Espaço agrário

72,032 views

Published on

2 Comments
27 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
72,032
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
19
Actions
Shares
0
Downloads
2,152
Comments
2
Likes
27
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Espaço agrário

  1. 1. ESPAÇO AGRÁRIO A atividade agrícola foi um divisor de águas na evolução humana.
  2. 2. Agricultura mundial A importância da agricultura Os principais sistemas agrícolas A biotecnologia e a agricultura As principais áreas agrícolas no mundo
  3. 3. A importância da agricultura <ul><li>Fonte de alimentos – representatividade no meio rural </li></ul><ul><li>Fonte de matérias-primas – suprimento para a indústria </li></ul><ul><ul><li>Mercado de commodities: centros financeiros onde se realizam transações comerciais envolvendo commodities </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Commodities: matérias-primas agrícolas voltadas para a exportação – chá, café, soja, minério de ferro etc. </li></ul></ul></ul>
  4. 4. A importância da agricultura <ul><li>Comércio mundial de commodities </li></ul><ul><ul><li>Balança comercial: diferença entre o valor das exportações e importações realizadas anualmente por uma nação </li></ul></ul>Países subdesenvolvidos E I Países desenvolvidos I E
  5. 5. Os principais sistemas agrícolas Elevada produtividade – exportação Baixa produtividade Alto investimento em tecnologia Pouco investimento de capital e tecnologia Mão-de-obra especializada Mão-de-obra abundante, desqualificada e a baixo custo Sistema intensivo de produção Sistema de rotação de cultura Uso extensivo da terra – esgotamento do solo Agricultura moderna ou comercial - agrobusiness Agricultura de jardinagem ou terraços Agricultura itinerante ou roça tropical Capital Trabalho Terra
  6. 6. A biotecnologia e a agricultura <ul><li>Avanço científico e tecnológico </li></ul><ul><ul><li>Produção de insumos químicos – fertilizantes e maquinaria </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Produtos transgênicos – OGMs </li></ul></ul></ul>
  7. 7. As principais áreas agrícolas do mundo <ul><li>A questão comercial agrária </li></ul><ul><ul><li>1947 – Acordo Geral de Tarifas de Comércio – Gaat </li></ul></ul><ul><ul><li>1993 – Organização Mundial de Comércio – OMC </li></ul></ul><ul><ul><li>1994 – Assinatura do acordo para solucionar disputas comerciais agrícolas </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Questão das práticas protecionistas </li></ul></ul></ul>
  8. 8. As principais áreas agrícolas do mundo Países subdesenvolvidos Países desenvolvidos MAÇÃ Café CHIC MAÇÃ CHIC CHIC
  9. 9. As principais áreas agrícolas do mundo EUROPA França, Portugal, Espanha, Itália, Grécia CANADÁ JAPÃO AUSTRÁLIA NOVA ZELÂNDIA ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA REGIÕES DESENVOLVIDAS
  10. 10. As principais áreas agrícolas do mundo <ul><li>Cadeia produtiva dos agronegócios; </li></ul><ul><li>Elevados índices de mecanização, irrigação, técnicas de melhoria do solo, biotecnologia; </li></ul><ul><li>Boa infra-estrutura de transportes </li></ul><ul><li>e armazenamento. </li></ul>PAÍSES RICOS
  11. 11. As principais áreas agrícolas do mundo REGIÕES POBRES AMÉRICA CENTRAL AMÉRICA LATINA AMÉRICA DO SUL MÉXICO CHILE ARGENTINA URUGUAI PARAGUAI ÁSIA ÍNDIA CHINA CONTINENTE AFRICANO
  12. 12. As principais áreas agrícolas do mundo <ul><li>Atividades primárias; </li></ul><ul><li>Baixos índices de mecanização, irrigação, técnicas de melhoria do solo, biotecnologia; </li></ul><ul><li>Infra-estrutura de transportes e armazenamento precárias. </li></ul>PAÍSES POBRES
