Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Brasileiros nos Estados Unidos: Meio Século (re)fazendo a América

130 views

Published on

Apresentação baseada no livro Brasileiros nos Estados Unidos: Meio Século (re)fazendo a América.

Published in: Government & Nonprofit
  • Be the first to comment

Brasileiros nos Estados Unidos: Meio Século (re)fazendo a América

  1. 1. Álvaro Lima Alanni Castro
  2. 2. Fatores Motivadores da Migração e a Influência das Redes de Relacionamento1. O Caráter Transnacional da Migração - Vivendo Aqui e Lá2. A Imigração Brasileira no Mundo3. Brasileiros nos Estados Unidos - Meio Século (re)fazendo a América4. Impactos Sociais e Econômicos nas Regiões de Origem e Destino5. Retorno - A Viagem de Volta6. ESTRUTURA DO LIVRO: Retorno - A Viagem de Volta6. Prólogo – O Novo Fluxo Migratório7.
  3. 3. Quando vim, se é que vim De algum para outro lugar, O mundo girava alheio À minha baça pessoa, E no seu giro entrevi Que não se vai nem se volta De sítio algum a nenhum. Carlos Drummond de Andrade
  4. 4. FATORES MOTIVADORES DA MIGRAÇÃO 1
  5. 5. Meio Século (re)fazendo a América Conflitos políticos e militares Aspectos psicológicos e laços sociais Crises econômicas e climáticas Busca por melhores condições de vida O QUE LEVA POPULAÇÕES A SAÍREM DE SEUS PAÍSES DE ORIGEM? 1.FatoresMotivadoresdaMigração FATORES MOTIVADORES DA MIGRAÇÃO Fonte: Brasileiros nos Estados Unidos: Meio Século (re)fazendo a América (2017).
  6. 6. Meio Século (re)fazendo a América Conflitos políticos e militares Aspectos psicológicos e laços sociais Crises econômicas e climáticas 1979 – inflação superou a casa dos três dígitos 1980 – recessão econômica com altas taxas de desemprego 1990 – altas taxas de desedemprego, precarização do trabalho e inflação de 1.795% ao ano RAZÕES PARA A EMIGRAÇÃO BRASILERIA FATORES MOTIVADORES DA MIGRAÇÃO Fonte: Brasileiros nos Estados Unidos: Meio Século (re)fazendo a América (2017). 1.FatoresMotivadoresdaMigração
  7. 7. Meio Século (re)fazendo a América Fonte: Synovate Brasil (2008). Estudo Projeto BRA 5/027 RAZÕES PARA A EMIGRAÇÃO BRASILEIROS NOS EUA 1.FatoresMotivadoresdaMigração FATORES MOTIVADORES DA MIGRAÇÃO 77% dos imigrantes brasileiros emigram para garantir uma vida melhor para sí e seus filhos Através da emigração se opera a troca do trabalho que dá prestígio no Brasil, pelo trabalho que paga bem no exterior
  8. 8. O CARÁTER TRANSNACIONAL DA MIGRAÇÃO2
  9. 9. Meio Século (re)fazendo a América 2.OCaráterTransnacionaldaMigração O CARÁTER TRANSNACIONAL DA MIGRAÇÃO VIVENDO AQUI E LÁ Fonte: Brasileiros nos Estados Unidos: Meio Século (re)fazendo a América (2017). Os imigrantes mantêm relações econômicas, sociais e políticas estáveis e cada vez mais robustas com os seus países de origem e entre si em diferentes países Remessas de Dinheiro (remittances) Remessas Sociais (social remittances) – idéias, comportamentos, atitudes, valores, etc…
  10. 10. Meio Século (re)fazendo a América REMESSAS EM 2015 Fonte: Recent Developments and Outlook. Migration and Development Brief 26. World Bank (2016). 1/3 enviam dinheiro às suas famílias para pagamento de empréstimos imobiliários, estudantis, pensões ou outros investimentos O CARÁTER TRANSNACIONAL DA MIGRAÇÃO VIVENDO AQUI E LÁ 2/3 telefonam de duas a três vezes por semana para as suas famílias 3 em cada 4 enviavam e recebiam e-mails de seus familiares, sócios e amigos 1/2 consumia produtos importados do Brasil 1/4 tinha conta de poupança no Brasil 7% tinham empréstimos imobiliários A maioria assistia televisão ou programas de rádios produzidos no Brasil 2.OCaráterTransnacionaldaMigração
