Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Teste hgp 3 correção

  • Login to see the comments

Teste hgp 3 correção

  1. 1. A divisão da terra Lê todas as questões com muita atenção antes de responderes. 1. Escolhe a opção que melhor completa a resposta, marcando-a com um X. Em meados do século XIX, Portugal estava desorganizado porque:  Tinha sofrido as invasões francesas, tinha perdido o Brasil e acabara a Guerra Civil. Na segunda metade do século XIX, os governos liberais preocuparam-se em:  Desenvolver e modernizar o país. 2. Preenche o esquema. 3. Explica as consequências da modernização da agricultura. Aumento das áreas cultivadas e aumento das produções. 4. Lê atentamente o documento 1 e observa a figura 1. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PADRE JOÃO COELHO CABANITA Escola Básica Professor Sebastião Teixeira - Salir ANO LETIVO - 2012 / 2013 Ficha de Avaliação de História e Geografia de Portugal – 6º ano Nome:_______________________________________N.º_____ Turma:_____ Data: ____________ Professora: Ana Pereira Classificação: _________________________ Enc. de Educação:______________ Estudar em casa as matérias. Ler as perguntas com mais atenção. Corrigir os erros ortográficos no caderno. Estar atento nas aulas. Dar respostas completas. Melhorar a caligrafia. Medidas para a modernização da agricultura A divisão da terra As novas técnicas Extinção do direito de morgadio; Entrega dos terrenos incultos/baldios aos agricultores; Venda de terras tiradas aos nobres e aos mosteiros. Introdução de adubos químicos e de sementes seleccionadas. Aplicação da alternância de culturas para evitar que as terras ficassem em pousio. Utilização de máquinas agrícolas. Desenvolvimento de culturas, como a batata, o trigo, o milho e o arroz /vinho. Doc. 1 Era a época de mais intensiva vida nas granjas, os cereais cobrindo as eiras; carros , a vergarem sob o fardo das colheitas, transpunham as portas do caseiro (…); os moços de lavoura iam e vinham atarefados (…). Fig. 1- Postal ilustrado.
  2. 2. 4.1. O documento 1 e a figura 1 referem-se à vida quotidiana do século XIX na cidade ou no campo? No campo. 4.2. Coloca um V à frente das frases verdadeiras e um F à frente das frases falsas. 4.3. Preenche o esquema indicando quatro divertimentos dos camponeses. MISSAS ROMARIAS PROCISSÕES FEIRAS/BAILES 5. Faz a ligação correta. 5.1. Indica o nome do invento introduzido na indústria em 1835, revolucionando todo o processo de transformação das matérias-primas. MÁQUINA A VAPOR. 6. Completa a tabela sobre os dois tipos de produção existentes. Produção artesanal Produção mecanizada Oficina Fábrica Artesão Operário Quantidade de trabalhadores: poucos. Quantidade de trabalhadores: muitos. Energia: humana, animal, água e vento. Força do vapor produzida através do carvão. O artesão faz todas as tarefas. O operário é especializado numa tarefa. Tempo gasto na produção: mais tempo. Tempo gasto na produção: menos tempo. Quantidade de produtos: poucos. Quantidade de produtos: muitos. Aspeto dos produtos: todos diferentes. Aspeto dos produtos: todos iguais. Preço dos produtos: mais caro. Preço dos produtos: mais barato. - Os grandes proprietários não arrendavam as suas terras. F - Os rendeiros também contratavam moços de lavoura. V - Os camponeses trabalhavam de sol a sol. V - A sardinha e o pão de centeio faziam parte da alimentação do camponês. V - O vestuário dos habitantes do campo era igual em todas as regiões. F - A agricultura e a pecuária eram atividades pouco importantes na vida do campo. F Indústria manufatureira Indústria mecanizada Atividades de produção e transformação através das máquinas. Atividades de produção e transformação pelos artesãos utilizando ferramentas rudimentares.
