Tecido conjuntivo

3,756 views

Published on

0 Comments
6 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,756
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
30
Actions
Shares
0
Downloads
251
Comments
0
Likes
6
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Tecido conjuntivo

  1. 1. Ao contrário dos epitélios, os tecidos conjuntivos apresentam elevada quantidade de substância intercelular. As células que constituem esse tecidos possuem formas e funções bastante variadas. Trata-se, portanto, de um tecido com diversas especializações. Tecido Conjuntivo
  2. 2. Constituição da substância intercelular dos tecidos conjuntivos Também chamada de matriz, a substância intercelular ou intersticial dos tecidos conjuntivos preenche os espaços entre as células e apresenta-se constituída de duas porções: a substância amorfa e as fibras.
  3. 3. Substância intercelular amorfa. É constituída principalmente por água, polissacarídeos e proteínas. Às vezes, como acontece no tecido ósseo, a substância intercelular é sólida, com uma rigidez considerável; outras vezes, como o plasma sanguíneo, apresenta-se líquida.
  4. 4. Fibras. São de natureza protéica e se distribuem conforme o tipo de tecido. na substância intercelular destacam-se os seguintes tipos de fibras: * colágenas -- as fibras mais freqüentes do tecido conjuntivo; formadas pela proteína colágeno -- de alta resistência à tração - têm coloração esbranquiçada; .
  5. 5. * elásticas -- fibras formadas fundamentalmente pela proteína elastina; dotadas de elasticidade, têm coloração amarelada; * reticulares -- as fibras mais finas do tecido conjuntivo; são constituídas por uma proteína chamada reticulina, muito semelhante ao colágeno
  6. 6. Classificação dos tecidos conjuntivos Os elementos que constituem os tecidos conjuntivos -- células e substâncias intercelulares -- variam de acordo com as diversas modalidades desses tecidos. Considerando essa variação e, ainda, a função do tecido, pode-se classificar os tecidos conjuntivos da seguinte maneira:
  7. 7. 1) O tecido conjuntivo propriamente dito (TCPD) ou tecido conectivo - Vamos começar o estudo do TCPD por aqueles que apresentam propriedades gerais: o tecido conjuntivo frouxo e o tecido conjuntivo denso.
  8. 8. a) Tec. conjuntivo frouxo -- Caracteriza- se pela presença abundante de substância intercelular e amorfa, porém é relativamente pobre em fibras, que se encontram frouxamente distribuídas. Nesse tecido estão presentes todas as células típicas do tecido conjuntivo:
  9. 9. os fibroblastos, muito ativos na síntese protéica, os macrófagos, células com grande atividade fagocitária, os plasmócitos, que produzem anticorpos e as células adiposas, que armazenam lipídeos.
  10. 10. Funções básicas do tecido conjuntivo frouxo: preenchimento de espaços entre os órgãos viscerais; suporte e nutrição dos epitélios envolvimento de nervos e vasos sanguíneos e linfáticos; cicatrização de tecidos lesados.
  11. 11. b)- Tec. Conjuntivo denso: é uma variedade do tec. conjuntivo muito rica em fibras colágenas, que possui uma capacidade extraordinária de resistir a tração. encontrado formando os tendões, estruturas que ligam os músculos aos ossos.
  12. 12. 2- Tecido cartilaginoso: o tecido cartilaginoso é uma variedade do tec. conjuntivo adaptado à sustentação, porque são capazes de sustentar peso. Sua função é de sustentação, proteção e de revestimento das superfícies articuladas.
  13. 13. a)- Cartilagem hialina: constituída de células (condrócitos) e substâncias intercelular (matriz). Essa cartilagem responsável pela formação do primeiro esqueleto embrionário, que vai sofrendo, gradativamente uma calcificação.
  14. 14. Durante o crescimento, essa cartilagem sempre forma um disco entre a epífise e a diáfise dos ossos longos, chamando o disco epificiário.
  15. 15. b)- Cartilagem elástica: diferencia-se da cart. Hialina por apresentar em sua matriz, além de colágeno, uma rede de fibras elásticas delgadas.É encontrado no pavilhão auditivo, nas trompas de Eustáquio e no conduto auditivo externo.
  16. 16. c)- Cartilagem fibrosa: as características dessa cartilagem são enquadradas como intermediárias entre o tec. conjuntivo e a cartilagem hialina. É encontrada nos discos intervertebrais, em alguns tendões, e na sínfise pubiana, estando sempre associada com o tecido conj. denso, havendo histologicamente dificuldade na caracterização dos limites entre os dois tecidos.
  17. 17. 3- Tecido adiposo: além de ser um tecido de reserva nutritiva, também protege o organismo contra as baixas temperaturas do meio externo. Quando uma célula adiposa (adipócito) começa armazenar gordura, essa substância aparece como pequenas gotículas no citoplasma. Com o passar do tempo, as gotículas vão se fundindo até originarem uma grande gota, que ocupa que ocupa quase todo o meio intracelular.