  11. 11. Meio Século (re)fazendo a América Viagens aéreas como forma de comunicação entre os imigrantes e suas famílias Atividades econômicas dos imigrantes quando nos seus países de origem Telefonemas dos imigrantes para as suas famílias, amigos e associados nos seus países de origem Atividades econômicas que tomam formas via as remessas de dinheiro Recursos enviados pelos imigrantes para associações, na maioria dos casos filantrópicas, nas suas cidades de origem. Produtos oriundos dos países de origem fornecidos aos imigrantes por empresas locais. 2.OCaráterTransnacionaldaMigração Fonte: Brasileiros nos Estados Unidos: Meio Século (re)fazendo a América (2017). O CARÁTER TRANSNACIONAL DA MIGRAÇÃO VIVENDO AQUI E LÁ
  12. 12. Meio Século (re)fazendo a América Imigrantes latinos e caribenhos: 15,8% tinham um score de 1 (em uma escala de engajamento de 1 a 5) Brasileiros: 54,4% tinham esse score indicando baixo grau de envolvimento em atividades transnacionais A diferença entre os brasileiros e os outros imigrantes latinos e caribenhos pode ser explicada pelo maior número de imigrantes brasileiros indocumentados, o que dificulta os deslocamentos ao país de origem (Transportation and Tourism) No entanto os scores referentes a Telecommunications, Transfer of Money and Capital, Nostalgic Trade e Philanthropic Transfers dos imigrantes brasileiros se equiparam ou, em alguns casos, ultrapassam aos dos outros imigrantes 2.OCaráterTransnacionaldaMigração Fonte: Brasileiros nos Estados Unidos: Meio Século (re)fazendo a América (2017). O CARÁTER TRANSNACIONAL DA MIGRAÇÃO VIVENDO AQUI E LÁ
  13. 13. Meio Século (re)fazendo a América Projeto Dekassegui Programa Remessas Projeto Andorinhas 2004 – 2008 2006 – 2014 2013 –> INICIATIVAS GOVERNAMENTAIS REFORÇAM OS COMPORTAMENTOS TRANSNACIONAIS 2.OCaráterTransnacionaldaMigração Semana do Trabalhador Brasileiro Portal Brasileiros no Mundo (<www.brasileirosnomundo.itamaraty.gov.br>) Conselho de Representantes de Brasileiros no Exterior Conferências Brasileiros no Mundo Portal do Retorno (<retorno.itamaraty.gov.br>) O CARÁTER TRANSNACIONAL DA MIGRAÇÃO VIVENDO AQUI E LÁ Portal Brasileiros no Mundo (<www.brasileirosnomundo.itamaraty.gov.br>) Fonte: Brasileiros nos Estados Unidos: Meio Século (re)fazendo a América (2017).
  14. 14. Meio Século (re)fazendo a América 2.OCaráterTransnacionaldaMigração O desenvolvimento tecnológico tornaram o transporte e as comunicações mais acessíveis, favorecendo o contato e as relações entre migrantes e suas sociedades de origem e entre eles em diferentes países O CARÁTER TRANSNACIONAL DA MIGRAÇÃO VIVENDO AQUI E LÁ Fonte: Brasileiros nos Estados Unidos: Meio Século (re)fazendo a América (2017).
  15. 15. A IMIGRAÇÃO BRASILEIRA NO MUNDO 3
  16. 16. Meio Século (re)fazendo a América Tradicionalmente o Brasil era um país essencialmente receptor de populações O Contexto da Migração Brasileira 1880/1903: 1,9 milhão de europeus (portugueses, espanhóis e alemãs) 1904 - 1930: 2,1 milhões (italianos, poloneses, russos e romenos) 1932 - 1935: Imigração japonesa 1953 - 1960: Significativa imigração de espanhóis, gregos e sírio-libaneses Pós-guerra: Fluxo líquido próximo a zero Apartir de 2000: Fluxo migratório aumenta (haitianos, bolivianos e angolanos) 3.AImigraçãoBrasileiranoMundo Fonte: Brasileiros nos Estados Unidos: Meio Século (re)fazendo a América (2017).
