Assentamentos Rurais e Segurança Alimentar e
Nutricional

Sonia M. P. P. Bergamasco – Feagri/UNICAMP
Mesa Redonda – Dia Mu...
Introdução

» Brasil: estrutura agrária extremamente concentrada
» Forte estabilidade do Índice de Gini:
» 1975 = 0,855
» ...
Introdução
» Importância dos assentamentos rurais:
» Geração de emprego e renda;

» Aumento na oferta de alimentos;
» Dimi...
Objetivo

Analisar a melhoria da qualidade de vida e a promoção

da segurança alimentar e nutricional das famílias
assenta...
Assentamentos Rurais e
Qualidade de Vida
» Pesquisa INCRA, 2010 (UFRGS e UFPel)
» 804.867 famílias assentadas entre 1985/2...
Assentamentos Rurais e
Qualidade de Vida
Percepção de Melhoria na Condição Após o Assentamento
(Muito Melhor ou Melhor) %
...
Segurança Alimentar e Nutricional –
Escala Brasileira de Insagurança Alimentar
» EBIA – Escala Brasileira de Insegurança A...
Segurança Alimentar e Nutricional
(PNAD)
• IBGE publicação resultados do levantamento suplementar da
PNAD 2004/2009 sobre ...
Segurança Alimentar e Nutricional
(PNAD)
» Disparidade entre as regiões brasileiras, bem como entre a
área urbana e rural;
Segurança Alimentar e Nutricional
(PNAD)
» Disparidade entre as regiões brasileiras, bem como entre a
área urbana e rural;
Segurança Alimentar e Nutricional
(PNAD)
» Disparidade entre as regiões brasileiras, bem como entre a
área urbana e rural;...
Segurança Alimentar e Nutricional
(PNAD)
» Disparidade entre as regiões brasileiras, bem como entre a
área urbana e rural;...
Segurança Alimentar e Nutricional
(PNAD)
• IBGE publicação resultados do levantamento suplementar da
PNAD 2004/2009 sobre ...
Segurança Alimentar e Nutricional
(PNAD)
• IBGE publicação resultados do levantamento suplementar da
PNAD 2004/2009 sobre ...
Assentamentos Rurais e Segurança
Alimentar e Nutricional
» EBIA
» Pesquisa no Assentamento Horto Vergel (GUERRERO,
2009)
»...
Assentamentos Rurais e Segurança
Alimentar e Nutricional
Pesquisa: Segurança Alimentar no Campo: Redesenhos
agroecológicos...
Pesquisa “Segurança Alimentar no
Campo”

O problema central da pesquisa foi a insegurança
alimentar de populações rurais, ...
Pesquisa “Segurança Alimentar no
Campo”
CONTORNOS METODOLÓGICOS
• Estudo transversal com população selecionada

• Amostra:...
Pesquisa “Segurança Alimentar no
Campo”
Assentamentos e Número de Famílias (2012)
Amostra Sorteada
MRH (IBGE)

Presidente
...
Pesquisa “Segurança Alimentar no
Campo”
Frequência dos Níveis de (in)Segurança Alimentar nas Famílias
Entrevistadas. Total...
Níveis de (In)Segurança Alimentar das Famílias Entrevistadas
dos Assentamentos Pesquisados Segundo a Escala Brasileira de
...
Níveis de (In)Segurança Alimentar das Famílias Entrevistadas
dos Assentamentos Pesquisados Segundo a Escala Brasileira de
...
Porcentagem de Titulares do Lote Segundo os Níveis de
Escolaridade e de (In)Segurança Alimentar. Assentamentos
Pesquisados...
Renda Média Mensal das Famílias Entrevistadas. Total dos
Assentamentos Pesquisados. 2011/2012.
Frequência
Absoluta

Porcen...
Níveis de (In)Segurança Alimentar Segundo a Renda Média Mensal
das Famílias Entrevistadas dos Assentamentos Pesquisados. E...
Considerações Finais

» Modelo de desenvolvimento historicamente adotado no Brasil
concentra a terra e a renda.

