Valores, Vivencias E Quotidiano Na Idade Media

8,486 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Valores, Vivencias E Quotidiano Na Idade Media

  1. 2. Introdução <ul><li>Com este trabalho pretendemos aprofundar o estudo da arte gótica (catedral de Notre Dame), universidades medievais e a cultura cortesã. </li></ul>
  2. 3. Índice <ul><li>Arte Gótica: </li></ul><ul><li>Catedral de Notre Dame; </li></ul><ul><li>Diferenças entre Gótico e Românico. </li></ul><ul><li>Ensino Medieval: </li></ul><ul><li>Incremento das instituições de ensino; </li></ul><ul><li>Universidades. </li></ul><ul><li>Cultura cortesã </li></ul><ul><li>Conclusão </li></ul>
  3. 4. Arte Gótica Gárgula (neogótica) da Catedral de Notre-Dame em Paris.
  4. 5. Catedral de Notre Dame de Paris A Catedral de Notre Dame, localizada em Paris, capital de França foi construída em 1163 e é considerada uma das mais antigas catedrais em estilo gótico neste país. A sua ligação ao ideal gótico é visível no seu esplendor, nas necessidades e aspirações da sociedade da altura, a uma nova abordagem da catedral como edifício de contacto e ascensão espiritual. Vista frontal da Catedral Pormenor da fachada oeste Vista sudoeste Vista interior da nave
  5. 6. Planta Da Catedral De Notre-Dame
  6. 8. Diferenças entre Arte Românica e Arte Gótica Exemplos em Portugal: Mosteiro da Batalha – Arte Gótica Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra – Arte Manuelina com vestígios Românicos
  7. 10. Ensino Medieval
  8. 11. Incremento das instituições de ensino <ul><li>O ensino da época estava a cargo dos eclesiásticos que, na maior parte dos casos, procuravam apenas ensinar a ler, escrever e contar. </li></ul><ul><li>As principais escolas eram: </li></ul><ul><li>Escolas catedrais ou episcopais eram dirigidas por um cónego sob a tutela dos bispos; </li></ul><ul><li>Escolas monacais ou conventuais funcionavam nos mosteiros; </li></ul><ul><li>Escolas de colegiada destinadas aos alunos pobres; </li></ul><ul><li>Escolas paroquiais sob a direcção dos párocos. </li></ul>
  9. 12. Universidades <ul><li>As Universidades ou Estudos Gerais foram criadas no século XII e eram destinadas aos alunos que pretendessem aprofundar os seus conhecimentos e desta forma, ter uma formação mais completa. </li></ul><ul><li>Tiveram o apoio dos Papas, que também tinham autoridade para a sua formação. </li></ul><ul><li>A fundação de Universidades deveu-se a: </li></ul><ul><li>crescimento demográfico e maior afluxo de alunos às escolas tradicionais; </li></ul><ul><li>o aumento das heresias e a necessidades que a Igreja sentiu de aumentar a formação intelectual dos seus clérigos, de modo a estarem preparados para os combaterem; </li></ul><ul><li>os progressos técnicos e culturais da época, que tornaram necessário diversificar e aprofundar as matérias de ensino. </li></ul>Plano de estudos de uma Universidade ou Estudos Gerais
  10. 13. Universidade de Coimbra Universidade Oxford
  11. 14. Cultura Cortesã <ul><li>Conjunto de manifestações culturais que se desenvolviam nas cortes senhorias ou régias. Em Portugal, a cultura laica e profana começou por se afirmar nas cortes senhorias, onde circulavam a poesia trovadoresca. Nos reinados de D. Afonso III e D. Dinis, a corte régia era o principal centro desta cultura, que atingiu grande desenvolvimento. </li></ul>
  12. 15. No Sul de França, na Provença, desenvolveu-se uma poesia lírica em que os trovadores, geralmente nobres, compunham poesias que consagravam as regras do amor cortês e introduziam na relação amorosa o vocabulário e as atitudes feudais. Na península ibérica, nas cantigas de amor , composições aristocráticas, próximas da poesia provençal, o poeta exprimia o sentimento pela dama cortejada. Nas cantigas de amigo , características do noroeste peninsular e anteriores a influencia provençal, o poeta exprimia-se no feminino, em geral lamentando a ausência do amado. Nas cantigas de escárnio e maldizer , geralmente humorísticas e por vezes agressivas, satirizavam-se comportamentos que eram considerados indignos da nobreza. Muitas criticavam o membros da pequena fidalguia, promovidos á nobreza de corte de D. João III. As novelas e romances de cavalaria difundiam também os valores e os modelos de comportamento do nobre.
  13. 16. Conclusão <ul><li>Com este trabalho podemos consolidar os nossos conhecimentos sobre os valores, vivências e quotidiano da idade média. </li></ul><ul><li>A abordarmos o tema da arte gótica, podemos aprender como eram as características da arquitectura gótica e o modo de pensar. </li></ul><ul><li>Também concluímos que a fundação das universidades medievais foi uma medida importante, pois fez com que as populações da idade média fossem mais escolarizadas. </li></ul>
  14. 17. Bibliografia
  15. 18. Trabalho elaborado por: <ul><li>Ana Sofia Lage nº5 </li></ul><ul><li>Ana Teresa Ribeiro </li></ul><ul><li>Catarina Sousa </li></ul><ul><li>Sara Marlene Vieira nº24 </li></ul><ul><li>10ºH </li></ul>

×