Relatório de propostas da x conferencia municipal de saúde de sarandi

2,913 views

Published on

X Conferencia Municipal de Saúde

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,913
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
73
Actions
Shares
0
Downloads
52
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Relatório de propostas da x conferencia municipal de saúde de sarandi

  1. 1. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F PROPOSTAS DA X CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS / SUBEIXOS PROPOSTAS AÇÕES M E F “...O SUS que temos...é o SUS que Queremos?! Atenção Básica de Saúde Consultas & Exames e Acolhida Usuário Distribuir senhas de consultas com um dia de antecedência, preferencialmente na parte da tarde a fim de evitar que a população tenha que sair de madrugada arriscando sua segurança. X Criar mecanismos que permitam o cumprimento da carga horária contratada ou aumento do número de consultas, no que diz respeito ao atendimento clínico. X Prestar atendimento humanizado com resolutividade e integralidade, oferecendo informação a respeito do fluxo da atenção básica (2) X
  2. 2. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F Qualificar os servidores para o atendimento do público com qualidade (3) X X Ampliar as cotas de exames de acordo com a população adscrita pela Unidade de Saúde (4) X Garantir ao usuário o acesso a todos os níveis de atenção, bem como, exames laboratoriais, imagem e outros exames complementares. (2) X X Ampliar o horário de funcionamento das UBS. X Ampliação da cobertura de ESF, implantação do NASF Aumentar o número das equipes de ESF com cobertura total, devidamente identificada, com o transporte para as visitas domiciliares. X Implantação dos NASFs (Núcleo de Apoio Saúde da Família). X X Inalação Ativar a sala de inalação para atender a demanda da UBS, diminuindo o fluxo da UPA (4) X
  3. 3. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F Estrutura física da unidade de saúde não atende as necessidades de promoção da atenção básica (2); Garantir o cumprimento das exigências legais pertinentes à construção e manutenção da estrutura física da unidade de saúde. X X Construir novas unidade básica de saúde, garantindo a adequação do espaço físico, respeitando o padrão do Ministério de Saúde na perspectiva da implementação da Política de Humanização, conferindo aos profissionais condições de trabalho adequadas. X Garantir ambiência adequada para realizar acolhimento. X Acessibilidade Oferecer condições adequadas de ambiência aos usuários, quando estes estiverem no aguardo do atendimento nas unidades de saúde (a unidade não conta com banheiro adequado a deficientes). X X Atendimento ginecológico e obstétrico na UBS. Proporcionar o atendimento de ginecologia e obstetrícia na UBS. X X Atendimento clínico integral nas unidades Criar mecanismos onde seja possível o atendimento médico em período integral na UBS. X Marcar consultas todos os dias; X X
  4. 4. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F Atendimento dispensado pelo setor de ambulância Implantar central de Ambulância no municipio; com implementação de um numero especifico e aumento da frota X Protocolos de atendimento Implantar normas e rotinas das atividades realizadas na atenção básica. X - Estrutura física da unidade de saúde não atende as necessidades de promoção da atenção básica; Ampliar a unidade básica de saúde, garantindo a adequação do espaço físico, respeitando o padrão do Ministério de Saúde na perspectiva da implementação da Política de Humanização, conferindo aos profissionais condições de trabalho adequadas. X X X Acessibilidade; Garantir ambiência adequada para realizar acolhimento dos deficientes; X Ampliação de cobertura da Estratégia Saúde da Família; Ampliar a cobertura de ESF, a fim de aumentar a cobertura territorial no município. X X Classificação de risco na UBS; Implantar classificação de risco nas UBSs X Organizar iniciativas de capacitação para as equipes da Atenção Básica, transmitindo Definir e caracterizar o usuário, os serviços e o fluxo de atendimento em Saúde Mental no município de Sarandi; X
  5. 5. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F conteúdos teóricos e práticos relacionados à Saúde Mental. Desenvolver encontros onde serão discutidos temas relacionados à Saúde Mental e o funcionamento da rede de serviços em Saúde Mental no município de Sarandi; X Oferecer orientações aos atendentes e recepcionistas a respeito do usuário dos serviços de Saúde Mental e formas de acolhimento e encaminhamento X Saúde Mental Melhoria na estrutura do CAPS II, em caráter de URGÊNCIA. X Maior autonomia para o coordenador do CAPS II poder desenvolver seu trabalho de acordo com as necessidades dos usuários do CAPS II. X Participação dos gestores e sociedade civil nas reuniões com os familiares, sempre que convidados. X Elaboração de um protocolo de Saúde Mental para o município de Sarandi. X