» Conquis...
Considerações Finais
» Apesar da precariedade dos assentamentos rurais,
pesquisas demonstram que as famílias assentadas
af...
Obrigada!
Sonia M. P. P. Bergamasco
sonia@feagri.unicamp.br

Universidade Estadual
de Campinas
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Assentamentos Rurais e Segurança Alimentar e Nutricional

794 views

Published on

Mesa redonda em comemoração ao Dia Mundial da Alimentação

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
794
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
17
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Assentamentos Rurais e Segurança Alimentar e Nutricional

  1. 1. Assentamentos Rurais e Segurança Alimentar e Nutricional Sonia M. P. P. Bergamasco – Feagri/UNICAMP Mesa Redonda – Dia Mundial da Alimentação Campinas, 16/10/2013
  2. 2. Introdução » Brasil: estrutura agrária extremamente concentrada » Forte estabilidade do Índice de Gini: » 1975 = 0,855 » 1985 = 0,858 » 1995/96 = 0,857 » 2006 = 0,856
  3. 3. Introdução » Importância dos assentamentos rurais: » Geração de emprego e renda; » Aumento na oferta de alimentos; » Diminuição do êxodo rural; » Melhoria da qualidade de vida.
  4. 4. Objetivo Analisar a melhoria da qualidade de vida e a promoção da segurança alimentar e nutricional das famílias assentadas.
  5. 5. Assentamentos Rurais e Qualidade de Vida » Pesquisa INCRA, 2010 (UFRGS e UFPel) » 804.867 famílias assentadas entre 1985/2008 » 16.153 entrevistas » 1.164 assentamentos rurais em todo o país
  6. 6. Assentamentos Rurais e Qualidade de Vida Percepção de Melhoria na Condição Após o Assentamento (Muito Melhor ou Melhor) % Saúde Renda 47,28% 63,09% Educação Moradia 73,5% Alimentação 64,86% 63,29% Fonte: INCRA, 2010
  7. 7. Segurança Alimentar e Nutricional – Escala Brasileira de Insagurança Alimentar » EBIA – Escala Brasileira de Insegurança Alimentar » Segurança Alimentar (SA) - quando não há restrição alimentar de qualquer natureza, nem mesmo a preocupação com a falta de alimentos no futuro; » Insegurança Alimentar Leve (IL) – situação que não é observada fome entre os membros da família, mas já enfrentando dificuldades no acesso aos alimentos. Identifica a preocupação relativa a possibilidade do alimento vir a faltar, além de problemas com a qualidade da alimentação; » Insegurança Alimentar Moderada (IM) – quando os adultos da família passam a sofrer restrições quantitativas na sua dieta; » Insegurança Alimentar Grave (IG) – situação na qual a restrição alimentar é de tal ordem que a fome é observada também entre crianças da família.
  8. 8. Segurança Alimentar e Nutricional (PNAD) • IBGE publicação resultados do levantamento suplementar da PNAD 2004/2009 sobre Segurança Alimentar. Brasil 2004/2009 65,0% 2004 69,8% 2009 18,0% 18,7% 9,9% S.A. I.A.L. 6,5% I.A.M. 7,0% 5,0% I.A.G.
  9. 9. Segurança Alimentar e Nutricional (PNAD) » Disparidade entre as regiões brasileiras, bem como entre a área urbana e rural;
  10. 10. Segurança Alimentar e Nutricional (PNAD) » Disparidade entre as regiões brasileiras, bem como entre a área urbana e rural;
  11. 11. Segurança Alimentar e Nutricional (PNAD) » Disparidade entre as regiões brasileiras, bem como entre a área urbana e rural; Urbano e Rural - 2004 66,6% Urbano 2004 Rural 2004 56,4% 17,7% 20,1% 13,9% 9,2% S.A. I.A.L. I.A.M. 6,5% 9,6% I.A.G.
  12. 12. Segurança Alimentar e Nutricional (PNAD) » Disparidade entre as regiões brasileiras, bem como entre a área urbana e rural; Urbano e Rural - 2009 70,6% Urbano 2009 64,9% Rural 2009 18,6% 19,6% 6,2% 8,6% S.A. I.A.L. 4,6% 7,0% I.A.M. I.A.G.