  18. 18. O citoplasma do adipócito fica reduzido a um pequeno anel ao redor da gota de gordura. O núcleo fica comprimido entre a gota e a membrana celular. encontrado em todo o corpo, mas principalmente na região abdominal.
  19. 19. FUNÇÕES DO TECIDO ADIPOSO Depósito de energia;
  20. 20. Modela a superfície (localizando-se embaixo da pele), em parte responsável pelas diferenças no contorno do corpo entre homem e mulher;
  21. 21. Forma coxins absorventes de choques (planta dos pés e palma das mãos) Contribui para o isolamento térmico do organismo (más condutoras de calor);
  22. 22. Preenche espaços entre outros tecidos e auxilia a manter órgãos em posições normais
  23. 23. 4- Tecido Ósseo: o tec. ósseo se caracteriza por ser rígido, pois possui a substância intercelular impregnada de sais de cálcio, sem que suas células venham morrer por falta de nutrição. Isso porque a substância intercelular do osso possui um complexo sistema de canais (Harves e Volkamann)
  24. 24. (Harves e Volkamann) dentro dos quais passam os vasos sanguíneos levando nutrientes para as células. O tec. ósseo tem por função dar sustentação ao corpo, proteger órgãos vitais e servir de depósito de sais de cálcio.
  25. 25. É formado por células chamadas osteócitos, envolvida por uma matriz, formada de carbonato de cálcio e fosfato de cálcio e uma parte orgânica constituída por fibras colágenas. Nos ossos longos existe uma cavidade interna onde está a medula óssea, que é responsável pela produção de células sanguíneas e os linfócitos.
  26. 26. A formação, o crescimento e a manutenção dos ossos regulam-se por substâncias químicas (hormônios) produzidos pelas glândulas paratireóides e pela hipófise.
  27. 27. Tec. Ósseo normal osteosporose
  28. 28. 6 – Tecido hematopoiético: é uma variedade tecido conj. especializado na produção de células sanguíneas. Há dois tipos de tec. Hematopoiético: o mielóide e o linfóide.
  29. 29. O tec. Mielóide além de produzir células sanguíneas: hemácias, leucócitos e plaquetas, retiram as células velhas da circulação. Localiza-se nas cavidades dos ossos longos, constituindo a medula óssea.
  30. 30. O tec. Linfóide tem por função principal a defesa do organismo contra agentes patogênicos. um tecido produtor de leucócitos, chamados linfócitos, células de grande importância no mecanismo imunológico do corpo. O tecido linfóide constitui os gânglios linfáticos, o baço e o timo.
  31. 31. A maior parte do tec. Linfóide encontra-se espalhada pelo organismo, defendendo-o das infecções. Há uma grande concentração de gânglios linfáticos no pescoço, nas axilas e nas virilhas. Em caso de infecção os gânglios linfáticos tornam-se intumescidos (inchados) e doloridos, originando a adenite (íngua).
  32. 32. ingua
  33. 33. 6 – Tecido sanguíneo: é uma variedade de tec. Conj. que se caracteriza por apresentar a substancia intercelular líquida. O sangue formado por duas partes: o plasma e os elementos figurados.
  34. 34. O plasma é a parte líquida do sangue e os elementos figurados são representados por dois tipos de células: as hemácias e os leucócitos e apresentam fragmentos do citoplasma, as plaquetas.
  35. 35. As principais funções do sangue são o transporte de nutrientes, dos gases respiratórios, de hormônios, trazem os resíduos das células para serem excretados e fazem a defesa do organismo.
  36. 36. Glóbulos vermelhos: O sangue possui diferentes tipos de células sem núcleo e em forma de disco. Tem a função de transportar e distribuir gás oxigênio por todo o corpo.
  37. 37. Glóbulos brancos- São células com núcleo e cuja forma é mais ou menos esférica. Os glóbulos brancos estão associados com a defesa do organismo. Existe no sangue humano uma quantidade aproximada de 8 mil por milímetro cúbico.
  38. 38. Tipos de Leucócitos
  39. 39. Linfócitos: Monócitos São particularmente ativos nas reações a antígenos, relacionado-se com a produção de anticorpos. São leucócitos grandes, de intensa atividade fagocitária.
  40. 40. Eosinófilos Basófilo: São comuns na mucosa intestinal, seu número aumenta muito no sangue em processos alérgicos. São os menos numerosos e produzem a heparina (anticoagulante) e histamina substância vasodilatadora liberada nos estados alérgicos.
  41. 41. São fragmentos de células que participam da coagulação do sangue. Existe no sangue humano uma quantidade aproximada de 300 mil por milímetro cúbico. Neutrófilo São muito ativos e os mais numerosos. Frequentemente morrem ao fagocitarem bactérias. Plaquetas
  42. 42. Plaquetas: partículas de uma célula maior, as plaquetas são ativadas quando a coagulação do sangue é necessária

×