  6. 6. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F Elaboração de Protocolos clínicos para o atendimento dos casos de AD. X Implantação do COMAD-SARANDI. X Implantação do CAPS A/D II para Sarandi. X X X Desenvolvimento de grupos de Terapia Comunitária através dos ACS, ESF e demais profissionais de saúde. X Formulação do projeto Consultório na Rua, em parceria com as Secretarias de Assistência Social e de educação. X Definir e caracterizar o usuário, os serviços e o fluxo de atendimento em Saúde Mental no município de Sarandi; X Desenvolver encontros onde serão discutidos temas relacionados à Saúde Mental e o funcionamento da rede de serviços em Saúde Mental no município de Sarandi; X
  7. 7. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F Oferecer orientações aos atendentes e recepcionistas a respeito do usuário dos serviços de Saúde Mental e formas de acolhimento e encaminhamento X Organizar e apoiar campanhas preventivas e/ou informativas sobre temas relacionados à saúde mental (Dia da Luta Antimanicomial, Semana de Saúde Mental, Dia de combate e prevenção às Drogas); X Realizar ações e apoiar projetos e programas realizados por outros setores, tais como Secretarias de Assistência Social, Educação, Cultura e Juventude, etc. X Mobilizar e apoiar ações para a criação do Comitê Municipal de Saúde Mental. X Realizar visitas domiciliares compartilhadas com ACS e outros profissionais da Atenção Básica, de forma a auxiliar na identificação de portadores de sofrimento psíquico, condução de casos e orientação familiar. X
  8. 8. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F Participar mensalmente das reuniões entre os profissionais de Saúde Mental que atuam na rede municipal para a discussão de estratégias com o objetivo de consolidar a rede psicossocial; X Participar semanalmente das reuniões de equipe juntamente com as Psicólogas do NIS III; X Organizar mensalmente reuniões com as ESF e ACS para a discussão de casos e matriciamento; X Identificar possibilidades para o levantamento dos dados junto às fontes disponíveis na rede municipal; X Realizar levantamento dos dados disponíveis e a tabulação dos mesmos; X Gerar índices a partir dos dados coletados e promover a sua divulgação. X
  9. 9. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F Participar dos procedimentos necessários para a implantação do CAPS AD; X Realizar e apoiar encontros e grupos com famílias, enfatizando a importância do apoio familiar, trabalhando o vinculo e colocando- as como parcerias no tratamento. X Organizar e ministrar oficinas temáticas nas escolas municipais e estaduais (sexualidade, orientação vocacional, entre outros); X Organizar e apoiar grupos de orientação a pais (educação dos filhos, violência, entre outros); X Planejar e organizar grupos junto à comunidade, que possibilitem um espaço de fala e escuta, onde se promova a troca de experiências e o empoderamento do usuário. X Apoiar a implementação de novos procedimentos no setor de Psicologia de forma a identificar e encaminhar pacientes para outros atendimentos e diminuir o tempo de espera pelo atendimento através de triagens e plantão psicológico. X
  10. 10. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F Auxiliar na organização do fluxo de encaminhamentos em Saúde Mental; X Receber e responder aos ofícios do Poder Judiciário referente aos noticiados encaminhados para o cumprimento de Medidas Educativas; X Organizar e coordenar os grupos de PCME; X Realizar entrevistas de triagem com os noticiados; X Orientar e acompanhar a frequência de cada noticiado; X Informar através de ofícios o Poder Judiciário sobre o andamento das medidas. X Analisar através da triagem a demanda dos pacientes que estão na fila de espera para psicoterapia e posteriormente avaliar que tipo de atendimento é o mais indicado, e possível de realização, para o caso. X Fazer avaliação psicológica dos pacientes que necessitarem da mesma, segundo solicitação do caso (equipe pedagógica, neurologia, psiquiatria, casos de cirurgia bariátrica, etc.). X
  11. 11. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F Realizar grupos terapêuticos conforme demanda avaliada após as triagens. X Realizar visitas domiciliares com assistente social sempre que necessário. X Desenvolver grupos informativos de acordo com a demanda da triagem. X Desenvolver grupos com os pais das crianças que buscaram atendimento psicológico. X Desenvolver grupo com gestantes. X Trabalhar a educação permanente com os funcionários que trabalham com a saúde, juntamente com outros setores. X Trabalhar a educação permanente com a equipe do Programa de DST/AIDS da Secretaria Municipal de Saúde. X Realizar trabalho preventivo sobre DSTs nos colégios estaduais do município de Sarandi. X Realizar palestras nas escolas municipais em parceira com a Secretaria de Educação. X Melhoria na estrutura do CAPS II, em caráter de URGÊNCIA. X
