema urbano reticulado, sua flexibilidade    permitiu, na época imperial, o processo de romanização  siste...
Cidade-colônia                              de PalmiraA idéia de cidade que   o mundo clássico  transmitirá para as  cultu...
BibliografiaBENÉVOLO, L. Diseño de la ciudad. 3a. ed. Barcelona: GustavoGilli, v. I, 1982._____. História da cidade. São P...
Seminário   hist. paisagismo - parte 2
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Seminário hist. paisagismo - parte 2

1,115 views

Published on

  • Login to see the comments

Seminário hist. paisagismo - parte 2

  1. 1. Cidade romanaAs bases da civilização romana encontravam-se no POVO ETRUSCO, surgidono século IX a.C., na costa tirrênica, e depois expandido para o interior entreos séculos VII e VI a.C. através de cidades de traçado irregular e cercadas demuralhas, depois modificadas pelos romanos. Na Etrúria, existiam muitas cidades-estado(Volterra, Arezzo, Cordona, Chiusi, Perugia, etc.), governadas de modoaristocrático e unidas por uma liga religiosa. Porém, a partir do século V a.C.a influência grega foi decisiva.
  2. 2. As novas cidades romanas eram chamadas de CASTRUM e eram traçadas a partir de duas grandes vias – a Cardo Maximus e a Decumanus Maximus – que se cortavam em ângulo reto junto ao forum. A disposição regular e ortogonal dasModelo de Castrum castra originou-se dos acampamentos romanos, que se desenvolviam em forma quadrada, cujas vias principais partiam da tenda do general.
  3. 3. Cidade-colônia de Bostra(atual Baedecker) Dando maior flexibilidade ao modelo grego, os romanos deram grande importância à orientação no planejamento urbano, atentando para a salubridade, a higiene ea exposição ao sol, aos ventos e à umidade do terreno, além do respeito à topografia. Havia preocupações com a drenagem, a insolação adequada (cômodos para o sul, o sol de inverno), o abastecimento de água pro aquedutos e a pavimentação em pedra das vias. Cidade-colônia de Aosta
  4. 4. Centuriatio em Ímola (Itália) Cidadecolônia de TrierAnalogamente, os traçados retilíneos também serviam como referência para adivisão racional do território cultivável do Império, estabelecendo-se parcelasquadradas de 50 he. (anturiae), que eram atribuídas aos colonos romanos ou latinosenviados aos territórios de conquista.
  5. 5. Cidade vitruviana Vitrúvio concebia a CIDADE IDEAL como aquela dotada de planta octogonal e rodeada de muralhas, por motivos não somente defensivos, como também meteorológicos, já que visava protegê-la dos ventos predominantes. Suas idéias, perdidas na era medieval, mas resgatadas no Renascimento, influenciaram a UTOPIA URBANA, com plantas circulares e poligonais dentro das quais se situavam quarteirões em trama ou dispostos em linhas radiais.Roma ideal (gravura de 1527)
  6. 6. Roma nasceu estrategicamente à margem direita do rio Tibre (Tevere) em uma região com várias colinas – destacando-se os setes montes: Caelius, Cispius, Oppius, Aventinus, Palatinus, Quirinalis e Viminalis –, que garantiram seu desenvolvimento progressivo e seguro, além de um sistema eficaz de muros, aquedutos eRoma republicana grandes obras públicas.Rio Tibre e as Sete Colinas
  7. 7. Arco de Tito(81 dC, Roma) O desenvolvimento histórico de Roma foi marcado pela construção de grandes estruturas urbanas, como diversos fóruns, templos, teatros, anfiteatros e termas.  Durante toda a era republicana, de 508 a 44 a.C., Roma foi embelezada com novos edifícios e estruturas majestosas, voltadas a cortejos triunfais e festividades. Ruínas das Termas de Caracala (216 dC, Roma)
  8. 8. ROMA Imperial
  9. 9. Pantheon (118-125 dC, Roma) No primeiro século do Império, ROMA cresceu de 400.000 para 1.200.000 habitantes (Séc. II d.C.). O reinado de Augusto, fundador do sistema imperial, estabeleceu um padrão de embelezamento da capital que acabou sendo seguido pelos imperadores subseqüentes, que fizeram uma série de reformas voltadas ao luxo e à grandiloqüência da cidade. Coliseum (78-80 dC, Roma) Capacidade para 55.000 pessoasInterior(Altura e diâmetro do domo = 43,3 m)
  10. 10. Mercado de Trajano (Roma) Nesse período, Roma atinge seu máximo poderio, o que acaba se refletindo em seu aspecto físico e territorial. Paralelamente às construções públicas, desenvolve-se a construção de moradias:  DOMUS (casas individuais As térreas ou assobradadas, agrupadas em torno do atrium e do peristilum)Tabernae  INSULAE (casas coletivas As de vários andares, surgidas no século IV a.C., formadas por um térreo comercial, tabernae, com apartamentos superiores, cenacula). Insulae
  11. 11. Roma atual No início da era cristã, ROMA crescia congestionada e a rede viária tornou-se insuficiente. Surgiram problemas de moradia, limpeza e abastecimento. decadência do IMPÉRIO A ROMANO, iniciada após o reinado de Marco Aurélio(121-180 d.C.) conduziu ao seu colapso e progressivo desprestígio, cuja população diminuiu até 25.000 pessoas em plena Idade Média. Roma atual Roma imperial Roma imperial
  12. 12. Conclusão O desenho em retícula regular de vias paralelas, com porções delimitadoras iguais ou semelhantes de solo para a distribuição de moradias, consistiu no sistema-base de colonização dos antigos gregos e romanos. Além dessa divisão racional do espaço, o ZONEAMENTO FUNCIONAL foi outra característica que marcou a organização dascidades-colônia clássicas, destacando-se o local de concentração das atividades urbanas públicas (ágora grega, depois forum romano).
  13. 13. Planta da cidade-colôniade Herculaneum(Itália) Na Roma antiga, a GRELHA GEOMÉTRICA orientada constituiu-se como um esquema presidido por uma razão ordenadora no interior do qual tudo era disposto e medido: os lugares institucionais civis e religiosos (forum), os edifícios públicos (teatros e termas) e as habitações (domus e insulae) Forum principal de Pompéia (Itália)
  14. 14. Apesar desse esquema urbano reticulado, sua flexibilidade permitiu, na época imperial, o processo de romanização sistemática dos centros urbanos pré-existentes à conquista,sobretudo nas cidades gregas e helenísticas em que já existiam implantações consolidadas.
  15. 15. Cidade-colônia de PalmiraA idéia de cidade que o mundo clássico transmitirá para as culturas seguintes seria, portanto, a deuma urbe onde os ixos Sabrahta estruturais tomamforma na composição, estes destacados por pórticos e por umaarquitetura articulada, que valoriza aspectoscenográfico-espaciais. Leptis Magna
  16. 16. BibliografiaBENÉVOLO, L. Diseño de la ciudad. 3a. ed. Barcelona: GustavoGilli, v. I, 1982._____. História da cidade. São Paulo: Perspectiva, 2001. 730p.GOITIA, F. C. Breve história do urbanismo. 5a. ed. Lisboa:Presença, 2003.MUMFORD, L. A cidade na história: suas origens, transformações eperspectivas. 5a. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.NORBERG-SCHULZ, C. Arquitectura occidental. Barcelona: GustavoGilli, 1983.PEVSNER, N. Panorama da arquitetura ocidental. São Paulo: MartinsFontes, 1988.

×