  13. 13. Segurança Alimentar e Nutricional (PNAD) • IBGE publicação resultados do levantamento suplementar da PNAD 2004/2009 sobre Segurança Alimentar. » Área rural apresentou Insegurança Alimentar (IA) superior ao verificado na área urbana. » Houve redução entre 2004 e 2009 da proporção de domicílios com moradores em situação de IA: » na área urbana caiu de 33,3% para 29,4%; » na área rural caiu de 43,6% para 35,1%. » No entanto, na área rural ocorreu redução da Insegurança Alimentar Leve, o que não foi verificado na área urbana.
  14. 14. Segurança Alimentar e Nutricional (PNAD) • IBGE publicação resultados do levantamento suplementar da PNAD 2004/2009 sobre Segurança Alimentar. » A desigualdade regional permanece na Insegurança Alimentar Grave nas regiões Norte e Nordeste. » 9,6 milhões de pessoas moradoras em áreas rurais viviam em domicílios com restrição quantitativa de alimentos em 2004, caindo em 2009 para 7 milhões de pessoas. » Em 2004, 3,4 milhões delas conviveram com a experiência de fome e em 2009 esse valor cai para 2,9 milhões de pessoas.
  15. 15. Assentamentos Rurais e Segurança Alimentar e Nutricional » EBIA » Pesquisa no Assentamento Horto Vergel (GUERRERO, 2009) » 70,1% dos assentados estavam em condições de “garantia alimentar” » S.A. = 34,5% » I.L. = 35,6% » I.M. = 19,5% » I.G. = 10,4%
  16. 16. Assentamentos Rurais e Segurança Alimentar e Nutricional Pesquisa: Segurança Alimentar no Campo: Redesenhos agroecológicos da produção em áreas de assentamento e remanescentes de quilombos - (Edital CNPq/MCT 19/2010), sob coordenação da Dra. Julieta T. A. de Oliveira – Feagri/UNICAMP. • • • • • • • • • Sonia M. P. P. Bergamasco Ana Maria Segall Correa Maristela Simões do Carmo Marcia R. Oliveira Andrade Valeria Comitre Letícia Leon-Marin Kellen Maria Junqueira Vanilde Ferreira de Souza Anne Kepple • • • • • • • • • Lourival Moraes Fidelis Taísa Marotta Brosler Regina A. Leite de Camargo Fernando R. P. de Andrade Érika de Souza Oliveira Francine de Camargo Procópio Giovanna Garcia Fagundes Iris Cecilia Guerrero Ricardo Serra Borsatto
  17. 17. Pesquisa “Segurança Alimentar no Campo” O problema central da pesquisa foi a insegurança alimentar de populações rurais, especificamente assentados rurais e quilombolas, e a proposição de abordá-lo para a perspectiva de redesenhos dos sistemas produtivos com base nos princípios da agroecologia.
  18. 18. Pesquisa “Segurança Alimentar no Campo” CONTORNOS METODOLÓGICOS • Estudo transversal com população selecionada • Amostra: 300 famílias em cada grupo (95% de intervalo de confiança para estimar prevalências de insegurança alimentar) • Pesquisa quanti-quali: questionários estruturados de aplicação direta com as famílias, caminhadas transversais para estudo da paisagem e entrevistas semiestruturadas com interlocutores escolhidos (moradores mais antigos, lideranças formais e informais, extensionistas, profissionais de prefeituras),.
  19. 19. Pesquisa “Segurança Alimentar no Campo” Assentamentos e Número de Famílias (2012) Amostra Sorteada MRH (IBGE) Presidente Prudente Campinas/ Limeira/ Piracicaba Sorocaba/ Itapeva Caraguatatuba/ São José dos Campos TOTAL Amostra Efetiva Famílias assentadas Município Famílias entrevistadas 23 Teodoro Sampaio 18 Euclides da Cunha Pres. Epitácio Pres. Bernardes Araras 4 50 142 45 6 14 46 30 Araras 42 136 35 4 14 26 18 Ipanema (área II) 65 Iperó 34 Tremembé 97 Tremembé 79 Nome do Assentamento Sto. Antonio dos Coqueiros Rancho Alto Lagoinha Palu Araras 1 Araras 2 Araras 3 518 Araras Araras Araras 406
