Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Administração participativa

17,370 views

Published on

  • Be the first to comment

Administração participativa

  1. 1. ADMINISTRAÇÃO PARTICIPATIVA
  2. 2. Administração participativa é uma filosofia ou doutrina que valoriza a participação das pessoas no processo de tomar decisões sobre a administração das organizações. (Maximiano, 2006) ADMINISTRAÇÃO PARTICIPATIVA Consiste em compartilhar as decisões que afetam a empresa, não apenas com funcionários, mas também com clientes, fornecedores, e eventualmente, distribuidores ou concessionários da organização.
  3. 3. PARADIGMA UMA DAS MAIS ANTIGAS FORMAS DE ADMINISTRAÇÃO (GRÉCIA, HÁ MAIS DE 2.000 ANOS) E É UMA DAS MAIS AVANÇADAS FORMAS DE GESTÃO ADMINISTRATIVA DA ATUALIDADE.
  4. 4. A ADMINISTRAÇÃO PARTICIPATIVA VISA: <ul><li>Aproveitar o potencial intelectual das pessoas; </li></ul><ul><li>Aumentar a qualidade das decisões (maior satisfação e motivação); </li></ul><ul><li>Aprimorar a competitividade das organizações. </li></ul>
  5. 5. OBEDIÊNCIA LIDERANÇA DISCIPLINA AUTONOMIA RESPONSABILIDADE FAMÍLIA GRUPOS ORGANIZAÇÕES SOCIEDADE MODELO PARTICIPATIVO AUTORIDADE
  6. 6. <ul><li>Empresas que utilizam o modelo Participativo, são chamadas Empresas orgânicas; </li></ul><ul><li>Predomínio da Liderança, disciplina e autonomia; </li></ul><ul><li>Responsabilidade; </li></ul><ul><li>Auto critica e auto controle mantem a disciplina; </li></ul><ul><li>Uso do empowerment. </li></ul>ADMINISTRAÇÃO PARTICIPATIVA
  7. 7. Comparação entre os Sistemas Diretivos(1) e Participativos(4), segundo Likert: <ul><li>Controle disperso, baseado no auto-controle; </li></ul><ul><li>Controle centralizado; </li></ul><ul><li>definição participativa de metas; </li></ul><ul><li>Definição de metas feita apenas no topo da organização, sem participação dos níveis inferiores; </li></ul><ul><li>Informação correndo livremente em todos as direções; </li></ul><ul><li>Informação de cima para baixo, distorcida e imprecisa. </li></ul><ul><li>Processo de interação livre, de modo que as pessoas influenciam os objetivos; </li></ul><ul><li>Processo de interação limitado; </li></ul><ul><li>Metas elevadas de desempenho, aceitas por todos. </li></ul><ul><li>Pessoas não se comprometem com as metas de desempenho. </li></ul>Sistema 4 Sistema 1
  8. 8. ESTRATÉGIAS As estratégias da Administração Participativa agrupam-se em quatro categorias principais: <ul><li>Informação: Aprimoramento dos canais de comunicação empresarial, junto a clientes, funcionários, intermediários e stakeholders. </li></ul><ul><li>Mecanismos para ouvir o cliente; </li></ul><ul><li>Mecanismos para ouvir o funcionário; </li></ul><ul><li>Informações visuais; </li></ul><ul><li>Diminuição das distâncias sociais. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Envolvimento no processo decisório: Vai além da simples comunicação. Significa consultar as pessoas, individualmente ou em grupo, sobre problemas no local de trabalho. </li></ul><ul><li>Decisão participativa : Consultiva e compartilhada. </li></ul><ul><li>Equipes Autogeridas : A delegação de autoridade (Empowerment) e o aprimoramento da comunicação dentro de um grupo são as características básicas desta estratégia de participação. </li></ul><ul><li>Co-gestão ou participação na direção: Significa participar institucionalmente da estrutura de poder da organização ou Empresa. </li></ul>Existem três modalidades principais de envolvimento no processo decisório:
  10. 10. <ul><li>Participação nos resultados : Podendo ser implantada em qualquer etapa do estágio da vida da empresa. Os funcionários podem participar do faturamento, dos incrementos nas receitas, das economias ou ganhos de produtividade, dos lucros e da propriedade da empresa. </li></ul><ul><li>A participação nos resultados fecha o círculo do mecanismo da recompensa: se as pessoas participam dos problemas e decisões, também devem participar de alguma maneira dos benefícios dos resultados de seus esforços. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Autogestão: É a autonomia completa, de uma pessoa ou grupo, para administrar uma empresa ou empreendimento. </li></ul><ul><li>Autogestão só existe quando os participantes de um empreendimento são também seus proprietários, como no caso das cooperativas, repúblicas de estudantes, condomínios, associações, grupos de teatro, conjuntos musicais e clubes; </li></ul><ul><li>Assembléias, Plebiscitos e Reuniões são os principais instrumentos de Autogestão. </li></ul>
  12. 12. A implantação da Administração Participativa envolve mudanças em três aspectos da organização: <ul><li>Comportamental : Mudar o comportamento diante das pessoas, substituindo estilos tradicionais de autoritarismo, imposição, indiferença, paternalismo, por atitudes de cooperação, liderança, autonomia e responsabilidade; </li></ul><ul><li>Estrutural: Redesenhar as estruturas administrativas organizacionais, envolvendo as pessoas e o “sistema” de normas e procedimentos; </li></ul><ul><li>Visão sistêmica : A administração deve ser compartilhada em todos os sentidos, não apenas nas relações com os funcionários. São consultados: Clientes, fornecedores, distribuidores, assistência técnica. </li></ul>
  13. 13. CONCLUSÃO <ul><li>Com a administração participativa a empresa recebe informações internas e externas, aumentando seu feedback, podendo assim, ampliar sua visão nas tomadas de decisões; </li></ul><ul><li>Os funcionários passam a “fazer parte” da empresa, do ponto de vista comportamental e estrutural, aumentando sua produtividade e zelando para que ela cresça; </li></ul><ul><li>A cultura, tanto dos chefes quanto funcionários, tem influência direta no sucesso do processo. </li></ul>
  14. 14. UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS - UEMG INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR E PESQUISA – INESP 3º ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ADMINISTRAÇÃO GERAL – PROF A. SARA ALUNOS: ALEXEI DE SOUSA RABELLO DÊNER LUÍS RODRIGUES LUAN GONÇALVES PEDRO PAULO V. DUARTE TONY MARSUEL F. MARQUES ADMINISTRAÇÃO PARTICIPATIVA 31/03/2011

×