Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Crianças na instituição

1,227 views

Published on

  • Be the first to comment

Crianças na instituição

  1. 1. Crianças na Instituição
  2. 2. <ul><li>Muitas crianças chegam em idades precoces, muitas vezes logo a seguir ao nascimento. E aí ficam &quot;até quase atingir a maioridade ou ultrapassá-la&quot;. </li></ul><ul><li>A negligência é a razão mais frequente para terem sido acolhidos. É ainda esta a realidade da maioria dos menores que estão no sistema nacional de acolhimento de crianças e jovens em perigo. Mais de 40 por cento não recebem visitas da família. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Muitos não recebem visitas de familiares nem os visitam e não é porque a justiça tenha imposto qualquer tipo de constrangimentos a esse contacto. </li></ul><ul><li>Os que não têm visitas pondera-se a possibilidade de adopção. Contudo, muitos já não têm idade para esta solução, que só pode ser aplicada a menores de 15 anos. Aliás, para &quot;muitas crianças, o acolhimento é a realidade que conhecem desde que nasceram. </li></ul><ul><li>Que projectos de vida foram definidos para estas crianças e jovens? Quase mil menores caracterizados neste estudo não tinham projecto de vida. Sem tal projecto, continua o relatório, questões como o regresso à família ou a adopção. Têm um futuro pouco realista. </li></ul>
  4. 4. PERGUNTAS QUE MUITAS PESSOAS TÊM DÚVIDAS <ul><li>Como se sentirão as crianças/jovens? </li></ul><ul><li>Terão tido a oportunidade de participar na preparação do seu próprio futuro?&quot; </li></ul><ul><li>Que futuro para estas crianças? </li></ul><ul><li>Psicologicamente como estarão estas cabeçinhas? </li></ul><ul><li>  Que amor recebem estas crianças? </li></ul><ul><li>Carinho? </li></ul><ul><li>Compreensão? </li></ul><ul><li>Estás crianças que hoje estão numa instituição </li></ul><ul><li>são mais felizes ou infelizes que antes? </li></ul>
  5. 5. <ul><li>A Ajuda de Berço, fundada em 1998, acolhe crianças dos </li></ul><ul><li>0 aos 3 anos, necessitadas de protecção, face a </li></ul><ul><li>situações que as coloquem em risco, tais como maus </li></ul><ul><li>tratos, abusos sexuais, pais alcoólicos ou </li></ul><ul><li>toxicodependentes, prostituição, falta de lar ou </li></ul><ul><li>abandono. </li></ul>Ajuda de berço
  6. 6. <ul><li>A Ajuda de Berço promove, defende e </li></ul><ul><li>dignifica a vida humana, através do apoio a </li></ul><ul><li>mulheres grávidas sem condições e aos </li></ul><ul><li>filhos delas nascidos; bem como o </li></ul><ul><li>acolhimento e encaminhamento de </li></ul><ul><li>crianças entre os 0 e os 3 anos de idade </li></ul><ul><li>que não possam viver com os pais ou </li></ul><ul><li>familiares. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>O objectivo da Ajuda de Berço é procurar responder, ás </li></ul><ul><li>questões de segurança e afectividade à situação de </li></ul><ul><li>desamparo em que se pode encontrar uma criança. </li></ul><ul><li>Enquanto o fazem dão abrigo e todos os cuidados </li></ul><ul><li>necessários </li></ul><ul><li>Tudo na Ajuda de Berço se orienta de acordo com este </li></ul><ul><li>fim: que a criança encontre um projecto de vida </li></ul><ul><li>definido em que seja respeitada a sua dignidade. </li></ul>

×