  13. 13. O espaço agrário brasileiro A agricultura no Brasil A influência dos fatores naturais nas atividades agrárias As principais áreas agropecuárias brasileiras A importância da pecuária brasileira
  14. 14. A agricultura no Brasil <ul><li>Mais importante atividade econômica: </li></ul><ul><ul><li>Fornecedora de alimentos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Fonte de matérias-primas industriais; </li></ul></ul><ul><ul><li>Geradora de emprego e receita (exportações). </li></ul></ul>AGRICULTURA COMERCIAL versus LAVOURAS FAMILIARES PARE PENSE
  15. 15. A agricultura no Brasil <ul><li>1530: cana-de-açúcar – monocultura; </li></ul><ul><li>Século XIX: café; </li></ul><ul><li>Século XX: cacau e algodão; </li></ul><ul><li>Século XXI: soja e laranja. </li></ul>PRODUÇÃO AGRÍCOLA, POSSE DE TERRA, GERAÇÃO DE RIQUEZA, CONCENTRAÇÃO DE PODER POLÍTICO-ECONÔMICO
  16. 16. A agricultura no Brasil <ul><li>1973: crise do petróleo </li></ul>AUMENTO DO ENDIVIDAMENTO EXTERNO NACIONAL SUBSÍDIOS GOVERNAMENTAIS – SOJA E LARANJA EXPORTAÇÃO E ABASTECIMENTO DA AGROINDÚSTRIA ÁLCOOL – COMBUSTÍVEL ALTERNATIVO MODERNIZAÇÃO AGRÁRIA – ELEVAÇÃO DA PRODUTIVIDADE INTENSIFICAÇÃO DO ÊXODO RURAL 
  17. 17. A influência dos fatores naturais nas atividades agrárias REGIÃO SUL Clima tropical; Solos de terra roxa (norte do Paraná). DESENVOLVIMENTO DAS CULTURAS DE CAFÉ E ALGODÃO REGIÃO SUDESTE Clima tropical de altitude; Manchas de terra roxa (concentradas na porção Centro-ocidental). EXPANSÃO DA CULTURA CAFEEIRA REGIÃO NORDESTE Zona da Mata: monocultura de cana-de-açúcar e cacau Agreste: policultura para consumo interno Solo de massapé e, clima tropical úmido REGIÃO NORDESTE Sertão e Meio-Norte: Escassez agrícola. Solo arenoso, rios intermitentes e clima semi-árido
  18. 18. As principais áreas agropecuárias brasileiras Numerosas propriedades rurais com lavouras destinadas a agroindústria (cana-de-açúcar) e a exportação (laranja e soja). Lavouras de café, milho e banana. REGIÃO SUDESTE <ul><li>Mais importante produção </li></ul><ul><li>agropecuária brasileira </li></ul><ul><li>(fatores): </li></ul><ul><li>-Paisagem natural; </li></ul><ul><li>Ocupação humana e </li></ul><ul><li>econômica; </li></ul><ul><li>Concentração industrial. </li></ul>Pecuária bovina: -Sistema semi-extensivo; -Grandes investimentos de capital e tecnologia; -Destaque para a raça nelore, destinada ao corte. Pecuária leiteira (Vale do Paraíba). Principais áreas agropecuárias da região: Centro-oeste paulista; Triângulo mineiro.
  19. 19. As principais áreas agropecuárias brasileiras Santa Catarina: - Numerosas pequenas propriedades policultoras; - Produção de milho, arroz, fumo e criação de suínos e bovinos para leite. REGIÃO SUL Agropecuária moderna e diversificada. Alto grau de investimento de capitais e tecnologia. <ul><li>Paraná: </li></ul><ul><li>Substituição das culturas </li></ul><ul><li>de café e algodão por soja </li></ul><ul><li>e cana-de-açúcar (norte); </li></ul><ul><li>Diversidade de culturas, </li></ul><ul><li>destaque para o trigo </li></ul><ul><li>(outras regiões). </li></ul><ul><li>Rio Grande do Sul: </li></ul><ul><li>Soja e trigo (noroeste); </li></ul><ul><li>Vinha (região serrana); </li></ul><ul><li>Pecuária extensiva de </li></ul><ul><li>bovinos e ovinos e cultura </li></ul><ul><li>de arroz (pampas). </li></ul>
  20. 20. As principais áreas agropecuárias brasileiras Região dividida em quatro sub-regiões: -Zona da Mata; -Agreste; -Sertão; -Meio-Norte. REGIÃO NORDESTE Agropecuária como uma das principais atividades econômicas da região: valor produzido e mão-de-obra empregada. Principais produtos agrícolas: -Cana-de-açúcar; -Mandioca e milho; -Soja e laranja; -Arroz; -Banana; -Coco-da-baía. Pecuária extensiva de bovinos, destinada ao corte, e de caprinos, para leite.