  12. 12. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F Maior autonomia para o coordenador do CAPS II poder desenvolver seu trabalho de acordo com as necessidades dos usuários do CAPS II. X Participação dos gestores e sociedade civil nas reuniões com os familiares, sempre que convidados. X Elaboração de um protocolo de Saúde Mental para o município de Sarandi. X Elaboração de Protocolos clínicos para o atendimento dos casos de AD. X Implantação do COMAD-SARANDI. X Implantação do CAPS A/D II para Sarandi. X Desenvolvimento de grupos de Terapia Comunitária através dos ACS, ESF e demais profissionais de saúde. X Formulação do projeto Consultório na Rua, em parceria com as Secretarias de Assistência Social e de educação. X Atenção à Média e Alta Complexidad e; Especialidades Diminuir o tempo de espera pelas consultas especializadas e exames X X Aumentar o Valor e Numero da Cota SUS para Exames e AIHs (2) X X
  13. 13. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F Os formandos na area desaúde em entidades publicas (Estaduais e federais) após conclusão do curso, prestar serviço aos municípios, tal serviços públicos remunerados, por no mínimo 02 anos por município. X X Proporcionar coleta laboratorial descentralizada nas UBS X Agilizar acesso a alta complexidade – cirurgias – oferta menor que a demanda (ex: cirurgias ortopédicas e adenóide) (2) Melhorar e ampliar o acesso àsespecialidades, oferecendo diagnóstico e tratamento de qualidade (3) X X Garantir ao usuário o acesso a todos os níveis de atenção, bem como, exames laboratoriais, imagem e outros exames complementares (2) Ampliar e agilizar o acesso a especialidades (consultas e cirurgias), tais como ortopedia, cardiologia oftalmologia, dermatologia, neurologia clínica, psiquiatria entre outras (2) X X X
  14. 14. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F Saúde Bucal Ampliar o atendimento da saúde bucal, abrangendo o público adulto (5) X Criar mecanismos visando minimizar o tempo de espera da agenda infantil (5) X Garantir assistência da saúde bucal para toda a população. X Implantação e construção do CEO - Centro de especialidade odontológica;implantação do centro de Especialidades Médicas de Sarandi. X X Implementação de Consultórios Odontológico na UBS. X X X Prever no projeto da reforma da unidade básica, sala para tratamento odontológico; X X Construir sala odontológica na UBSe contratar recursos humanos. X X X Saúde do Idoso Implementar as políticas da saúde do idoso. X Implantar o Centro Dia do Idoso, para os casos de idosos que necessitam de cuidados no decorrer do dia, retornando estes para sua casa para pernoitar. X X
  15. 15. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F Implementar as ações de geração de renda para idosos e familiares dos usuários do CAPS II, em parceria com a secretaria de Assistência Social, e outros Programas existentes no município. X Atendimento de urgência e emergência Construir uma UPA na região da Zona Norte. X X Ampliar e Disponibilizartransporte (ambulância, SAMU) em maior número para atendimento de urgência. X X Assistência Farmacêutic a; Medicamentos, materiais de curativos e fraldas. Informatizar a rede de atenção básica e implantar prontuários eletrônicos para um melhor controle de entrada e saída de medicamentos e materiais. (4) X Abastecimento das medicações de uso contínuo; Garantir o abastecimento dos medicamentos previstos pelo município na unidade de saúde. (5) X X controlar os medicamentos de dispensação controlada; X X controlar a saída de medicamentos com entrega segura em cada unidade de dispensação final;
  16. 16. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F Gestão do SUS; Parceria com universidades Realizar parcerias com as universidades fornecendo transporte para visitas domiciliares de acordo com a necessidade da população; ex: fisioterapia, psicologia, nutrição, etc. X X X Saúde do trabalhador Consolidação da insalubridade a todos os profissionais de saúde. X X X Insuficiência de recursos materiais, recursos humanos e transporte para execução das ações de saúde; Possibilitar condições para que as equipes de atenção à saúde possam exercer as ações de promoção, prevenção e recuperação da saúde, como a garantia de transporte para realização de visitas domiciliares (2) X X Garantir as condições materiais, técnicas e administrativas para o funcionamento adequado da unidade básica de saúde; X Contratação de recurso humano em quantidade suficiente para a garantia da prestação de serviço com resolutividade, integralidade e humanização (3) X Adquirir mobiliário, instrumentos e materiais de qualidade, respeitando as necessidades dos serviços, garantindo maior durabilidade. X