  20. 20. Pesquisa “Segurança Alimentar no Campo” Frequência dos Níveis de (in)Segurança Alimentar nas Famílias Entrevistadas. Total de Assentamentos Pesquisados. 2011/2012. Frequência Absoluta Porcentual (%) Segurança (S A) 276 68 Insegurança Leve (I Leve) 83 20,4 Insegurança Moderada (I Moderada) 28 6,9 Insegurança Grave (I Grave) 4 1 Não respondeu 15 3,7 Total 406 100 Nível de (In)Segurança Alimentar
  21. 21. Níveis de (In)Segurança Alimentar das Famílias Entrevistadas dos Assentamentos Pesquisados Segundo a Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA). 2011/2012.
  22. 22. Níveis de (In)Segurança Alimentar das Famílias Entrevistadas dos Assentamentos Pesquisados Segundo a Escala Brasileira de Insegurança Alimentar Pregressa (EBIA-Pregressa). 2011/2012. Resposta Positiva Assentamento N Comia menos do que achava que devia Deixava de fazer uma refeição Araras I Araras II Araras III Araras IV Conquista Ipanema Sto. Antonio Coqueiros Lagoinha Palu Rancho Alto 4 14 26 18 79 34 50% 7% 31% 33% 35% 44% 0% 7% 27% 39% 33% 29% Ficava um dia sem comer ou fazia apenas uma refeição 0% 7% 19% 22% 18% 24% 18 28% 17% 11% 136 35 42 36% 43% 43% 26% 37% 31% 24% 34% 31%
  23. 23. Porcentagem de Titulares do Lote Segundo os Níveis de Escolaridade e de (In)Segurança Alimentar. Assentamentos Pesquisados. 2011/2012. Escolaridade Níveis de (In)Segurança Alimentar SA I Leve Analfabeto e Analfabeto Funcional 9,8 13,3 10,7 25 Ensino Fundamental Completo e Incompleto 62,3 65,1 57,1 50 Ensino Médio Completo ou Incompleto 13,4 15,7 21,4 0 Ensino Médio Técnico Incompleto 0,4 0 0 0 Ensino Superior Completo e Incompleto 1,8 0 0 0 Ensino de Jovens e Adultos 1,1 0 0 0 Não respondeu 11,2 6 10,7 25 100% 100% 100% 100% Total I Moderada I Grave
  24. 24. Renda Média Mensal das Famílias Entrevistadas. Total dos Assentamentos Pesquisados. 2011/2012. Frequência Absoluta Porcentual (%) Até R$ 545,00 (até 1 SM) 67 16,5 De R$ 545,01 até R$ 1.090,00 (1,1 a 2,0 SM) 134 33 De R$ 1.090,01 até R$ 1.635,00 (2,1 a 3,0 SM) 83 20,4 De R$ 1.635,01 até R$ 2.180,00 (3,1 a 4,0 SM) 34 8,4 De R$ 2.180,01 a R$ 2.725,00 (4,1 a 5,0 SM) 16 3,9 De R$ 2.725,01 a R$ 3.270,00 (5,1 a 6,0 SM) 9 2,2 R$ 3.270,01 ou mais (6,1 SM ou mais) 15 3,7 Não respondeu 48 11,8 Total 406 100 Renda Mensal Média
  25. 25. Níveis de (In)Segurança Alimentar Segundo a Renda Média Mensal das Famílias Entrevistadas dos Assentamentos Pesquisados. Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA). 2011/2012.
  26. 26. Considerações Finais » Modelo de desenvolvimento historicamente adotado no Brasil concentra a terra e a renda. » Conquista da terra - caminho para reverter a situação de pobreza e, consequentemente, diminuir os índices de insegurança alimentar no meio rural brasileiro; » A produção para o autoconsumo realizada nos assentamentos contribui para minimizar a situação de insegurança alimentar.
  27. 27. Considerações Finais » Apesar da precariedade dos assentamentos rurais, pesquisas demonstram que as famílias assentadas afirmam que suas vidas melhoraram. » Pesquisas demonstram que o nível de Segurança Alimentar nos assentamentos é superior à Insegurança Alimentar.
  28. 28. Obrigada! Sonia M. P. P. Bergamasco sonia@feagri.unicamp.br Universidade Estadual de Campinas

×