  3. 3. 7. Observa o mapa e completa as frases. 7.1. Refere um problema da indústria relacionado com:  o horário de trabalho: era muito longo, podendo ir até às 16 horas diárias;  a segurança: era reduzida, e havia muitos acidentes de trabalho;  a mão de obra: era, essencialmente, feita por mulheres e crianças. 8. No século XIX, o carvão passou a ser a principal fonte de energia. Enumera três aplicações do carvão.  Para alimentar a máquina a vapor;  Para fins domésticos;  Para produzir o gás (usado na iluminação pública). 8.1. Que outros minerais eram também muito procurados? O cobre e o ferro. 8.2. Explica por que motivo as fábricas dessa época tinham chaminés muito altas. As chaminés das fábricas eram muito altas para evitar que os fumos e os maus cheiros afetassem a saúde das populações. 9. Completa as frases. “Durante o governo do ministro Fontes Pereira de Melo construíram-se muitos quilómetros de novas estradas e de linhas férreas. Para ultrapassar barreiras naturais também se construíram pontes, túneis e faróis /portos.” 9.1. Explica as três vantagens da utilização do comboio. Viajar de comboio tornou-se mais rápido, seguro e barato. 10. O século XIX trouxe outras inovações. 10.1. Preenche o esquema. Na segunda metade do século XIX, os governos liberais procederam à construção de grandes fábricas localizadas principalmente em duas áreas:  No norte: Porto, Braga e Guimarães.  No sul: Lisboa, Barreiro e Setúbal. Meios de comunicação de ideias e informações Telégrafo Telefone Marco do correio Bilhete postal Fig 2- Mapa de Portugal Fig. 3-Fábrica portuguesa.
  4. 4. 11. Faz a associação correta, ligando cada nome à sua atividade, conforme o exemplo. 12. Indica uma medida tomada pelos governos liberais no período de modernização do país:  No ensino: Criaram-se escolas primárias e liceus; (p. ex.)  Nos direitos humanos: Abolição da pena de morte (p. ex.). 13. Observa o gráfico que representa a evolução da população portuguesa no século XIX. 13.1. Tira uma conclusão do gráfico. Houve um aumento da população de 1801 a 1900. 13.2. Apresenta dois motivos que explicam a evolução da população na segunda metade do século XIX.  Melhor alimentação e melhor assistência médica. 14. Assinala a resposta certa. - Numeramento X - Recenseamento X 14.1 De quantos em quantos anos se passaram a fazer contagens da população? De 10 em 10 anos. 15. No século XIX, muitos trabalhadores do campo fugiram das suas aldeias. 15.1. Completa as frases. 15.2. Indica o destino preferido dos emigrantes portugueses e a principal razão. O Brasil, pois falava-se a mesma língua e tinha acabado a escravatura, havendo necessidade de mão de obra. Processo de contagem da população utilizado a partir de 1890 - outros EMIGRARAMÊxodo rural do século XIX  Eça de Queirós  José Malhoa  Rafael Bordalo Pinheiro  Almeida Garrett  Soares dos Reis  Escultor  Pintor  Escritor  Ceramista - uns fixaram-se nas CIDADES Fig. 4-Gráfico da população portuguesa.
  5. 5. 16. Lê atentamente o texto 1 e observa a figura 6, referentes à vida quotidiana nas cidades. Fig. 6 – Lisboa no século XIX 16.1. Cada frase do quadro A tem correspondência no quadro B. Completa o quadro B de acordo com o exemplo dado. FIM Texto 1 Quando a moda francesa, com os seus figurinos caprichosos, os seus tecidos deslumbrantes e os seus enfeites custosos, invadiu Lisboa, começou nesse momento a transformação… Sousa Bastos, “Lisboa Velha” Quadro A Comerciantes, médicos, advogados, intelectuais 1 Carruagem de duas rodas puxada por cavalos 2 Transporte coletivo 3 Espécie de parque que era o local de encontro das pessoas da cidade 4 “Toilette”, “tournure” 5 Casaco comprido até aos joelhos usado pelos homens 6 Vendedor ambulante que anunciava os seus produtos a cantar 7 Quadro B 3 “Americano” 5 Moda francesa 2 Sege 1 Burgueses 4 Passeio Público 7 Pregoeiro 6 Sobrecasaca

×