  17. 17. Meio Século (re)fazendo a América O Contexto da Migração Brasileira A partir de 1960/1970 o Brasil vivencia o início do processo de emigração populacional 1960/1970: Início da emigração brasileira principalmente para os EUA 1980: Crescimento abrupto da emigração brasileira provocado pela crise econômica (período denominado a década perdida) 1990 : Relativa estabilização no fluxo de saída 2000/2010: Retomada do crescimento do fluxo migratório de saída 2015: Novo fluxo migratório movido pela crise econômica e política no Brasil 3.AImigraçãoBrasileiranoMundo Fonte: Dados do Ministério das Relações Exteriores – MRE (2014). Brasileiros no Mundo - Estimativas
  18. 18. Meio Século (re)fazendo a AméricaFonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE (2010). Censo Brasileiro Demográfico de 2010. 3.AImigraçãoBrasileiranoMundo Emigração Por Região do Brasil Atualmente, quase todos os estados brasileiros participam no fluxo migratório Juntos, São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Goiás, Rio de Janeiro e Bahia representam 67% do fluxo migratório brasileiro
  19. 19. Meio Século (re)fazendo a AméricaFonte: Dados do Ministério das Relações Exteriores – MRE (2014). Brasileiros no Mundo - Estimativas 3.AImigraçãoBrasileiranoMundo DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA POR CONTINENTE 44% 28% 18%
  20. 20. Meio Século (re)fazendo a América 2008 2011 2013 2009 2012 2014 3.122.8133.044.762 3.040.993 2.547.079 2.801.349 3.105.922 …... DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA NO MUNDO Ministério da Relações Exteriores do Brasil (MRE) (2008 - 2014) Fonte: Dados do Ministério das Relações Exteriores – MRE (2014). Brasileiros no Mundo - Estimativas 3.AImigraçãoBrasileiranoMundo
  21. 21. Meio Século (re)fazendo a América Sete países concentram 76% dos emigrantes brasileiros. 3.AImigraçãoBrasileiranoMundo DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA POR PAÍS Segundo o Ministério das Relações Exteriores do Brasil: Existem cerca de 3 milhões de imigrantes brasileiros em mais de 130 países Os Estados Unidos acolhem 42% dos imigrantes brasileiros – cerca de 1,3 milhão Fonte: Dados do Ministério das Relações Exteriores – MRE (2014). Brasileiros no Mundo - Estimativas
  22. 22. Meio Século (re)fazendo a América 3.AImigraçãoBrasileiranoMundo FLUXO DE BRASILEIROS RETORNADOS AO BRASIL Entre os Censos Demográficos de 1990 e 2000, o retorno aumentou de 182% Em 2010 este número quase dobrou em relação a 2000 alcançando um crescimento de 99% O fluxo de retornados brasileiros concentra-se em três países – Paraguai, Japão e Estados Unidos Fonte: Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2010); Ministério das Relações Exteriores – MRE (2014). Brasileiros no Mundo - Estimativas
  23. 23. BRASILEIROS NOS ESTADOS UNIDOS 4Meio Século (re)fazendo a América
  24. 24. Meio Século (re)fazendo a América A CHEGADA: Quantos somos e onde vivemos? 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica
  25. 25. Meio Século (re)fazendo a América BRASILEIROS NOS ESTADOS UNIDOS MEIO SÉCULO (RE)FAZENDO A AMÉRICA Os primeiros imigrantes brasileiros chegados aos Estados Unidos vieram da cidade mineira de Governador Valadares. A ligação entre Governador Valadares e os Estados Unidos – em particular com o estado de Massachusetts – começa durante a segunda guerra mundial, quando o Brasil se tornou um dos maiores produtores de mica. Após o final da guerra, essa indústria entrou em crise, mas os vínculos entre Governador Valadares e os Estados Unidos continuaram 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica
  26. 26. Meio Século (re)fazendo a América 2008 2011 2013 2009 2012 2014 1.388.0001.240.000 1.280.000 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica 1.066.559 1.066.842 1.315.000 A CHEGADA: QUANTOS SOMOS E ONDE VIVEMOS? POPULAÇÃO BRASILEIRA NOS EUA Ministério da Relações Exteriores do Brasil (MRE) (2008 - 2014) …... Fonte: Dados do Ministério das Relações Exteriores – MRE (2008 - 2014). Brasileiros no Mundo - Estimativas
  27. 27. Meio Século (re)fazendo a AméricaFonte: 1990 e 2000 U.S. Census e o American Community Survey (ACS), 2001-2014. Em 2014, os brasileiros nos EUA eram 335.608, crescimento de 58% comparado a 2000 (ACS) 2014 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica A CHEGADA: QUANTOS SOMOS E ONDE VIVEMOS? POPULAÇÃO BRASILEIRA NOS EUA American Community Survey (ACS) (1990 - 2014)
  28. 28. Meio Século (re)fazendo a América Massachusetts: 17% Fonte: 1990 e 2000 U.S. Census e o American Community Survey (ACS), 2001-2014. A CHEGADA: QUANTOS SOMOS E ONDE VIVEMOS? POPULAÇÃO BRASILEIRA NOS EUA - 2014 Flórida: 20% Califórnia: 10% Nova Jersey: 9% Nova York: 7% 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica Em 2014, cinco estados americanos eram residencia de 63% dos imigrantes brasileiros (ACS) 2014
  29. 29. Meio Século (re)fazendo a América A ESTADIA: Quem somos e o que fazemos? 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica
  30. 30. Meio Século (re)fazendo a América Características Demográficas 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica
  31. 31. Meio Século (re)fazendo a AméricaFonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS. 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? IDADE MÉDIA DA POPULAÇÃO
  32. 32. Meio Século (re)fazendo a América 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? DISTRIBUIÇÃO POR FAIXA ETÁRIA Apenas 7% dos imigrantes brsileiros e 8% de todos os imigrantes têm menos de 20 anos 87% dos brasileiros e 78% dos demais imigrantes encontram-se entre 20 e 64 anos Com 65 anos de idade ou mais, os brasileiros são 6% e os outros imigrantes 14% A população nativa apresenta maior equilíbrio, sendo 57% das pessoas entre as idades de 20 e 64, 29% com menos de 20 anos e 14% com 65 anos ou mais de idade Fonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS.
  33. 33. Meio Século (re)fazendo a AméricaFonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS. 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? DISTRIBUIÇÃO POR GÊNERO
  34. 34. Meio Século (re)fazendo a América 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? ESTADO CIVIL - CASADOS Fonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS.
  35. 35. Meio Século (re)fazendo a América 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? TAXA DE NATURALIZAÇÃO Fonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS.
  36. 36. Meio Século (re)fazendo a América 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica Fonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS. A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? PERÍODO DE CHEGADA NOS EUA
  37. 37. Meio Século (re)fazendo a América 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? PERÍODO DE CHEGADA - NATURALIZADOS E NÃO NATURALIZADOS Fonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS.
  38. 38. Meio Século (re)fazendo a América 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? NÍVEL DE EDUCAÇÃO Fonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS.
  39. 39. Meio Século (re)fazendo a América 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? PROFICIÊNCIA NA LÍNGUA INGLESA Fonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS.
  40. 40. Meio Século (re)fazendo a América Inserção no Mercado de Trabalho 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica
  41. 41. Meio Século (re)fazendo a América 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? PARTICIPAÇÃO NA FORÇA DE TRABALHO Fonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS.
