Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Dentilândia livro

112 views

Published on

Conto redondo elaborado no âmbito do projeto SOBE

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Dentilândia livro

  1. 1. Dentilândia: O país dos dentes saudáveis EB de Celorico de Basto 2015 Imagem 1: sala 2
  2. 2. Dentilândia: O país dos dentes saudáveis Agradecemos a todas as crianças, alunos, educadoras, professores titulares, professor Nuno Alves e professora Andreia Cunha o carinho com que abraçam este projecto, contribuindo para o crescimento saudável de todos. Enfermeiro Ivo e Professora Ana Maria Ilustrações: Turmas do Pré-escolar da EB de Celorico de Basto Montagem: Nuno Alves e Andreia Cunha Conto redondo elaborado no âmbito do Projeto SOBE
  3. 3. Numa terra muito longe, tão longe, que nem vinha no mapa ficava a Dentilândia. Nesta terra de encantar os habitantes andavam sempre apressados que mal tinham tempo para comer, quanto mais para escovar os dentes. Aqui morava uma menina, uma menina chamada Dentina. Num certo dia, em que tudo parecia dentro da normalidade a Dentina vendo-se ao espelho apanhou um grande susto. Na sua boca dançavam monstros horríveis. Ela gritou e os monstros com uma enorme cara de pau disseram: - Olá, nós somos os Ivolinos, estamos a fazer uma festa com os restos de comida que tu tens nos dentes. - Mas vocês são feios, horríveis. - Talvez, mas tu gostas de nós porque… - Não gosto não. - Gostas porque não lavas os dentes. Imagem 2: sala 5
  4. 4. Estavam a discutir quando entrou a Ana Branquinha. Ficou muito zangada e gritou: - A partir de hoje é obrigatório lavar os dentes todos os dias. Então a Dentina e a Ana Branquinha, resolveram irem juntas a todas as casas ensinar as pessoas a terem muito cuidado com a higiene dos dentes. Foram a casa de um vizinho. A filha dele fazia nove anos e estava a festejá-los. A Dentina, quando viu tanta coisa boa, não resistiu… Abeirou-se da mesa e foi provando um bocadinho de cada coisa que ali havia. Imagem 3: sala 1 Imagem 4: sala 4
  5. 5. Um exército de Ivolinos entraram pela grande porta e andavam agora a brincar às escondidas por entre os dentes. Foi, então, que interveio a Ana Branquinha. A Ana Branquinha, muito desesperada, gritou: - Parem! Parem!... Os Ivolinos olharam-na, com desprezo, e continuaram a brincar às escondidas. Até que…a Ana Branquinha fez- lhes uma proposta: - Vão parar de brincar com os dentes enquanto decorrer a festa. Depois se algum menino não lavar os dentes, aí sim podem fazer o que quiserem! Imagem 5: sala 3 Imagem 6: sala 2
  6. 6. Os Ivolinos olharam uns para os outros e disseram: - Está bem, mas só esperamos até ao fim da festa. No fim da brincadeira, já em casa, todos os meninos lavaram os dentes, exceto a Dentina que se esqueceu. Os Ivolinos deram pulos de alegria. Agora já podiam fazer o que mais gostavam, pois tinham muitos restos de comida para devorar. Quem teve menos sorte foi a Dentina, uma vez que, não tardou a sentir uma grande dor de dentes. Ela chorava sem parar, mas não chamou pela mãe porque tinha medo de ir ao dentista. Fechou-se no quarto e foi ao espelho. Os seus dentes estavam cheios de cáries e as gengivas inchadas. Os Ivolinos estavam felizes e continuavam a divertirem-se, destruindo os dentes da menina.Todas as noites a mãe costumava ir ao quarto da Dentina desejar-lhe uma boa noite. Imagem 7: sala 3
  7. 7. Ao dar-lhe um beijo…apercebeu-se que algo de estranho se passava na boca da Dentina, pois tinha a cara do lado esquerdo muito inflamada, de imediato exclamou: - Vês Dentina! Bem te avisei para lavares os dentes todos os dias. Agora tens mesmo que ir ao dentista. - Oh! Mãe, eu tenho tanto medo! - Não tenhas, não custa nada. De manhã quando se levantaram foram ao dentista, que lhe tratou os dentes. A partir desse dia a Dentina lavou os dentes todos os dias. FIM Imagem 8: sala 2

×