Hiv Na GestaçãO E No Rn

9,410 views

Published on

introdução sobre HIV e PACTG-076

Published in: Health & Medicine
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
9,410
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
13
Actions
Shares
0
Downloads
121
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Efavirenz, amprenavir, indinavir, abacavir
  • Hiv Na GestaçãO E No Rn

    1. 2. Introdução <ul><li>Família Retroviridae </li></ul><ul><li>HTLV-I e HTLV-II </li></ul><ul><li>HIV-1 e HIV-2 </li></ul>
    2. 4. Ciclo Reprodutivo <ul><li>Tropismo: </li></ul><ul><ul><li>Linfócito Th </li></ul></ul><ul><ul><li>Macrófago </li></ul></ul><ul><ul><li>Célula dendrítica (Langhans) </li></ul></ul><ul><li>Receptor: CD4 </li></ul><ul><li>Co-receptores: CCR5 ou CXCR4 </li></ul>
    3. 6. 22 milhões 600 mil
    4. 7. Diagnóstico <ul><li>Sorologia positiva após 6-12 semanas </li></ul><ul><li>Testes rápidos: antígenos virais suspensos </li></ul><ul><li>Elisa anti-HIV: sensibilidade alta e especificidade limitada  triagem </li></ul><ul><li>Western-Blot: alta sensibilidade e especificidade  confirmatório </li></ul><ul><li>Janela imunológica: pesquisa de p24 ou PCR </li></ul>
    5. 9. Transmissão <ul><li>Contato sexual </li></ul><ul><li>Sangue e derivados </li></ul><ul><li>Transmissão vertical (principal causa em menores de 13 anos) </li></ul>
    6. 10. Transmissão Vertical <ul><li>Via transplacentária a partir da 8ª semana </li></ul><ul><li>Contato direto com sangue ou secreção cervico-vaginal materna no momento do parto  65% dos casos </li></ul><ul><li>Aleitamento materno </li></ul><ul><li>Sem intervenções: 25,5% </li></ul><ul><li>ARV, cesariana eletiva, CV < 1000: 0-2% </li></ul>
    7. 11. HIV e Gestação <ul><li>Anti-HIV: 1ª consulta, 3º trimestre e teste rápido no pré-parto </li></ul><ul><li>CD4 e carga viral: 14ª e 34ª semana </li></ul><ul><li>Colpocitologia / Colposcopia </li></ul><ul><li>Pesquisar outras DST: sífilis, gonorréia, clamídia, micoplasma </li></ul><ul><li>Hemograma e função hepática (antes de iniciar terapia e mensal) </li></ul>
    8. 12. HIV e Gestação <ul><li>Função renal </li></ul><ul><li>Avaliação da vitalidade fetal: Dopplervelocimetria / CTG / PBF </li></ul><ul><li>Vacinar para Hepatite B se sorologia negativa </li></ul><ul><li>Profilaxia para Pneumocystis jiroveci quando CD4 < 200/ml com TMP 160 mg + SMX 800 mg (Bactrim 2cp/dia ou Bactrim F 1cp/dia) 3x/sem e para Toxoplasma gondii quando CD4 < 100/ml, diariamente </li></ul>
    9. 13. HIV e Gestação <ul><li>Estão contra-indicados todos os procedimentos invasivos durante a gestação, o trabalho de parto e o parto (amniocentese, cordocentese, amniotomia, escalpo cefálico, fórcipe e vácuo-extrator) </li></ul><ul><li>Há aumento do risco de transmissão quando o tempo de ruptura das membranas é maior que 4h </li></ul>
    10. 14. Protocolo ACTG 076 <ul><li>14ª semana: </li></ul><ul><ul><li>Assintomática, CD4 > 200, CV < 1000  monoterapia com AZT + cesariana obrigatória </li></ul></ul><ul><ul><li>Assintomática, CD4 > 200, CV > 1000  AZT + 3TC + NFV ou NVP </li></ul></ul>
    11. 15. Protocolo ACTG 076 <ul><li>Parto: </li></ul><ul><ul><li>AZT 2mg/Kg EV  iniciar 3 horas antes do início da cesárea e manter até a ligadura do cordão umbilical </li></ul></ul><ul><li>RN: </li></ul><ul><ul><li>AZT 2mg/Kg VO xarope  até 2h após o nascimento e manter por 6 semanas </li></ul></ul>
    12. 16. TARV - Tratamento <ul><li>Gestante HIV+, CD4 ≤ 200 ou sintomática </li></ul><ul><ul><li>AZT + 3TC + NFV ou NVP em qualquer semana de gestação </li></ul></ul><ul><li>Contra-indicados: EFZ, APV, IDV, ABC </li></ul>
    13. 17. Recomendações no puerpério <ul><li>Supressão da lactação com enfaixamento das mamas com atadura por 10 dias  sucesso de 80% </li></ul><ul><ul><li>Pode-se associar cabergolina (1 mg em dose única) </li></ul></ul><ul><li>Suspender ARV em mulheres em uso de profilaxia após orientação do médico que a acompanhou </li></ul>
    14. 18. Cuidados com o RN <ul><li>Imediatamente após o parto, lavar o recém-nascido com água e sabão </li></ul><ul><li>Aspirar delicadamente as vias aéreas evitando traumatismo de mucosas </li></ul><ul><li>Não amamentar, usar fórmula infantil, ou leite pasteurizado de bancos de leite credenciados pelo ministério da saúde  não utilizar aleitamento cruzado </li></ul><ul><li>A criança deverá ficar em alojamento conjunto </li></ul>
    15. 19. Cuidados com o RN <ul><li>Usar AZT oral (PACTG 076) e monitorizar com hemograma completo pela possibilidade de anemia </li></ul><ul><li>A partir da 6a. semana de vida até a definição do diagnóstico da infecção pelo HIV, a criança deve receber quimioprofilaxia para P. carinii com SMX + TMP na dose de 70 mg SMX/m2/d, 12/12h, 3x/sem ou em dias consecutivos </li></ul><ul><li>Agendar consulta em serviço especializado em acompanhamento de crianças expostas ao HIV </li></ul>
    16. 20. Quadro clínico no RN <ul><li>Maioria oligossintomáticos </li></ul><ul><li>Retardo do crescimento intrauterino, comprometimento neurológico por agressão do próprio vírus, por outras infecções ou efeito de drogas maternas. </li></ul><ul><li>Pode ocorrer: linfoadenomegalia , hepatoesplenomegalia, infecções oportunistas ( P. jiroveci ) </li></ul>
    17. 21. Seguimento do RN <ul><li>Exame clínico mensal </li></ul><ul><li>Hemograma mensal </li></ul><ul><li>Função hepática trimestral </li></ul><ul><li>Função renal trimestral </li></ul><ul><li>Imunoglobulina uma ou duas vezes ao ano </li></ul><ul><li>ELISA /W. Blot pré tratamento </li></ul><ul><li>PCR ou cultura pré tratamento </li></ul><ul><li>Cd4 cada três meses </li></ul><ul><li>Carga viral cada três meses </li></ul><ul><li>TC ou RM pré tratamento </li></ul><ul><li>Raio X de tórax seis em seis meses </li></ul><ul><li>ECG anualmente </li></ul><ul><li>Av. Neurológica uma a duas vezes ao ano </li></ul>

    ×