  42. 42. Meio Século (re)fazendo a América 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica Fonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS. A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? TAXA DE EMPREGO
  43. 43. Meio Século (re)fazendo a AméricaFonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS. 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? EMPREGO DOS BRASILEIROS POR CATEGORIA DE TRABALHADOR
  44. 44. Meio Século (re)fazendo a América 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica Fonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS. A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? OS QUATRO PRINCIPAIS SETORES DE EMPREGO
  45. 45. Meio Século (re)fazendo a América 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica Fonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS. A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? EMPREGO POR CATEGORIA DE OCUPAÇÃO
  46. 46. Meio Século (re)fazendo a América Trabalho Autônomo e Empreendedorismo 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica
  47. 47. Meio Século (re)fazendo a América 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica Fonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS. A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? TRABALHADORES BRASILEIROS AUTÔNOMOS INFORMAIS (POR ESTADO)
  48. 48. Meio Século (re)fazendo a América 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica Fonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS. DISTRIBUIÇÃO DOS EMPRESÁRIOS BRASILEIROS POR ESTADO ORIGEM DOS EMPRESÁRIOS IMIGRANTES A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS?
  49. 49. Meio Século (re)fazendo a AméricaFonte: U.S. Census Bureau, 2010 ACS (5-year Estimate), FPI Analysis. 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? TAXAS EMPRESARIAL POR TEMPO DE RESIDÊCIA
  50. 50. Meio Século (re)fazendo a AméricaFonte: U.S. Census Bureau, 2010 ACS (5-year Estimate), FPI Analysis. 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? TAXAS EMPRESARIAIS EM RELAÇÃO À FORÇA DE TRABALHO (POR ORIGEM DOS IMIGRANTES)
  51. 51. Meio Século (re)fazendo a América Caractéristicas Socioeconômicas 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica
  52. 52. Meio Século (re)fazendo a América 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica Fonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS. A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? RENDIMENTO DOS EMRESÁRIOS E TRABALHADORES AUTÔNOMOS BRASILEIROS (EM US$)
  53. 53. Meio Século (re)fazendo a América 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica Fonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS. A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? RENDIMENTO MÉDIO DE TODOS OS TRABALHAFDORES (EM US$)
  54. 54. Meio Século (re)fazendo a América 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica Fonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS. A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? RENDIMENTO DOMICILIAR (EM US$)
  55. 55. Meio Século (re)fazendo a América 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica Fonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS. A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS? NIVEL DE POBREZA
  56. 56. Meio Século (re)fazendo a América 4.BrasileirosnosEstadosUnidos-MeioSéculo(re)fazendoaAmérica NÍVEL DE PROPRIEDADE DOMICILIAR Fonte: American Community Survey - ACS (2014) PUMS. CONDIÇÕES DE MORADIA A ESTADIA: QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS?
  57. 57. IMPACTOS SOCIAIS E ECONÔMICOS NAS REGIÕES DE ORIGEM E DESTINO5