  17. 17. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F Informatização Informatizar a rede de saúde pública, melhorando a comunicação e integração dos serviços de saúde. (6) X Intersetorialidade Desenvolver ações em conjunto integrando projetos e redes de apoio com outros setores e políticas públicas. X X X Maior acesso ao fluxo de informação na atenção básica X X X Qualificar os servidores para compartilhamento de informaçoes intra e transdepartamentais e intersetorial para o atendimento do público com qualidade. X X Financiamento da Saúde Saúde + 10 X Qualidade dos materiais, equipamentos e instrumentos adquiridos; Adquirir mobiliário, instrumentos e materiais de qualidade, respeitando as necessidades dos serviços, garantindo maior durabilidade. X
  18. 18. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F ÁREA DE ESTOQUE E DISPENSAÇÃO: ter profissionais adequados: enfermeiro, farmacêutico, médico, administrador e economista/contador, almoxarifes/ estoquistas; X ter condições físicas de armazenagem adequadas; X trabalhar com curva abc ou similar; X controlar a entrada e saída de produtos; X controlar o prazo de validade dos produtos; X Criar comissão multiprofissional de controle de qualidade para materiais e equipamentos licitados para a Saúde (CQME) X controlar a entrada, saída e armazenagem em cada unidade de consumo. X RH – TRABALHADORES DA SAÚDE: ter profissionais necessários: administrador e economista/contador e outros profissionais da área da saúde; X ter a relação de todos os cargos- função da área da saúde autorizados pela Câmara; X ter a relação do local de trabalho e carga horária de todos; X
  19. 19. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F ter plano cargos-salários e carreira da saúde; X X ter sistemas implantados de verificação das horas extras (alerta quando mais de 20% e diminuição quando ultrapassar 30%), diárias, vale-transporte, vale-alimentação; X ter rotinas para recrutamento de pessoal, seleção pública, provas, contratação, educação permanente; X Adequar a remuneração do agente comunitário de saúde com o valor integral do incentivo de custeio a implantação de ACS. X Incluir o adicional de insalubridade ao agente comunitário de saúde. X X X
  20. 20. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F Implementar e Funcionalizar melhorias no Plano de Cargos, Carreiras e salários atráves de Comissõoes, Comitês e Câmara Técnicas. X X X contratar todos os servidores por meio de concurso público e sem nenhuma contratação terceirizada de mão de obra nas atividades-fim. X ADMINISTRAÇÃO DE TRANSPORTE: ter profissionais necessários: administrador, engenheiro, mecânico de autos e outros afins à administração de veículos; X buscar melhor custo-benefício: frota própria, locação de veículos, aluguel esporádico de táxis, veículos próprios de funcionários; X ter rotinas de trabalho específicas: documentação, seguro, histórico dos veículos, habilitação dos condutores; treinamentos de direção defensiva e outros X ter controles: saída de veículos, controle de quilometragem, uso de combustível, lubrificantes, troca de X
  21. 21. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F pneus; fazer revisões periódicas de rotina, consertos, serviços de manutenção próprios e contratados; X verificar se existe controle público institucional e social sobre os locados e instituições locadoras. X Controle Social Participação Popular Institucionalização dos Conselhos Locais de Saúde em cada Ubs Municipal (7) X Garantirautonomia administrativa para o pleno funcionamento do CMS - Sarandi, dotação orçamentária, autonomia financeira e organização da Secretaria Executiva com necessária infra-estrutura e apoio técnico administrativo, em atendimento X Desenvolver Plano de Trabalho ou Ação e Plano de Aplicação dos Recursos do Orcámento do Conselho para 2014 X
  22. 22. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F Calendário de Reuniões Anuais pactuando as Propostas Deliberadas nas Conferências Municipais X O CMS - Sarandi obter um Técnico Administrativo coordenada por pessoa preparada para a função, para o suporte técnico e administrativo, subordinada ao Plenário do Conselho Municipal de Saúde de Sarandi, que definirá a sua estrutura e dimensão X Comissões intersetorial junto ao CMS e os demais conselhos para acompanhamento das propostas deliberada nas Conferencias Municipais. X Implementação da Ouvidoria Municipal de saúde e Disk Conselho (7) X Capacitações continuadas para Conselhereios (6) X X
  23. 23. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F
  24. 24. DATA E LOCAL DE REALIZAÇÃO TEMA EIXOS QUESTÕES DEBATIDAS PROPOSTAS AÇÕES M E F TOTAL PROPOSTAS: 201 Atenção Básica de Saúde , 91 Atenção à Média e Alta Complexidade;, 33 Gestão do SUS; , 40 Assistência Farmacéutica, 12 Controle Social, 25

×