  21. 21. As principais áreas agropecuárias brasileiras Produção de soja para o mercado externo. Detentora de ¼ do rebanho bovino nacional. REGIÃO CENTRO-OESTE <ul><li>Região fornecedora de </li></ul><ul><li>produtos agropecuários </li></ul><ul><li>para indústrias alimentícias </li></ul><ul><li>do Centro-Sul: </li></ul><ul><li>-Trigo e soja; </li></ul><ul><li>Arroz e milho; </li></ul><ul><li>Algodão; </li></ul><ul><li>Carne. </li></ul>Destaque para a região do Pantanal: criação de gado, bovinos e bufalinos – favorecida pela topografia plana e vegetação aberta (cerrado). <ul><li>Principais áreas </li></ul><ul><li>agrícolas da região: </li></ul><ul><li>Campo Grande e Dourados, </li></ul><ul><li>No Mato Grosso do Sul; </li></ul><ul><li>-”Mato Grosso de Goiás”, </li></ul><ul><li>em Goiás; </li></ul><ul><li>-Vale do Parnaíba, entre </li></ul><ul><li>os estados de Goiás e </li></ul><ul><li>Minas Gerais. </li></ul>
  22. 22. As principais áreas agropecuárias brasileiras Principais produtos agrícolas: -Mandioca; -Arroz; -Banana; -Milho; -Cana-de-açúcar; -Dendê (coco). REGIÃO NORTE Participação relativa na economia nacional; Expressiva participação socioeconômica regional (fatores): -Condições naturais; -Incipiente capitalização; -Grande distância dos centros consumidores. Destaque: -Zona Bragantina: pimenta-do-reino, introduzida e cultivada por imigrantes e descendentes japoneses – transformou o Brasil em 5° maior produtor mundial desse produto. Criação de gado – baixo rendimento, emprego de pouca mão-de-obra. Regiões: Roraima e Ilha de Marajó (pecuária).
  23. 23. A importância da pecuária brasileira 2 ° MAIOR REBANHO BOVINO DO MUNDO (1 ° ÍNDIA) 2 °MAIOR REBANHO DE SUÍNOS DO MUNDO (1 ° EUA) 2 ° MAIOR REBANHO DE FRANGOS DO MUNDO ( 1 ° CHINA) SANTA CATARINA: EXPORTAÇÃO DE CARNES DE AVES E SUÍNOS PREDOMINÂNCIA DE PEQUENAS E MÉDIAS UNIDADES PRODUTORAS ABASTECIMENTO DA AGROINDÚSTRIA ALIMENTÍCIA
  24. 24. A questão da terra A estrutura fundiária do Brasil A modernização do espaço agrário e a concentração de terras Movimentos políticos rurais A questão da reforma agrária
  25. 25. A estrutura fundiária no Brasil <ul><li>Uma das maiores concentrações rurais do globo: </li></ul><ul><ul><li>Principal característica: desigualdade – 2% com menos de 10 hectares; 80% grandes propriedades </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Graves distorções de ordem social – desemprego e êxodo rural; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Problemas de ordem política – conflitos no campo e movimentos de ocupação de terras; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Deformidades de ordem econômica – baixos índices de produção agrária. </li></ul></ul></ul>
  26. 26. A estrutura fundiária no Brasil BRASIL COLÔNIA: SISTEMA DE DOAÇÃO DE TERRAS EM SESMARIAS ECONOMIA COLONIAL AGRÁRIO-EXPORTADORA 1850: LEI DE TERRAS – EXTINÇÃO DA SESMARIAS LATIFÚNDIO, USO DE MÃO DE OBRA ESCRAVA, MONOCULTURA 1964: O ESTATUTO DA TERRA – MÓDULO RURAL 1993: REFORMA AGRÁRIA: MÓDULO FISCAL