  58. 58. Meio Século (re)fazendo a América 5.ImpactosSociaiseEconômicosnasRegiõesdeOrigemeDestino IMPACTOS SOCIAIS E ECONÔMICOS NAS REGIÕES DE ORIGEM E DESTINO Se considerarmos os dados do MRE sobre a população brasileira nos Estados Unidos – entre 800.000 e 1,3 milhões – o impacto econômico seria: Gasto anual entre 15,3 bilhões e 24,9 bilhões de dólares Estes gastos gerariam um produto nacional bruto entre 31 a 47 bilhões de dólares Entre 4,1 a 6,7 bilhões de dólares em impostos estaduais e federais Tais gastos induziriam ainda a criação de 333.600 a 499.800 empregos indiretos Finalmente, os imigrantes trazem consigo uma capacidade produtiva (educação) criada antes de emigrarem o que representa um subsídio para as economias de destino
  59. 59. Meio Século (re)fazendo a América 5.ImpactosSociaiseEconômicosnasRegiõesdeOrigemeDestino IMPACTOS SOCIAIS E ECONÔMICOS NAS REGIÕES DE ORIGEM E DESTINO Os imigrantes brasileiros são donos de 15.000 pequenas e médias empresas que contribuem com: 5,8 bilhões de dólares para o produto nacional bruto Geram 3,7 bilhões de dólares em renda individual Empregam 42.000 pessoas diretamente além de criarem 23.000 empregos indiretos Contribuem ainda com 879 milhões de dólares em impostos estaduais e federais
  60. 60. Meio Século (re)fazendo a AméricaFonte: Recent Developments and Outlook. Migration and Development Brief 26. World Bank (2016). 5.ImpactosSociaiseEconômicosnasRegiõesdeOrigemeDestino REMESSAS EM 2015 IMPACTOS SOCIAIS E ECONÔMICOS NAS REGIÕES DE ORIGEM As remessas enviadas para o Brasil representam cerca de 0,6% do Produto Bruto Doméstico As remessas representaram em 2004 75% da receita total recebida pelo Brasil pelo turismo, ou a 68% do valor das exportações de soja As remessas podem tem um efeito multiplicador na economia de até 4 vezes
  61. 61. Meio Século (re)fazendo a América 5.ImpactosSociaiseEconômicosnasRegiõesdeOrigemeDestino IMPACTOS SOCIAIS E ECONÔMICOS NAS REGIÕES DE ORIGEM PERFIL DOS NEGÓCIOS DE IMIGRANTES RETORNADOS E/OU ORIUNDOS DE REMESSAS Fonte: Castro, Alanni de Lacerda Barbosa (2015). Remessas. Belo Horizonte: Sebrae Minas. 80% dos emigrantes brasileiros em Massachusetts pretendem empreender no Brasil.
  62. 62. RETORNO: A VIAGEM DE VOLTA 6
  63. 63. Meio Século (re)fazendo a América Dos brasileiros em Massachusetts, 82% pretendiam, em algum momento, retornar 6.Retorno:AViagemdeVolta RETORNO: A VIAGEM DE VOLTA Fonte: Castro, Alanni de Lacerda Barbosa (2015). Remessas. Belo Horizonte: Sebrae Minas. A conquista do que se busca no país estrangeiro e o fechamento do processo migratório, se completa com o retorno à terra natal ... não se vai e nem se volta de sítio algum a nenhum (Carlos Drummond de Andrade)
  64. 64. PRÓLOGO: O NOVO FLUXO MIGRATÓRIO7
  65. 65. Meio Século (re)fazendo a América O que parecia se definir como o fluxo inverso em 2010, em 2011 é retomado o aumento do movimento de saída. Em 2015 a emissão de passaportes superou a de 2014, que já superara os números dos anos anteriores. Minas Gerais e Goiás se destacaram, com aumento de emissões de passaporte em 23% e 20%, respectivamente. Destaque para Governador Valadares, com aumento de 64%. 7.Prologo–ONovoFluxoMigratório CRESCIMENTO DO PIB DO BRASIL COMPARADO À AMÉRICA LATINA, EUA E AO MUNDO Fonte: World Bank Group (2016). Disponível em: <http://www.worldbank.org/en/publication/global-economic-prospects#data>. Fonte: Castro, Alanni de Lacerda Barbosa (2015). Remessas. Belo Horizonte: Sebrae Minas. PRÓLOGO – O NOVO FLUXO MIGRATÓRIO
  66. 66. Meio Século (re)fazendo a América Há uma nova configuração no perfil de chegada nos EUA. Entre 2013 e 2015, as Declarações de Saída Definitiva aumentou quase 40%. Grande chegada de profissionais liberais e grupos familiares. Maior diversificação dos estados de origem. CRESCIMENTO DO PIB DO BRASIL COMPARADO À AMÉRICA LATINA, EUA E AO MUNDO Fonte: Castro, Alanni de Lacerda Barbosa (2015). Remessas. Belo Horizonte: Sebrae Minas. Fonte: World Bank Group (2016). Disponível em: <http://www.worldbank.org/en/publication/global-economic-prospects#data>. 7.Prologo–ONovoFluxoMigratório PRÓLOGO – O NOVO FLUXO MIGRATÓRIO
  67. 67. Meio Século (re)fazendo a América Para download gratuito ou compra do livro: Para download da base de dados e documentação: Para mais informações contactar: Alvaro Lima – alvaroelima@gmail.com Tefone: 617-777-4118

×