  27. 27. A modernização do espaço agrário e a concentração de terras <ul><li>1950: o Governo implantou uma política de aumento das fronteiras agropecuárias (Centro-oeste e Norte) </li></ul><ul><ul><li>Ocupação por lavouras monocultoras – aumento da concentração de terras </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>1964 – extensão da legislação trabalhista para os trabalhadores rurais - desemprego </li></ul></ul></ul>
  28. 28. Movimentos políticos rurais <ul><li>1970: movimentos estaduais dos trabalhadores sem-terra – RS, MS, PR, GO, BA, PA; </li></ul><ul><li>1985: Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST); </li></ul><ul><li>1986: União Democrática Ruralista (UDR) – combate ao MST. </li></ul>
  29. 29. A questão da reforma agrária
  30. 30. A questão da reforma agrária <ul><li>1988 – matéria constitucional (função social da terra); </li></ul><ul><li>1996 – Lei do Rito Sumário: </li></ul><ul><ul><li>Celeridade aos processos de desapropriação, ocupação e indenização; </li></ul></ul><ul><ul><li>Impedimento da desapropriação de terras invadidas por trabalhadores sem-terra; </li></ul></ul><ul><ul><li>Cobrança progressiva do ITR sobre propriedades improdutivas </li></ul></ul>
  31. 31. Problemas agrários Muita terra, muita fome Estrutura fundiária, êxodo rural e violência no campo Mudanças nas relações agrárias de trabalho
  32. 32. Muita terra, muita fome <ul><li>353,6 milhões de hectares </li></ul><ul><li>de estabelecimentos rurais; </li></ul><ul><li>29 milhões de pessoas </li></ul><ul><li>abaixo da linha de pobreza </li></ul><ul><li>absoluta. </li></ul>
  33. 33. Muita terra, muita fome <ul><li>Herança do sistema colonial; </li></ul><ul><li>Domínio latifundiário; </li></ul><ul><li>Desorganização do comércio </li></ul><ul><li>da produção agrícola; </li></ul><ul><li>Ausência de reforma agrária </li></ul><ul><li>efetiva. </li></ul>
  34. 34. Estrutura fundiária, êxodo rural e violência no campo <ul><li>Poucos com muita terra, </li></ul><ul><li>muitos com pouca terra; </li></ul>Luta pela terra CONFLITOS Abandono da terra ÊXODO RURAL ASSENTAMENTO POSSEIRO GRILAGEM
  35. 35. Mudanças nas relações agrárias de trabalho <ul><li>Pequenos produtores; </li></ul><ul><li>Trabalho infantil; </li></ul><ul><li>Mobilidade espacial; </li></ul><ul><li>Trabalho assalariado. </li></ul>
  36. 36. AGROPECUÁRIA versus MEIO AMBIENTE Não é possível parar com a atividade produtiva, mas é preciso dar condições para que a natureza se refaça. O equilíbrio é essencial.
  37. 37. Agropecuária e meio ambiente <ul><li>Devastação da vegetação natural: </li></ul><ul><ul><li>Desmatamento; </li></ul></ul><ul><ul><li>Queimadas. </li></ul></ul>
  38. 38. Agropecuária e meio ambiente <ul><li>Desenvolvimento sustentável: </li></ul><ul><ul><li>Exploração de recursos de forma racional e limitada, respeitando a a capacidade da natureza de se recompor. </li></ul></ul>
  39. 39. “ Não existe o não poder, só o não querer. Se você for uma pessoa preparada, basta um desejo intenso de realizar algo para que a transformação aconteça.” Jan Ashford
  40. 40. FIM

×